Rock and Games: Bon Jovi, The Sims e polêmicas com jogos musicais

2 de julho de 2017
Autor: Junior Candido

Rock and Games: Bon Jovi, The Sims e polêmicas com jogos musicais

O Bon Jovi passou por várias fases em seus mais de 30 anos de existência, mas continua firme e forte, com uma base consolidada de fãs pelo mundo e mais de 130 milhões de discos vendidos. A banda, que iniciou suas atividades em 1982, já passou pelo hard rock, já foi romântica, a ponto de ter várias músicas embalando casamentos por aí, e é uma dos poucos grupos de rock que conseguem agradar vários tipos de pessoas ao mesmo tempo.

No mundo dos videogames, a banda conta com alguns de seus sucessos embalando alguns jogos, e Jon Bon Jovi até já fez ponta em uma expansão de The Sims. Pois coloque os fones de ouvido, ouça uma seleção bacana que preparamos para você da banda e curta a matéria. Ah, e não esqueça de seguir a gente no Spotify!

A banda

Rock and Games: Bon Jovi, The Sims e polêmicas com jogos musicais

Livin’ on a Prayer. You Give Love a Bad Name. Wanted Dead or Alive. Se você conhece bem estas músicas, com certeza conhece bem o Bon Jovi. Nascida em 1982, a banda explodiu para o cenário mundial de fato em 1986, com Slippery When Wet. A partir daí, foi um sucesso atrás do outro, como já mencionado, indo do bom e velho Rock’n Roll para as baladas românticas, sempre com muita qualidade, e a voz característica de Jon Bon Jovi, que ajudava e muito para o sucesso do grupo. New Jersey, de 1988, apenas reforçou que o grupo não era banda de um hit só.

Nos anos 90, a banda mudou o seu visual e continou mandando um sucesso atrás do outro para as rádios e a MTV. Keep the Faith nos apresentou In These Arms, Bed of Roses e várias outras faixas de qualidade, que apesar de mostrar uma nova fase do Bon Jovi, mantinha a qualidade e a proposta musical da década anterior. Em 1994, com Crossroads, mais duas “bombas”: junto com os maiores sucessos da banda até então, duas faixas inéditas seriam algumas das preferidas dos fãs até hoje: Always, e Someday I’ll Be Saturday Night.

Rock and Games: Bon Jovi, The Sims e polêmicas com jogos musicais

Em 2000, mais uma investida da banda, com Crush, que de novo, atualizou o Bon Jovi para a nova década que se iniciaria, mas mantinha os mesmos princípios de sempre. Thank You For Loving Me era a balada romântica da vez, que embala casamentos até hoje, enquanto It’s My Life é o “Rock ‘2000” que não ficava atrás dos sons das outras décadas. Have a Nice Day mantém o espírito vivo, e The Circle finaliza a década que manteve o Bon Jovi entre os grandes do Rock.

Nos dias atuais, a banda, que conta com Jon Bon Jovi nos vocais, Phil X na guitarra, Hugh McDonald no baixo, Tico Torres na bateria e David Bryan nos teclados, lembrando também do “guitar hero” Richie Sambora, além de Dave Sabo e Alec John Such, que também foram membros da banda, conta com This House is not for Sale como álbum mais atual, e segue fazendo shows pelo mundo. No Brasil, a banda já se apresentou algumas vezes, sendo a última em 2013, que incluiu o Rock in Rio entre seu roteiro. Em 2017, a banda estará de novo por aqui, com shows no Rio de Janeiro (Rock in Rio), São Paulo (SP Trip) e Porto Alegre (Beira Rio).

Nos videogames: Críticas, NPC e trilha de GTA

O Bon Jovi, como qualquer banda que se preze, tem suas faixas espalhadas em dois dos jogos que mais utilizam bem canções licenciadas: GTA e Rock Band/Guitar Hero. Nos jogos musicais, a banda já colocou Wanted Dead or Alive, Livin’ On A Prayer, You Give Love A Bad Name, It’s My Life e Born Again Tomorrow, enquanto que, na série da RockstarWanted Dead or Alive era uma das faixas que embalavam as aventuras do Lost MC em GTA IV Episodes From Liberty City.

Além disso, era possível cantar alto com todo mundo Livin’ On A Prayer no Karaoke Revolution Presents American Idol Encore 2, enquanto Everyday era uma das faixas de Madden 2003, participando também da tradicional iniciativa da EA de músicas licenciadas em seus jogos.

Além disso, Jon Bon Jovi também já foi personagem de jogo. Ele é um NPC na expansão The Sims Superstar, que coloca o jogador no controle de estrelas da música, tendo que lidar com shows, gravações, fãs e tudo o mais, mas do jeito The Sims. No game, Bon Jovi está pronto para interagir em Studio Town, tendo que dar autógrafos para os Sims. Ele poderia também ter aparecido em um game Guitar Hero, mas rejeitou a proposta, que depois acabou gerando um episódio que contou com críticas do cantor.

Isso aconteceu na altura do lançamento de Guitar Hero 5, que colocou Kurt Cobain no jogo, fazendo coro com os antigos integrantes do Nirvana contra a inserção do músico, já que, ao desbloqueá-lo no game, Kurt podia cantar música de outras bandas. “Ouvir a voz de outra pessoa saindo de uma versão animada de mim mesmo? Não sei. Acho meio forçado”, disse o cantor na época. Cobain podia, inclusive, interpretar músicas do Bon Jovi no jogo. Jon Bon Jovi explicou que a Actvision o procurou na época, mas ele “deixou passar”, sem nem saber que “ele” poderia interpretar músicas de outros artistas.

Bon Jovi em São Paulo

Rock and Games: Bon Jovi, The Sims e polêmicas com jogos musicais

Entre outras apresentações do Bon Jovi, a banda estará tocando em São Paulo no SP Trip, festival que reunirá vários gigantes do Rock como Guns n’ Roses, Aerosmith e The Who. A banda sobe ao palco no dia 23 de setembro, no Allianz Parque. Segue o serviço.

SERVIÇO – SÃO PAULO TRIP
Local: Allianz Parque  
– Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca – São Paulo

23 de setembro:  BON JOVI – THE KILLS

Horários:     Portão: 16h
The Kills: 20h
Bon Jovi: 21h30

Ingressos                                Inteira                        Meia
Pista Premium                       R$780,00                    R$390,00
Pista                                       R$390,00                    R$195,00
Cadeira Nível 1                      R$550,00                    R$275,00
Cadeira Nível 2                      R$300,00                    R$150,00

Classificação Etária: A entrada e permanência de adolescentes de 00 (zero) a 13 (treze) anos de idade acompanhados dos pais ou responsáveis e adolescentes a partir dos 14 (quatorze) anos de idade desacompanhados dos pais ou responsáveis.

Ponto de venda sem taxa de conveniência:
A partir do dia 4 de Maio (quinta-feira) nas bilheterias da Allianz Parque.

ALLIANZ PARQUE
Bilheteria Allianz Parque – Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca, São Paulo – SP, 05001-200

Horário de Funcionamento
Das 10:00 às 19:00 horas.
– Dia do show para vendas e will call a partir das 10:00 horas.
– Dias de jogos do Palmeiras no estádio, a bilheteria não funcionará.

Meia Entrada: Aposentados, Idosos, Estudantes, Professores da rede pública Municipal, Estadual e Federal mediante comprovação.

Formas de Pagamento: Paypal, Amex, Aura, Diners, Dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa, e Visa Electron.

Nos postos de Vendas:
–          Para maiores informações sobre os horários de funcionamento e as formas de pagamento de cada ponto de venda, por favor consulte: https://www.ingressorapido.com.br/PontosVenda.aspx

ATENÇÃO 

–          Os ingressos serão parcelados em até 4 vezes sem juros no cartão de crédito
–          Os ingressos de estudantes estão limitados a um ingresso por C.P.F.
–          NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS POR INGRESSOS COMPRADOS FORA DOS PONTOS DE VENDAS OFICIAIS DA INGRESSO RÁPIDO. PARA CONSULTAR OS ENDEREÇOS OFICIAIS VISITE: https://www.ingressorapido.com.br/PontosVenda.aspx

 

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *