RetroArkade: Colin McRae Rally e a construção de um legado nas corridas virtuais

9 de julho de 2017
Autor: Junior Candido

RetroArkade: Colin McRae Rally e a construção de um legado nas corridas virtuais

Os jogos de Rally, embora presentes no mundo dos games, sempre foram tratados como coadjuvantes, com os jogos de Fórmula 1 e de supercarros sempre chamando mais a atenção dos desenvolvedores e jogadores. Mas este cenário mudou, e hoje, além da série DiRT, que faz bonito a cada jogo lançado, até simuladores como Gran Turismo tiveram que se render aos terrenos acidentados e curvas insanas.

Grande parte desta responsabilidade tem nome e sobrenome: Colin McRae que, em parceria com a Codemasters, inaugurou uma nova série que, mesmo alguns anos após a sua partida deste mundo, continua sendo uma das mais interessantes do mundo dos jogos de corrida. Hoje é dia de chamar o seu navegador e sair correndo pelas pistas do primeiro Colin McRae Rally, de 1998.

Uma lenda construindo outra

RetroArkade: Colin McRae Rally e a construção de um legado nas corridas virtuais

Assim como Ayrton Senna, Colin McRae é uma lenda em sua categoria, e também estampou a capa de um jogo de videogame, oferecendo dicas vitais durante o seu desenvolvimento. O ato de se colocar um nome forte junto ao jogo faz, claramente, que mais atenção seja levada para o projeto, usando o nome do piloto em questão para alavancar as vendas. Mas o piloto escocês não ofereceu apenas o nome.

Campeão Mundial de Rally em 1995, e vice-campeão em 1996, 1997 e 2001, McRae foi um dos grandes de sua geração, participando de outras competições em sua carreira, como o Rally Paris-Dacar, além das 24 Horas de Le Mans. Com 25 vitórias no WRC, ele chegou até a ser condecorado com o Member of the British Empire, entregue pela Rainha Elizabeth.

RetroArkade: Colin McRae Rally e a construção de um legado nas corridas virtuais

Com tal currículo, o piloto foi convidado para participar do desenvolvimento do game, que, embora tenha sido bastante influenciado por Sega Rally, escolheu o caminho da simulação, contando com várias dicas do piloto no que diz respeito a comportamento do carro, e questões de direção. Infelizmente, o piloto faleceu em 15 de setembro de 2007, após um acidente de helicóptero, fazendo então, com que a série mudasse de nome e passasse a ser conhecida por DiRT.

Curva acentuada para a esquerda

O que mais chamava atenção em Colin McRae Rally era o seu gameplay, bastante real. Os jogos de corrida estavam começando, aos poucos, a oferecer uma jogabilidade de simulação, com Gran Turismo e TOCA (também da Codemasters, que rendeu a série Grid, posteriormente) puxando o trem do gênero, até então representados por jogos arcade no melhor estilo Daytona USA, além de jogos que ofereciam um gameplay mais descontraído, como os da série Need for Speed.

Sega Rally oferecia um gameplay bastante interessante, baseado na ação, não levando muito em conta os aspectos realistas de um domínio de carro, mas introduzindo carros originais para o seu arcade. Já em Colin McRae, temos não só os carros oficiais do WRC, mas como os pilotos, e até as pistas que fizeram parte da edição de 1998 do torneio. Entre os carros, temos o Subaru Impreza 22B, o Ford Escort WRC e o Volkswagen Golf, além de alguns carros bônus que iam sendo desbloqueados pelo caminho, como o icônico Lancia Delta Integrale.

Já as pistas são espalhadas em 6 países, que são: Nova Zelândia, Grécia, Monaco, Austrália, Suécia, Corsica, Indonésia e o Reino Unido. Era possível, antes da corrida, se adaptar para o percurso, podendo trocar o tipo de pneu, ajustar a suspensão, os freios, a direção, e o câmbio, personalizando a seu gosto o veículo. E, obviamente, tudo era reproduzido com muita qualidade no gameplay, oferecendo um controle bastante fiel do carro, que tinha que lidar com terrenos de várias espécies durante o jogo.

A segunda chance e o início de um legado

RetroArkade: Colin McRae Rally e a construção de um legado nas corridas virtuais

O primeiro game, infelizmente, foi ofuscado por outros jogos que já contavam com mais hype na época. Gran Turismo havia acabado de chegar, enquanto Need for Speed 3 estava no forno, e por isso, o primeiro Colin McRae acabou sendo pouco mencionado na mídia especializada, sendo praticamente ignorado por aqui. Para piorar, 1998 foi um ano fantástico para o mundo dos games, que contava com lançamentos de jogos eternos como Metal Gear Solid, Crash Bandicoot 2 e The Legend of Zelda: Ocarina of Time, entre outros.

Foi apenas em 2000, com Colin McRae Rally 2.0, que o jogo, que contava com evoluções absurdas, acabou conquistando a devida atenção. E a partir daí, acabou se tornando uma série com vários jogos bons e que hoje, comemora o lançamento de DiRT 4, jogo que inclusive presta, mesmo que de maneira involuntária, boas homenagens ao primeiro jogo, onde tudo começou. Talvez os jogos de rally não fossem os mesmos se não fossem os investimentos da Codemasters no gênero e, com a ajuda de Colin McRae, temos aqui uma das séries de corrida mais interessantes do mundo dos games.

Junior Candido é editor do Arkade e você pode seguí-lo no Twitter.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *