Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio

27 de outubro de 2011
Autor: Rodrigo Pscheidt

cartaz filme contagio 20110911 size 5981 Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio

A maioria dos filmes ou seriados que trata de algum tipo de epidemia ou contaminação nos mostra o mundo depois que a tal doença já se espalhou e dizimou boa parte da população. The Walking Dead é assim, Eu Sou a Lenda e Extermínio, também. Uma das coisas bacanas deste Contágio é que, desta vez, acompanhamos o “durante” de uma epidemia global, do primeiro infectado até os milhões de mortos. E o realismo com que o filme retrata o pânico generalizado de uma situação destas é bem perturbador.

Embora este tipo de história geralmente esteja mais próxima das obras de ficção científica, não se engane: Contágio é basicamente um drama. E não, não há zumbis no filme. A trama acompanha diversos personagens ao mesmo tempo, mostrando como eles se comportam diante de uma pandemia, que começa já nos primeiros minutos de filme, sem nenhuma enrolação desnecessária.

A ideia é bacana pois mostra desde o renomado médico que representa a Organização Mundial da SaúdeDr. Ellis Cheever, vivido por Laurence Fishburne – e sua equipe que busca uma vacina para a doença misteriosa até o cidadão comum, Mitch Emhoff, um pai de família desesperado (Matt Damon) que perdeu a esposa (Gwyneth Paltrow) em questão de dias e agora luta para proteger a filha da doença.

Contagio 26Ago2011 331 Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio

Há muita política envolvida também, com discursos sendo cuidadosamente preparados para não alarmar os cidadãos, e coisas do tipo. O clima de conspiração também é constante, com o blogueiro/jornalista investigativo Alan Krumwiede (interpretado por Jude Law) conspirando contra o governo e as indústrias farmacêuticas, incitando o uso de remédios homeopáticos e se tornando uma celebridade na internet.

A edição do filme vai se alternando entre estes e vários outros personagens, o que deixa o andamento da história bem dinâmico e interessante. Mas o principal triunfo do roteiro é sem dúvida a forma como ele retrata o caos que assola a humanidade quando ela se depara com uma pandemia tão poderosa. O que começa com um caso isolado na Ásia cruza o oceano e em questão de semanas já matou 2,5 milhões de pessoas.

Em certo ponto uma enfermaria improvisada sequer tem sacos mortuários para “empacotar” tantos mortos. Pessoas afoitas por uma suposta cura homeopática perdem a razão e pisoteiam-se para ver quem consegue uma dose. Tenso.

Contagio 26Ago2011 241 Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio

Os paranóicos certamente sairão do cinema em pânico, evitando contato com outras pessoas e andando de ônibus sem se segurar nas barras de apoio. Sugerimos que você não seja tão exagerado,  mas é fato que o filme mostra um panorama bem perturbador de como a humanidade está despreparada para agir em um caso tão extremo.

Contágio mostra várias metrópoles do mundo e sempre deixa claro ao espectador quantos dias se passaram desde que a doença começou a se espalhar. Este artifício é muito bom para percebermos como, em pouquíssimo tempo, as pessoas comuns podem perder a razão devido ao medo.

Enfermeiros entram em greve para não ficarem expostos, lixeiros param de trabalhar para não entrar em contato com material infectado, escolas fecham, lojas, farmácias (e casas) são arrombadas e saqueadas, médicos e cientistas influentes são sequestrados por quem se acha no direito de “furar a fila” na hora em que a cura for descoberta.

Contagio 26Ago2011 221 Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio

Este caos todo é filmado sem muitas firulas pelo diretor, Steven Soderbergh . Sabendo do elenco estrelado que tem em mãos, o diretor não usa de cortes rápidos, deixando que os planos se alonguem para expressar as emoções de cada um. Alguns planos-detalhe de pessoas tocando em maçanetas, botões de elevador ou simplesmente se cumprimentando evidenciam a rapidez com que a doença se espalha.

A única coia estranha é que alguns personagens que tiveram um papel fundamental no início da trama simplesmente desaparecem no decorrer do filme. O Dr. Ian Sussman, por exemplo (interpretado por Elliott Gould), é o sujeito que dá o pontapé inicial no desenvolvimento de uma vacina. Depois de acompanharmos seu trabalho por boa parte do filme, ele simplesmente some, sequer sendo mencionado. Talvez tenham feito isso para diminuir a minutagem do filme na sala de edição, mas não se pode negar que fica meio bizarro no conjunto da obra.

Em resumo, Contágio é um filme que faz muito bem aquilo à que se propõe. Sua história é densa, mas não a ponto de se tornar excessivamente complicada e todos os seus (diversos) personagens principais são relevantes, cada um do seu jeito.

Sem efeitos especiais mirabolantes ou grandes cenas de ação, o filme consegue prender a atenção do espectador pelo que realmente importa: seu roteiro. Salvo alguns sumiços misteriosos de alguns personagens, Contágio é uma ótima pedida para os fãs de um bom drama, especialmente se acompanhado por uma boa dose de conspiração.

Contágio estreia em todo o Brasil nesta sexta-feira, dia 28 de outubro.

Nota: 8,0

31 Respostas para “Cinema: confira nossa resenha do filme Contágio”

  • 8 de abril de 2012 às 21:28 -

    Taynara Dos Santos

  • achei um filme bacana. enclusive no curso de enfermagem ele foi passado para comentarmos na aula de microbiologia"!!!!! show

  • 9 de abril de 2012 às 18:26 -

    Lucy Monteiro

  • fazendo resumo sobre o filme

  • 16 de março de 2012 às 20:43 -

    Dayse Santana

  • Filme muitoo massa! Fazendo uma atividade sobre ele!

  • 16 de março de 2012 às 05:59 -

    Ingridy Fernanda De Araujo Ferreira

  • filme de ótima qualidade, inclusive muito importante pra quem faz curso na área de saúde como eu, assistimos e tiramos muitas lições dele!!!

  • 15 de novembro de 2011 às 10:55 -

    Vera

  • Em Contágio, os personagens superam até mesmo o roteiro.

  • 14 de fevereiro de 2012 às 20:18 -

    Patricia Suellen

  • otimo filme'''''

  • 19 de abril de 2012 às 17:19 -

    Alysson Martins

  • Muito bom…Minha professora passou ele na escola.

  • 24 de abril de 2012 às 17:46 -

    gilmara

  • a minha professora passou tambem na escola…
    o filme é tenso mais ao mesmo tempo torna-se incomparável.

  • 9 de junho de 2012 às 15:10 -

    faima

  • 09 d junho de 2012,minha professra passo um xercicio sobre est filme.

  • 31 de agosto de 2012 às 13:08 -

    Gustavo

  • eae, namoral tomara q isso nunca aconteça no mundo, principalmente no brasil. :-)

  • 14 de maio de 2012 às 18:45 -

    gabriel

  • minha fessora passsou ele

  • 8 de maio de 2012 às 16:58 -

    Mel Lopes

  • muito bom

  • 11 de novembro de 2011 às 19:29 -

    marcos

  • Achei o filme muito ruim. Não recomendo a ninguém. vc fica o tempo todo esperando acontecer alguma coisa, e… não acontece nada! Tempo perdido. e dinheiro também. Consegue ser pior que Cowboys e Aliens.

  • 27 de outubro de 2011 às 13:34 -

    CabraMacho

  • Não tive nenhum interesse em assisti-lo, mas depois dessa resenha até que me empolguei. No filme “Madrugada dos Mortos”, tem um bonus no DVD que mostra a infestação atraves de um telejornal na qual inicia como simples “Loucura de morder” até chegar na zumbilandia em si. Lendo a materia me lembou muito desse prisma.

