Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series – The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

12 de fevereiro de 2015
Autor: Henrique Gonçalves

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

A Telltale Games inicia o ano com o mais novo episódio da série Game of Thrones, intitulado The Lost Lords, ele continua a história da Casa Forrester após os acontecimentos de Iron From Ice. E você pode agora conferir a nossa análise!

No final de 2014 recebemos dois novos jogos da Telltale Games de franquias já estabelecidas, dentre eles, vimos o primeiro episódio de Game of Thrones A Telltale Game Series e conhecemos Westeros na pele da família Forrester, uma brava e honesta Casa que entrou um rápido declínio após os eventos do Casamento Vermelho.

O primeiro episódio, intitulado Iron From Ice, introduziu uma série de personagens desta família e nos colocou com o dever de reerguê-la mais uma vez como a robusta Casa aliada aos Starks. Este episódio terminou em um ponto alto no melhor estilo de Game of Thrones, mostrando que os seus inimigos não estão para brincadeira e todos os personagens são tão frágeis quanto a série que o jogo se inspirou.

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

O segundo episódio, The Lost Lords, prometeu definir mais personagens desta família após o trágico final. Mas antes de começar esta resenha, quero dar aviso de spoilers por falar dos eventos que ocorreram em Iron From Ice e da sinopse de The Lost Lords. Não irei falar sobre os maiores momentos mas fica o aviso para quem não quer saber de nada do jogo. E já que estamos aqui, aproveite e leia a nossa análise do primeiro episódio:

Análise Arkade: Os dramas de Game of Thrones A Telltale Game Series – Iron From Ice (Season 1, Ep. 1)

UMA LONGA E TORTUOSA JORNADA

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

The Lost Lords é uma consequência direta (em todos os sentidos da palavra) do que tivemos no final do primeiro episódio, a sensação é como se tudo voltasse para a estaca zero onde ainda estamos procurando aliados e tentando renovar a Casa Forrester. Desta vez o jogo nos deixa controlar Mira e Gared mais uma vez, além de Asher e Rodrik pela primeira vez.

Cada um dos quatro personagens jogáveis nos dão certos atrativos para continuar a história sem deixá-la cansativa, algo que as vezes fica bem evidente. Descobrimos que Rodrik ficou vivo após o massacre do primeiro episódio e sua missão começa a se situar em torno de Ironrath; Enquanto isso temos o renegado Asher que está Yunkai, três dias após a liberação dos escravos feita pela Daenerys Targaryen; No front gelado temos Gared Tuttle indo para A Muralha e conhecendo Jon Snow e a ordem dos Night’s Watch; E por último temos o mais interessante dos três, Mira, que continua crescendo como personagem e mostrando um lado bem feroz de sua personalidade.

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

Todos os quatro personagens tem seus objetivos pré definidos, e talvez por isso que este episódio parece ser mais longo dos que os outros. Mesmo tendo várias batalhas no lado da história de Asher, The Lost Lords dá uma sensação de lentidão onde todos os personagens estão fazendo algo mas sem um resultado real para mostrar ao jogador até o final do episódio, deixando na esperança de que o próximo levante e pegue todo o potencial perdido de The Lost Lords.

LEVANDO PARA UM CAMINHO SEM CONCLUSÃO

Um dos motivos de tudo parecer mais lento que o normal é justamente pelo que aconteceu no final do primeiro episódio, por isso a história de Rodrik em Ironrath se situa inteiramente em reerguer a Casa, assim como ele mesmo após a sua experiência de quase morte no Casamento Vermelho.

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

Asher é somente introduzido na história sem um impacto real, o fiel escudeiro Gared se prepara para entrar em suas vestimentas pretas mas nada acontece, e surpreendentemente, a única que deixa o episódio interessante é Mira por causa de toda a intriga em torno de seu personagem.

Mas este episódio serve para isso mesmo, estabelecer novos personagens e não mover a história para frente tanto quanto os outros episódios que virão. Está é a consequência de deixar um imenso número de personagens jogáveis ao mesmo tempo, tendo que pular de um para o outro sem ver um resultado imediato, deixando a historia a história em um percurso lento. A solução da Telltale Games para isso é deixar a série com seis episódios disponíveis que serão lançados em um futuro próximo, deixando em nossa mente que a longa jornada terá uma conclusão para mover a história e seus respectivos personagens.

JOGABILIDADE

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

Mecanicamente, o jogo continua o mesmo, salvo uma adição na jogabilidade: A introdução de novos elementos encontrado no QTE. A Telltale Games introduz esta mecânica neste episódio para aumentar o baixo nível de desafio encontrado em seus jogos e também para deixar tudo um pouco mais interessante. Não é inovador mas ainda é uma adição bem vinda em sua jogabilidade.

O Quick Time Event introduzido dá um senso de perigo na batalha e deixa o combate mais imprevisível, sensação que estava diminuindo a cada jogo lançado pela Telltale Games. O ato de apertar o botão na hora certa que o comando mandar força o jogador ter um pouco mais de paciência na hora de uma luta, em vez do que ficar apertando o comando no segundo em que ele aparece na tela.

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

Os gráficos de pinturas a óleo do jogo continuam dividindo opiniões, com pessoas não aceitando o estilo enquanto outras gostando da mudança. Particularmente acho interessante e levo esta nova estética de uma forma positiva, no entanto, eu preciso criticar os inúmeros erros de textura e clipping, com partes do corpo entrando em outras texturas, como cabelo, armaduras e tecidos entrando no corpo da pessoa. Não é nada grave mas certamente incomoda e deixa qualquer um distraído na hora que está acontecendo um dialogo sério e dramático.

CONCLUSÃO

Diferente do que vimos no primeiro episódio, este leva mais tempo para nos levar aos lugares que queremos e mesmo assim não recebemos um desfecho tão satisfatório e excitante quanto o primeiro, somente a promessa de que muitos acontecimentos estão aguardados para os próximos episódios.

Análise Arkade: A longa jornada de Game of Thrones A Telltale Game Series - The Lost Lords (Season 1, Ep. 2)

Porém, The Lost Lords ainda é satisfatório em seu dialogo e aparições especiais, como o retorno de Tyrion Lannister, Margaery Tyrell e a introdução de Jon Snow. Outro ponto positivo é que o jogo parece se distanciar um pouco mais da série e não dá a sensação que ele necessita da série de TV para se suportar, como foi em Iron From Ice, conseguindo cada vez mais se tornar um jogo que fica lado a lado das outras mídias relacionadas a Game of Thrones e não abaixo.

O segundo episódio, The Lost Lords, é lento e muitas vezes parece que ele não leva para lugar algum, no entanto, a Telltale Games continua trazendo uma história interessante e Westeros continua vívida e impressionante, algo que nenhum outro jogo baseado na série conseguiu fazer até hoje. A esperança é que o terceiro episódio traga uma conclusão momentânea, mostre o resultado das decisões feitas até agora e leve a jornada da Casa Forrester para um novo patamar.

Game of Thrones A Telltale Game Series – The Lost Lords foi lançado no dia 3 de Fevereiro e está disponível para PC, Xbox 360, Xbox One, Ps3, PS4, além dos dispositivos móveis com iOS e Android.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *