Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Little Nightmares

29 de dezembro de 2017
Autor: Rodrigo Pscheidt

Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Little Nightmares

Eu tenho a impressão de que é bem difícil inovar no gênero terror nos videogames. Diversos jogos meio que acabam pegando carona em fórmulas que se mostram acertadas, o que resulta em experiências muito similares (vide Amnesia e todos os seus clones).

Apesar disso, quando uma empresa resolve ter a boa vontade de tentar algo diferente, o resultado pode ser impressionante. E Little Nightmares é isso: um pequeno jogo de terror 2.5D que mistura plataforma, puzzle e muitas situações de “gato e rato” para nos colocar em um universo sombrio e bizarro, onde criaturas medonhas irão nos perseguir implacavelmente.

Melhores Jogos do Ano Arkade 2017: Little Nightmares

Na pele de uma pequenina criança vestindo capa de chuva, somos indefesos neste mundo de gigantes, e só o que podemos fazer é fugir, se esconder e/ou usar elementos do cenário para despistar os monstros. O gameplay é simples e facilmente comparável ao de Limbo, Unravel ou Inside, mas o level design primoroso e o fato de tudo ser extremamente funcional e emergencial faz com que estas mecânicas já conhecidas sejam satisfatórias.

Little Nightmares é criativo, intenso e visceral. Um jogo onde raciocínio e reflexos estão sempre em sintonia. Ainda que ele esteja longe de ser um jogo de terror tradicional, sua ambientação opressora e o design sinistro de seus monstros conseguem torná-lo um jogo “fora da curva” dentro do gênero.

Leia nossa análise completa de Little Nightmares se quiser saber mais sobre o game. Lá você vai entender melhor porque este pseudo-indie mereceu um lugarzinho especial em nossa lista de Melhores Jogos do Ano.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *