Smoking Snakes é o FPS que quer contar a história do Exército Brasileiro na Segunda Guerra

18 de maio de 2017
Autor: Junior Candido

Smoking Snakes é o FPS que quer contar a história do Exército Brasileiro na Segunda Guerra

Na semana passada, conversando com um amigo, falávamos sobre o potencial que nosso país tem para contar histórias, e entre vários temas, foi mencionado algo relacionado a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial. O Brasil declarou guerra à Alemanha nazista e seus aliados em 1942, mas atuou de maneira mais ativa a partir de 1944, com o envio de 25 mil homens da Força Expedicionária Brasileira, a FEB, que foi a força responsável pela ação no confronto global.

E, para contar esta história, foi anunciado o jogo Smoking Snakes, que será um FPS com a missão de contar a história destes soldados, que foram enviados para o confronto e tiveram participações em algumas batalhas, como a de Monte Castelo, na Itália. O jogo terá base em fatos e lugares em que a FEB esteve, com os mapas do jogo recriando os fronts de batalha históricos que a equipe promete muita pesquisa para reproduzir com o maior cuidado possível. Também está proposto um sistema de mudança de clima, para que os combates possam mudar de maneira drástica por causa de uma chuva, por exemplo.

Os modos de jogo são três: Team Deathmatch, Conquest e Assalto. E o game também terá um sistema de ranqueamento e busca de partidas que direcionará os jogadores para competir com jogadores do mesmo nível que o seu. Lembrando que o Brasil vive um bom momento com o FPS online e competitivo com o excelente Ballistic Overkill, e mais um game do gênero caprichado seria muito bem vindo, ainda mais com esta temática.

O nome do game faz referência a clássica frase “a cobra vai fumar”, hoje “imortalizada” pelo Ratinho, mas com origem em uma frase do presidente do Brasil na época, Getulio Vargas, que em pronunciamento disse que “seria mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar em uma guerra”. Dênis Fernandes, o responsável pelo projeto, compartilhou algumas de suas ambições com o projeto: “Acreditamos que a história é viva e, por isso, resolvemos lembrar dos soldados que foram enviados para a Segunda Guerra Mundial”, explica. “Smoking Snakes não é um jogo/documentário, no entanto, temos como objetivo principal transportar o jogador para dentro de um front de batalha e, para isso, utilizaremos de relatos históricos e fotos da época para criarmos o cenário e a ambientação do jogo. Todo o som emitido pelas armas de Smoking Snakes será desenvolvido com o maior nível possível de fidelidade”, completou.

O game ainda está em estágio pre-alpha de desenvolvimento, mas para acompanhar a campanha no Kickante, que busca arrecadar R$150 mil para o projeto, um vídeo com os primeiros passos do jogo já foi divulgado, confira:

Smoking Snakes está prometido para o PC em um primeiro momento, mas com intenções de tentar outras plataformas conforme a arrecadação e o desenvolvimento.

2 Respostas para “Smoking Snakes é o FPS que quer contar a história do Exército Brasileiro na Segunda Guerra”

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *