O Auge da Cultura Pop – Naughty Dog e seus grandes sucessos

8 de fevereiro de 2014
Autor: Carlo Henrique

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

A VGX fez justiça no final do ano passado ao dar o prêmio de melhor empresa de games para a Naughty Dog, que há anos vem demonstrando sinais de muito empenho e competência. Por ter criado séries de muito êxito e que conquistaram milhões de fãs ao redor do mundo, nada mais correto do que contar a história de sucesso desta grande desenvolvedora.

Tudo começou em 1985, quando os alunos de ensino médio Andy Gavin e Jason Rubin decidiram fundar sua própria empresa de jogos, que começou a funcionar sob o nome de Jam Software. Os dois já tinham experiência com Lisp e C++, e o primeiro título que criaram foi Math Jam, para o Apple II.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Antes do lançamento do segundo jogo, os dois decidiram produzir títulos apenas para Apple II, a partir daí começaram a trabalhar em um temática de esqui, chamando provisoriamente o projeto de Ski Stud. Porém, durante a produção, Andy gravou vários jogos piratas em cima da única versão do título que tinham, e eles perderam alguns meses de trabalho. Jason então criou uma nova versão às pressas, a qual deu o nome de Ski Crazed.

Depois de pronto, Ski Crazed ainda apresentava problemas de lentidão, então Andy reprogramou o jogo para que funcionasse mais rápido. O título foi lançado pela Baudville em 1986, que comprou os direitos por apenas 250 dólares. A Jam Software ainda trabalhou com Dream Zone, que foi lançado em 1988 para o Apple II GS e que recebeu ports para Atari ST, Amiga e PC.

Pensando nos novos projetos que teriam, Andy e Jason perceberam que a relação com a Baudville podia não ser uma coisa boa. Eles então trocaram o nome da empresa para Naughty Dog e produziram em 1989 o jogo Keef the Thief, distribuído pela Electronic Arts também para o Apple II GS, Amiga e PC. Dois anos depois foi lançado Rings of Power. Nesta época a empresa estava praticamente falida e os dois colegas haviam entrado na faculdade.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Junto com alguns amigos, Jason e Andy criaram então o multiplayer Way of the Warrior para o 3DO em 1994 e o mostraram para Mark Cerny, ex-programador de Sonic the Hedgehog 2 que na época trabalhava na Universal Interactive Studios.

Mark não apenas gostou do jogo, como também negociou com a Naughty Dog para fazer uma série de plataforma com três títulos que aproveitassem as capacidades 3D da quinta geração que estava chegando. Foi assim que nasceu o primeiro Crash Bandicoot.

O jogo levou dois anos para ser desenvolvido. Para tanto a Naughty Dog criou a ferramenta Goal Oriented Object LISP, que seria ideal para que fossem feitos os personagens e o gameplay. O primeiro título do Crash marcou uma nova época para a empresa, mas ainda não foi o grande sucesso dela, pois naquela época o jogo foi considerado apenas “bom” e até mesmo muito difícil comparado a outros que visavam o mesmo público.

Sob as mãos da Naughty Dog, Crash teve ainda mais três jogos. O que mais fez com que a série se tornasse o grande sucesso foi uma coletânea que trazia para o PS1 além do primeiro título, também Crash Bandicoot 2 – Cortex Strikes Back e Crash Bandicoot – Warped. É difícil apontar qual o melhor, mas é importante ressaltar que o público gostou mais do segundo, enquanto a crítica preferiu o terceiro.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Tivemos ainda Crash Team Racing, de 2000, o último jogo do personagem feito pela Naughty Dog. Apesar de ter sido muto aclamado, Crash começou a ser passado de mãos em mãos por diferentes softhouses, o que acabou deteriorando sua qualidade ao longo dos anos. Esta época também marcou o começo de uma rivalidade amigável com a Insomniac Games, vizinha do prédio da Naughty; a concorrente competia com sua série Spyro The Dragon.

A Naughty Dog se tornou subsidiária da Sony um ano depois, mesma época em que começou a trabalhar na série Jak and Daxter, que seria lançada para o Playstation 2. A franquia teve cinco jogos, sendo que todos foram bem recebidos. Se iniciou também uma tradição de parcerias, pois o último jogo, Daxter, foi feito em colaboração com a Ready at Dawn – sem contar também a relação com a Insomniac Games, que no período estava no mercado com Ratchet & Clank.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Em 2007 começou a série de aventura que viria para aclamar de uma vez por todas a Naughty Dog: Uncharted, para PS3. O jogo inicial, Drake’s Fortune, foi o primeiro da empresa a trazer uma proposta realista, pois tudo o que a havia sido feito antes trazia propostas fictícias e personagens humanoides.

A série teve quatro jogos até agora (com um quinto já confirmado para PS4), foi elogiada principalmente pela ação cinematográfica e o por ter se tornado tudo o que Tomb Raider nunca conseguiu ser (até o reboot, que se baseou muito em Uncharted). Até a concorrência com a Insomniac Games foi deixada de lado, visto que a outra empresa partiu para outro rumo, com a série Resistance.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Quebrando uma tradição de lançar somente uma série por geração, a Naughty Dog lançou em 2013 o premiadíssimo The Last of Us foi anunciado. O jogo foi lançado este ano, e apesar da proposta de sobrevivência no pós-apocalíptico ter se tornado um clichê, o game conseguiu ser um grande sucesso crítico e comercial graças a seu primor técnico e a seus personagens extremamente carismáticos.

Em muitos casos, o sucesso de uma empresa de games está ligado ao seu personagem principal; como o Mario e a Nintendo, o Snake e a Konami, o Sonic e a Sega. Porém, mesmo tendo sido a criadora do não menos carismático Crash, o sucesso da Naughty Dog não se deve só a ele, mas sim à grande qualidade de seus jogos. Qualidade esta, que é incontestável a cada novo game.

O Auge da Cultura Pop - Naughty Dog e seus grandes sucessos

Que a Naughty Dog nos traga games ainda mais memoráveis no Playstation 4!

7 Respostas para “O Auge da Cultura Pop – Naughty Dog e seus grandes sucessos”

  • 8 de fevereiro de 2014 às 17:35 -

    leandro leon belmont alves

  • saudades do Crash.

  • 8 de fevereiro de 2014 às 19:18 -

    Babiro

  • A Naughty Dog criou duas das minhas franquias favoritas, Crash e Uncharted e é uma excelente produtora, uma das minhas preferidas também. Sempre que anunciam algo novo já fico ansioso porque sei que vai vir algo bom e sempre vem, não me lembro de ter me decepcionado com nenhum jogo criado por eles. Na minha opinião a Naughty Dog está entre as 3 melhores empresas de games atualmente!!

  • 8 de fevereiro de 2014 às 19:39 -

    Rafael Montagner

  • Infelizmente, hoje em dia acho até que Crash não faria sucesso. Em um mundo que exige cada vez mais games realistas, fazendo muitos gamers terem mentalidade semelhante à de zumbis (gráaaficos…. gráááficos…), um jogo, mesmo que tão bom quanto foram os Crash de PS1, talvez não tivessem tanto espaço por não serem realistas, ou os caras tentariam fazer ficar realista e perdessem a originalidade cartoon dos personagens.

    • 8 de fevereiro de 2014 às 23:31 -

      Babiro

    • Eu discordo, é verdade que têm se exigido sim games cada vez mais realistas, mas nem sempre isso se adéqua, e um novo Crash que voltasse às origens acho que seria muito bem vindo mesmo não sendo realista, principalmente para gamers mais velhos que são justamente, em sua maioria, os que não ligam tanto pra gráfico, na minha opinião. Rayman Legends é um exemplo mais recente de que games não realistas fazem sim sucesso, o game não é realista, na verdade é bem fantasioso e ainda assim é um ótimo game e que fez sucesso no ano passado e existem vários outros games não realistas que foram muito bem vindos, então acho que ainda há bastante espaço sim para games não realistas, e Crash sendo um game das antigas tem mais espaço ainda!!

      • 11 de fevereiro de 2014 às 18:48 -

        Alan David

      • Outro ótimo exemplo de jogo fantasioso é o Knack, do PS4. Sou democrático e acho que tem espaço pra todo mundo, e inclusive concordo que deveriam voltar não só com Crash, mas com Spyro também.

  • 8 de fevereiro de 2014 às 20:01 -

    Renan do Prado

  • Eu admiro demais a Naughty Dog, adorei todos os jogos que eles produziram e que eu pude jogar!!!!

    Espero muito que os rumores de que o Crash voltou pras mãos da Sony seja verdadeiro, e que a série volte pra Naughty Dog pra nunca mais sair!!!!

  • 9 de fevereiro de 2014 às 15:55 -

    Carlos Schneider

  • Por essas e outras que n tem como ficar sem um Ps4. Li que estão fazendo um brainstorming de The Last of Us 2 e cara nem consigo imaginar o quão foda seria esse jogo na nova geração

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *