Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V – The Phantom Pain, hein?

4 de novembro de 2015
Autor: Renan do Prado

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Se você terminou Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, você talvez tenha dúvidas sobre o que viu no final, pois venha conosco sanar essas dúvidas agora!

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain foi um dos principais lançamentos desse ano e atingiu marcas colossais de vendas em apenas 2 meses após seu lançamento! E como todo Metal Gear lançado, esse novamente bagunçou com a mente dos jogadores, apresentando revelações bombásticas e grandes evoluções em relação aos jogos anteriores da própria série.

E que tal discutirmos agora o final do game? Estamos trazendo para vocês essa nova proposta e bater um papo desse assunto que normalmente evitamos pelo bem daqueles que ainda não terminaram os games em questão. Sendo assim, esteja bem avisado, a partir desse ponto vai ser festa de spoilers para todo lado, então se você ainda não terminou Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, é melhor parar de ler aqui mesmo. Mas se ainda assim você quiser seguir em frente, então venha conosco!

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

O HOMEM QUE VENDEU O MUNDO

Uma das maiores polêmicas de The Phantom Pain foi a forma a qual sua história foi contada. Sem mais cutscenes cinematográficas como os games anteriores, aqui temos poucas cutscenes mostrando os acontecimentos, e a maior parte da história sendo contada em fitas cassete. Pessoalmente, esse foi um estilo estranho para mim, fã de longa data da série MGS, mas que é compreensível dado a era em que vivemos: A era da informação, amplamente abordada na série de maneira totalmente realista.

Muita gente vivia reclamando que Metal Gear tinha muito “filminho” e que estes filmes eram complexos demais. Bom, primeiramente que isso por si só não é algo justo a se falar, mas que infelizmente influenciou a produção do game. Um game precisa vender, e pra vendar algumas vezes certos — e tristes — sacrifícios são feitos. E aqui, saíram as cutscenes e entraram as fitas. E o significado é simples: Se você era um dos que reclamava que a série só tinha “filminho”, então toma aí, se você quiser ver a história do game em detalhes, vá VOCÊ próprio atrás dela, e monte VOCÊ as peças dela.

Dessa forma, muitas das revelações do game ficaram a cargo das fitas, mas a maior revelação do game chega até nós como um tiro a queima-roupa de Rail Gun contendo um míssil nuclear pronto para explodir: Durante todo o game, nós não jogamos com o Big Boss, jogamos com outra pessoa se passando por Big Boss! Essa revelação causou um enorme alvoroço nos fãs da série, e muitos chegaram ao extremo de falar que o jogo inteiro de repente é ruim por causa desse final. Mas calma lá! Não é assim não! Um ensinamento simples, mas válido pra tudo: Não é porque você não gostou que é ruim, entende?

Claro, o desgosto é totalmente compreensível, e tem fundamento. Já quando os primeiros trailers de The Phantom Pain foram lançados, surgiu a teoria de que haviam dois Big Bosses no jogo, principalmente pelo médico do final de Ground Zeroes Ishmael do começo de The Phantom Pain serem dublados por Kiefer Sutherland. Na época, essa teoria foi amplamente rejeitada e ridicularizada, e devo reconhecer, eu era um dos que achava isso absurdo demais para acontecer. E aí chega a bomba! Venom Snake é o médico de Ground Zeroes que passou por uma cirurgia plástica para ficar com a mesma cara de Big Boss, e o verdadeiro Big Boss estava disfarçado de Ishmael no começo do game!

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

A revolta foi geral, e o ódio se espalhou pelo vento. Mas calma, ainda tem muita coisa a se analisar nesse final! Lembre-se, não é porque você não gosta que é ruim. E isso fica bem claro ao se analisar tudo, pois o final de The Phantom Pain se encaixa perfeitamente no buraco que o game precisava tampar. Basicamente, ele é o final que ninguém queria, mas que ficou perfeito.

Vamos primeiramente aos indícios: No final do primeiro Metal Gear de MSX, Solid Snake matou Big Boss e escapou da fortaleza de Outer Heaven antes de sua explosão. Quatro anos depois, Big Boss ressurge com um exército maior e mais poderoso, e novamente é morto por Solid Snake, que o derrotou improvisando um lança-chamas com uma lata de aerosol e seu isqueiro. Seu corpo foi recuperado pelos Patriots e deixado em estado vegetativo, até que no ano de 2014, com a destruição das 5 IAs dos PatriotsBig Boss acordou após 15 anos de sono, com seu corpo reconstruído com partes de Liquid Snake Solidus Snake. Mas como Big Boss ressurgiu em 2014 sem nenhuma cicatriz, com os 2 braços e sem o chifre na testa?

Isso era algo que já era levado em conta desde o começo. Claro que um braço mecânico poderia ser escondido por mangas compridas e luvas, mas um chifre não, bem como ele próprio não poderia ser expelido naturalmente pelo corpo, pois estava alojado dentro do cérebro. Além disso, o próprio game desde o começo o avisava de que havia algo estranho. Ishmael responde “você está falando consigo mesmo” quando perguntado quem ele é, Venom Snake não demonstra ter nenhuma memória de eventos anteriores aos de Peace Walker, bem como fuma um charuto eletrônico e tossiu ao experimentar o charuto de Code Talker, e o exame de DNA de Eli (Liquid), dá negativo. Além disso, os próprios soldados da Mother Base as vezes falam a seguinte frase: “Boss, não importa quem você realmente seja, nós só recebemos ordens de você”. E claro, a coisa mais óbvia: termos que dar nosso nome, data de nascimento, e criarmos um avatar no início do game.

A revelação explica uma das coisas mais estranhas do game, porque Snake é tão calado? E a resposta é que aquele não é o verdadeiro Big Boss, que é um personagem carismático, que tem senso de humor mesmo em situações ruins, e que jamais trocaria um charuto verdadeiro por um eletrônico. E essa revelação se encaixa como uma luva no buraco que precisava ser tampado. Porém, o ponto é: nós, os jogadores é que devemos tapar esse buraco juntando as informações que o final nos dá. O game não vai te dar as explicações mastigadas, ele te dá tudo o que você precisa, e é você que deve interpretar e montar as peças.

Afinal, como Big Boss daria ordens para Solid Snake da FOXHOUND ao mesmo tempo que está em Outer Heaven, e como ele sobreviveria a explosão da fortaleza e reapareceria 9 anos depois? Nos primeiros games da série, quando seu enredo ainda não era bem detalhado, era dito que ele sobreviveu a explosão e teve o corpo reconstruído com próteses mecânicas. Mas na verdade, quem morreu em Outer Heaven foi Venom Snake, o “fantasma”, enquanto o verdadeiro Big Boss estava comandando a FOXHOUND. E por fim, o verdadeiro Big Boss foi morto em 1999 dentro de Zanzibar Land. Ou seja, Solid Snake matou 2 Big Bosses, e isso explica como ele reapareceu duas vezes, em 1999 e em 2014, sem cicatrizes, braços mecânicos ou chifres.

A linha do tempo final do game informa tudo o que precisamos saber, mas somente quem conhece a série toda em detalhes pode fazer essas ligações. Jogadores de primeira viagem não saberiam encaixar essas peças, e entenderiam o final apenas como um plot twist polêmico e só. Big Boss após acordar de seu coma foi para a América, passou a comandar a FOXHOUND, numa aliança falsa — envolvendo uma suposta gratidão — com Major Zero, ao mesmo tempo que construía a Outer Heaven, que ao ser terminada foi entregue aos cuidados de Venom Snake, para que a tocasse da forma que achasse melhor. Pois Big Boss confiava nele para dar seguimento ao seu trabalho, e Venom era totalmente leal a Big Boss para fazer isso.

QUAL FOI O PAPEL DE MAJOR ZERO EM TUDO ISSO?

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Major Zero, principal responsável pela criação dos Patriots, e idealizador do plano de controle mundial da organização teve um pequeno mas importante papel em The Phantom Pain. Não, ele não foi o responsável pelo ataque a Mother Base no ano de 1975, mas foi graças a ele que The Phantom Pain aconteceu. Enquanto Big Boss e o médico estavam em coma no hospital no ChipreZero visitou o local para rever seu velho amigo Big BossZero jamais desejou a morte de seu amigo, apesar de ter tentado destruí-lo em Peace Walker. Ambos eram dois lados opostos de uma Guerra Fria ainda maior do que o conflito entre EUA URSS.

Vendo seu amigo no hospital, Zero bolou um plano para salvar seu amigo quando ele acordasse. Ele transformaria aquele médico em Big Boss, possibilitando que assim o verdadeiro pudesse fugir do conflito e viver longe do perigo. Através de hipnose, um recurso que Revolver Ocelot não só conhece, como usa muito bem, já que o próprio utilizou tal recurso “virando” Liquid Ocelot no final de MGS2, Zero fez com que o médico acreditasse ser Big Boss, completando com uma cirurgia plástica no hospital.

Ao final, recebemos uma fita de Zero entrevistando Paz antes dos eventos de Peace Walker, e vemos sua motivação, que já era conhecida, de trazer seu amigo de volta para a organização. Futuramente, as ações — traidoras — de Big Boss revoltaram Zero, principalmente tentar por duas vezes matar Solid Snake, um dos clones criados por Zero (e a peça que resolvia os problemas dos Patriots, sem saber/querer), e a relação entre ambos acabou definitivamente, e ambos se tornaram inimigos diretos.

COMO É POSSÍVEL PAZ AINDA ESTAR VIVA?

Essa pegou todo mundo desprevenido! Ao final de Ground Zeroes, Big Boss e o médico removem uma bomba dentro da barriga de Paz, escondida atrás de seus intestinos. Após a fuga da Mother Base destruída, Paz acorda, e se joga do helicóptero após dizer que ainda havia outra bomba dentro de sua…

Ela pula e explode em pleno ar, e essa explosão é o que causa o coma de Big Boss e do médico. Porém, quando terminamos a plataforma médica de nossa Mother Base, encontramos uma sala que pode ser visitada, dentro dela… encontramos Paz viva e inteira! Ocelot e Kaz aparecem e revelam que ela conseguiu ser resgatada ainda com vida do trágico momento no ano de 1975, mas que ela perdeu sua memória e acreditava ser a estudante que fingia ser. (Que fique claro, Paz era maior de idade já em Peace Walker, mas por ser baixinha e ter cara de menina ela se passava facilmente por uma adolescente).

Ao longo do game, resgatamos antigos soldados da Mother Base de 1975, e com eles, recebemos fotografias da época de Peace Walker, que entregamos a Paz e aos poucos ela recupera a memória. Com isso, recebemos fitas com gravações de Paz falando sobre o cotidiano na antiga Mother Base, mas logo algo começa a ficar bem estranho, ela se confunde em suas gravações e memórias, e não sabe se o que está falando é ou não verdade.

Além disso, logo no começo um detalhe importante é visto: Após nove anos, a cicatriz na barriga de Paz ainda não se curou, como isso é possível? Quando encontramos a última fotografia, escondida na frente de nosso nariz o tempo todo na plataforma médica e entregamos a Paz, algo estranho acontece. Sua cicatriz está aberta, e em meio a suas tripas saindo de seu corpo, Paz remove novamente a mesma boma de 1975 que explode em sua frente… e revela que a sala que estávamos não existia, e que Paz nunca esteve lá!

A aparição de Paz era fruto da imaginação de Snake. Pois foi por culpa do próprio médico que o acidente aconteceu, pois ele não removeu a segunda bomba no corpo de Paz, que estava escondida dentro de seu órgão sexual. Um breve flashback mostra que Big Boss pediu para o médico verificar isso e que na verdade a explosão foi resultado de um lança-foguetes disparado de um helicóptero inimigo. Mas isso era mentira, o médico, Venom Snake criou essa lembrança como forma de tentar se perdoar por seu erro, que causou seu coma de 9 anos.

Aquilo era a maior dor do médico, ele não foi capaz de salvar Paz, e isso resultou em sua morte quando a segunda bomba explodiu, destruindo o helicóptero Morpho, arrancando seu braço esquerdo, alojando um estilhaço em seu crânio… e matando Chico. Sim, Chico morreu naquele momento, e por isso ele não apareceu em The Phantom Pain, recebendo apenas uma brevíssima menção numa fita cassete. Não Quiet não é Chico — segundo algumas teorias pela Internet, Chico está morto, assim como Paz não passava de uma ilusão da cabeça de Venom Snake.

E uma curiosidade: A imagem que faz Venom Snake se lembrar da “verdade” é uma imagem em forma de borboleta, a qual soma ao símbolo de paz quando ele “desperta”. E no jogo todo, a borboleta é o símbolo de Quiet. Será que Quiet é a Paz mais adulta e em busca de vingança? Não, não. Estamos brincando… porém que aí tem coisa, ah tem!

O QUE ACONTECEU COM A QUIET?

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Pessoalmente, tenho a Quiet como a melhor personagem de The Phantom Pain. Bem como Kojima disse, ela é muito mais do que uma mulher de biquíni no campo de batalha, e as críticas feitas a personagem realmente se tornam injustas quando finalmente a conhecemos melhor. Suas motivações e ações são realmente comoventes. Big Boss/Ishamael a derrotou incendiando seu corpo. Ela foi salva pela terapia de parasitas, que substituíram sua pele, e seus órgãos digestivos. Por isso, roupas a sufocavam, pois sua respiração é cutânea, ela respira pela pele.

Skull Face a infectou com os parasitas das cordas vocais da língua inglesa, para que ela matasse Venom Snake (Skull Face não sabia que aquele não era o verdadeiro Big Boss) se falhasse em derrotá-lo em combate. Porém, com o convívio com Venom Snake, e testemunhando sua bondade com ela, ela ficou dividida entre completar sua vingança ou ficar ao lado de Snake, sendo essa sua decisão, ela decidiu que nunca mais iria falar, pois assim ela poderia ficar junto de Snake sem que ele morresse. Porém, após o terrível caso de mutação dos parasitas, ela fugiu tendo medo de ser a portadora da desgraça, mesmo calada. Snake a resgata novamente, salva sua vida, e em troca ela o salva novamente, deixando-o logo em seguida, para que os parasitas dentro dela não matassem ninguém.

Infelizmente após isso a personagem sai do game, e não podemos mais usá-la como buddy em missões. Uma enorme perda, visto que Quiet é a melhor companheira do game, e uma personagem incrível (Nota do Editor: vocês repararam que o próprio game “te prepara” para isso, colocando missões que são melhores com outros parceiros?). O que acontece com ela após isso, não se sabe infelizmente, mas muitos jogadores (eu incluso) esperam para que futuramente seja possível jogar com ela novamente sem precisar reiniciar o game do começo (o que significa ter que apagar o save e reiniciar todo o game do zero). Existe uma “gambiarra” para conseguir tal feito, porém o jogador terá que abrir mão dos 100% do game.

AGORA DÁ PRA JOGAR COM QUIET DE NOVO!

Sim, amigos. Na atualização 1.06 de Metal Gear Solid V, é possível recrutar novamente a Quiet, mesmo após “perdê-la” para o deserto em seu final. Para isso, basta atualizar o jogo para este patch, que também traz outras atualizações e jogar novamente a missão 11, não a matando ao final e levando-a novamente para a Mother Base. Não sabemos o que isso influencia na história, mas a esta altura do campeonato, você está mais preocupado em terminar os 100% do game do que em conferir mais detalhes de enredo, né?

AFINAL, COMO TERMINA A HISTÓRIA DE ELI?

Essa é a maior “dor fantasma” do game, pois é um conteúdo que foi cortado pela Konami antes do lançamento do game… e foi um corte realmente infeliz, pois a missão que encerra a história de Eli, a missão 51, faz muita falta para o enredo. The Phantom Pain sofreu muitos cortes por parte da Konami que realmente prejudicaram a criação de Hideo Kojima. Ainda assim, o game é muito bom, o que é ainda mais triste, pois se ele é incrível do jeito que foi lançado, ele seria ainda melhor se esses cortes não tivessem ocorrido.

No episódio 51, “Kingdom of the flies”, que foi incluído nos extras da edição de colecionador do game, é mostrado que após escapar da Mother Base com o Metal Gear SahelantropusEli, que é ninguém mais, ninguém menos que o próprio Liquid Snake criança, se estabeleceu numa ilha na África Central e espalhou o parasita da língua inglesa matando todos os adultos, menos ele e as crianças soldado que o acompanham, pois suas cordas vocais ainda não estão totalmente formadas dada suas idades. Nesse episódio, Snake vai até a ilha para dar fim aos planos de Eli, e se depara com soldados da Cipher que foram até lá para matar Eli e recuperar o Sahelantropus, após uma intensa batalha entre os soldados e o Sahelantropus, terminando com Snake destruindo a máquina com a ajuda dos soldados da Diamond Dogs.

Ao final, Snake acidentalmente atira em Eli, porém um colete o salva. Mas no fim, Snake não tem escolha a não ser abandonar Eli na ilha e bombardeá-la com Napalm para exterminar os parasitas, que também estão dentro de Eli. No final, Tretij Rebenok, ou melhor dizendo, o jovem Psycho Mantis remove os parasitas de dentro de Eli, e foge com ele para longe da ilha, com ambos contemplando a Estátua da Liberdade em Nova York, encerrando assim o arco de Eli, mas não seu desejo de vingança contra Big Boss, que acabaria em 2005, com as mortes de Psycho Mantis Liquid Snake.

HUEY EMMERICH, LOUCO OU INOCENTE?

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Huey Emmerich, o cientista que apareceu em Peace Walker, e pai de Hal Emmerich (Otacon) teve uma participação intensa nesse game. Por culpa dele, a falsa inspeção da ONU entrou na Mother Base de 1975, se revelando serem soldados da XOF controlados por Skull Face  que destruíram tudo. Nove anos mais tarde, todos queriam encontrá-lo por culpá-lo pela destruição da MSF.

Huey é um personagem de mente e objetivos muito complexos, mas uma coisa se sobressai a tudo: Huey era um homem realmente covarde. Por sua culpa, muitas tragédias aconteceram, e sua covardia é tamanha que ele não reconhece seus próprios erros. Interpretar suas ações fica a cargo do jogador, mas pelo menos para mim ficou claro que a todo momento, no que envolvia a MSF e os Diamond Dogs, ele acreditava realmente que o que estava fazendo era para o bem deles. Mas esse era o seu erro, ele acreditava com tanta “força” que sequer aceitava seus próprios erros. Por culpa de HueyMSF foi destruída, os parasitas sofreram mutação, o que resultou num massacre para salvar a Mother BaseEli escapou da base com o Sahelantropus e muitos outros problemas.

Ao ser confrontado por tudo isso, o que ele fez? Culpou todos os outros, “tirando o seu da reta”, não admitindo seus próprios erros, um real ato de covardia. Mas seu maior crime está na criação do Sahelantropus. No projeto, a cientista Strangelove foi contratada pela Cipher (sem que ela soubesse que estava trabalhando para Zero) e colocada no projeto junto de Huey. Eles acabaram se relacionando, o que resultou no nascimento de OtaconSkull Face não queria usar inteligencia artificial (o campo de Starngelove) no novo Metal Gear, e nem ela queria seu trabalho fosse usado para os objetivos de Zero. Com isso, ela e Skull Face se confrontavam, e tudo culminou quando Huey forçou seu próprio filho no cockpit do Sahelantropus para testar o comportamento da arma com um piloto humano, não se importando com a segurança de seu filho.

Strangelove, revoltada, afastou o pequeno Hal do próprio pai, e o relacionamento de ambos estava interferindo na produção do novo Metal Gear, até o dia em que Huey trancou Strangelove dentro do Mammal Pod, o pod da inteligência artificial de Peace Walker, e a deixou lá para morrer, até que seus restos mortais fossem descobertos por Kaz Ocelot, bem como as gravações finais de Strangelove dentro do pod, antes de morrer. Com tudo isso, ele foi deixado a deriva num bote salva-vidas, graças a Big Boss — já que Miller e os soldados queriam a sua morte, e expulso da Mother Base.

O futuro de Huey todos que jogaram MGS2 já sabem. Ele se casou e teve uma nova filha, Emma Emmerich. Nesse período, ele vivia junto de seus dois filhos e de sua esposa, que traiu Huey com Otacon. Quando Huey descobriu que sua esposa o estava traindo com seu próprio filho, o já enlouquecido cientista decidiu de suicidar nas piscina de sua casa (Huey era paraplégico, e por isso não conseguia nadar), porém ele resolveu levar Emma junto com ele. Felizmente, ela sobreviveu, mas isso resultou no distanciamento entre Emma Otacon. Quanto a Huey, seu papel em MGSV mostrou como ele realmente era louco, justificando enfim como ele foi capaz de se matar querendo levar consigo sua própria filha.

PORQUE O HOMEM EM CHAMAS NÃO MATOU VENOM SNAKE?

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Isso quebrou a cabeça de muita gente. Desde o primeiro trailer de The Phantom Pain, todos os fãs da série notaram a semelhança entre o Homem em Chamas com um certo personagem que já apareceu anteriormente na série, e isso se confirmou, ele é o próprio Coronel Yevgeny Borisovitch Volgin, o vilão de MGS3: Snake Eater. 

Em vários momentos do game, Volgin tinha Venom Snake em suas mãos, prestes a ser morto, mas ele parava nesses momentos. Porque isso acontecia? Como explicado pelo game, o jovem Psycho Mantis era quem controlava o Homem em Chamas. E num dos momentos mais tensos do game, onde encontramos os corpos infectados com os parasitas e com fones de ouvido alojados em suas gargantas, o Homem em Chamas parou quando estava prestes a matar Snake. Isso aconteceu pois quando Mantis se distraía, como nesse momento, onde ele assistiu a morte do jovem Shabani, ele perdia o controle do Homem em Chamas, que ficava imóvel.

Isso acontecia pois Volgin estava mais morto do que vivo. Após MGS3 ele passou 20 anos em coma até ser despertado no início de MGSV por sua insaciável sede por vingança. Porém, ele não tinha mais controle sobre seu próprio corpo. No fim de seu arco, devemos resgatar seu corpo de uma base inimiga. Nesse momento Volgin retoma brevemente controle de seu próprio corpo e volta por poucos segundos a ter sua deformada aparência humana, e novamente, prestes a matar Snake, ele hesita e enfim morre.

Porque isso aconteceu? Isso se trata de algo subjetivo. Porém uma das teorias mais aceitas é a de que no momento em que Volgin fica frente a frente com Venom Snake, em seu breve período de consciência, ele percebe que aquele não é o verdadeiro Big Boss, e nesse momento, sem poder mais se manter vivo, e não podendo completar sua vingança, seu corpo enfim perece, e Volgin enfim morre, após 20 anos de coma e puro desejo de vingança o mantendo vivo.

MAIS QUESTÕES NÃO RESPONDIDAS

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Apesar de tudo, algumas poucas coisas ficaram sem resposta, porém, nada que faça um grande diferença, ou que necessitem de mais um game para serem explicadas. O final do game deixou tudo bem encaixado, cortando a necessidade de mais um game para explicar o que ainda está faltando.

A principal dessas questões está relacionada a Solid Snake. No fim do game, vemos que quando Ocelot conta a verdade para Kaz sobre os 2 Big Bosses, ele se revolta por completo, passando a odiar o verdadeiro Big Boss e dizendo que dali por diante ele trabalharia para destruí-lo, ajudando Venom Snake a fazer isso. Porém, como Venom era totalmente legal a Big Boss, ele não o trairia, sendo assim, em algum momento Kaz o deixaria e voltaria para a América, o que realmente aconteceu.

Provavelmente, quando a Outer Heaven, construída por Big Boss ficou pronta, Venom e os Diamond Dogs se mudaram para ela, e o mais provável é que a Mother Base tenha sido desativada e abandonada. Com isso, Kaz não se uniria nem a Outer Heaven, muito menos a FOXHOUND, por estar sendo comandada por Big Boss. A questão que fica é, quando Kaz treinou o jovem Solid Snake? Em seu tempo pré-FOXHOUND quando lutava na Guerra do Golfo, ou somente após 1995, quando, após a morte de Venom SnakeBig Boss precisou abandonar a FOXHOUND e se passar por morto.

E outro ponto é justamente relacionado a isso. Afinal, Solid Snake conheceu Big Boss pessoalmente dentro da FOXHOUND? Se a resposta for sim, ele veria a diferença entre ambos, um sem chifre, e um com chifre. Se Snake não o tiver conhecido pessoalmente, seu encontro com ele em Zanzibar Land seria diferente, ele notaria a ausência do chifre e o braço esquerdo normal, mas ainda assim seria algo irrelevante para o momento. Se bem que com toda a tecnologia disponível, poderia acontecer desses onze anos que separam os dois games, o chifre ter sido retirado e uma prótese mais humana fazer a parte do braço. Tecnologia cibernética existe em MGS.

Já outros pontos são: Onde estavam Gray Fox, Naomi Hunter e Sniper Wolf? Todos esses personagens foram aliados de Big Boss, e muitos esperavam que pudessem aparecer aqui, principalmente Gray Fox. Então afinal, porque não apareceram? A resposta pra isso é bastante simples, nós não estamos jogando com Big BossVenom Snake não sabe quem era Gray Fox. Além disso, após acordar do coma, Big Boss voltou para a América, e foi nesse período que ele resgatou Gray Fox Naomi em Moçambique e os trouxe para a América, onde Naomi ficou, e Gray Fox Big Boss voltaram para a guerra. Venom Snake jamais poderia ter feito isso, pois estava encarregado de realizar o “trabalho sujo” de Big Boss no comando da Outer Heaven.

Quanto a Sniper Wolf, é difícil saber. O coma de nove anos de Big Boss Venom Snake só tornava possível que a história da série progredisse somente após 1984, sendo assim, ela poderia ter sido resgatada tanto por Big Boss quanto por Venom Snake, porém, o mais provável sendo que o verdadeiro Big Boss a tenha resgatado, porém, sem nenhuma confirmação.

PERGUNTAS DO EDITOR

E a FOXDIE? Será que os parasitas tem alguma relação com o vírus? Acredito que sim, mas não de maneira direta. Em uma das fitas, Zero deixa bem claro que tem uma “arma” mais eficaz em processo, capaz de atingir alvos específicos, e é claro que ele já idealizava a FOXDIE que é tão presente na era Solid Snake. Porém, todos estes eventos com parasitas podem ter sido o estalar de dedos para trazer a ideia da vacina. Sem mencionar que a presença de Code Talker e seus estudos ajudam a entender melhor personagens como The End, Quiet, e nos deixa até suspeitar de que personagens como Sniper Wolf e Vulcan Raven possam ter parasitas dentro de seus corpos, para justificar seus “poderes” naturais.

Ocelot é o assassino de Kaz? Lembra que em Metal Gear Solid foi revelado que o Master Miller era Liquid disfarçado, enquanto o real Kazuhira foi encontrado morto dias antes dos eventos de Shadow Moses? Pois na conversa final de MGSV, podemos ver Ocelot e Kaz discutindo que apoiariam lados opostos quando “os irmãos lutassem”, nem que um precisasse matar o outro para isso. Nunca foi revelado o assassino de Kaz, porém esta conversa pode ser uma das pistas mais importantes em meio a tudo isso.

Venom Snake foi “entregue a morte” pelo próprio Big Boss? Nas conversas finais, também vemos que “só existirá um Big Boss no futuro”, e a fita com o plano OPERATION INTRUDE N… que faz referência ao primeiro Metal Gear, cuja história ocorre onze anos mais tarde, mostra que os eventos já estavam previamente arquitetados, e embora o plano revelado era de que Solid Snake falhasse e fosse convencido a apoiar Outer Heaven, podemos acreditar que Solid Snake foi enviado para a fortaleza unicamente para matar o “falso” Big Boss.

O que Kaz andava aprontando na Rodésia? É mencionado que Kazuhira Miller andava “aprontando” pelos lados da Rodésia, local aonde Gray Fox lutou, Naomi foi adotada pelo mesmo e Solidus também operava, além de um Raiden criança matando geral. Enfim: o que é que este local tem de tão especial na história do game que sempre ficou obscuro? E ainda falando do “Master” Miller: que diabos ele queria com aqueles hambúrgueres?

Code Talker é um dos membros originais do Wisemen’s Committee? Na conversa final de MGS 2, Snake e Otacon descobrem que os nomes dos membros dos Patriots contidos no disco que capturaram estavam todos mortos há mais de 100 anos. E quantos anos Code Talker disse que tinha? Mais de 100, devido aos parasitas, correto? Pouco soubemos sobre ele fora dos eventos do jogo, mas sua “sabedoria”, além de ser um “patriota”, pois se considera americanizado pelo hambúrguer e revelou que índios navajos lutaram na Segunda Guerra Mundial e se orgulhavam disso pode nos fazer pensar nisto.

A SÉRIE FOI CONCLUÍDA, MAS NÃO O GAME

Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V - The Phantom Pain, hein?

Como já mencionado, o desenvolvimento de The Phantom Pain foi prejudicado, pois a Konami cortou muitas coisas que fizeram muita falta. Jogadores que obtiveram acesso aos códigos de programação do game descobriram que Kojima planejava que o game tivesse 95 episódios! O game final foi lançado com 50 episódios, são 45 episódios cortados! O conteúdo deles é desconhecido, mas o que se sabe é que o game estava sendo planejado para ser lançado somente em 2016 para ficar realmente completo.

Com isso, um problema que o game acabou tendo foi sua conclusão. Ele conclui a série, mas não conclui o ano de 1984. O plano de Skull Face era exterminar o idioma inglês do mundo, vingando-se de Zero, pois ele desejava controle de todo o mundo, e usaria o idioma inglês para isso, já que a pesquisa com esses parasitas foi iniciada por Zero. Após isso, ele espalharia bombas nucleares desmontadas por todo o mundo, assim cada nação e até mesmo pequenos grupos teriam acesso a armas nucleares, e o mundo todo seria obrigado a reconhecer o poder até dos menores grupos, vivendo numa era de medo sem fim, onde Skull Face controlaria tudo e todos, pois ele teria o controle sobre cada bomba nuclear do mundo, além de ter Sahelantropus em seu controle, colocando o mundo em suas mãos.

No final, Skull Face foi morto e seu plano impedido, mas o que veio depois? O game terminou com a sensação de estar inacabado. Pois enquanto vemos a verdade sobre Venom Snake Big Boss, não vemos como a trama do ano de 1984 acaba. Sendo que o fim seria justamente o Episódio 51, que foi cortado. Pois com ele, todos os parasitas são enfim destruídos, e o plano de Skull Face é definitivamente terminado. Uma enorme pena, mas que felizmente não atrapalhou o resultado final, pois Metal Gear Solid V: The Phantom Pain ainda sim é um dos melhores games lançados nesse ano.

Finalizando, todas essas conclusões só são possíveis de serem tomadas por quem conhece a série toda. The Phantom Pain foi criado pensando em atrair novos jogadores, mas é bem claro que somente quem conhece a série inteira consegue entender 1005 de seu enredo, seus plot twists e as razões para algumas coisas que acontecem.

E aí, o que achou? Algumas de suas dúvidas, se você as tinha, pôde ser sanada? Uma coisa é certa apesar de tudo, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain é um excelente game. Apesar das críticas recebidas em relação a seu final e a sua estrutura, devemos ser justos na hora de avaliar seu enredo. Eu não quero fazer você gostar do final do game, muito longe disso. Se você gostou ou não do game no geral, ou de seu final, isso é algo seu. E somente seu. Lembrem-se, gosto não se discute, mas devemos interpretar o que nos está sendo apresentado. E é claro, acima de tudo, devemos nos divertir jogando!

Participou do post o editor Junior Candido, segundo maior fã de Metal Gear Solid na Arkade. O primeiro você sabe muito bem quem é.

75 Respostas para “Depois do Fim: E o final de Metal Gear Solid V – The Phantom Pain, hein?”

  • 4 de novembro de 2015 às 18:47 -

    Matheus Dacanal

  • É serio mesmo que a galera não gostou de no final ser revelado que o protagonista não era o Big Boss?
    Eu nem cheguei a jogar o jogo, e só de assistir a gameplay da primeira hora do jogo eu ja tinha certeza que o Big Boss era na verdade o personagem com o rosto enfaixado e que o protagonista deveria ser outro personagem que só ia ser revelado no final. Eu achei bem da hora esse twist mas não chegou a ser uma surpresa rs.

    • 4 de novembro de 2015 às 21:13 -

      Junior Candido

    • Sabe aquela verdade que você sabe que é verdade mas recusa a acreditar? Pois acho que foi isso que 95% dos jogadores de The Phantom Pain tiveram ao descobrir tal fato! No começo assustei, mas depois lembrei de Metal Gear do MSX e pensei: poxa! faz sentido!

    • 1 de novembro de 2016 às 14:57 -

      Charles

    • Como pode um simples médico, de repente, conseguir replicar todas as habilidades do maior soldado que o mundo já viu? E comandar toda uma equipe altamente experiente e capacitada, sem ter tido uma única experiência militar anterior? E o conhecimento da utilização de todas aquelas armas e equipamentos? A aparência é o que menos me importou, neste sentido. Então, qualquer um, após uma hipnose, pode vencer um Metal Gear ou um soldado lendário como a própria Silent? Então para que clonar o Big Boss? É mais fácil hipnotizar um exército a se convencer que é “O Cara” e os mandar para os combates…

      • 17 de novembro de 2016 às 21:49 -

        Zébedeu

      • Kojima comeu merda durante anos e agora resolveu vomitar tudo de uma só vez!

      • 25 de janeiro de 2017 às 02:17 -

        Leo

      • Estou aqui meses a frente kkkkkkkkk para dizer q ele possivelmente usou nanomáquinas no corpo, que pelo que diz Solid Snake as nanomáquinas modificam corpos e regulam células(não tenho certeza se é isso, é apenas uma hipótese minha)

      • 15 de novembro de 2017 às 15:47 -

        cu

      • È Porque MEtal GEar 3 é uma SIMULAÇÂO VIRTUAL DE TREINAMENTO que o tal medico em coma FEZ para personificar BIG BOSS, tudo orquestrado pelo Zero

  • 4 de novembro de 2015 às 20:29 -

    Marcelo Abrantes

  • Parabéns pelo artigo. Eu que sou muito fã da série acabei confirmando algumas teorias que tinha na cabeça. E eu sempre achei que a Quiet pudesse se tornar a Sniper Wolf. Será?

    • 4 de novembro de 2015 às 21:11 -

      Junior Candido

    • É uma teoria que tem tudo para ser real, afinal estamos falando de “duas” snipers que “conseguem ficar horas paradas, apenas aguardando o alvo”. Se entendermos que Psycho Mantis tirou os parasitas de Liquid na missão 51 e ele pode ter feito o mesmo com “Sniper”, logo podemos aceitá-la falando inglês. E também justifica os decotes mesmo em meio a neve. E também o fato de que ela foi “imune” a FOXDIE. Enfim, embora nada confirmado… tem tudo pra ser verdade. Aguardemos os próximos capítulos, se eles existirem.

    • 4 de novembro de 2015 às 21:42 -

      Renan do Prado

    • Na verdade não é não. A Sniper Wolf nasceu no Curdistão durante o período de guerra que havia lá, até que o Big Bossa salvou e a treinou para ser Sniper, até que ela reapareceu em 2005 em Shadow Moses. Não poderia ser a Quiet pois nessa época ela ainda era criança, assim como os Snakes e a Naomi

  • 4 de novembro de 2015 às 20:46 -

    Snake FoxDie

  • Muito boa a matéria. Raros artigo como essa precisa ser valorizado.
    Por isso, sugiro que façam menção para mais um personagem que aparece no jogo que ninguém esperava que estivesse. Ou façam uma parte 2 dela ou uma nova edição de atualização da matéria. Parabéns para todos que fizeram a matéria.

  • 5 de novembro de 2015 às 01:53 -

    Aldo Romano

  • Não dava pra Quiet aprender outro idioma? Alemão, Portugues, Espanhol? Estranho

    • 5 de novembro de 2015 às 13:45 -

      Junior Candido

    • O Alemão faz parte da mesma “família” do inglês, e o Code Talker explicou isso, dizendo que idiomas “irmãos”, como português e espanhol, espalhariam a doença do mesmo jeito. Talvez ela não quisesse ser portadora de mais problemas, pois acredito que ela identificou que embora fosse uma arma para matar um alvo em específico, no fim ela poderia ser uma arma de destruição em massa, tipo o Solid Snake no MGS 4.

      • 15 de novembro de 2017 às 15:53 -

        cu

      • Ela podia se comunicar por Libras, ae ela podia ficar junto com o Venon , sim eu chimpei demais os dois :3

  • 5 de novembro de 2015 às 05:43 -

    Gersommelk Felipe

  • Pra mim, jogo sem história é multiplayer. E essa, era a última coisa que eu queria que acontecesse com MGSV. O fato de jogarmos com um personagem sem a menor importância não justifica. Poderia muito bem ter sido o contrário: jogarmos com Snake depois dele fugir, ee no final ser revelado que o médico ficou pra trás pra servir de doppelganger pra ele. Mas não… Tudo o que importava, que era saber as motivações do Big Boss, saber sobre Naomi, Sniper Wolf, etc…, a criação de Outer Heaven, do motivo dele em ter atraído seu clone, Solid Snake… Tido ficou em branco. Ou seja: MGS:TPP conta uma história de um ponto de vista desnecessário, e ainda por cima, conta mal, e entrega uma história cortada e cheia de encheção de linguiça. Nenhum gameplay divertido salva uma blasfêmia dessas.

    • 22 de fevereiro de 2016 às 16:48 -

      Lucas

    • Esse é um dos metal gears com mais historia q se passa durante o ano do jogo ! só é contado de forma diferente, o conteúdo de informação das fitas é maior que as cutscenes dos outros games, mas como é em fita, realmente parece que é meio vazio. 

    • 24 de janeiro de 2017 às 00:07 -

      Jessé

    • A História é boa, mas concordo quando diz que usaram um personagem sem importancia…se eles fizessem de uma forma que colocasse o Gray Fox pra ser o Venom Snake…poderia ser mais interessante…

  • 5 de novembro de 2015 às 17:00 -

    Marcio Rodrigo

  • Excelente artigo, como conhecedor da SAGA Metal Gear concordo com o autor da matéria e acho que Kojima deveria ter colocado David Hayter como dublador de Big Boss e Kiefer Sutherland como dublador do Venon Snake tornando a ideia de dois Bosses mais perfeita!!! Quando saiu a noticia de um médico que foi o primeiro a realizar um transplante de cabeça e ficou constatado que esse mesmo médico era o mesmo que aparecia nos trailers de MGS V TPP ficou fácil prever que alguém iria se passar por Snake.

    • 6 de novembro de 2015 às 20:19 -

      Rafael Bard

    • Eu discordo. E o meu ponto é bem simples: Cada clone tem uma voz. Então por que a voz do original seria a mesma do que a do clone que tem os genes inferiores?
      Eu acho que deveriam até ter colocado a voz do Big Boss diferente desde o início em MGS3, mas o fan service falou mais alto. E é claro que não da pra tirar o mérito do David Hayter, porque ele fez um ótimo trabalho (principalmente no Peace Walker).

  • 6 de novembro de 2015 às 20:16 -

    Rafael Bard

  • Primeiramente parabéns pela matéria. You’re pretty good!

    Agora vou colar aqui o que já comentei no Alvanista:

    Sobre a bomba no orgão da Paz, eu ainda duvido pra caralho dessa informação. Porque na ultima fita do Chico no GZ eles falam claramente que a segunda bomba está na perna dela. E a lembrança do médico de que ela não explodiu é mentira, como você citou. Se não fosse a Paz estaria viva ainda de fato.

    Já a Quiet eu não achei as críticas injustas não. Ela é absurdamente sexualizada e por um motivo muito besta. Todo mundo que tem parasitas fica de boa de roupas. Só ela que não porque ela foi queimada? Desculpa esfarrapada. Porque ela sensualiza demais. Uma coisa engraçada que não sei se o pessoal notou é que aquele abraço na cena dela com o Venom na chuva é uma referência a Rocky 3!

    E já que você citou a morte do Shabani, já reparou que o Mantis usa o cordão dele enquanto vê ele queimar?

    E outra coisa é que o Snake sempre foi um alter ego do Kojima. Dessa vez ele tirou ele mesmo do holofote e deixou você criar o seu próprio. Hideo Kojima é o Big Boss e você também. Todos nós compartilhamos o legado de Big Boss. O mérito por tudo o que aconteceu em todos os jogos é nosso e dessa vez somos nós no holofote.
    Eu até relacionei um pouco disso com a saída dele da Konami. Big Boss, que é o alter ego dele, saindo de ação, assim como ele também estava fazendo da série…ou da Konami

    No mais, “thanks for that, Boss!”

    • 2 de fevereiro de 2016 às 23:02 -

      Welington

    • Sobre a questão da Quiet..  foi citado que depois que ela foi tratada com os parasitas a respiração dela era cutanea, ela so respirava pela pele e usar roupas a sufocava.. ou seja usar roupas seria a mesma coisa que tapar seu nariz 

  • 7 de novembro de 2015 às 16:28 -

    Marcio Rodrigo

  • Uma falha imperdoável eh o fato de nao ter a música de Mike Oldfield (Nuclear) no jogo, conheci essa música no trailer e imediatamente virou o toque do celular, alarme, etc. Joguei o game inteiro esperando o grande momento em que a música iria tocar e nada foi uma grande frustração p mim pelo menos.

  • 7 de novembro de 2015 às 17:47 -

    Elton Fabrício

  • Caraca véi, como ainda não joguei Ground Zeroes, nem Phanton Pain meu cérebro também explodiu com essas informações, (logo, não ligo pra spoilers, leio tudo que aparece)…

    Ainda tenho minhas suspeitas que tem algo mal contado nessa história Kojima – Konami, alguém mais suspeita de um novo conteúdo liberado via atualização num futuro próximo com quem sabe os episódios cortados, ou quem sabe um final real (como li o final foi meio méh…) ?

  • 8 de novembro de 2015 às 05:27 -

    Alexandre

  • Antes de mais nada, quero constatar que sou fã da série, de carteirinha. Meu problema não foi com o plot twist de você não ser o Big Boss, mas a ENTREGA dele na história. O twist teve várias dicas, então não foi absurdo, nesse sentido. O problema, que esse NÃO foi o jogo que Kojima vendeu pra gente nos trailers. Como já foi citado, esse jogo sofreu cortes absurdos, e a estrutura narrativa dele é uma bagunça. Depois do primeiro ato, o jogo se perde e muito. O segundo ato foi cortado quase que todo. Várias das coisas que são indicadas, como Kaz esta tramando pelas costas do Big Boss, ou o Ocelot não estar ciente do real inimigo. Das missões só 6 são novas, sendo que uma delas faz você jogar a missão do hospital novamente.(completamente desnecessário). Agente não vê Big Boss ir pro caminho do mal, mas ao invés disso, só que ele é um babaca covarde mesmo.(Que eu acho válido). Não vemos a adoração das crianças por ele, nem algo do tipo. Eu não acho que esse plot twist precise existir, só pra justificar um furo que NINGUÉM se importava.(só o Kojima aparentemente). Quer dizer, só porque é supostamente menos ridículo ele sobreviver uma vez ao invés de duas? Era perfeitamente compreensível pra todo mundo que Kojima nem sabia se o Metal Gear original de msx teria uma sequência(E mesmo assim, ainda tem uma mensagem final, do Big Boss, que ele voltaria a enfrentar o Solid). O Gray Fox foi revivido sem absolutamente nenhuma explicação até o 4, e NINGUÉM se importou com isso. Muitos dos conceitos desses jogos foram reformulados pro Solid, como aparência dos personagens(Miller que de FATO parecia asiático, ou o próprio Gray Fox mesmo).Se a ideia do Kojima era deixar o final da transformação do Big Boss pra imaginação, maravilha (porque em PW ele não se consolidou como vilão, ou então como o louco que agente vê no Metal Gear 2). Mas agora, ele faz esse jogo, prometendo que missing link, e agente não vê nada disso. No fim das contas, o que agente tem história pela metade, que nem era a história que agente queria pra começo de conversa. Dito isso, eu não acho a parte da história que agente teve de todo ruim. Huey é um personagem fascinante, Eli é bem carismático, e bem encaixado, e o próprio arco do Venom Snake como médico, brilha em vários momentos. Existem fitas excelentes, como as da Strangelove, a do Skullface com Code Talker(A única vez que ele parece de FATO ameaçador), todas fitas finais, em especial as do Zero.

