Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

1 de maio de 2014
Autor: Paulo Macedo

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)
Um dos pontos que mais admiro em jogos é a capacidade de me desafiar, de me segurar na frente do controle, fazendo eu tentar sempre melhorar para superar os obstáculos que o jogo propõe. E em matéria de desafio, a série Trials sabe bem o que está fazendo. Confira nossa análise de Trials Fusion na sequência!

Trials Fusion é o mais recente jogo da RedLynx. Como todo jogo da série, ele traz basicamente um único objetivo: você deve sair do ponto A e chegar ao ponto B no menor tempo possível. E para isto, você tem um botão para acelerar, outro pra frear e o direcional analógico para controlar o equilíbrio do piloto em um plano 2D. Parece bem simples, certo?

Só que não estamos falando necessariamente de um jogo de corrida convencional. O foco da série da RedLynx é manter o equilíbrio e superar obstáculos. Eles estão lá em forma de rampas, penhascos, montanhas, loopings, dentre outras coisas pensadas cuidadosamente para desafiar sua habilidade. Para superá-los, você fará saltos insanos, e terá que ter muito controle na aterrissagem. Trials Fusion mantém essa filosofia cheia de adrenalina, onde as leis da física estão aí para serem quebradas.

E falando em física, o controle em Trials Fusion está muito mais sensível que nos outros jogos da série. O mínimo toque no analógico altera a maneira como a sua moto se comporta. E ao mesmo tempo, permite um pouco mais de ousadia na busca pela superação dos obstáculos. E eu já falei como estes podem ser insanamente difíceis?

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

Antes de entrar devidamente no quesito dificuldade, vamos falar sobre o que há de novo. A maior novidade em Trials Fusion fica por conta do advento de um sistema de manobras, chamado FMX.

Os jogos anteriores da série permitiam, no máximo, a execução de backflips para os jogadores mais ousados. Desta vez, toda uma série de manobras foi implementada, muitas delas utilizadas por pilotos na vida real. É através do analógico direito que elas são executadas, e podemos até mesmo improvisar combos de manobras.

Outra adição fica por conta dos quadriciclos. Os novos veículos são mais pesados e possuem o controle sensivelmente diferente das motos tradicionais, adicionando mais uma camada na jogabilidade consagrada da série.

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

Apresentadas as novidades, Trials Fusion começa relativamente bem fácil. Os jogadores veteranos passarão sem suar pelas primeiras pistas, que são um convite aos novatos aprenderem e se acostumarem com as mecânicas. A cada novo cenário, são implementados novos obstáculos e ensinadas novas formas de ultrapassá-los.

Estes obstáculos sempre vão se tornando cumulativos. Em certas pistas você terá que lidar com vários deles em sequência — uma rampa logo depois de um looping, seguida de um penhasco e de obstáculos “quadrados”, que exigem muita precisão no controle –, fazendo com que a mecânica simples vá se tornando gradualmente mais complexa e o desafio do jogo cresça proporcionalmente.

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

É nessa hora que você descobre que o retry button é o seu maior amigo. É através dele que você reiniciará a pista (ou o checkpoint) após cada falha. E acredite em mim, você vai falhar muitas vezes!

No total, Trials Fusion apresenta oito cenários, compostos por entre seis a oito pistas cada. Todavia, bem antes de chegar aos desafios finais você estará desesperado com o nível de dificuldade e complexidade que o jogo alcança. Porém, já viciado, não desistirá até completar todos os desafios com, no mínimo, uma medalha de prata. É essa sensação única de missão cumprida, a principal emoção que o jogo desperta no jogador. A superação se torna algo pessoal, e você vai se orgulhar de si mesmo quando terminar “aquela” fase depois da 30ª tentativa. E isso vai fazer tudo valer a pena!

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

Na parte gráfica, os cenários ganharam um aspecto futurista e com cores fortes, passando por áreas de deserto, montanhas nevadas, fábricas e o topo de arranha-céus. O background das pistas é bem vivo, e os efeitos de lens flare da iluminação são bem bacanas. Sejam explosões, paisagens ou até mesmo naves espaciais passando (?!), sempre tem algo legal para se ver ao fundo.

Apesar disso, mesmo estando disponível para os consoles da nova geração, graficamente Trials Fusion não apresenta nada de genuinamente “next gen”. Eu sei que não é a intenção do jogo te manter parado, mas se você passar devagar por alguns lugares, notará texturas bem pobres em alguns elementos do cenário, algo que definitivamente não combina com o poderio dos novos consoles.

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

No que diz respeito ao som, em Trials Fusion foram incluídas duas inteligências artificiais que lhe ensinam os comandos e tentam manter um grau de humor no jogo. Enquanto você vai passando por obstáculos, eventualmente, eles vão fazendo piadas e provocações no estilo GLaDOS, da série Portal. Contudo, ao repetir a pista ou até mesmo o checkpoint,  as mesmas frases também são repetidas.

Como já dito, tentar novamente é algo bem recorrente em Trials Fusion, logo, você não vai aguentar ouvir as mesmas frases por muito tempo. E o mesmo vale para as músicas. Com pouca variedade, fatalmente, dada a repetição, você vai acabar abaixando o volume.

Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)

O editor de pistas está presente novamente, e mesmo após você ter arrancado seus cabelos para terminar as fases originais, as pistas criadas por outros jogadores ainda te proporcionarão muita diversão e novos desafios. Caso você tenha vocação para engenheiro de pistas, poderá criar algumas e colocá-las à avaliação e disposição da comunidade.

Suportando até quatro jogadores simultâneos, o multiplayer de Trials Fusion é extremamente divertido, e tem tudo para fazer sucesso durante aquela reunião de amigos em casa. Contudo, o jogo não apresenta multiplayer online, deixando apenas que você possa comparar os tempos e ver os “fantasmas” de seus amigos que já completaram a pista, sem competir em tempo real com eles.

Divertido e desafiador: são as qualidades que fazem Trials Fusion ser mais um ótimo jogo da série. A pilotagem continua precisa e viciante, mas mesmo com a inclusão das manobras e dos quadriciclos, se compararmos o novo game com seus antecessores — principalmente Trials Evolution —, a falta de inovações mais impactantes é bem visível, ainda que isso não afete o fator diversão, que continua alto.

Trials Fusion foi lançado em 16 de abril para Xbox 360, Xbox One e PlayStation 4, e em 24 de abril para PC.

Uma resposta para “Análise Arkade: A complexa e desafiadora simplicidade de Trials Fusion (PC, PS4, X360, XOne)”

  • 1 de maio de 2014 às 14:17 -

    Nelsinho

  • Esse Jogo è Muito Massa, Tá Bem Legal Mesmo

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *