Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

16 de novembro de 2011
Autor: Rodrigo Pscheidt

FaultLineEp1 1080p 101 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Battlefield 3 é um game que certamente deixou muita gente com água na boca este ano. E não é para menos, afinal a DICE e a Electronic Arts investiram em uma campanha de marketing pesada, bombardeando (com o perdão do trocadilho) a internet com vídeos, trailers e imagens extremamente realistas, com tiroteios intensos e momentos épicos no comando de jatos e tanques. Se você estava ansioso, fique tranquilo, pois o game nos entrega tudo isso. De sua própria maneira, mas entrega.

Como uma as coisas que mais impressionou nos trailers foram os gráficos, vamos começar falando deles. Antes de mais nada, deve-se considerar que a qualidade gráfica do game varia de acordo com a plataforma que você escolher para jogar. Todas as versões do game possuem ótimos gráficos, mas é óbvio que o visual da versão PC é consideravelmente superior ao dos consoles. Desde que seu PC seja potente o bastante para rodar o game com tudo no máximo, claro.

Foi revelado que as versões para Playstation 3 e Xbox 360 são praticamente a versão PC com todas as configurações no mínimo, mas isso é um pouco de exagero. Se você não tiver como comparar na prática uma versão com a outra, vai encontrar em Battlefield 3 um game com grande visual, independente da sua plataforma. No caso do Xbox 360, é altamente recomendável que você instale o “pacote HD” presente no segundo disco, para poder desfrutar do game com toda a riqueza visual que seu console pode oferecer.

battlefield 3 screenshot 311 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

A engine Frostbite 2 realmente proporciona gráficos de cair o queixo, mas não é nem de longe uma engine perfeita. No decorrer do game você vai ocasionalmente encontrar alguns bugs como membros que atravessam paredes, texturas que demoram um pouco mais para carregar, soldados mortos cujos corpos se retorcem em posições grotescamente impossíveis e até mesmo mortos que se esqueceram de deitar, e continuam em posição de ataque, mesmo com um visível buraco de bala lhes atravessando o crânio.

Bugs deste tipo podem ser encontrados aos milhares de games, mas quisemos reforçá-los aqui para você saber que o mundo fotorrealista de Battlefield 3 não é à prova de erros. Mesmo assim, estes bugs não conseguem macular o deslumbre visual que o game proporciona, de sua iluminação perfeita às partículas de poeira de uma explosão, a guerra nunca foi tão bonita quanto em Battlefield 3.

FaultLineEp1 1080p 081 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

A riqueza gráfica do game é amplificada por um som que também é extremamente realista. Este é o tipo de jogo que pode assustar os vizinhos se jogado em volume muito alto, pois os tiros são muito reais e as explosões possuem uma nota grave que consegue estremecer as vidraças. Dublagens e música também contribuem para tornar o departamento sonoro de Battlefield 3 uma experiência realmente imersiva.

Mas, chega de falar dos aspetos técnicos, afinal o que realmente espera-se de um game é diversão e uma boa jogabilidade, certo? Bem, ambas estas coisas estão presentes em Battlefield 3, desde que você tenha em mente o seguinte: a verdadeira diversão só será encontrada no modo multiplayer, pois a campanha solo é curta, rasa e realmente não desenvolve todo o potencial do game.

FaultLineEp1 1080p 051 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Verdade seja dita, comparar a campanha single player com o modo multiplayer é quase como comparar dois jogos diferentes. A campanha é extremamente linear, apresenta diversos clichês do gênero e não oferece nenhuma liberdade de exploração, dando apenas uma pincelada nos elementos interessantes como a pilotagem de jatos e os saltos de paraquedas. Não existem rotas alternativas nem espaço para a criatividade, tudo o que você deve fazer é seguir em frente até um objetivo pré-determinado, acompanhado de um esquadrão de soldados aparentemente invencíveis, trocando tiros com inimigos cuja inteligência artificial poderia ser muito melhor.

São várias as cutscenes que tentam passar um clima épico e muitos momentos onde devemos pressionar um botão na hora certa – os quick time events – para executar alguma ação importante (como se esquivar de um soco, ou saltar de um avião que está caindo). Se na teoria tudo isso é muito legal, na prática faz com o jogador se sinta mais como um espectador, que apenas assiste enquanto o computador faz toda a parte realmente divertida da ação sozinho.

battlefield 3 jet combat 41 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Há também certa frustração ao percebermos que muitos eventos importantes da campanha devem ser vencidos pelo método “tentativa e erro”. A linearidade que lhe impede de inventar um caminho obriga-o a saber em que momento uma armadilha será acionada, ou em que ponto do cenário há um sniper escondido. Este sniper nunca sairá de lá, ou seja, você terá que morrer algumas vezes até descobrir onde ele está, em um sistema de jogo engessado. As fases cooperativas da campanha são um pouco mais interessantes por termos um amigo ao nosso lado, mas os problemas relatados acima permanecem.

Felizmente, esperamos que quem é fã de um bom FPS não se deixe levantar pela impressão superficial deixada pela campanha solo, pois é no modo multiplayer que Battlefield 3 realmente diverte, entregando uma experiência de jogo estimulante e dinâmica. Novamente aqui os PC gamers levam vantagem, pois as arenas no PC suportam até 64 jogadores, enquanto nos consoles o máximo de participantes por partida é 16.

battlefield 3 tow1 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Mesmo com esta enorme diferença, se aventurar pelos modos de jogo online é extremamente satisfatório em qualquer plataforma, deixando claro que a real preocupação da DICE e da Electronic Arts sempre foi o modo multiplayer. Toda aquela ação frenética – e muitas vezes exagerada – que é apenas sugerida pela campanha solo, vira realidade nos imensos mapas para múltiplos jogadores.

Com modos de jogo já bem manjados como Deathmatch até outros bem interessantes como o Rush e o Conquest, o céu é o limite para as possibilidades de jogo. Quer voar em um helicóptero e literalmente jogá-lo sobre a cabeça dos inimigos, enquanto salta heroicamente de paraquedas sem sofrer nenhum arranhão? Pode! Prefere entrar em um tanque e passar por cima das defesas inimigas? Também pode!

battlefield 3 uav 21 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Prefere jogar de maneira mais tática? Claro que pode, pois o sistema de classes típico da série estimula o trabalho em equipe. Escolha o perfil que mais lhe agrada – entre soldados dos tipos Assault, Engineer, Support e Recon – e descubra o prazer de uma guerra realmente estratégica, onde a união do time é fundamental para o sucesso.

Logicamente as maneiras mais ousadas de se vencer demandam um time de confiança, pois há muita trollagem pelo controle dos veículos e se você jogar com desconhecidos, vai morrer muito pelo “fogo amigo” de quem também está cobiçando a emoção de pilotar um caça ou um helicóptero para vencer de maneira mais arrojada.

battlefield 3 screenshot 2011 41 Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista

Este misto de companheirismo e ousadia, aliado à liberdade que o jogo lhe concede, faz do multiplayer de Battlefield 3 uma experiência extremamente divertida e imersiva, havendo uma preocupante possibilidade de se tornar viciante e comprometer a sua vida social. Este é o tipo de jogo que você curte sem ver o tempo passar, o que é um perigo em noites de domingo onde aquela tática do “só mais uma partidinha” pode facilmente virar uma madrugada de muita ação.

Battlefield 3 com certeza pode agradar todo fã de FPS, desde que você saiba o que esperar do jogo. Se você pretende jogar apenas offline, o game pode não ser a meçhor opção, com sua campanha rasa e sem criatividade. Mas, se o que você busca é muita adrenalina e diversão nos modos de jogo multiplayer, poucos são os jogos que irão lhe empolgar tanto quanto Battlefield 3. Se você se enquadra no segundo grupo, escolha sua plataforma preferida e prepare-se para embarcar na guerra mais hiperrealista que o mundo dos games já nos proporcionou. Até agora.

Este review foi publicado originalmente na edição 29 da Revista Arkade.

24 Respostas para “Battlefield 3 (PC, PS3, X360) review: uma bela guerra hiperrealista”

  • 6 de dezembro de 2011 às 01:14 -

    Dexter

  • Melhor jogo que já joguei depois de God of War 3. Jogo linear mesmo, como deve ser videogame, diversão e não stress.

  • 18 de novembro de 2011 às 12:33 -

    KING OF KINGS

  • virei fã desse estilo depois de jogar cod modern warfare 2 na favela do rio de janeiro kkkkkkkkkk

  • 17 de novembro de 2011 às 14:56 -

    Edimartin Martins

  • Uma dúvida. Porque colocaram no blog uma notícia publicada na revista?

    • 18 de novembro de 2011 às 12:34 -

      KING OF KINGS

    • é assim mesmo

  • 20 de janeiro de 2012 às 22:29 -

    KING OF KINGS

  • show de bola

  • 25 de janeiro de 2012 às 11:26 -

    Daniel Luiz

  • muito maneiro vou ganhar

  • 13 de novembro de 2012 às 01:41 -

    Fredy Balsamao

  • o Modo Multiplayer melhor q ja joguei!!

  • 13 de novembro de 2012 às 01:40 -

    Fredy Balsamao

  • Jogo Fodástico, muito bom.. e a materia muito boa!!

  • 27 de julho de 2012 às 17:33 -

    Matheus Bastian

  • muito boa matéria, bah…

  • 23 de abril de 2012 às 12:01 -

    Fernando Henrique Stahelin

  • Acho que meu pc roda esse jogo a 1 FPS lol

  • 17 de novembro de 2011 às 00:09 -

    zecarlos

  • bom em temos de maketing,acho que COD MW3 foi melhor que a do BF3,tmbm BF3 nem precisava de tanta propaganda heheh os graficos ja conquista a primeira vista,tive a chance de testar os dois,BF3 se detaca pela parte grafica alucinante,no pc mesmo na qualidade media,ainda surpreende,como dito no topico,COD MW3 e BF3 sao games mais do mesmo,corre e atira nos trilhos,com filminho,so que o multiplayer ainda e a unica coisa que realmente vale a pena em ambos,independente da aquisicao,pra quem for jogar online,pode ser qualquer um viu

  • 16 de novembro de 2011 às 23:52 -

    Renan

  • Joguei só a demo no PS3, queria muito jogar o jogo completo pra poder avaliar eu mesmo!!!!

  • 16 de novembro de 2011 às 21:29 -

    Le0nardoC

  • já to com o mw3, agora juntando o resto do dinheiro pra comprar o bf3 :D

    • 17 de novembro de 2011 às 00:15 -

      RyogaBr

    • cara se vc só jogo offline como eu passa reto ou aluga pra ver como ou zerar logo porque é rapido e sem graça

      • 17 de novembro de 2011 às 09:37 -

        RyogaBr

      • nao leandro disse pra ele passa reto no BF 3 cara kkkkk

      • 17 de novembro de 2011 às 06:10 -

        leandro(leon belmont) alves

      • e se você acha a campanha sem graça, experimenta jogar em Veteran. aí sim você vai se divertir um bocado,acredite.

      • 17 de novembro de 2011 às 06:01 -

        leandro(leon belmont) alves

      • meu, só pelo enredo de como Price e o Cap. Mac Tavish vão pegar o maldito do Makarov, que essa campanha é desde o CODMW 1, vale a pena jogar e curtir para ver como a história vai acabar. e foi esse game que me fez gostar de games de guerra

  • 16 de novembro de 2011 às 19:53 -

    KING OF KINGS

  • bf 3 ou mw 3 talvez ou os 2 kkk

    • 20 de janeiro de 2012 às 22:28 -

      KING OF KINGS

    • com certeza 2 bons jogos

  • 17 de novembro de 2011 às 00:12 -

    RyogaBr

  • eu achei a campanha muito zuada mesmo nossa cara e acho que um bom multiplayer nao justifica nada, pra mim o jogo tem que ser completo, eu fico bolado que po a campanha do bad company 1 foi legal pra caramba a do 2 foi um pouco pior, mas pelo menos te prendiam no jogo davam uma liberdade maior, po de que adianta vc falar que vai poder destruir tudo e pilotar um monte de coisa se vc só vai poder desfrutar disso na hora que o jogo escolher

    • 17 de novembro de 2011 às 12:34 -

      zecarlos

    • e que multiplayer pelo que vi e muito bom,mas cheio de problemas que com certeza serao corrigidos futuramente…agora liberdad,discordo,ele te da uma liberdade superficial,mas vc tem que continuar nos trilhos

      e o foco do multiplayer tem que ser prioridade mesmo,pois aos poucos a galera esta jogando menos singleplayer que antes

    • 17 de novembro de 2011 às 03:50 -

      joão

    • falou e disse ryoga..

      • 17 de novembro de 2011 às 05:43 -

        Frostemb

      • Não joguei o campaign ainda…to até agora esperando a maldita warner entregar as pré-compras pras lojas, mas seja como for, Battlefield sempre foca no multiplayer, foi assim desde sempre. Se decepcionassem no Multiplayer, aí sim ia ser ruim, aliás ia ser péssimo o.o

  • 16 de novembro de 2011 às 19:34 -

    leandro(leon belmont) alves

  • esse jogo parece mais do que excelente, mas sou mais CODMW3. por via das duvidas, vou comprar/baixar os dois.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se