Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

7 de fevereiro de 2015
Autor: Henrique Gonçalves

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

Na Cine Arkade desta semana, vamos falar sobre o pior filme já feito e como ele conseguiu sair do fracasso para se tornar um sucesso de todas as formas possíveis.

De vez em quando encontramos filmes que são verdadeiramente ruins, seja por furos no roteiro, pela direção ou porque os atores não servem para o papel. E assim como qualquer outra forma de entretenimento, é bom você vivenciar algo ruim (seja um filme, jogo ou até uma musica que você não gosta) para valorizar o trabalho dos artistas que conseguem ser competentes no que fazem.

Eis que entra The Room, o pior filme de todos os tempos (segundo a mídia), que na verdade tem um valor maior em seu estranho percurso justamente por ser tão ruim e ter se tornado tão popular anos depois. The Room é aquele tipo de filme que você assiste para rir do quão ruim ele é.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

The Room é um filme dirigido, escrito, estrelado e financiado por Tommy Wiseau, um homem misterioso que poucos conhecem sua origem. Sabe aquele seu amigo na época da escola que se destaca por ser o mais estranho? Tommy Wiseau seria esta pessoa que age das formas mais criativas e bizarras na sala.

Agora que certificamos o quão bizarro Tommy Wiseau é, podemos falar sobre o filme. The Room conta a história de um banqueiro chamado Johnny (Tommy Wiseau) que é bem sucedido e vive em São Francisco com sua “futura esposa”, Lisa. Sua vida é boa e ele ama sua mulher tão doce e perfeita para ele. Porém, Lisa (Juliette Danielle) não está satisfeita com o relacionamento e logo após uma longa conversa com sua mãe, Claudette (Carolyn Minnott), ela decide continuar com Johnny pelo suporte financeiro e seduzir Mark (Greg Sestero), o melhor amigo de Johnny.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

O filme continua mostrando esse triângulo amoroso enquanto Johnny não sabe o que está acontecendo, Mark se encontrando cheio de remorso por trair seu amigo desse jeito e Lisa procurando novas formas de acabar com a vida de seu “futuro marido”.

E isto é o máximo que consigo descrever de um filme que é tão desarticulado e sem pé nem cabeça em sua trama. Pode parece que ele é simples no começo e os erros gradativamente vão aumentando até chegar no ápice do bizarro, mas não, The Room é estranho e mal feito desde sua primeira cena e continua sem sentido até o último segundo.

Só para você ter uma ideia, esta é a primeira cena do filme:

Sim, o filme começa com Johnny comprando um vestido para sua “futura esposa”. A cena continua com o casal subindo para o quarto enquanto o estranho vizinho, Denny (Philip Haldiman), os interrompe em uma das preliminares mais estranhas que já vi. E para deixar  Denny ainda mais bizarro, ele explica que gosta de ver os dois transando. E isto nos primeiros três minutos do filme.

E como você pode ver, Tommy Wiseau definitivamente não é o melhor ator de todos os tempos, conseguindo atuar tão bem quanto uma tábua de madeira. Considerando que ele escreveu, dirigiu e financiou o filme, acredito que ele só estrelou a produção por conta de seu ego, mesmo.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

The Room é repleto destas pérolas, tramas secundárias que são levantadas mas nunca concluídas e personagens que aparecem em uma única cena e depois somem. Em quase duas horas de filme vemos Denny ter um problema com um traficante que não sabemos o desfecho, a mãe de Lisa falando que tem câncer mas nunca se aprofundando no problema e claro, Mark, o homem que é seduzido por Lisa mas não sabemos o que ele faz da vida.

E isto é somente a ponta do iceberg, existem cenas que foram inseridas por insistência de Wiseau mesmo sem haver um real motivo por trás, como a famigerada cena em que o elenco masculino joga uma bola de futebol americano enquanto conversam sobre praticamente nada… isso durante uns dez minutos!

A produção do filme é tão misteriosa quanto o cientista louco responsável por esta atrocidade: nunca foi revelado como Tommy Wiseau conseguiu financiar o filme por inteiro. Entre as curiosidades dos bastidores temos vários casos curiosos, incluindo uma mudança completa de equipe no meio das gravações porque eles não estavam concordando com o rumo (ou falta de rumo) do filme.

Além disso, reza a lenda que cenas simples de diálogo levavam dias para serem gravadas porque Tommy não conseguia lembrar de suas falas. Além disso, Tommy aparentemente não sabia a diferença entre gravar um filme em 35mm ou em alta definição, decidindo então fazer em ambos formatos com duas câmeras lado a lado gravando o filme ao mesmo tempo.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

E sabe o que é mais impressionante? O sucesso que levou este filme ao status de cult, criando um número imenso de fãs que assistem The Room e se envolvem em debates sobre esta pérola.

Após o lançamento ter destruído a carreira de todos os envolvidos, The Room começou a juntar um pequeno grupo de fãs que gostavam do quão ruim o filme era. Aí a coisa explodiu quando, em 2009, o Adult Swin da Cartoon Network decidiu passar The Room durante a madrugada inteira como uma brincadeira de Primeiro de Abril.

Assim o filme se tornou um sucesso, ganhou fãs em todo o mundo e a equipe reagiu da melhor forma possível: entrando na brincadeira.

12 anos após o lançamento do filme, teatros de vários lugares passam The Room em finais de semana, o elenco é chamado para responder perguntas e ler o roteiro ao vivo, e camisetas temáticas são vendidas para celebrar alguns bordões do pior filme de todos os tempos.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

A popularidade fez com que Greg Sestero (o Mark do filme)escrevesse The Disaster Artist: My Life Inside The Room, um livro que conta histórias sobre os bastidores do filme e também sobre o enigmático ser humano que é Tommy Wiseau.

Recentemente Seth Rogen adquiriu os direitos do livro para que um filme seja feito, com James Franco fazendo o papel de Tommy Wiseau/Johnny e seu irmão, Dave Franco, interpretando Greg Sestero/Mark.

The Room é um dos poucos filmes que conseguiu atingir o sucesso após o fracasso. Será que tudo isto foi orquestrado pelo misterioso Tommy Wiseau, que anteviu como sua bizarra e excêntrica obra acabaria tornando-se cult com o tempos? Ou fui tudo uma simples e estranha coincidência? Provável que nunca saberemos se isso foi um plano ou uma bizarra coincidência que deu certo por alguma ironia do destino.

Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos

Você assistiu The Room? O que acha desta pérola? Tem algum outro  filme que você curte justamente por ele ser tosco? Deixe a sua resposta nos comentários e vamos listar os “melhores piores filmes de todos os tempos“!

11 Respostas para “Cine Arkade: The Room e como ter sucesso sendo o pior filme de todos os tempos”

  • 7 de fevereiro de 2015 às 15:15 -

    Rickson Lacerda

  • Sharknado, apenas

  • 7 de fevereiro de 2015 às 15:56 -

    Will

  • Só de ler esse texto eu ri bastante, imagino vendo esse filme. lol

  • 7 de fevereiro de 2015 às 16:06 -

    leandro leon belmont alves

  • pode parecer clichê o que direi, mas é dos casos que é um filme é tão ruim que dá uma guinada a 180 graus e se torna Cult, como o filme do Super Mario por exemplo. acho que em algum programa da MTV já falaram desse The Room, mas faz a muitas luas atrás.

    • 7 de fevereiro de 2015 às 21:32 -

      Henrique Gonçalves

    • O filme do Super Mario é um clássico cult hahaha! Tem muitos filmes que entram nesse conceito mesmo, tem aquele do Peter Jackson, o Bad Taste, que é totalmente trash e tem um pessoal que ama o filme de verdade.

  • 8 de fevereiro de 2015 às 17:21 -

    Renan do Prado

  • Me deu até vontade de assistir esse negócio!!!

  • 9 de fevereiro de 2015 às 04:06 -

    Babiro

  • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Esse Danny é o maluco mais impaca foda que eu já vi kkkkkkkkk. Obs: “E como você pode ver, Tommy Wiseau definitivam”ente não é o melhor ator de todos os tempos, conseguindo atuar tão bem quanto uma tábua de madeira” Plank se sentiu ofendido, esse maluco atua tão bem quanto eu.

  • 10 de fevereiro de 2015 às 01:00 -

    Ana Clara

  • Meu deus, alguém repara na cara do Tommy enquanto a esposa dele abre o pacote. É uma expressão que mistura um papagaio com pressão baixa e um vestibulando decorando “Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá, SENOÁ-COSSENOB-SENOB-COSSENOA”. Também pode ser alguém usando “Quero ver~Seus olhinhos de noite serena…” como forma de sedução. Cruzes.

  • 10 de fevereiro de 2015 às 09:08 -

    Fatsmaru

  • “Onde os fracos não tem vez”.Nunca intendi onde esse filme quis chegar… :/Mas curto pakas ele, por causa daquela arma de ar comprimido! :D

  • 10 de maio de 2016 às 01:59 -

    Leonardo

  • O pior é que eu realmente curto esse filme… Meio que tu tem que sentir a vibe da trama e tentar entrar, de algum modo, pra poder aproveitar o longa.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *