Cinema: confira nossa resenha do filme Fúria de Titãs 2

29 de março de 2012
Autor: Rodrigo Pscheidt

Fúria de Titãs 2 está chegando aos nossos cinemas, cercado de expectativas, algumas boas, muitas ruins. O primeiro filme deixou um imagem um pouco negativa mas, se acalme: Fúria de Titãs 2 é melhor do que o primeiro filme. Porém, considerando que o patamar do primeiro filme não foi lá muito alto, não vá ao cinema esperando um God of War em live action.

A trama do novo filme se passa 10 anos após o primeiro. Após derrotar o Kraken e negar a oferta e viver entre os deuses, Perseu (Sam Worthington) tentou levar uma vida simples de pescador com seu seu filho, Hélio. Mas, como ele é um semideus, não pode ficar escondido para sempre.

A fé da humanidade nos deuses começa a vacilar, e com isso, as criaturas do submundo se fortalecem. Uma destas criaturas é ninguém menos que o Titã Chronos, o pai dos deuses, que está preso no Tártaro.

Para piorar, o Deus do submundo, Hades (sim, ele voltou), une forças com o Deus da guerra (não, não o Kratos), Ares (Edgar Ramirez), que também é filho de Zeus (Liam Neeson),  para dar cabo do Zeus e liberar Chronos de sua prisão.

Com isso, o pescador Perseu precisa voltar a ação bem rapidamente, tanto para proteger seu filho, quanto para salvar a humanidade (de novo). Assim, ele monta no seu Pégaso, pega sua espada (que nem mais é aquela do primeiro filme)e volta para a ativa, disposto a chutar mais alguns traseiros mitológicos.

Poucos personagens voltam do primeiro filme, mas muitos novos rostos são apresentados. O principal deles é Agenor (Toby Kebell), o filho de Poseidon, que também é um semideus, e deve ajudar Perseu em sua missão. Na verdade ele serve mais como alívio cômico do que qualquer outra coisa, pois não faz muita coisa além de soltar uma piadinha aqui, outra ali.

Bizarramente, Io, a guia (e interesse romântico) de Perseu que é ressuscitada por Zeus ao final do primeiro filme, já começa o novo filme morta e enterrada. Tipo, por que ressuscitaram ela aos 45 do segundo tempo, só para trazê-la de volta já morta? Talvez a atriz (a bela Gemma Arteton) não tenha assinado contrato para uma sequência, ou algo do tipo, mas isso realmente foi bem estranho.

Com isso, o coração de Perseu está livre para a Princesa (agora Rainha) Andrômeda (Rosamund Pike, que entra no lugar da bela Alexa Davalos) personagem com quem ele já poderia ter ficado desde o primeiro filme… e acaba não… ahem, vamos evitar spoilers, pois isso já é uma outra história!

Como no primeiro filme Perseu já deu cabo da Medusa, do Kraken e de alguns escorpiões gigantes, o novo filme conta com outras criaturas mitológicas: desta vez temos quimeras, ciclopes, minotauros e os makhai, bizarros guerreiros enormes que parecem gêmeos siameses, com duas pernas, dois troncos, duas cabeças e quatro braços. Isso para não mencionar o Deus da guerra (não, não o Kratos) Ares e o todo poderoso Chronos, é claro!

Uma das escorregadas do primeiro filme foram as batalhas, que deveriam ser épicas, mas acabaram sendo resolvidas da maneira mais rápida possível, quebrando totalmente o clima. Desta vez as coisas são mais interessantes, com batalhas mais longas (e consequentemente) mais épicas.

Ainda assim, não vá ao cinema esperando um God of War live action: Perseu não é macho o bastante para arrancar olhos de ciclopes na unha, tampouco para derrubar Chronos na porrada.

Ele faz tudo com a ajuda de seus amigos, de suas armas divinas, ou utilizando artimanhas para derrubar os inimigos. A briga que é realmente resolvida no muque é a primeira, contra uma quimera, e ela é um dos melhores momentos do filme!

O criticado 3D do primeiro filme deu uma melhorada, mas ainda está longe de ser como um Avatar, por exemplo. A cabine do filme foi em Imax, mas mesmo assim, poucos foram os momentos em que o 3D realmente fez a diferença. Se quiser economizar, vá de sala 2D que você não vai perder grande coisa.

Entre uma cena de ação e outra, temos muitos clichês: o sujeito que quer ser o pai exemplar (Perseu), o pai que busca se reconciliar com o filho (Zeus), o vilão que vê seu plano dar errado e passa a ajudar os mocinhos (Hades), a mulher forte e guerreira que esconde um lado meigo e solitário (Andrômeda)… até o final cai em um clichê! Como no primeiro filme, fica aquela impressão de que a história serve basicamente para ligar os momentos de pancadaria mitológica.

Os efeitos especiais continuam muito bons, especialmente o Titã Chronos, que levanta-se mais alto que uma montanha e varre vilarejos inteiros com uma mãozada, enquanto derruba pedras e lava escaldante a cada passo. Ainda assim o visual dele não é tão legal quanto o Chronos de God of War III.

Novamente, as atuações deixam a desejar. O nível melhorou um pouco se comparado ao do primeiro filme, mas os personagens continuam sem profundidade. A relação de Perseu com seu filho é tão rasa que, mesmo quando você sabe que deveria torcer por eles, não consegue. O Ares do filme é razoável, mas (novamente) não tem o carisma de um certo espartano que a gente conhece.

Os Deuses continuam com aqueles estereótipos tipo “bonzinho“, “malvado“, “invejoso“. Quem manja um pouco de mitologia sabe que os Deuses do Olimpo tinham personalidades fortes e complexas. No filme, porém, todos são totalmente unidimensionais, o que não deve agradar os verdadeiros fãs da mitologia grega.

O novo diretor, Jonathan Liebesman, faz um trabalho competente, mas não é um cara com um estilo marcante de fazer cinema. É fácil saber quando um filme é do Quentin Tarantino, do Tim Burton, ou do Guy Ritchie. Neste caso, o nome de Liebesman não impacta – positivamente nem negativamente – no resultado final.

Várias comparações com God of War foram feitas, mas elas são inevitáveis. O tema é parecido, a mitologia é a mesma… mas, se tivessem jogado mais God of War, os responsáveis por este filme certamente poderiam ter feito uma coisa muito mais épica… e muito mais sangrenta.

Para não deixar o filme com uma faixa etária muito alta – e perder o lucro dos adolescentes – quase não há sangue espirrando neste filme, o que é uma pena, pois, se tivéssemos algo sangrento no estilo 300, o resultado seria bem mais legal.

Em resumo, Fúria de Titãs 2 é sem dúvida uma evolução, mas ainda assim fica aquele sentimento de “poderia ser melhor“. A mitologia grega é um tema extremamente rico, mas merece uma história melhor contada, que não fique apoiada apenas em efeitos especiais.

Todo gamer que se preza vai sair da sessão pensando em como seria épico um filme de God of War… mas se for para ser desse jeito, com um gostinho de “meh“, melhor que o Kratos continue destroçando bestas mitológicas somente nos games, mesmo.

Fúria de Titãs 2 estreia em todo o Brasil nesta sexta-feira, dia 30 de março, em 2D, 3D e Imax 3D.

  • leandro(leon belmont)alves

    é uns dos filmes que mais aguardava. e por um estranho motivo, meu irmão não gostou do primeiro filme….vai ver por que não tinha nenhum zumbi no meio…

    Zumbis? Bah, duplo Bah!!

    no domingo verei esse filme

    • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

      “e por um estranho motivo, meu irmão não gostou do primeiro filme”

      Cara o primeiro filme é uma “cáca” sem precedentes… manchou o nome mítico do filme original dos anos 80.

      • leandro(leon belmont)alves

        melhor do que jogos vorazes, isso eu acredito. um bando de adolescente se matando? TÉDIO!!!

  • FeeH

    To muito afim de ver esse filme, porém vou na Nintendo GameWorld , então deixa pro fim de semana que vem !!!

  • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

    Comprei o DVD do primeiro porque sou fã de mitologia grega e tenho também o dvd do lançamento original (1980). Mas fiquei com tanto trauma do primeiro filme que dificilmente vou assistir esse aí.

  • Renan

    Desde que voltei a jogar God of War (1, 2 e 3) no PS3 eu “re-viciei” em mitologia grega e passo o dia pesquisando suas lendas, então sei bem até como eram as personalidades (bem fortes) dos deuses. Realmente não tem como não comparar como God of War, eu sonhava com um filme do jogo, mas se Fúria de Titãs saiu assim, duvido que saia um dia, já que o tema não seria mais novidade e aí teria gente comparando com o próprio Fúria de Tias. Bom, não vi o 1º, acho que vou guardar pra estréia do Prometheus então hehehehe

    • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

      Pra quem curti mitologia grega recomendo: Fúria dos Titãs (80) e Jasão e os Argonautas (63).

  • Renan

    “Ainda assim, não vá ao cinema esperando um God of War live action: Perseu não é macho o bastante para arrancar olhos de ciclopes na unha, tampouco para derrubar Chronos na porrada.” – Só completando, Kratos matou o Perseu!!!!!!

  • Diana

    Para se fazer um bom filme com tema de mitologia grega, tem que se ler os livros sobre. Tem que ser fã dessas histórias e repetir tudinho, sem tentar “inventar para inovar”.
    Eu esperava me divertir com esses filmes novos, mas os melhores são os antigos mesmo, aqueles com bonecos no lugar das tecnologias atuais. Até aquele com o Armand Assante (A Odisséia) é bom.
    Depois que vi “Immortals”, fiquei com uma vontade tremenda de esquecer o filme todo. É um bom filme de ação, não de mitologia…
    E para quem curte filmes sobre mitologia nórdica, dos atuais, recomendo “Ring of the Nibelungs” (no Brasil, “A Maldição do Anel”) e “Valhalla Rising”.
    Confesso que só assisti ao primeiro “Fúria de Titãs” por causa da ilustre presença de Mads Mikkelsen.
    Mas… Verei esse de qualquer jeito…

    • Renan

      Li na internet a lenda do anel de Nibelungo e gostei muito, li o resumo do resumo do resumo do resumo, mas mesmo assim deu pra entender como é!!!! Pra quem gosta de Mitologia grega, eu realmente recomendo God of War, eu busquei todas as referências que o jogo mostra e elas realmente são muito fiéis ao que conta a mitologia grega. Também recomendo Cavaleiros do Zodíaco, apesar de não se aprofundar TANTO como God of War, possui várias referências fiéis, como o próprio Inferno, que foi no mangá e anime de forma muito fiel ao inferno de Hades da mitologia

    • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

      Rá, pra se fazer um bom filme de mitologia grega tem que fazer como o produtor de Fúria dos Titãs original. Morar na Grécia e ser historiador!

  • Hugo

    O filme até que deve ser bacana, mas convenhamos o filme se chama Fúria de Titãs 2 e não God of War, então achei esse monte de comparação bastante desnecessária, não é um filme baseado no jogo.

    • Renan

      É impossível não comparar, veja bem: Fifa e PES, Call of Duty e Battlefield, Star Wars e Star Trek (existe gente que ainda compara). É inevitável, ambos abordam o mesmo assunto, ambos possuem os mesmos personagens e monstros (a maioria pelo menos), não é desnecessário pois vejo assim: God of War tornou-se referência em mostrar um Épico da mitologia grega, Fúria de Titãs se propôs ao mesmo com esse remake, então…

    • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

      Não é desnecessária. O próprio diretor do filme diz que se inspirou em God of War.

  • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

    bom,nao gostei muito do primeiro remake,ainda mais depois dos problemas que houveram sobre a producao do filme e bla bla bla,mas e indiscutivel falar sobre os efeitos do filme impecaveis,e claro que vao ser melhores nesse segundo…..aaaahhh o segundo,porque expectativa mesmo de minha parte nao existe,pois nao vejo necessidade de uma continuacao de furia de titans,mas tenho certeza que agora vao acertar a mao,justamente por nao haver as desavencas que rolaram nos bartidores da producao anterior e tal…certamente os adoradores de blockbuster vao adorar

    • Renan

      O que não gostei foi ver o Perseu ser elevado em um nível que nem mesmo na mitologia ele foi. Tá certo que é uma história original e que o diretor tem toda a liberdade criativa pra criar o que quiser, e acho isso ótimo, mas assim, Perseu foi fodão, mas não a esse ponto.

      • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

        concordo com vc…mas levando em conta que no mundo de hoje so se pensa em acao o tempo todo,e atrair o maximo de curiosos possivel deixando de lado qualquer tipo de qualidade,que nao esteja focada na acao em si…e o tipo de heroi que o publico de hoje se identifica,entao de certo modo nao vejo problema nisso

      • http://www.mobilegamer.com.br Dario (mobilegamer.com.br)

        Perseu era fodão, mas não era Anti-Herói.

  • Henrique

    O primeiro filme foi um desperdício do meu tempo, mas eu simplesmente amo ver filmes ruins em grupo, depois da sessão eu e meus amigos ficamos fazendo piadas por horas!

    • http://google geovane

      isso é uma bobagem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

    bom,nao gostei muito do primeiro remake,ainda mais depois dos problemas que houveram sobre a producao do filme e bla bla bla,mas e indiscutivel falar sobre os efeitos do filme impecaveis,e claro que vao ser melhores nesse segundo…..aaaahhh o segundo,porque expectativa mesmo de minha parte nao existe,pois nao vejo necessidade de uma continuacao de furia de titans,mas tenho certeza que agora vao acertar a mao,justamente por nao haver as desavencas que rolaram nos bartidores da producao anterior e tal…certamente os adoradores de blockbuster vao adorar.

  • http://www.todosjoga.wordpress.com Guerino Dotta

    Um filme sempre é legal de ver, ou pelos efeitos ou historia ou personagens animais, mas tudo isso tem no Game of thrones e muito mais.

    http://todosjoga.wordpress.com/2012/03/29/winter-is-coming/

    • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

      um filme de god of war JAMAIS ficaria bom no molde do blockbuster…a comecar pela censura,e nao adianta ter eseranca de um dia ve-lo na telona….nao dessa forma que hoje a maioria chama de epico

  • Kubrick Stare Nun

    Hades foi injustiçado por Hollywood e desenhos da Disney.
    Na mitologia ele nunca tentou tomar o poder dos irmão, e se conformou com o seu reino que é o melhor de todos (sem disputas e o lugar para onde todos vão.)
    Ele era visto pelos gregos como o deus mais justo, e um dos poucos que nunca atrapalhava a vida na Terra.
    A única maldade que ele fez foi seqüestrar Perséfone como esposa, daí a mãe dela, Deméter, deusa das terras ferteis e agricultura parou de deixar a terra cultivável e as pessoas começaram a morrer de fome, ma no final ficou tudo bem, Perséfone se apaixonou por Hades, e Hades se entendeu sogra e o mundo voltou ao normal.
    Alias Hades é tão coração mole, que deixou Orfeu tirar a esposa dele do Inferno e vira e mexe deixava os vivos entrarem lá. (Odisseu, Hércules)
    Hades foi injustiçado por Hollywood (Fúria de Titãs e o Hercules Disney), que fez filmes ruins que não tem nada haver com a mitologia Grega e associou Hades ao diabo, ao mal e ao inferno cristão.
    Hades era dos deuses gregos um dos mais simpáticos.

    • Renan

      /\ Isso sim é verdade!!! Hades na mitologia muito poucas vezes interferiu com a vida na Terra, o único momento realmente marcante foi o Rapto de Perséfone, que foi uma armadilha feita por outros deuses para fazer Hades sair do inferno. Ele estava lá cuidando de seus assuntos até que ouviu muito barulho vindo da terra, e resolveu por um breve momento sair do inferno para ver o que se passava, que foi quando ele viu Perséfone e a raptou num impulso de paixão. Aliás, Hades foi um dos poucos deuses fiéis no matrimônio, pois nunca traiu Perséfone.

    • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

      mais uma vez….isso se chama adaptacao

      • Renan

        E o que o mundo nos ensinou sobre adaptações? kkkkkkkkkkkkkk Eu acho assim, God of War tem seu Universo, dentro da era mitológica, mas é o seu universo. Percy Jackson tbm, Cavaleiros do Zodíaco tbm, mas com o Fúria de Titãs não sei pq, mas não consigo enxergar da mesma forma, pq tipo, não parece ser uma adaptação, eu diria que é algo mais do tipo: “Vamo pegar a história do Perseu, pegar um pouquinho da lenda original e encher e porradaria com os monstros mitológicos!!!”

      • Renan

        Tá certo que alguns podem ver God of War da mesma forma, mas mesmo God of War pega uma lenda da mitologia e a constrói com, minha opinião, riqueza, que é a maldição de Uranos, passada para Chrones e de Chronos para Zeus, que era a de que a maior divindade de cada era seria derrotada pelo próprio filho. Chronos derrotou Uranos, Zeus derrotou Chronos, e assim vai. Bom, antes que me chamem de fanboy de God of War, vou concluir, não vejo Fúria de Titãs como adaptação pelos motivos que citei, é um Universo diferente dentro de um Universo existente, infelizmente ao que parece, não bem construído.

      • http://www.zecarlosblogartfolio.blogspot.com zecarlos

        sei la,ainda assim tem sua parcela de adaptacao querendo ou nao,pode nao ser 100% mas tem uma coisa ou outra sempre,mas tmbm deve ter isso que vc disse hehehe pois de hollywood nao duvido de mais nada,no desespero que estao pra ganhar dinhei com blockbusters hehehehe,outra coisa importante citar antes de achar comparacoes ,e possiveis futuras adaptacoes e o fator entreterimento,e nitido que por mais que lembre GOW todo o universo que conhecemos jamais estaria de forma aceitavel na telona…pra ser franco se um dia fizessem GOW pra cinema,seria equivalnte a mortal kombat de cinema,em resumo ate hoje hollywood nao fez boas adaptacoes de games pra cinema e nao e fturamente que vai fazer isso tmbm

    • Diana

      A série de Rick Riordan é demais. Adorei “A Maldição dos Titãs”, nunca vi um autor falar tanto da Ártemis e do Dionísio, deuses que não são tão populares quanto os outros e por isso acabam sendo deixados de lado… E que têm uma história muito rica, além de serem dos mais misteriosos…

      • Diana

        “A Maldição do Titã”*
        Atrapalhei minhas idéias com o título do filme… hahahaha

      • Renan

        Só assisti o filme, mas tenho uma prima totalmente viciada nos livros

  • KING OF KINGS

    beleza o primeiro foi bom quero ver esse

      • Edgar Neto

        Ah, tranquilo. Entendo e concordo. Sempre gosto de vir ver a resenha de um filme do gênero, aqui. Já que não vai haver mais notas… eu lhe pergunto, qualquer coisa. xD Valeu.

  • ViTcHaWmMmM

    O primeiro foi a CÀCÀAAAA maior de todas, Foi CHUCK NORRIS vs KRAKEN e não PERSEU vs KRAKEN…. 3 minutos, e acabou o filme…

    ahuahuahuhaa, se esse vier assim, só esse trailer ruim jah ta bom pra mim!…

  • FRYSE

    cole galerinha todas essas criticas ae mais no final todo mundo assiste e gosta.
    e melhor dar o braço a torcer e confessar que gostou mesmo o filme nao sendo la essas coisas, do que tirar onda de critico de cinema colocando defeito em tudo.

  • http://www.tecnoinformers.com.br Gabriel

    Vocês pensam muito em God of War e comparam muito e falam que se ele tivesse lá e tal, sendo que Kratos nem é da mitologia…

  • http://Enteryourwebsite... Larissa archanjo

    Ja assisti o filme,é muitop bom..cheio de efeitos especiais em 3d …várias batalhas..e um final naum taum aguardado..com o beijo entre andrômeda e perceu…muitos criticam esse filme mas eu recomendo! assistão e tirem suas conclusões!

  • KING OF KINGS

    eu gostei muito do primeiro filme o segundo nao foi tao bom

    • KING OF KINGS

      mas o segundo tambem é um bom filme só nao melhor q o primeiro

  • marcela

    assisti o primeiro filme porque sou fã de mitologia, grega, egípcia, ou nórdica, mas assim que terminei de assistir tive vontade de matar o roteirista, o diretor, a produção e todos os atores do filme, pois aquilo é uma merda e é uma completa ofensa à mitologia grega. O segundo deve ser ainda pior.

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se