RetroArkade: As versões esquecidas de International Superstar Soccer Deluxe

26 de junho de 2016
Autor: Junior Candido

RetroArkade: As versões esquecidas de International Superstar Soccer Deluxe

Você jogou muito International Superstar Soccer Deluxe, né? Na sua casa, naqueles bares que tinham emuladores nos fliperamas ou nas locadoras, horas e mais horas voaram em jogos e mais jogos, especialmente quando tinha amigo no meio.

Mas com certeza, você jogava ISS Deluxe apenas no Super Nintendo. E até “esnobava” seu amigo dono de Mega Drive pela exclusividade do game para o 16-bit da Nintendo. E de fato, o game foi lançado de maneira exclusiva para o console, aproveitando o sucesso do antecessor, este sim exclusivo. O primeiro International fez um sucesso nunca antes visto em um game de futebol (e olha que o também divertido Super Sidekicks da SNK já existia) e a sequência atualizou tudo o que o game havia de melhor.

Porém, se é possível levar seu produto a outros mercados, não há razão para não fazer isso. E foi o que a Konami fez, ao lançar Deluxe para outros sistemas. Talvez não com o mesmo impacto da versão para o SNes, mas com qualidade suficiente, respeitadas as limitações de cada sistema da época, para confirmar o game como um dos melhores de futebol de todos os tempos.

International Superstar Soccer Deluxe – Mega Drive – 1996

Lançado quase um ano após a versão para o sistema rival, a versão de Mega Drive oferecia o que todo game para o sistema tinha para dar, quando existiam versões similares para os dois 16-bit: gráficos inferiores, som chiado, mas velocidade de sobra. Enquanto o verde não era tão verde quando o gramado do “vizinho” e alguns detalhes visuais mostravam um trabalho preguiçoso (repare no vídeo que a camisa do Brasil tem o escudo vermelho), a ação, que era o que realmente importava afinal, estava lá: intacta e até melhor.

A conversão ficou a cargo da Factor 5, estúdio que foi responsável pela série Turrican, adaptou Contra para o Game Boy e participou do trabalho sonoro de games do Nintendo 64 como Pokémon Stadium e Resident Evil 2.

Talvez o grande problema aqui estava no próprio sistema: o controle do Mega Drive não tinha design para ajudar no jogo. No controle de três botões, já havia problema, já que o game usava no mínimo, os quatro botões de ação do Super Nintendo (B = passe, A = chute alto / carrinho, X = chute, Y = corrida), além dos botões L e R para apoio na troca de jogadores. E mesmo com o controle de seis botões, a disposição de “jogo de luta” dele atrapalhava um tanto, exigindo um reaprendizado com o mesmo.

Na Super Game Power #46, o jogo recebeu nota 4, tendo como grande reclamação o som. Mas o jogo foi celebrado por estar no console da Sega, além de ter elogiado o gameplay, cuja “bola rola macia”, mesmo em comparação a versão de Nintendo 64 (o ISS 64, exclusivo para o console, lançado em 1997).

RetroArkade: As versões esquecidas de International Superstar Soccer Deluxe

Fun Factor = 4.

O game foi lançado apenas na Europa, mas a Tectoy, sabendo do potencial do jogo, adaptou para os nossos padrões e lançou ISS Deluxe no Brasil também.

International Superstar Soccer Deluxe – Playstation – 1997

Já a versão de Playstation chegou apenas em 1997, e unicamente na Europa. Foi convertido pela Konami Computer Entertainment Osaka (KCEO) e aproveitou o que o 32-bit tinha de melhor até então, ao adicionar elementos que não eram possíveis no 16-bit.

Começando pela apresentação, em vídeo, e que oferecia um pouco mais de clima para as partidas que viriam. O vídeo não aparece de cara, mas é só esperar uns segundos na tela de Press Start e você poderá assistir. A trilha também contou com um upgrade bacana, pois o som de CD já permitia que tudo ficasse melhor.

E com menus mais detalhados, que mostravam o quando o mundo 32-bit tinha para evoluir, devido a poluição das telas, com efeitos desnecessários e muita cor, era escolher o time e aguardar na famosa tela de Now Loading, enquanto o jogo carregava.

Ao iniciar a partida, já se notava o quanto que o game poderia ter saído em pelo menos mais uma versão (um Deluxe 2, talvez), pois o trabalho ficou muito interessante. As camisas ficaram melhor detalhadas, a grama estava mais verde, o ambiente no estádio empolgava mais e até a bandeirinha de escanteio balançando com o vento chamava atenção. O jogo tinha até melhorias na narração, embora todos nós concordamos que as vozes digitalizadas dos 16-bit eram muito mais legais do que os comentários chatos dos britânicos que deram voz ao game.

A movimentação, embora a mesma, contava com maior fluidez dos jogadores. E o telão nunca foi tão frenético, aparecendo a todo momento, seja no primeiro gol, no hat-trick, nas viradas e até na vitória, com imagens melhor definidas comemorando com vocêo momento.

RetroArkade: As versões esquecidas de International Superstar Soccer Deluxe

Dois jogos de futebol com o mesmo nome de uma vez só, Konami?

Porém o game não foi visto com bons olhos pela crítica. A Computer and Video Games #185, de abril de 1997, deu apenas “dois joinhas” de cinco, alegando que nada de novo foi adicionado ao título e que a Konami foi infeliz em lançar dois jogos de futebol ao mesmo tempo, pois ISS Deluxe Pro também foi lançado na mesma época. O game foi um “upgrade” do ISS, este sim, contando com gráficos modernos e muitas novidades. A revista também disse que “se o jogo te faz curtir voltar aos tempos de SNes ou Mega Drive, ele pode te agradar. Mas se quer algo futebol realista, vá para o Pro”. O Pro em questão será melhor explicado agora.

O “Deluxe Pro” e a “bagunça” da Konami

Na verdade ISS Deluxe Pro, não é uma continuação direta da série. Se trata de nada mais, nada menos do que o nosso querido Winning Eleven 97, que foi batizado de Goal Storm no ocidente e para os lados da Europa, ficou com o nome da franquia de sucesso, com o Deluxe e tudo.

E entre tanta confusão com o uso da marca, International Superstar Soccer cotinuou ganhando versões em paralelo com Winning Eleven, até a era do Playstation 2. O Winning Eleven ’98 virou International Superstar Soccer ’98 (com Valderrama na capa), com uma versão para Nintendo 64 baseada em uma atualização do ISS 64. Sim, uma bagunça que enfim terminou quando foi definido o nome Pro Evolution Soccer como padrão para os games de futebol da Konami no ocidente. No Japão, o jogo ainda é Winning Eleven.

Tá na hora de um remake, dona Konami

Todos sabemos o quão importante International Superstar Soccer Deluxe foi, e é, para o futebol dos videogames. O que era possívem em realismo estava ali, somado a diversão. Foi dali que a Konami evoluiu para Goal Storm, Winning Eleven, até o Pro Evolution Soccer que conhecemos hoje.

E, para comemorar suas duas décadas de alegria e jogatinas — até hoje — de horas e horas no multiplayer, não seria nada ruim a Konami presentear todos estes jogadores com uma versão especial do jogo, usando o gameplay de sempre, com arte gráfica adaptada aos nossos dias. A Capcom mandou muito bem em seu SSF2 Turbo HD para PS3 e Xbox 360, e já que a Konami não tem mais interesse em desenvolver suas franquias, tá aí uma maneira simples e prática de colocar um produto querido no mercado.

Uma resposta para “RetroArkade: As versões esquecidas de International Superstar Soccer Deluxe”

  • 26 de junho de 2016 às 16:51 -

    Hugo Luiz

  • Eu tive tanto a versão de SNES como a de Mega e me lembro que os controles eram os mesmos desde que tivesse controle de 6 botões no Mega.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *