Análise Arkade: Gang Beasts traz pancadaria e zoeira (agora também ao PS4)

Gang Beasts se tornou muito famoso nos PCs, especialmente pelos vídeos de Youtubers e streamers famosos se degladiando com os desajeitados bonequinhos do game. No final do ano passado, a Double Fine trouxe o jogo ao Playstation 4, e é claro que a gente foi ver como essa zoeira fica no console!

Para quem não sabe, Gang Beasts é um brawler de pancadaria onde personagens de pernas curtas e braços compridos devem se sair na porrada em arenas com elementos interativos. Há moedores de carne, esteiras rolantes, incineradores e abismos, nos quais os jogadores devem jogar uns aos outros para vencer.

Para deixar tudo ainda mais maluco, a pancadaria pode ser do tipo “todos contra todos” ou em equipes, e há até uma modalidade de futebol, onde o objetivo (obviamente) é fazer gols.

Gameplay

Não espere a pancadaria típica de um jogo de luta, porém: os bonecos são molengas, e não podem fazer muita coisa além de dar cabeçadas e agarrões. Os dois braços podem ser controlados separadamente, e agarrar-se aos adversários para evitar quedas rende momentos simplesmente hilários.

Ainda que a pancadaria em si não seja realmente complexa, a arte de atirar os inimigos nas armadilhas/abismos é um bocado trabalhosa: você precisa nocautear o inimigo, segurá-lo com as duas mãos, levantá-lo sobre a cabeça para então tentar jogá-lo para fora da arena. Claro que ele pode se agarrar — inclusive no seu boneco — para tentar escapar, o que dificulta um pouco as coisas.

O gameplay simples e acessível torna Gang Beasts caoticamente divertido: esse é aquele tipo de jogo para reunir a galera, com uns bons petiscos e bebidas, e se deixar levar pela imprevisibilidade das batalhas, que podem rolar entre até 4 jogadores simultâneos localmente.

Se você não tiver ninguém para jogar localmente contigo, não se desespere, pois o game possui um modo online para até 8 jogadores, onde podemos buscar partidas para jogar com ilustres desconhecidos. Não é assim tão divertido quanto o multiplayer de sofá com os amigos, mas é igualmente caótico e imprevisível, ainda mais com 8 bonecos se estapeando na tela.

Confira uma das raras partidas em que consegui sair vitorioso no modo online:

Audiovisual

Gang Beasts é um jogo sobre a zoeira. É impossível jogar mais do que alguns minutos sem dar umas boas risadas, simplesmente porque o conjunto da obra — física meio realista + bonecos desajeitados — deixa tudo muito absurdo, e o visual cartunesco casa muito bem com essa proposta: algumas mortes são bem dolorosas, mas sem sangue nem nada do tipo, tudo vira bagunça e diversão.

Tal qual Human Fall Flat, boa parte desses absurdos vêm da aparência dos personagens: molengas e desajeitados, eles são divertidos por si só, e ainda contam com skins muito legais, com fantasias de policial, operário, frango, tubarão e até Rick e Morty!

Um detalhe bacana é que você pode customizar seu avatar, misturando cabelos, chapéus, bigodes e roupas para criar um personagem realmente único. Não temos centenas de opções disponíveis, mas as combinações conseguem criar algo no mínimo divertido.

O som não necessariamente se destaca, simplesmente cumpre seu papel. O melhor são os efeitos sonoros, então você não vai perder muita coisa se deixar sua playlist favorita rolando durante as partidas, sem que ela interfira no áudio do gameplay em si.

Conclusão

Gang Beasts é diversão garantida, desde que você tenha pessoas para jogar com você. De preferência na mesma sala, pois tal qual Overcooked e outros multiplayers do tipo, este é o jogo perfeito para dar boas risadas com os amigos, entre salgadinhos, biscoitos e bebidas. E, mesmo online, ele ainda entrega sua parcela de risadas e maluquices.

Um jogo simples, mas que ganha pontos justamente por sua simplicidade: é isso e ponto, ele não tenta te enganar nem ser mais do que realmente é. Praticamente um party game disfarçado de brawler, Gang Beasts é capaz de entreter pessoas de diferentes idades, sejam elas gamers ou não.

Gang Beasts chegou ao Playstation 4 no dia 12 de dezembro. O game já está disponível há muito tempo nos PCs.