    Em relação a Quiet, eu devo discordar. Ta, tem uma explicação pra ela se vestir dessa forma, mas ela não é muito boa. é basicamente sci-fi mumbo jumbo, apenas uma artifício pra fazer ela se vestir de forma sensual e vender bonecos.(Eu preciso comentar sobre as poses que ela faz quando você olha pra ela?) E isso é muito comum no Japão. Mas , eu, pessoalmente, não tenho um problema tão grande com isso. O maior problema é que esse design não afeta a personagem dela em nada. Isso não muda a forma como os outros personagens interagem com ela, ou o ambiente. A sensualidade dela não tem nada a ver com a personagem. Ela poderia estar usando qualquer outra roupa. Ela mal, tem um desenvolvimento, com exceção da missão final, e isso se deve, na maior parte, por ela não falar. O melhor argumento que eu consigo pensar pra melhorar a personagem dela, é que ela sabia que Venom não era o Big Boss(mesmo isso não fazendo sentido nenhum). E o indício disso, seria logo no começo do jogo, quando ela diz que o paciente viu o rosto dela, e ela ataca o Venom.

    Mas no fim, eu ainda gosto bastante desse jogo, é um dos open worlds mais divertidos que já joguei, a jogabilidade é excelente, assim como o level design(tirando as missões recicladas), a trilha sonora, tanto original, quando as músicas fora do jogo, são maravilhosas. A fox engine é a coisa mais linda que já vi. Pena que o plot ficou algo bem mediano mesmo. mas hey, quem sabe não lançam o capítulo 3?(Never Be Game Over)

    Obs: Já pararam pra pensar como o SkullFace é vilão legal? Ele aguentou o Huey por 9 anos.

    Obs 2: Não entendo quem reclama que o jogo não é bom porque não tem Solid Snake, Naomi e Sniper Wolf, não é por isso que a história não é boa. Esses personagens não PRECISAVAM estar lá, seria legal se tivessem, mas não era essencial.

    Obs 3: Se você ainda ta se sentindo a Phantom Pain desse jogo, e entende inglês, eu sugiro dar uma passada no Reddit, lá tem teorias maravilhosas, e muito mais interessantes que a história desse jogo.

    • 22 de fevereiro de 2016 às 16:51 -

      Lucas

    • Cara essa revalação do final, precisava existir e o furo que vc disse ser dispensavel, era uma das maiores coisas que intrigavam TODOS os fãs, não importava, só para voce … mas concordo com muita coisa que disse, e respeito a sua opnião na quilo que não concordei ….. mas do mesmo jeito esse metal gear ainda entra no meu top 3, sendo meu terceiro favorito.

    • 22 de fevereiro de 2016 às 16:55 -

      Lucas

    • E cara por que você acha que foi a gota final pro Kojima sair da Konami, a Konami fudeu o trabalho do cara, ele queria entrar 95 episodios, com uma historia epica e a konami cortou o jogo todo ! e sim é culpa dela, quem escreve metal gear é o kojima, mas ele é funcionário da konami (era) se ela disser que algo no jogo tem que ser mudado, ele só tem que abaixar a cabeça e mudar, pq metal gear é da konami, e não dele (segundo a konami né, pq pra mim não é dela porra nenhuma) …. então culpa da konami, as falhas do game.

    • 19 de abril de 2016 às 19:58 -

      Geison

    • Realmente a história de background parece que foi pra tapar um buraco que ninguém (que conhecia a franquia) ligava. Mas, na minha opinião, foi justamente o contrário, ainda mais com os novatos, a sacada genial de Kojima não foi tapar, mas abrir um buraco na cabeça dos jogadores, um buraco aberto a interpretações, que despertaria a curiosidade de saber mais sobre a lenda que nos inspira como Venom Snake, a lenda do BIG BOSS. Eu passei alguns dias pensando após explodir minha mente neste final, que começou com mistura de raiva, frustração e que se transformou em alívio, admiração e curiosidade. Agora que a poeira baixou, eu admiro a coragem que o Kojima teve de nos entregar essa história, e imagino que talvez seja esse o motivo do desentendimento com a Konami, fico pensando no que veríamos a mais se tudo corresse como ele gostaria, mas mesmo assim deu certo e sinto um alívio porque no final das contas valeu muit a pena, o que eu buscava eu encontrei, me envolvi numa história que me surpreendeu, e me fez sentir muitas emoções. 

  • 11 de novembro de 2015 às 23:07 -

    Ronald Theodoro

  • Sou um grande fan de MGS e agora que eu sei que era para ter 95 episodios entendo a motivação para o Kojima sair da konami, mas eu adorei o jogo, mesmo com as pistas eu não tinha percebido que não era o Big Boss, mas eu achava estranho ele ser tão calado, foi melhor ainda pois eu pude aproveitar o plot twist por completo, o meu favorito ainda e o MGS 3, mas senduvida nenhuma foi um dos melhores jogos que eu já jogei e ainda vou tirar um dia para ouvir todas as fitas.

    • 24 de novembro de 2015 às 23:53 -

      Eduardo Cruz

    • Senti exatamente isso, o plot foi foda pra mim, sinceramente a Konami tem que lançar a parte do verdadeiro Big Boss, me da um novo jogo ou expansão, pois esta fazendo uma puta falta pra mim.

  • 12 de novembro de 2015 às 16:33 -

    Jotazz ?

  • Oi pessoal, tenho uma duvida cruel, em Metal Gear 4 Snake está envelhecendo. Queria saber o porque e se ele se curou.

    • 16 de novembro de 2015 às 11:58 -

      Leo Loureiro

    • Não se curou! O Snake do MGS4 é o Solid Snake, que é um clone(filho) do Big Boss, o outro clone é o Eli. A história do MGS4 se passa depois do 5 e ele está velho por causa do vírus Fox Die.

      • 30 de dezembro de 2015 às 23:49 -

        Ícaro Silva

      • Ele não está velho por causa do Fox Die! Ele está velho devido a uma mutação feita durante o projeto “Les Enfant Terribles”! Essa é a razão pela qual Solidus aparenta ser tão velho, mesmo sendo mais novo. A mutação, feita de proposito durante o projeto, provoca o envelhecimento precoce.

  • 16 de novembro de 2015 às 12:48 -

    Leo Loureiro

  • Uma dúvida…
    Não sei se foi explicado ou passou batido… Quando a Quiet fala com o Pequot em inglês, porque não infectou o Snake? Nesa hora a visão é do Snake e ele estava piscando, logo estava acordado.

    • 28 de fevereiro de 2016 às 17:57 -

      Arturo

    • Ele já tinha sido curado, então todo parasita que entrasse em seu corpo seria transformado em fêmea, impedindo a reprodução.

    • 31 de maio de 2016 às 10:52 -

      PETERSON PIERO PIZOLATO

    • Na sequência,  já é entregue o modo como o snake é salvo após a quiet falar.  Eles dizem ter injetado nele um antídoto antes q o vírus pudesse ter efeito. Só não lembro se foi numa fita ou cutscene .mas está lá. 

  • 20 de novembro de 2015 às 14:46 -

    Juninho Rodrigues

  • Gostaria de parabenizar você, Renan e seu amigo que fizeram o post pelo excelentíssimo trabalho de alto nível esclarecendo todos os pontos “cegos” do jogo e eu não sabia esse lance da Paz, achei simplesmente foda e totalmente convincente.

  • 23 de novembro de 2015 às 22:27 -

    Ravel Ev.

  • Decepção do ano. Pior MGS já lançado. Infelizmente. Sem bosses desafiadores, história furada, incompleto. Uma pena.

    • 23 de janeiro de 2016 às 21:53 -

      Renato da Silva Borges

    • Cara, concordo completamente com você!

  • 7 de dezembro de 2015 às 10:09 -

    antonio

  •  uma duvida q eutenho é a seguinte,a Quiet sabia q o venom snake nao era o verdadeiro big boss?

    • 16 de janeiro de 2016 às 20:24 -

      Joseph

    • Eu desconfio que sim por causa do hospital ela parece só atacar o venom snake pq ele viu o rosto dela 

  • 31 de dezembro de 2015 às 16:21 -

    RickyBalboa

  • Eu só tenho uma duvida quanto a toda esta historia dos MGS`s,onde que o Solidus entra nesta história toda?Já que ele é o clone mais velho que Solid e o Liquid, em que ano ele nasceu e quando que ele é mencionado antes do MG2? Sou muito fã da saga MGS e tenho e ja salvei todos os jogos no minimo umas 5 vezes exceto o primeiro que ja deve ter passado das 30 ao longo destes 15 anos que conheço. Mas esta informação eu nunca corri atrás,alguém poderia me responder por gentileza?

    • 10 de março de 2016 às 23:20 -

      Jose

    • Solidus Snake nasceu no ano de 1972 e morreu em 30 de abril de 2009.Ele foi o terceiro clone de Big Boss no projeto Les Effant Terribles, suas caracteristicas genéticas remetem mais a inteligência, onde Solid é mais calculista, enquanto Liquid tem um temperamente explosivo e dominador.Foi escondido e recolhido do projeto ainda muito cedo por ter um equilibrio nuclear genetico mais balanceado que seus dois irmãos. Um comprometimento na estrutura genetica o fez envelhecer mais rapido que seus irmãos.Em sua juventude nos anos 80, ele participou de guerras civis. Até chegar ao ponto de adotar Jack (Raiden) e o trenar como é dito em MGS2.Mas durante o enredo de Big Boss, nada sobre ele é dito, tudo que sabemos é após MGS2, e poucas coisas em MGS4. 

  • 17 de janeiro de 2016 às 09:51 -

    josé

  • Eu tenho uma duvida sobre a atualização 1.06 trazer a Quiet devolta, sera que o kojima pretendia fazer ela voltar em alguma missao futura que nao chegou a ser feita e por isso fizeram o negocio de fazer a missao 11 7 vezes ou foi coisa da konami para conter a insatisfação dos jogadores? pq eu duvido que alguem gostou de perder a quiet

  • 17 de janeiro de 2016 às 10:03 -

    josé

  • Que final mais triste desse jogo em estou me referindo a missao 43 e 45 que seriam realmente as 2 ultimas missoes pq a 46 é só uma revelaçao ja que ela se passa no passado, a 43 pra mim foi a mais dificil de fazer , nunca tinha me tão sentido mal por causa de um jogo, mas naquela missao me deu vontade de desligar o ps4 e parar de jogar pra nao ter que matar os soldados, principalmente naquela parte que tem varios deles em uma sala ouvindo uma musica triste e batem continencia pro snake dizendo que confiam nele e vao deixar ele decidir o que fazer, eu tava achando o venom snake um personagem meio tosco e sem personalidade, mas foi nessa missao que mudei de ideia, acho que a unica coisa que faltou foi o snake falar mais, o kiefler sunderland fez uma excelente atuação como venom snake, mas foi muito mal aproveitado, ele nao fala muito mais que a quiet no jogo inteiro, e a missao 45 tbm achei mto triste, mas tbm acho que a quiet seria muito fdp se deixasse o snake morrer depois dele ir até la para salvar ela, mas tbm nao vi a necessidade dela ir embora ja que o code talker tinha como fazer aquele tratamento para o parasita das cordas vocais, mas depois da atualização 1.06 eu prefiro acreditar que ela voltaria em alguma missao futura que o kojima nao teve a oportunidade de fazer ja que da para trazaer ela devolta fazendo 7 vezes a missao 11.

    • 6 de julho de 2016 às 16:31 -

      Gianlucca

    • Eu fiz essa missão com lagrima quase escorrendo man

  • 17 de janeiro de 2016 às 10:10 -

    antonio

  • na capa do jogo escrevia que era tudo por vingança, mas eu realmente nao consegui ver essa tal vingança no jogo, nao acho que apenas matar o skull face foi a vingança de fato, para mim o skull face nem era o maior vilao do jogo, pra mim os maiores fdps do jogo foram o Huey Emmerich que ajudou o Eli e as crianças a roubarem o sahelantropus, matou a  strangelove ,foi responsavel pela segunda epidemia da mother base, graças a ele a quiet fugiu, o próprio Eli, e o ocelot mesmo que ajudou a enganar o venom snake, para mim ele é um traidor, eu nunca joguei nenhum outro metal gear solid mas nao achei o final tao lixo quanto tao falando por ai, acho injusto dizer que o jogo inteiro esta uma porcaria só por causa do final, acho que se o kojima tivesse conseguido fazer o jogo inteiro no nivel das missoes 43 e 45 ou entao ter terminado os 5 capitulos o metal gear solid v conseguiria bater de frente com o the witcher 3 como melhor jogo do ano

    • 14 de abril de 2016 às 18:02 -

      PETERSON PIERO PIZOLATO

    • Talvez vc não tenha achado o game tão ruim exatamente por não ter jogado nenhum dos outros. Vale a pena aínda hj jogar os antigos.  Eu msm joguei d novo o mgs 1 do PS one ( no ps3) .  É o mais foda na minha opinião. Corra atrás.  Juro q compensa. Daí vc irá entender a revolta da maioria q não gostou muito. No entanto eu curti esse game apesar de o achar meio incompleto tbm. Vlw 

  • 17 de janeiro de 2016 às 14:57 -

    Shiro

  • É…. os 95 episódios que você disse poderiam ser uma segunda gameplay? Tipo Devil May cry 4 que vc passa a jogar com o Dante depois da metade, ou o Kojima poderia estar preparando outro jogo pra contar a história do boss, já que eu não acho que ficaria (dependendo do que fosse acontecer) muito bom um jogo linear como MGS3, no estilo do MGS5.

  • 21 de janeiro de 2016 às 15:24 -

    EduardoLopes

  • Eu acho que a Quiet é a Dniper Wolf e o Venon Snake é o Gray Fox.Quando vc encerra o jogo, abre um uniforme de ciborg, igual ao do Gray Fox e se tiver muita paciência, jogando umas 7 vezes a missão de capturar a quiet, vc ganha ela de volta e se tiver concluído grande parte do jogo vc libera um uniforme pra ela Sniper Wolf.Eu lembro que tem algum lance deles se gostarem, então acho que é bem provável essa teoria

    • 19 de abril de 2016 às 19:14 -

      Geison

    • Que Quiet tem alguma ligação com a Sniper Wolf, isso tem, mas não acho que sejam a mesma pessoa, pois Sniper Wolf antes de sua morte em uma conversa com Solid Snake em Shadow Moses, diz que cresceu em uma guerra e que seu herói chamado “Saladin” a salvou, o que não bate com história de Boss com Quiet. Quando Snake pergunta se ela quis dizer Big Boss, ela não nega e continua dizendo que se juntou a um grupo de revolucionários (provavelmente Outer Heaven) para se vingar do mundo, e em seguida ela começa a delirar e pergunta a Solid Snake se ele é o Saladin. Se consideramos que Saladin seja Venom Snake, faz ainda mais sentido essa ligação entre as duas, talvez Quiet tenha treinado Sniper Wolf junto com Venom Snake e por isso ela ficou tão boa.

  • 12 de fevereiro de 2016 às 23:55 -

    floydbh

  • Vey, a Quiet é muito gostosa! Isso dá ao jogador uma motivação para continuar no jogo! Portanto, quem não gostou, só lamento! mas estou que nem o companheiro ai em cima. Porque, quando ela fala com Pequod, na missao 45, ela não afeta snake? Já procurei respostas, mas para mim, não existe maior erro de continuidade! E este erro fica mais absurdo ainda quando ela reluta em falar. Ou seja, ela ainda pensou: “isso vai dar mrrshdhdhdududn!” E depois falou, e nao aconteceu nada…. isso sim foi um chute bem nas Bcustela!

    • 31 de maio de 2016 às 10:42 -

      PETERSON PIERO PIZOLATO

    • Na sequência,  já é entregue o modo como o snake é salvo após a quiet falar.  Eles dizem ter injetado nele um antídoto antes q o vírus pudesse ter efeito. Só não lembro se foi numa fita ou cutscene .mas está lá. 

  • 13 de fevereiro de 2016 às 07:19 -

    Douglas Alex

  •  uma pergunta? pq ocelote diz que Quiet esta apaixonada pela lenda na cena de tortura

    • 19 de abril de 2016 às 18:16 -

      Geison

    • É por ver a lealdade dela que ele diz isso. Quiet não precisava dele, não precisava ficar com os Diamond Dogs, ainda mais como prisioneira, poderia fugir quando quisesse, cumprir logo sua missão de matar o Boss, e não o fez, por mais que Ocelot não soubesse do seu verdadeiro plano, ele desconfiava que alguma coisa estranha tinha, mas que não se cumpriu pela paixão e admiração que Quiet adquiriu pela lenda e pelo homem, como podemos ver bem nas cenas mais quentes dos dois.

  • 13 de fevereiro de 2016 às 07:26 -

    Douglas Alex

  •  uma pergunta por que ocelote fala, ela esta apaixonada pela lenda na cena de tortura?

  • 27 de fevereiro de 2016 às 10:37 -

    glauber augusto

  •  Queria saber como ismael conseguiu ser um soldado perito em armas, alto nivel no CQC, estrategia de batalha, em resumo, como um medico se tornou um soldado perfeito igual ao Big Boss???  Valeeeu

    • 27 de março de 2016 às 21:26 -

      Johnny Mendes Soares

    • Quando resolveram transformar o médico em Big Boss ele sofreu uma especie de hipnose por Ocelot que apagou a memoria do médico antes do acidente em ground zero e foi implantada todas as conquistas, memorias que o snake (Big Boss) havia feito (que pelo menos estava nos relatórios de Big Boss) assim todas as estrategias e inteligencia de snake foi passada para o médico se tornando um soldado perfeito. 

      • 19 de abril de 2016 às 18:05 -

        Geison

      • Não só isso, ele era médico mas também era soldado, e “o melhor” na época da MSF segundo o Boss, quando Ocelot conta sobre o plano de criar seu fantasma.

  • 29 de abril de 2016 às 22:18 -

    Mateus Bernardo

  • Alguém pode me explicar porque que a porra do médico era tão mitológico quanto o verdadeiro snake? O cara fez de eli (um clone do Big Boss) um bosta, derrotou skull face e metal gear além de conseguir vencer uma franco atiradora que consegui acerta a cabeça de um piloto em um avião em movimento e também atirar nas hélices de um helicóptero. Eu vi muita gente questionando a personalidade do falso Big Boss porém não vi ninguém questionando as habilidades do médico. Qualquer um pode mudar o rosto mas as habilidades também? 

    • 31 de outubro de 2016 às 16:23 -

      Charles

    • Caraca, enfim alguém pensou o mesmo que eu! Como pode um simples médico, de repente, conseguir replicar todas as habilidades do maior soldado que o mundo já viu? E comandar toda uma equipe altamente experiente e capacitada, sem ter tido uma única experiência militar anterior? E o conhecimento da utilização de todas aquelas armas e equipamentos? A aparência é o que menos me importou, neste sentido. Então, qualquer um, após uma hipnose, pode vencer um Metal Gear ou um soldado lendário como a própria Silent? Então para que clonar o Big Boss? É mais fácil hipnotizar um exército a se convencer que é “O Cara” e os mandar para os combates…

      • 20 de dezembro de 2016 às 16:44 -

        Lucas

      • A explicação é simples, além de um médico, ele era o maior soldado da MSF, por isso decidiram usar ele.

  • 30 de abril de 2016 às 01:20 -

    Big Merda

  • Cara como foi prazeroso o jogo proporcionar a experiência de puxar o gatilho na morte desse skull face. E outra coisa, eu ja sabia que big boss era aquele ismael qnd o jogo deu o primeiro close na bunda dele kkkkkkkk metal gear tem que ter close na bunda de boss… Não tem jeito, pro azar da gnt né. Eu acho q se o big boss fosse realmente o verdadeiro ela não só dele vingaria dele como toda a base mãe. Pq ele sim ferrou com a vida dela ao tacar fogo na coitada. Mas apesar de tudo foi muito BROCHANTE saber no final do game não estava jogando com o Big Boss. 

  • 30 de abril de 2016 às 01:28 -

    Big Merda

  • Mano eu não cheguei a notar a porra de uma cicatriz na kra do big boss do final kra, blz que o médico lá se jogou na frente dele. Mas kojima esqueceu que ele tava no helicóptero tbm e que ele explodiu o fato do kra ter tomado a frente de boss não mudaria muita coisa não. E eu não duvido nada o xico ta vivo, a porra do helicóptero explode e a maioria vive mei forçado isso aí em.

  • 5 de maio de 2016 às 00:15 -

    Alexsandro

  • Moral da história: Solid Snake é o pika das galaxia pois ele matou Venom Snake, Big Boss 2x, Liquid Snake, Liquid Ocelot, Solidus Snake ta lokoooooo! kkkkkkkkk

  • 21 de maio de 2016 às 15:29 -

    Samuel

  • Eu tenho uma teoria kkk talvez solid nunca lutou com big boss…isso faz sentido e eu tbm me recuso a acreditar que big boss tenha sido morto com uma latinha de aerosol kkkkk

  • 11 de junho de 2016 às 11:10 -

    Felipe

  • A questão é, o que vem depois? O que a Konami vai fazer em relação a Metal Gear Solid? Ao meu ver seria interessante fazer um remake de Metal Gear (nintendinho, 1987) concluindo de vez esse arco de Venom Snake, e apresentando Solid Snake, já que muita gente não teve acesso a esse Metal Gear e claro ele ficar show nessa nova geração.

  • 22 de junho de 2016 às 14:35 -

    Bruno Jau

  • Tenho a teoria que nos dois primeiros metal gear, o big boss era na verdade venon. Snake luta com ele e vence, explode tudo parece que ele morreu, mas na verdade ocorre como explicado, ele não morreu e o corpo foi restaurado com proteses mecânicas, portanto Snake nunca lutou com Big boss e sim com Venon, Justificando sua provável vitória sobre Venon, e igualando Snake e Boss em poder de combate. Reparem que Venon era “apenas” A++ em tudo, na propria mother base existiam soldados melhores, imagino que Big Boss e Snake Seriam S++ em tudo

  • 7 de julho de 2016 às 10:24 -

    Paul Allen

  • Muito bom ajudou bastante,mas vc nao acha que precisava de mais um game porque do ultimo metal gear até o primeiro que se passa em 1995 da uns 10 anos da pra contar  como a trama do ano de 1984 acaba. Mostrar solid snake mais jovem,talvez se encontrando com liquid snake.Muitas outras coisas que vc mencionou.obrigado

  • 19 de agosto de 2016 às 19:09 -

    WAX

  • quem não fica indignado com esse jogo é pq não conhece a historia a fundo e nunca jogou todos os jogos da série…..esse jogo é bom para caralho, mais é o mais fraco da série, não dá cara, essa empresa de merda konami foi cortar a porra do jogo para fazer agora o MG Survivor em 2016… nunca tive tanta raiva de uma produtora.

  • 7 de outubro de 2016 às 00:10 -

    Nicholas

  • Carayoooo eu zerei Metal gear solid para ps1 a mo tempão eu tava com, uma puta raiva que nao sabia quem era aquela criança voadora que ta manipulando o coronel e o garoto, ai agora que me lembrei do Psycho Mantis do mgs de ps1 pqp VALEUUUUUU ! KKKKKKKKKK

  • 31 de outubro de 2016 às 16:24 -

    Charles

  • Como pode um simples médico, de repente, conseguir replicar todas as habilidades do maior soldado que o mundo já viu? E comandar toda uma equipe altamente experiente e capacitada, sem ter tido uma única experiência militar anterior? E o conhecimento da utilização de todas aquelas armas e equipamentos? A aparência é o que menos me importou, neste sentido. Então, qualquer um, após uma hipnose, pode vencer um Metal Gear ou um soldado lendário como a própria Silent? Então para que clonar o Big Boss? É mais fácil hipnotizar um exército a se convencer que é “O Cara” e os mandar para os combates…

    • 12 de janeiro de 2017 às 00:32 -

      Cezar sellane

    • Mano,ele era o melhor soldado de big boss,o mais leal de todos,era quase um big boss mesmo (quase) por isso eles tiveram essa ideia

  • 24 de fevereiro de 2017 às 07:45 -

    Jefferson Higino Sá

  • gostaria de saber se haverá uma nova versão ou continuação para a saga metal gear…outra coisa….como obter a versão completa (com os 95 episódios) do metal gear solid v the phanton pain…á propósito…porquê não aparece o solid snake tendo em vista que o liquid snake (eli) se encontra no jogo? e porquê o nome éh mg ” solid ” v tpp, se os personagens principais são o venon snake e o big boss?….desde já agradeço!….

  • 11 de junho de 2017 às 11:54 -

    Madson

  • Uma correção:
    “mas é bem claro que somente quem conhece a série inteira consegue entender ‘1005’ de seu enredo, seus plot twists e as razões para algumas coisas que acontecem.”

    Acho que você queria escrever “100%” alí.

    De resto não tenho muito o que comentar. Artigo perfeito!

  • 28 de junho de 2017 às 21:53 -

    Majora Fi

  • “Chico morreu naquele momento. Por isso não apareceu em Phantom Pain, sendo mencionado em uma fita cassete. NÃO! Quiet não é Chico, segundo algumas teorias da Internet”.
    Quem teve essa ideia de jerico? Se fosse verdade, me masturbei por um traveco.

  • 19 de outubro de 2017 às 22:03 -

    nando

  • alguém poderia me informar como abri a missão 51 que terminei a 50 mas não abriu a 51

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *