Os smartphones tem lugar para MMORPG? ArcheAge Begins quer provar que sim!

29 de outubro de 2017
Autor: Junior Candido

Os smartphones tem lugar para MMORPG? ArcheAge Begins quer provar que sim!

O MMORPG já é um item tão presente na cultura do videogame, como os games de corrida, de ação ou de luta. Porém, apesar de contar com vários jogos em várias plataformas, o PC ainda é considerado o verdadeiro “lar” deste gênero. E é este conceito que a GAMEVIL quer mudar.

Com experiência em ArcheAge, a desenvolvedora anunciou o lançamento para iOS e Android de seu ArcheAge Begins. Para chamar atenção do seu público, não oferecendo “a mesma coisa” do que nos computadores, a proposta aqui é acompanhar o mundo do jogo mil anos antes do game para PC, com a promessa de novos elementos ao gameplay, visual atraente e mundo aberto.

 

O jogo utiliza a Unreal Engine 4, e contou com 100 mil jogadores participando do acesso antecipado do game, período este o qual a GAMEVIL buscou lapidar em conjunto a sua comunidade o game. Ele é baseado na história do autor Min-hee Jeon e levou dez anos para ser desenvolvido. O game, como já mencionado, tem sua história acontecendo mil anos antes de seu precursor, o ArcheAge, com várias raças e deuses para serem conhecidos e explorados.

Mesmo para um smartphone, a promessa é de um gameplay rápido e cheio de estratégia, com raids, batalhas territoriais e muito conteúdo multiplayer. Os heróis podem controlar suas ações de maneira intuitiva usando cartões de habilidade, sendo elemento decisivo para vitórias e derrotas no game. Resta saber como o game irá inserir todo este conteúdo na tela dos smartphones, e como ele se comportará nos mais variados smartphones. Lembrando também de que uma boa conexão seria de grande ajuda para curtir o game, porém lamentando a péssima estrutura atual de nossas empresas de telecomunicações.

Mas, de qualquer forma, os smartphones podem sim ser um bom lar para os MMORPGs. Seu conceito de conectividade, praticidade e uso em qualquer lugar são ideias para uma jogatina em vários locais, sem a exigência de um computador por perto. Que ArcheAge Begins se una aos games do gênero existentes e cada um, dentro de suas possibilidades, possam somar para este gênero, que é tão querido por tantos gamers.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *