A polêmica envolvendo prisioneiros e trabalho escravo no WoW

26 de maio de 2011
Autor: Rodrigo Pscheidt

A polêmica envolvendo prisioneiros e trabalho escravo no WoW

Olha que bizarro: foi descoberto na China um esquema de trabalho escravo que obrigava os prisioneiros a fazerem “gold farm” – recolher ouro e itens preciosos – em diversos games MMO, inclusive no famoso World of Warcraft. Após jornadas de 12 horas de trabalho virtual, os detentos tinham que dar o conteúdo de sua “mineração” para os guardas, que então revendiam os produtos para outros jogadores.

O que para muitos poderia ser um sonho – ser obrigado a jogar World of Warcraft sem parar – acabou se tornando um pesadelo para os detentos do campo Jixi, localizado na província de Heilongjiang. Um ex-detento relatou ao jornal inglês The Guardian o tratamento recebido por ele e seus companheiros:

“Eram cerca de 300 prisioneiros obrigados a jogar todos os dias. Trabalhávamos em turnos de 12 horas. Eu ouvi dizer que eles poderiam ganhar mais de 500 libras por dia revendendo os itens. Mas nós não vimos nada deste dinheiro”.

O ex-prisioneiro, que obviamente é identificado por um apelido, Liu Dali, diz ainda que a direção dos presídios têm conhecimento do negócio, e apoia todo o processo: “os diretores das prisões tem feito mais dinheiro obrigando os presos a jogar do que os obrigando a fazer o trabalho manual”.

Na China, campos onde os prisioneiros fazem trabalho braçal como parte de sua pena são comuns, mas isso é completamente diferente de utilizar detentos para fazer gold farm virtual visando lucro de terceiros.

Para piorar, havia uma meta de arrecadação diária a ser cumprida, e quem não conseguisse sofria castigos físicos: “se eu não completasse a minha cota de trabalho, eles me puniam fisicamente. Me faziam ficar com as mãos levantadas no ar por horas, e depois que eu voltava para o meu dormitório, me batiam com tubos de plástico. Tínhamos de continuar jogando até não aguentar mais”.

Um recente levantamento indica que 80% de todos os gold farmers do mundo estão na China. Dada esta grave denúncia, é bom o governo chinês dar uma investigada para averiguar a legalidade das atividades de todos estes mineradores virtuais.

(Via: The Guardian)

20 Respostas para “A polêmica envolvendo prisioneiros e trabalho escravo no WoW”

  • 26 de maio de 2011 às 15:22 -

    Renan

  • China é foda…. Pode até ser o país “que mais se desenvolve”, ou a´te o “Mais rico do mundo”. Mas pra mim é um dos piores países em tratamento entre as pessoas…..

    • 26 de maio de 2011 às 15:29 -

      Renan

    • Nessa cadeia não deve ter rebelião, deve ter um extreme nerd rage kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • 26 de maio de 2011 às 15:44 -

        viking4ever

      • isso ai

  • 26 de maio de 2011 às 16:40 -

    Kubrick Stare Nun

  • Dar dinheiro real em troca de dinheiro virtual, eu acho essa a maior bobagen de todos os MMORPGs e essa noticia só reforçou a minha convicção.

  • 26 de maio de 2011 às 17:09 -

    High Summoner

  • eu ja comprei 1k de gold sashauhs ,agora meu lugar ta guardado no inferno.

  • 26 de maio de 2011 às 20:56 -

    Allan Costa

  • RPG (desculpe para quem gosta, é MINHA OPINIÃO, e voces não só podem como devem falar: “estou cagando para a sua opinião”) para mim é muito idiota, ter que gastar horas e mais horas para evoluir personagens, e depois simplesmente apartar um botão e ficar vendo o personagem fazer o mesmo movimento para matar o inimigo, tenho meio trauma disso, tinha um amigo que não saia de casa para jogar Ragnarok, puts o muleque tinha a moral de falar: “NÃO POSSO sair hoje por tem tenho que fazer X no Ragnarok” com tom de obrigação

    • 26 de maio de 2011 às 23:17 -

      High Summoner

    • e qual tipo vc gosta?

      • 27 de maio de 2011 às 11:43 -

        Allan Costa

      • Eu jogo FPS bastante(Mas gosto dos mais realistas possíveis, tipo COD, Medal of Honor o mais recente que mesmo sendo uma droga, era bem equilibrado a dinamica do game, e Raibow Six Vegas, que mesmo tendo gráficos horriveis era muito bom), jogos do tipo estratégia (Front Mission no PS2, mesmo tendo elemento de RPG era um jogo do tipo tabuleiro que eu gostava muito), jogos de corrida tipo simulação (Grid e Dirt por exemplo)

        Basicamente isso, mas quando eu comentei aqui eu me referi TOTALMENTE aos RPGs online, um que eu joguei e fechei até com o meu irmão (21 anos ele, 19 eu) foi o Borderlands, que não deixa de ser RPG

    • 27 de maio de 2011 às 09:53 -

      Diogo Farias

    • Verdade, por isso que RPG pra mim só Legend of Zelda! Pra conseguir ficar mais forte e passar pros próximos níveis você tem que pensar bastante e mostrar que é esperto, e não mostrar que é um sedentário que passa 20 horas por dia sentado em frente ao computador comendo salgadinho com guaraná (por que já tem gastrite e não toma coca-cola) xD

      • 27 de maio de 2011 às 11:46 -

        Allan Costa

      • voce disse o que eu estava querendo expressar, nesse tipo de RPG não é mais forte quem é MELHOR, mas sim quem fica mais tempo na frente do computador

      • 29 de maio de 2011 às 07:15 -

        Agnusmax

      • Amigo o negocio no WOW é tão complexo em termos de jogos que a pessoa fica “presa” horas e horas, e se voce nao adminsitrar o que fazer no jogo vc perde tempo a toa e tem que ter muita estrategia e para isso ser inteligente… joguei 4 anos no original e vai fazer agora em junho 1 ano que eu nao jogo. comprei um PS3 e ainda sinto falta de jogar wow.

        Amigo é como uma droga esse WOW!!!

  • 26 de maio de 2011 às 21:44 -

    rangek

  • pra jogar wow 12h por dia tem que ser muito nerd… pq não obrigam esses caras a estudar? estudando 12 horas por dia eles todos virariam médicos, advogados… auiehueai e a reabilitação seria mais fácil :x

  • 27 de maio de 2011 às 00:13 -

    Berry

  • Wow é uma bosta! tentei joga umas 3 vezes e porra chato pacaralho

  • 27 de maio de 2011 às 11:01 -

    KING OF KINGS

  • conseguirão transformar o sonho de qualquer nerd (jogar e receber por isso) em um pesadelo infernal,entao facepalm.

  • 27 de maio de 2011 às 15:16 -

    fabio

  • Não é de hoje que existem esses Gold Farms, na verdade isso existe há cerca de uns 4 anos ou mais, em jogos MMO como o MUOnline, Ragnarok, SilkRoad…etc. Realmente esse tipo de coisa é complicado para discutir, visto que para levar a fundo uma investigação desse tipo na china, o buraco é bem mais embaixo.
    É quase que comparar isso c/ a corrupção no Brasil: os que sabem do esquema até tentam fazer algo, mas no fim tem de ser feito vista grossa e fica por isso msm.

    Lamentável…

    • 27 de maio de 2011 às 22:46 -

      denis

    • O sistema é foda

  • 27 de maio de 2011 às 23:33 -

    Icaro Silva

  • Bom, tem muita gente que generaliza. Acham que todos os players de MMORPG’s são um bando de nerd sem vidas. Os melhores jogadores de Ragnarok do Brasil, por exemplo, estão longe de serem nerd’s. Eu e meus amigos, por exemplo, amamos ragnarok, e somos pessoas “normais”, que gosta de beber, sair com os amigos, e enfim.

    • 28 de maio de 2011 às 12:26 -

      Conrado

    • Up

      Pode se um creepypasta -nnnn

  • 1 de junho de 2011 às 13:02 -

    Vinícius

  • Se 80% dos gold farmers são chineses, acho que uma medida do governo chinês vai causar superávit em Azeroth.

  • 7 de junho de 2011 às 13:07 -

    rodolfo

  • pra mim rpg tem que ter fim. monkey island, full throttle, fallout, etc… nao vicia, estimula o raciocinio e se diverte sem ter q ficar com hemorroidas, problemas na coluna e artrite ou artrose

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *