Escândalo no e-sport sul-coreano envolvendo combinações de resultados levam doze para a cadeia

19 de outubro de 2015
Autor: Junior Candido

Escândalo no e-sport sul-coreano envolvendo combinações de resultados levam doze para a cadeia

Polêmica no e-sport coreano. Combinações de resultados em torneios de Starcraft 2 levaram cerca de doze pessoas para a cadeia. Tem jogador, treinador e apostador envolvidos no escândalo.

O site TeamLiquid deu todos os detalhes do escândalo, que envolve o treinador da PRIME, Gerrard (Park Wae-Sik), e os jogadores profissionais YoDa (Choi Byeong-Heon) e BBoongBBoong (Choi Jong-Hyuk), que são da mesma equipe. Também foram para a cadeia apostadores e corretores de apostas, o que inclui o ex-jogador e atual jornalista de e-sport Enough (Seong Jun-mo).

A investigação do caso trouxe à tona que cinco partidas profissionais de Starcraft 2 foram combinadas, quatro delas envolvendo o YoDa e uma envolvendo BBoongBBoong. As partidas eram parte de competições oficiais como a GSL e a Proleague e ocorreram entre janeiro e junho deste ano.

Segundo a polícia, BBoongBBoong perdeu de propósito uma partida em janeiro. Gerrard, o treinador da equipe, foi acusado de intermediário entre o corretor de apostas e o jogador. YoDa também tem seu nome no esquema, que as investigações afirmam que ganhou 30 milhões de Wons Sul Coreanos (cerca de 105 mil reais) para perder duas partidas. E YoDa teria perdido os outros dois jogos “de graça”, após chantagem.

A Associação de e-sports da Coreia do Sul já se manifestou a respeito, anunciando que Gerrard e YoDa estão oficialmente banidos pelo resto de suas vidas, sendo impedidos de participar de qualquer torneio oficial. Todos sabemos o quanto o e-sport é popular na Coreia do Sul, então um escândalo destes deve ter a mesma proporção do que escândalos de arbitragem no futebol, muito comuns aqui no Brasil ou na Itália, o que causa comoção e atrapalha o desenvolvimento do esporte em seus respectivos países.

Via (Eurogamer)

5 Respostas para “Escândalo no e-sport sul-coreano envolvendo combinações de resultados levam doze para a cadeia”

  • 19 de outubro de 2015 às 11:28 -

    Ian Szot

  • Isso me lembrou o campeonato de CSGO que teve em que os jogadores de um time (iBUYPOWER) apostaram várias skins caras contra eles mesmos, com o o jogo que eles jogariam estava praticamente ganho (já que o time adversário era uma bosta) todo mundo confiou na iBP e apostou alto neles também, ai os jogadores da iBP fizeram muitos mil obamas apostando contra eles mesmos. Hoje os caras tão banidos de torneios oficiais

    • 19 de outubro de 2015 às 13:10 -

      Aldo

    • Não fiquei sabendo disso não, isso que eu assisto todos os camps da iBUYPOWER, até por que a antiga line da iBUYPOWER simplesmente se separaram por que todos ainda continuam a jogar, inclusive jogarem o ultimo torneio da iBUYPOWER.

      • 19 de outubro de 2015 às 16:46 -

        Tiago Santana

      • 19 de outubro de 2015 às 23:11 -

        Mark Ducasble

      • Exatamente. o iBP entregou pro NetCode Guides (que é tipo uma Games Academy dos EUA), time que pertencia ao Dazed um dos players do iBP.

      • 19 de outubro de 2015 às 23:10 -

        Mark Ducasble

      • Nada a ver, o time do iBUYPOWER não existe há quase um ano. Eles não jogam oficialmente desde o começo do ano. A line original Steel, Dazed, AZK, Skadoodle e Swag foi toda banida, exceto o Skadoodle que não quis participar do esquema e depois de um tempo sem time, agora joga no Cloud9. Os demais continuam streamando e jogando nos servidores mas estão banidos de torneios oficiais da Valve, da ESEA, ESL, CEVO e FaceIT. A iBUYPOWER criou o campeonato (que teve a segunda edição mês passado) porque não tinha mais time pra patrocinar. A Keyd (Luminosity hoje), time brasileiro, ganhou o primeiro no meio do ano e perdeu a final do segundo (pro Team Liquid) mês passado ou retrasado. Se você está vendo time de CS do iBUYPOWER jogando você está morando no passado.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *