Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

22 de agosto de 2012
Autor: Fernando Paulo

77805964 o1 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Quem acompanha de leve o mundo dos MMORPG’s talvez conheça Guild Wars 2, mas acredita que seja apenas mais um jogo no mercado. Já quem acompanha a série ou está super ligado no mercado de jogos online, sabe que Guild Wars 2 promete trazes muitas novidades que prometem revolucionar o gênero. Já testamos o jogo, e apresentamos alguns motivos para você ficar de olho em Guild Wars 2!


1 – Não aguento mais fazer quests!

gw0811 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Os melhores jogos do mercado até apresentam quests criativas e diferenciadas, mas na maioria dos casos, essas missões solitárias se resumem a buscar e entregar algo para algum NPC, ou derrotar uma certa quantidade de inimigos. Guild Wars 2 elimina o sistema de quests, contando apenas com a quest principal, que conta a história do jogo e do jogador.

Mas para que o jogador consiga evoluir, existem eventos aleatórios pelo cenário, onde qualquer jogador que estiver no lugar certo na hora certa poderá automaticamente fazer parte de um grupo para lutar em conjunto. Esta mecânica foi vista timidamente em jogos como Warhammer Online e Rift, mas aqui ela tem grande participação na experiência do jogo.

Além disso, o jogador também pode conseguir experiência ajudando NPCs pelo cenário, com tarefas básicas, mas que também são compartilhadas com outros jogadores, deixando tudo bem mais divertido, ou explorando o cenário, em busca de pontos de interesse e checkpoints, por exemplo.

2 – Preciso de um Add-on pra arrumar minhas skills e… espera aí! Onde estão minhas skills?

necromancer041 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Esqueça o uso de Add-ons e montanhas de skills diferentes, que no final serão usadas sempre na mesma ordem. A desenvolvedora quis mudar esse conceito, e aqui o jogador tem apenas 5 skills de ataque, de acordo com a arma que ele estiver usando. Pode parecer pouco, mas não é.

A primeira skill funciona como um ataque normal, sem cooldown e pode ser usada automaticamente e continuadamente. As outras skills têm cooldown, e tirando algumas exceções, não requerem mana ou outro tipo de energia para serem usadas.

E não é preciso arrastar as skills para a barra ou abrir qualquer janela de habilidades, pois as skills já aparecem automaticamente na tela ao mudar de arma.

3 – Quero algo novo. Fazer outra classe? Não, vou é mudar de arma!

thief041 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Você não precisa criar um personagem novo ou resetar sua árvore de talentos para ter uma experiência diferente. Basta apenas mudar a arma!

Cada classe pode usar vários tipos diferentes de armas, e cada arma garante 5 skills únicas. Aqui as skills não são liberadas conforme o jogador evolui, mas sim usando a arma. No início apenas a primeira skill está habilitada, mas lutando um pouco, rapidamente as skills vão sendo liberadas. Um sistema interessante e bem natural.

Quem usa armas de uma mão terá skills diferentes de acordo com a arma usada em cada uma das mãos. Já a classe Elementalist (estilo do Mage), terá 5 skills diferentes de acordo com o elemento que estiver ativado, de um total de 4 elementos. E cada arma ainda muda as skills de cada elemento.

São tantas opções que cada classe terá várias abordagens e estilos diferentes de acordo com a arma que estiver usando.

4 – Vou jogar com todo o mundo (literalmente)!

human 031 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Você está andando por aí, e de repente o sistema avisa que está acontecendo um evento aleatório próximo. Assim que você chega no local, vê que vários outros jogadores estão lutando, e, sem pestanejar, parte para a luta. Simples assim.

Pois é assim que Guild Wars 2 funciona. Você não precisa convidar outros jogadores, ou clicar em qualquer botão para participar do grupo. Sejam inimigos de evento ou qualquer inimigo em uma área aberta, o jogo automaticamente coloca os jogadores juntos, e ainda divide os itens que dropam de acordo com o desempenho do jogador. Portanto, não existe mais o kill steal (famoso KS), pois todos os jogadores irão receber recompensas. Tudo super dinâmico e democrático.

Outro detalhe interessante, é que se o jogador entrar em uma área de nível mais baixo, ele será enfraquecido para que os inimigos ofereçam o mesmo desafio que os outros jogadores da área estão tendo. Muitos podem não gostar dessa ideia, mas o mais interessante aqui é que assim você pode jogar com um amigo que está à dezenas de níveis distante de você, e o jogo vai ser desafiador para ambos!

5 – Bato, curo, “tanko” e faço caldo de cana!

gw2 warrior 0061 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Ok, seu personagem pode não fazer caldo de cana, mas você nunca mais ficará nas mãos de um healer sem mana. Cada classe possui suas próprias skills de cura e suporte. Assim como o jogador possui 5 skills de ataque, possui também 5 skills de suporte. Para habilitar essas skills, o jogador deve evoluir, e também conseguir pontos completando alguns objetivos simples em determinados pontos dos mapas.

Algumas classes, como Guardian, possuem algumas skills defensivas, mas no geral, as classes possuem skills de ataque para controlar os inimigos, e skills de suporte que podem curar apenas o próprio jogador, ou o grupo. Podem usar também skills de suporte que melhoram atributos temporariamente, ou que bloqueiam ataques inimigos.

As opções são tantas que você poderá mudar suas armas e skills de suporte de acordo com a situação. E isso realmente faz toda a diferença, mesmo que não exista um tank no grupo.

6 – Belo cenário que não é só para bonito!

Mesmer 0111 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

A maioria dos jogos online ou até mesmo RPGs offline possuem vastos e belos cenários que estão ali apenas para bonito. Guild Wars 2 resolve essa falha, e além de eventos e NPCs que precisam de ajuda, existem checkpoints para descobrir, pontos de interesse, que são locais interessantes no mapa (não me diga!), pontos de visão (parecidos com os View Points de Assassin’s Creed), e que geralmente requerem que o jogador escale algum lugar, e até lugares secretos, que assim como os Vistas (pontos de visão do jogo) só podem ser acessados escalando e subindo através de plataformas.

E isso tudo ainda fica mais legal quando você vê outros jogadores fazendo o mesmo. Alguns lugares são realmente difíceis de serem alcançados, e você cairá e verá outros jogadores caindo diversas vezes.

Outra ponto bacana é que é possível viajar entre os checkpoints que você já encontrou sem o uso de qualquer item, apenas pagando uma quantia de dinheiro. Uma forma prática de implementar o recurso fast travel ao game e estimular o descobrimento de novas áreas.

7 – Sou guerreiro até debaixo d’água!

underwater 121 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Como se não bastasse as opções em terra firme, ao entrar na água você recebe 5 skills exclusivas para o combate aquático. Dentro da água, cada classe pode usar lança ou tridente, mas assim como nas armas normais, as skills são completamente diferentes para cada classe, mesmo que elas estejam com a mesma arma.

Existem vários monstros e até eventos com bosses dentro da água. As animações dos personagens são espetaculares, e os efeitos gráficos muitas vezes dão a impressão de que é tudo uma CG, tamanha a beleza dos combates que rolam debaixo da água.

8 – Don’t stand in the fire!

elementalist meteor shower1 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Como alguns jogadores desavisados gostam de ficar dançando sobre o fogo que os inimigos lançam, sempre é bom gritar isso pro grupo nos jogos online. Guild Wars 2 vai além: seja com um inimigo cuspindo fogo, correndo para dar uma investida, ou atacando com suas garras, muitas vezes é possível desviar do ataque e evitar todo o dano.

O jogador possui uma barra de stamina e um botão específico para o movimento de desviar. Desta forma, mesmo que o jogo ainda tenha o sistema de target (onde o jogador seleciona o inimigo), os golpes acertarão os inimigos próximos, é possível correr e desviar livremente, e até mesmo carregar e lançar skills enquanto se está em movimento (o famoso “cast”).

Isso faz com que Guild Wars 2 seja praticamente um jogo de ação, mas com os clássicos sistemas de seleção dos RPGs online, ao invés de uma mira que muitas vezes pode atrapalhar, como acontece com os MMORPGs de ação Tera Online e Dragon Nest.

A movimentação faz toda a diferença. Com uma boa estratégia você derrota mesmo um inimigo forte, mas ficando parado no mesmo lugar você poderá morrer perante o monstro mais inútil do mapa. E por falar em morrer, ao ser derrotado, você na verdade cai e continua lutando (quem conhece o perk Last Stand do Call of Duty?) e, caso consiga derrotar o inimigo que lhe deu o golpe fatal (ou ser revivido por outro jogador), retornará heroicamente ao campo de batalha!

9 – Comprei, agora vou jogar!

guardian011 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Guild Wars 2 segue o modelo de negócios do jogo anterior: você compra o jogo e pronto. Não precisa pagar mensalidade para jogar. Hoje em dia podemos notar que muitos jogos entram no mercado com muita sede, seguindo o modelo de World of Warcraft, com compra e mensalidade, e acabam sendo um fiasco, tornando-se gratuitos e com itens de cash (o famigerado modelo pay-to-win, onde o jogo oferece vantagens absurdas para quem compra itens com dinheiro real), algum tempo depois.

Para que o jogo seja mantido, Guild Wars 2 contará com itens de cash, mas a promessa dos desenvolvedores é de que esses itens não afetarão o desempenho dos jogadores. Em nossos testes felizmente percebemos que isso é verdade.

Existem trajes para deixar seu personagem um pouco mais… destacado (para não dizer extravagante) e itens mais funcionais, como aumento de experiência recebida ao derrotar inimigos e, no pior dos casos, tickets para acessar alguns lugares específicos.

Porém, esses itens poderão ser adquiridos com o dinheiro do próprio jogo, então desde que o jogo não se torne pay-to-win - o que provavelmente não acontecerá – este é um ótimo modelo de negócios, e beneficia tanto quem tem dinheiro quanto quem não tem de maneira igualitária. O primeiro Guild Wars foi assim, e continua de pé com um ótimo sucesso até hoje, então Guild Wars 2 tem tudo para ampliar o sucesso do título anterior.

Outros detalhes

Mesmer 061 Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!

Guild Wars tem PVP até no nome, então logicamente a continuação terá muitas opções de combates entre jogadores, mas como a segunda versão tenta criar uma experiência totalmente nova no PVE, são essas características que mais chamam a atenção no jogo.

Nos testes que fizemos, Guild Wars 2 cumpre muito bem o que promete, e possui uma experiência de jogo online jamais vista, misturando a interação entre jogadores do mundo todo com uma experiência digna de um RPG offline de grande produção. Ao invés de entrar na onda do sucesso de WoW e tentar copiar e inovar aqui e ali como vários outros fizeram, Guild Wars 2 joga tudo pro alto na esperança de criar algo totalmente novo.

O jogo não é perfeito, pois chega uma hora em que os eventos do mesmo local começam a se repetir e a história de cada jogador não é tão única assim como os desenvolvedores davam a entender. Mas tudo isso passa despercebido quando se está jogando algo que leva a categoria de MMORPG, e realmente coloca o jogador para interagir com outros jogadores, mesmo que involuntariamente.

Desde o início o jogo já apresenta conteúdo digno de endgame (conteúdo máximo, para quem estiver no nível máximo), e segundo os desenvolvedores, as dungeons apresentam diferentes variações, com diferentes objetivos e inimigos a serem derrotados.

Como o jogo coloca o jogador no mesmo nível do local em que ele está, é possível aproveitar o conteúdo de todo o mapa do jogo mesmo no nível máximo, o que gera um fator replay praticamente infinito, desde que ao atingir o nível máximo, ainda existam desafios e recompensas que prendam o jogador no game.

Depois de tudo o que dissemos aqui você ficou com uma vontade danada de jogar Guild Wars 2? Nós também! Então não esqueça? o game será lançado exclusivamente para PCs na semana que vem, mais precisamente no dia 28 de agosto!

33 Respostas para “Guild Wars 2: testamos e separamos 9 motivos para você jogar!”

  • 22 de agosto de 2012 às 16:38 -

    Renan do Prado

  • Não sou fã de MMO, mas esse Guild Wars 2 conseguiu chamar muito a minha atenção!!!! Torço sinceramente para que seja um MMO que plante a dúvida “vou jogar WoW ou Gild Wars agora?” na cabeça dos fãs desse estilo

    • 22 de agosto de 2012 às 16:41 -

      Renan do Prado

    • E parabéns pelo texto Fernando!!! Ficou muito bom!!!!

    • 22 de agosto de 2012 às 17:13 -

      DanielWarfare

    • MMOs…não sou muito fan deles pois meu amigo ficou irreconhecível depois que começou a jogar WoW…

      • 22 de agosto de 2012 às 20:18 -

        leandro(leonbelmont) alves

      • digo a mesma coisa do meu irmão, uns primos e amigos que ficaram mais estranhos que o normal após ficarem jogando WOW e outros do genero

    • 22 de agosto de 2012 às 17:14 -

      Diana

    • É, Renan, torceu e ganhou. Pena que meu PC não roda mais nem WoW com gráficos no mínimo…

      • 23 de agosto de 2012 às 09:21 -

        Renan do Prado

      • Eu sonho com o dia em que o WoW terá uma concorrência direta, e espero muito mesmo que seja o Guild Wars 2

  • 22 de agosto de 2012 às 16:58 -

    Allan S. de Lima

  • Eu ia comprar Diablo III, mas agora estou na dúvida…

    • 22 de agosto de 2012 às 20:02 -

      leandro(leonbelmont) alves

    • cara, vai por mim que tenho Diablo 3, compre. MMO só da dor de cabeça

    • 23 de agosto de 2012 às 09:59 -

      KING OF KINGS

    • 2 jogão parece q ta no mesmo nivel

  • 22 de agosto de 2012 às 17:05 -

    Allan S. de Lima

  • Esse jogo plantou uma dúvida na minha mente…DiabloI III ou Guild Wars II ?

    • 22 de agosto de 2012 às 19:27 -

      Rafael

    • São jogos muito diferentes, D3 – action RPG, GW2 – MMORPG, nada parecido na minha opinião. Mas, D3 já possui uma versão starter free, só criar uma conta completamente gratuita na battle.net e testar o jogo, aproveite!

    • 22 de agosto de 2012 às 20:04 -

      leandro(leonbelmont) alves

    • Diablo 3. a não ser você goste de MMO. Diablo é um game Online é meio diferente.

      sem falar que você pode zerar o game e ainda bancar o exibido mostrando seus itens valiosos para os noobs. mas o gosto é seu.

    • 23 de agosto de 2012 às 10:36 -

      KING OF KINGS

    • Por diablo eu posso te falar que é um jogo muito bom mas esse parece ser legal também

  • 22 de agosto de 2012 às 17:24 -

    Ceiifador

  • Bom tomara mesmo que seja assim só pagar o jogo é não precise comprar mais nada como itens etc que fazem voce upar mais rapido.Muitos MMORPG aqui no brasil distribuidos são free só para rodar no seu computador é fazer voce jogar, mais chegando em tal level para voce ter vantagem ira ser obrigado a comprar o item em dinheiro para upar rapido é adquirir vantagem contra aqueles que não tem condições de comprar itens em dinheiro.

  • 22 de agosto de 2012 às 23:07 -

    CabraMacho

  • Cara, gostei, mas vou aguardar a versão pt-br

  • 23 de agosto de 2012 às 00:05 -

    Alisson Muller

  • Muito interessante as dicas, certamente me fez pensar sobre o jogo… bom texto, valeu ai!!

  • 23 de agosto de 2012 às 12:10 -

    Jadson Barbosa

  • rapaz , muito do vc falou jah existe em varios jogos não sei o pq da enfaze é apenas mais um jogo novo quer requer atenção inicial para vc da uma olhada ao inves de ver reviews , não esquecendo que cada jogo tem suas vantagens e publico proprio não adianta fica dizendo que melhor , que eh inovador no final e sempre uma mesma dinamica.

  • 23 de agosto de 2012 às 09:16 -

    ViTcHaWmMmM

  • POUTZ!!!!

    E eu ainda tinha coragem de perder horas, noites, dias e semanas jogando MU ONLINE a alguns (5 ou 6) anos atras…

    Num existia nem um milesimo dessa qualidade, acho que vou voltar pra algum MMO, mas, só depois do DIII!

    =]…

    • 23 de agosto de 2012 às 10:38 -

      KING OF KINGS

    • pois é eu gosto desses jogos antigos para jogar tbm eles tem um charme uma simplicidade que nenhum desses tem

      • 23 de agosto de 2012 às 19:24 -

        mauricio de souza

      • me trouxe lembras do meu mago-guerreiro…

  • 24 de agosto de 2012 às 14:48 -

    Raphael Cabrera

  • Excelente matéria Fernando Paulo, é isso que queremos ver em um MMORPG. Fanboys de WoW gonna hate!

  • 24 de agosto de 2012 às 14:48 -

    Raphael Cabrera

  • obs: rachei de rir com a parte do caldo de cana

  • 24 de agosto de 2012 às 22:38 -

    Caio Higor

  • Hiro Ito e Emival Silva marca?

  • 26 de agosto de 2012 às 12:00 -

    douglas

  • cara a minha única duvida é …a estreia é dia 28 aquele sistema de jogar antes expirou ent se eu compra-lo hoje só posso jogar este game amanhã?ou ja esta disponivel pois no site lá n há informação

  • 30 de agosto de 2012 às 13:58 -

    KING OF KINGS

  • putz cliquei no link do doom e caiu aqui kkkkkkkkkkkk

  • 13 de outubro de 2012 às 23:27 -

    SlipiN

  • Me pareceu muito interessante ,não sou muito fan de MMORPG ,mas quem sabe né …

  • 12 de agosto de 2013 às 01:39 -

    Lucas André

  • world of warcraft kkkk nao!partiu guild wars 2 n pago mensalidade e pelo q eu vi comentarios de pessoas e reviews gw2 estupra wow

  • 21 de setembro de 2013 às 20:47 -

    Marcos Ferreira

  • wow em sua epoca foi um grande jogo mas hoje temos coisa muito melhor em termos de grafico, jogabilidade entre outras coisas mais ,vou jogar este pois detesto ter que ficar fasendo quests o tempo todo

Deixar um comentário (ver regras)

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se