  • 27 de outubro de 2011 às 12:03 -

    leandro(leon belmont)alves

  • parece ser um filme mediano….mas acho que vale a pena assistir

  • 27 de outubro de 2011 às 10:57 -

    Le0nardoc

  • Parece que se assitir esse filme vou ficar paranoico!

    • 27 de outubro de 2011 às 12:37 -

      @AllanCost

    • o Sheldon deve ter assistido na hora da edição então

  • 27 de outubro de 2011 às 10:59 -

    Renan

  • Bem interessante!!!! Quem sabe eu não assista, se bem que tá difícil ir pro cinema ultimamente… Quando vi pela primeira vez o cartaz do filme já falei: zumbis. Mas gostei de mostrar a parte da epidemia acontecendo, no Eu Sou a Lenda essa parte era mostrada em flashes, e tornaram o filme excelente!!! E esse aí já é um drama mais puro e forte, não é um filme pra cabeças fracas kkkkkkkkkkkkk

  • 27 de outubro de 2011 às 13:57 -

    HIGH SUMMONER

  • eu sou uma das pessoas que acreditam que ja tem cura para muitos tipos de câncer e outras doenças fudidas,mas as empresas farmacêuticas escondem para poder continuar vendendo coquetéis de remédios caros .
    vou assistir esse filme ,aproveitando se alguém puder me indicar um filme de porrada bom eu agradeço(preferencia artes marciais),vlw desde já.

  • 27 de outubro de 2011 às 13:59 -

    Joao

  • Gostei muito do trailer e dos atores!

  • 27 de outubro de 2011 às 19:34 -

    Alan

  • É, e o Morpheus envelheceu…

  • 27 de outubro de 2011 às 20:30 -

    Dark Rock X

  • A idéia desse filme, lembrou do “A Epidemia” com Dustin Hoffman e Rene Russo, pois foi na mesma época que o ébola começou “ficar famoso” no mundo inteiro..,não gosto de filme de doença,…

  • 27 de outubro de 2011 às 16:13 -

    KING OF KINGS

  • esse filme eu nunca tinha visto anunciar antes parece ser interessante ate pra sair um pouco da onda de filmes da marvel kk

  • 27 de outubro de 2011 às 15:44 -

    Rodrigo

  • Sinceramente, para mim é somente mais um filme de contaminação virótica que deve possuir um mediano roteiro, e ainda bem que não envolve zumbis, pq ja não aguento mais ver historinhas com estes.

  • 27 de outubro de 2011 às 14:07 -

    ouriço azul corredor com uma bota vermelha

  • seria mais legal se as pessoas que morreram voltasse a vida sedentas por cerebros humanos

  • 27 de outubro de 2011 às 15:17 -

    RyogaBr

  • detalhe pra legendo do video: “dentro de três meses, serão MIL milhões!!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkk esses dias eu assisti amizade colorida que é uma comedia romantica muito boa mesmo foge de muitos clichês de filmes do genero e atividade paranormal 3 que pra quem curte levar uns sustos é interessante. esse eu ainda espero ver hoje se ja estiver passando no cinema aqui. vlw aeee

  • 27 de outubro de 2011 às 09:33 -

    Dario (mobilegamer.com.br)

  • Alguém aí ainda aguenta assistir a mais um trailer com o mat damon gritando: What happen?

    eu não!

    • 27 de outubro de 2011 às 13:31 -

      CabraMacho

    • Destesto essa cara, assistam Team America ;).
      Só prestou a trilogia Bourne e mesmo assim ele quase esculhamba.

      • 14 de maio de 2012 às 19:01 -

        joao

      • gosto do filme

      • 24 de abril de 2012 às 17:49 -

        gilmara

      • ttá se achando né…
        te liga cara o filme é muito bom viu só´pra tua informação!!!!!!!!!!!!!!!

      • 28 de outubro de 2011 às 14:49 -

        Dario (mobilegamer.com.br)

      • Não é nem gostar.. é que passa A CADA comercial da FOX e FX

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se