Ouya: conheça o console do futuro que promete revolucionar o mercado

11 de julho de 2012
Autor: Rodrigo Pscheidt

Ouya 640x4231 Ouya: conheça o console do futuro que promete revolucionar o mercado

O Kickstarter anda recebendo uma enxurrada de projetos de games, mas há um deles que anda chamando a atenção: o Ouya, um protótipo de console que roda o sistema operacional Android e permitirá que qualquer um crie e compartilhe seu próprio game online!

A ideia é que o Ouya seja uma plataforma barata – devendo custar apenas 99 dólares – e que ofereça digitalmente diversos jogos gratuitos, como muitos dos que já podem ser encontrados hoje em dia no Google Play, a loja virtual do Google.

O diferencial é que esta belezinha poderá ser plugada em uma televisão, e contará com os bons e velhos controllers.

Mas, ao invés de ser apenas uma central de distribuição de jogos para smartphones, o Ouya almeja ser algo mais: quem adquirir o console receberá também um kit de desenvolvimento, para que possa criar seus próprios games para o sistema e disponibilizá-los na comunidade digital de usuários Ouya.

Além disso, por ser construído em cima do sistema operacional Android, o próprio sistema do console poderá ser “hackeado”, permitindo que cada jogador personalize seu console da maneira que achar melhor.

Falando em hardware, o console contará com uma configuração bem interessante: um processador Tegra 3, 1GB de RAM, 8GB de armazenamento em flash, conexão HDMI e resolução de 1080p.

Outro diferencial bacana está em seu controller. Além de direcional, alavancas digitais e botões, ele deve ter um touchpad frontal (bem menor que o do Wii U), que facilitará a conversão de jogos que utilizam a tela touchscreen em seu gameplay.

Isso para não mencionar o fato de que ele deve ficar com um visual bem estiloso, olha só:

 Ouya: conheça o console do futuro que promete revolucionar o mercado

Confira abaixo um vídeo (em inglês) onde os desenvolvedores apresentam o Ouya:

É interessante ressaltar que há uma grande equipe por trás deste projeto: Yves Behar idealizou o projeto One Laptop Per Child, Muffi Ghadiali fez parte da equipe que criou o Kindle da Amazon, e Ed Fries foi um dos responsáveis pela criação do primeiro Xbox. Todoa essa equipe é chefiada por Julie Uhrman, que já trabalhou para o site IGN e para diversas produtoras e distribuidoras de games.

Julie, aliás, está em empolgada com o projeto: “nós sabemos que nos últimos anos, a indústria se voltou muito para os jogos de celular. Para os jogadores, o videogame ainda é muito caro, enquanto é difícil para os desenvolvedores menores levarem seus produtos para sua sala de estar, que é onde os jogadores querem jogar. É isso que nós queremos resolver: levar os jogos de volta para a televisão”, afirmou a executiva.

Obviamente, o projeto está sendo muito  aclamado pelas produtoras independentes. Produtoras como Thatgamecompany, Mojang e Madfinger acreditam que se o Ouya fizer mesmo tudo o que ele promete, será uma revolução, afinal, todo mundo gosta de jogos para celular, e vai gostar mais ainda se puder jogá-los na TV, com os amigos, em altas definição, e de graça.

Mas, além disso, Julie que trazer para o Ouya as grandes produtoras, para que elas tenham um canal de distribuição mais prático e menos burocrático. Claro que estes jogos maiores seriam cobrados, mais ou menos como no Steam: 30% vai para a loja, 70% para a produtora do jogo.

O Kickstarter do Ouya queria arranjar 950 mil dólares para começar a produção, e eles conseguiram isso em apenas dois dias!

Ou seja, existe muita gente interessada em transformar o Ouya em realidade o quanto antes.

(Via: The Verge)

54 Respostas para “Ouya: conheça o console do futuro que promete revolucionar o mercado”

  • 11 de julho de 2012 às 12:18 -

    Leandro Freire de Almeida

  • Olha que legal! O novo Zeebo!

    • 11 de julho de 2012 às 09:23 -

      Edimartin Martins

    • Parece mais um Zeebo 2 porque ele possui um processador mais forte.

    • 11 de julho de 2012 às 21:02 -

      Kubrick Stare Nun

    • Comparação totalmente descabida. Zeboo foi feito pela Tec Toy, o Ouya está sendo feito por um dream team de técnicos do primeiro mundo.

      • 12 de julho de 2012 às 15:57 -

        KING OF KINGS

      • Acho que não tem nada a ver não, mas a ideia parece ser muito boa gostei.

  • 11 de julho de 2012 às 09:18 -

    CabraMacho

  • Excelente projeto, espero que vingue!

  • 11 de julho de 2012 às 09:24 -

    leandro(leon belmont)alves

  • Será que vai dar certo ou é um daqueles consoles de vida curta? se não seguir o exemplo do Wii já é meio caminho andado

    • 12 de julho de 2012 às 16:00 -

      KING OF KINGS

    • Bom se tiver falando nas qualidades de jogos tudo bem, mas em ser o console mais vendido ………

  • 11 de julho de 2012 às 12:38 -

    Abraão Lima

  • bem mais interessante que o "Zebroo"!

  • 11 de julho de 2012 às 09:41 -

    Edimartin Martins

  • É o início do HW open-source (eu sei que já existe o arduino).
    -
    Á um tempo atrás tinha um grupo pensando em fazer isto com Linux aonde o usuário iria fazer o download de jogos open-source. Mas não vingou.
    -
    A única coisa ruim é ter que aprender JAVA. Hauhauhauhauhau.

    • 11 de julho de 2012 às 09:45 -

      Renan

    • Manjo o básico de Java, até que não tenho muita dificuldade (hoje), Java não é tão ruim, ruim é orientação à objeto, dá vontade de matar!!!!!!

      • 11 de julho de 2012 às 18:06 -

        Edimartin Martins

      • Java é orientação a objetos.

        Se tu não quer usar orientação a objetos, então programe em C.

        Eu programo mais é c++, mas agora eu estou tendo que programar em Objective C.
        O problema do objective C, é ter que entender alocação de memória. Aprecido com o JAVA, ela é automática. O problema é que um erro e o teu programa estará usando o dobro de memória.

  • 11 de julho de 2012 às 09:44 -

    Renan

  • Será que conseguem cumprir o que prometem? Vai parecer até como o Little Big Planet, você cria sua fase e disponibiliza pra todo mundo jogar. A ideia é interessante, mas o problema tá nos lucros, algo vai ter que compensar a disponibilização de tantos games gratuitos e mesmo grandes produções sendo cobradas, bom, melhor eu esperar por mais informações. Mas que é algo muito interessante, isso é!!!! Obs. Lembrei da época que a Apple tentou lançar um console, agora a Android tentando, será que o espírito do Steve Jobs vai tentar entrar na dança também? kkkkkkkkkkkkkkkk

    • 11 de julho de 2012 às 10:51 -

      elias

    • também acho que esse seria o calcanhar de aquiles de um vg open source, se a comunidade tiver realmente abertura para criar e disponibilizar os jogos legal, mas alguem tem que pagar a conta…

      • 11 de julho de 2012 às 14:47 -

        Matheus Humenhuk

      • E além disso com esse hardware… Acho que vai se poder rodar bastante games legais nesse “console”.

        99 Obamas está muito barato…

    • 11 de julho de 2012 às 18:09 -

      Edimartin Martins

    • Não será estilo little big planet, a não ser que alguém crie um jogo assim.
      -
      A idéia de distribuição deste console é bem simples:
      //
      public class HelloWorld {
      //
      public static void main(String[] args) {
      System.out.println(“Hello, World”);
      }
      //
      }

      • 11 de julho de 2012 às 19:29 -

        Renan

      • Hello World kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • 12 de julho de 2012 às 13:26 -

        Edimartin Martins

      • Hello World é a programação mais simples que alguém pode fazer (mais simples seria não escrever nada na tela. Mas aí o programa não faria nada). Sempre é feito como exemplo e tornou-se gíria de programador.
        Quando vai testar se um sistema está funcionando, alguém fala:
        “Faz um hello world para testar se está tudo OK”.

      • 12 de julho de 2012 às 13:49 -

        Renan

      • Eu tô ligado, já vi muuuuito disso

  • 11 de julho de 2012 às 13:01 -

    Guilherme Matheus Silva

  • pode não fazer tanto sucesso quanto os consoles ja existentes, mas possui um enorme potencial para desenvolvedores *——–*

    • 12 de julho de 2012 às 16:06 -

      KING OF KINGS

    • isso é verdade eu tbm penso desse mesmo modo, não fazendo sucesso
      isso tem potecial grande mesmo

  • 11 de julho de 2012 às 10:08 -

    Bob Nerd

  • Muito promissor, com certeza vai incentivar muito o mercado indie de games!

  • 11 de julho de 2012 às 13:15 -

    Victor Dias

  • Muito bacana. Continua nos atualizando quanto a isso hein Arkade :D

  • 11 de julho de 2012 às 10:17 -

    FeeH

  • Ouya que console bacana ! Kkkkkk

    • 11 de julho de 2012 às 14:48 -

      Matheus Humenhuk

    • Pensei nisso kkkkkkkkkkkk

      • 12 de julho de 2012 às 16:07 -

        KING OF KINGS

      • KKKKKKKKKKKKKK demorei mas entedi LOL

    • 11 de julho de 2012 às 21:06 -

      Kubrick Stare Nun

    • *bah dun tss*

  • 11 de julho de 2012 às 13:34 -

    Alencar Chaplin

  • Já inventaram algumas coisas assim, chamam-se smartphones ou tablets, funcionam com sistema android, tem hardware capaz de rodar jogos incríveis, pode ser ligado a um televisor e tudo mais o que você possa precisar. controles bluetooth inclusive os do Wii ou PS3. Wi-fi etc..

    • 11 de julho de 2012 às 11:19 -

      Renan

    • É verdade

    • 11 de julho de 2012 às 12:46 -

      Henrique Gonçalves

    • Mas essa é a ideia, trazer a experiencia do Android e jogos do mercado free to play para a televisão de uma forma mais acessivel para todos. O preço baixo e a disponibilidade dos kits de desenvolvimento irão incentivar mais ainda o desenvolvedor amador que existe por aí para ganhar sua fama e quem sabe no futuro produzir jogos mais bem feitos. Muitas empresas indies (como a Team Meat) começaram com jogos de flash no site Newgrounds e depois aquele jogo foi virando um produto maior e mais completo, o próprio Super Meat Boy era um joguinho de flash na Newgrounds e agora é um dos jogos que servem como exemplo ao citarem a cena independente de videogames

      • 11 de julho de 2012 às 14:50 -

        Matheus Humenhuk

      • E mais uma: Nunca vi um tablet com 1 Gb de ram com um controle exclusivo e que vem com um kit de desenvolvimento para games no pacote, e ainda por cima 1 décimo do preço de um tablet…

      • 11 de julho de 2012 às 15:11 -

        Renan

      • Eu acho que esse “console” será mais aproveitado por desenvolvedores, em minha opinião poucas pessoas comprariam o Ouya só com o objetivo de jogar, ele promete ser uma ferramenta completa de games e desenvolvimento. Eu comecei a enxergar o projeto dessa forma agora

      • 11 de julho de 2012 às 16:13 -

        Matheus Humenhuk

      • Concordo Renan. Eu mesmo tenho muita vontade de desenvolver um game com base na Unreal Engine 2 (É grátis e não da muito trabalho)

        Meu amigo já criou um mapa em cima da UE2 e falo: Ficou fodástico! Com um gramado bonito e um personagem bem modelado, ficou bem parecido com Halo mas é um TPS.

        Agora ele está tentando rodar em um PS2 que é o objetivo dele, e vejo nisso um grande futuro.

    • 11 de julho de 2012 às 18:11 -

      Edimartin Martins

    • A diferença neste é o controle. Tablets e SmartPhones não são muito bons para FPS’s.

  • 11 de julho de 2012 às 13:34 -

    Alencar Chaplin

  • Já inventaram algumas coisas assim, chamam-se smartphones ou tablets, funcionam com sistema android, tem hardware capaz de rodar jogos incríveis, pode ser ligado a um televisor e tudo mais o que você possa precisar. controles bluetooth inclusive os do Wii ou PS3. Wi-fi etc..

    • 11 de julho de 2012 às 10:42 -

      Olirio

    • XD

    • 16 de julho de 2012 às 18:29 -

      Alison Felipe

    • ÉÉ… Mas no caso, ele vai ser especifico pra isso. Sem falar que é mais barato… :/

  • 11 de julho de 2012 às 11:40 -

    Agatha Christine

  • que legal (eu acho)…

  • 11 de julho de 2012 às 11:51 -

    Henrique

  • Não achei esse design muito sensato, mas parece bem interessante…

    • 11 de julho de 2012 às 21:11 -

      Kubrick Stare Nun

    • Ficou com uma aparencia futurista e exótica, eu gostei do design dele (só não gostei da cor clara e monocromica que faz ele até parecer um produto Apple, ughh…).

  • 11 de julho de 2012 às 12:47 -

    Henrique Gonçalves

  • Parece legal, mas quem está pensando nos nomes de consoles ultimamente!? Eles desistiram de colocar muitas consoantes em nomes de console? Wii U e Ouya é o equivalente de nome hippie para consoles.

  • 11 de julho de 2012 às 14:28 -

    ispaidermein

  • não botei muita fé nisso ai não, acho que vai ser tão bem sucedido quanto o o zeebo, eles tem uma idéia boa e tals mas acho que não vai vingar.

  • 11 de julho de 2012 às 15:27 -

    DanielWarfare

  • Zeebo???!!!!! quanto tempo :D.Um console que só roda jogos de android(flash etc) merecia continuar sendo um….android se é que me entendem
    -
    E o design ta…..meio…….GAMECUBE!!!!!!
    Sem falar que esse “console” foi feito para desenvolvedores, pois se você quer jogar melhor comprar um PS3/Xbox/Wii

    • 11 de julho de 2012 às 16:16 -

      Matheus Humenhuk

    • Eu mesmo me senti bem tentado a comprar, pois como vai vir com o Kit de desenvolvimento vou poder fazer meus próprios games.

      Esse VG é mais para pessoas criativas do que para preguiçosos que só curtem comprar e jogar.

      Bom é colocar a mão na massa :D

      • 11 de julho de 2012 às 17:21 -

        DanielWarfare

      • Mas, aposto que esse kit de desenvolvimento vai ser limitado, pois se lembre a gente ta falando de ANDROID não de jogos AAA+

      • 11 de julho de 2012 às 18:25 -

        Matheus Humenhuk

      • Depende cara, já vi alguns games muito Top pra Android.

        Procure por Max Payne de Android e verá :P

    • 11 de julho de 2012 às 21:14 -

      Kubrick Stare Nun

    • Discordo. Ele não está sendo feito só para desenvolvedores, ele também será interessante para quem não quer gastar o equivalente ao PIB da Jamáica só para poder jogar vídeo games.

  • 11 de julho de 2012 às 18:10 -

    Dactar

  • Boa Sorte a equipe do novo console.Quanto mais videogames no mercado e opções,melhor.

  • 11 de julho de 2012 às 21:20 -

    Kubrick Stare Nun

  • O último console que eu tive foi o Super Nintendo e desde então eu só jogo é no PC mesmo. Talvez esse consolezinho aí me faça voltar ao mundo da manetes. Afinal o que poderia ser mais interessante do que a mistura “games+preço baixo+opensource”.
    -
    Ah! E tem mais uma coisa que quero dizer:
    CHUPA ESSA MANGA OLIGARQUIA SONY/MICROSOFT!!!!!!!

    • 12 de julho de 2012 às 00:07 -

      Matheus Humenhuk

    • Bom, se acharmos pessoas criativas para programar acho que será um bom console, mas as possibilidade são bem pequenas disso acontecer.

      O bom vai ser você baixar um jogo, e poder modificar ele do jeito que quiser e na hora que quiser.

      Como um game de corrida: Ahh não tem meu Fiat 147… Vou editar o código e incluir um no game e depois disponibilizar pra galera que quer baixar!

      Cara se for do jeito que falei agora a bagaça vai vender MUITO!

  • 12 de julho de 2012 às 11:32 -

    Rodrigo

  • Vamos ver só espero que não seja ofuscado como o “Phantom Entertaiment” apareceu na E3 de 2004 foi adiando e adiando, cadê o console acho que ninguém aqui lembra ou lembra ?…., só espero que não seja uma coisa do momento!.

  • 14 de julho de 2012 às 18:31 -

    Kevin Mariano

  • melhor coisa que um console poderia ter é o Open-soucer

  • 23 de outubro de 2012 às 14:36 -

    john

  • eu tenho um projeto que sera voltado para os fãs de jogos com cards(plataforma de duelo) sera uma pequena mesa 10 espaços para cards laizers com leitores em cada espaço,os leizers leram os chipis que ficaram ataz das cards ,queteram a mesma textura dos cartões de creditos os leizers leram leram os chipis atraz das cartas e enviaram as imagens de guerreiros ou monstros para o jogo automaticamente (sera uma revolução para os jogos de yugioh dando mais realidade aos jogos )
    Bem entem em contato para negociações e dúvidas:
    johnlucas.sss@hotmail.com

    OBRIGADO.

  • 23 de outubro de 2012 às 14:38 -

    john

  • leiam minha ideia por favor

Deixar um comentário (ver regras)

Olá, Visitante!

Faça login ou cadastre-se