Salão do Automóvel 2016 – Conhecemos o novo Ford Mustang: pessoalmente e em GT Sport

19 de novembro de 2016
Autor: Junior Candido

Salão do Automóvel 2016 - Conhecemos o novo Ford Mustang: pessoalmente e em GT Sport

A Ford foi para o Salão do Automóvel 2016 levando seus carros e conceitos de tecnologia, o que envolve sistemas de “conversa” com o automóvel, aplicativos para facilitar a direção, ou mesmo a apresentação dos seus conceitos de desenvolvimentos de veículos,

Mas, também foi a ocasião perfeita para apresentar ao mundo a sua “nova-velha” máquina: o Mustang, que será vendido no Brasil a partir de 2017, com entregas previstas para 2018. Para promover o Mustang, a Ford o colocou em destaque em seu estande, e permitia acesso ao possante de 441 cv ao visitante que participasse das ações no evento e acumulasse os pontos necessários. Era possível entrar no carro, tirar várias fotos dele e até buzinar. O conversível conta com motor V8 5.0 Ti-VCT, transmissão automática de seis velocidades, banco de couro com temperatura regulada, rodas de 18 polegadas, sistema de monitoramento de ponto cego e Track Apps para registrar o desempenho do veículo.

Confira um pouco do possante, em 360 graus:

Também estava disponível o modelo Shelby GT350R, com dois lugares, motor V8 e que faz de 0 a 100km/h em 3.5 segundos. E, para terminar o time da potência, um Ford GT em versão de rua também estava esposto, oferecendo carroceria em fibra de carbono, aerodinâmica ativa, suspensão ajustável e motor V6 com mais de 600 cv, que garante velocidades maiores que 320 km/h.

E, para mostrar um pouquinho do que é dirigir o Mustang, estações de Gran Turismo Sport foram colocadas, permitindo que o visitante pudesse correr duas voltas no game e ter o gostinho, mesmo virtual, do que é encarar o possante. Gravamos nossa volta e você pode ver a seguir:

E, de fato, o Mustang é bruto. Um senhor carro que continuará o legado de potência e velocidade do cavalo indomável, mas que ao mesmo tempo, oferece um prazer de dirigir incrível. Claro que não há como comparar os veículos, já que o Mustang do game estava preparado para corrida, enquanto o “real” era o veículo de passeio, mas conhecendo um pouquinho do carro já podemos ver que sempre haverá espaço para os grandões e indomáveis nos corações dos apaixonados por velocidade, sejam eles reais ou virtuais.

E, quanto ao Gran Turismo Sport, podemos dizer que o game está de fato mais “solto”, se levarmos em consideração os outros games da franquia. Com mais foco nos esportivos, o jogo tem tudo para divertir e atrair aquele fã de velocidade, mas que não tinha muita paciência com a grandiosidade e os muitos detalhes dos outros games da franquia.

Muita tecnologia, parece videogame

Salão do Automóvel 2016 - Conhecemos o novo Ford Mustang: pessoalmente e em GT Sport

Na visita ao estande, a convite da Ford, pudemos conferir diversas de suas novas tecnologias, disponíveis tanto para seus veículos de entrada, quanto para os mais exclusivos, que acabam dando a impressão de que os videogames estão em nosso dia a dia, com recursos aparecendo na tela, assim como os já conhecidos ícones de apoio que aparecem em nossas telas, seja nos jogos de corrida, ou nos GTAs da vida.

Um simulador de 360 graus com o Ford Fusion, por exemplo, nos mostrou um pouco mais da sua tecnologia de bordo, que conta com renagem autônoma, detecção de pedestres, piloto automático adaptado, desligamento e acionamento automático do motor e estacionamento atomático, além de auxílio em ponto cego e pressão dos pneus.

Também fomos convidados a “conversar” com o SYNC, a central multimídia que equipa seus veículos e já vem pronta para ligar para um número de emergência, em caso de acidente, e, sincronizado com o AppLink, permite comandar seu celular sem a necessidade de tocar no aparelho, já imaginando tal recurso sendo utilizado em GTA VI, já que o game oferece aos seus jogadores celulares desde “os anos 80”, em Vice City (e lembrando também do Pager que tínhamos em GTA III).

Salão do Automóvel 2016 - Conhecemos o novo Ford Mustang: pessoalmente e em GT Sport

E por fim, pudemos conferir a Realidade Aumentada no sistema de câmeras de estacionamento, em que um espelho nos amplia a visão atrás de nós, feita para promover o novo sistema da marca, além de curtir um mini-game com a Ranger, que consiste em domar a picape em um cenário feito com muitos relevos, enquanto o veículo era projetado no cenário, oferecendo uma sensação mínima, mas divertida, do que é dirigí-lo.

Pudemos conferir como que a tecnologia anda lado a lado dos novos automóveis, sejam eles os mais possantes — e caros — ou os feitos para o dia a dia nas cidades. Também pudemos conferir, ao final da visita, como videogames e automóveis continuam caminhando juntos, mas de uma maneira mais próxima do que nunca. Elementos dos games acabaram indo parar nos carros e algumas ideias, como o comando de voz que estão nos automóveis, nas mãos de bons desenvolvedores, podem nos ajudar a contar com games mais divertidos.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *