Testamos o Alloy Elite, a evolução dos teclados FPS da HyperX

Em 2016, a HyperX expandiu sua marca de produtos, oferecendo o teclado Alloy FPS com uma proposta interessante para jogadores de FPS, além de oferecer praticidade, como o seu tamanho menor do que o habitual neste tipo de produto, como o cabo removível e a saída USB para carregar smartphones. Passado um ano, chegou a hora de evoluir este conceito, e a HyperX ofereceu dois novos teclados: o Alloy Elite e o Alloy FPS Pro.

Ambos os modelos seguem com os mesmos atributos do primeiro teclado, como as teclas mecânicas com o switch mecânico CherryMX, retroiluminação, anti-ghosting e n-key rollover, além da estrutura de aço sólida. Testamos o modelo Alloy FPS Elite, gentilmente cedido pela HyperX, para contar pra você como é jogar neste teclado, que desde já, garantimos que conta com boas adaptações e novidades.

Começando pelo seu design. Para quem acha estranho jogar em um teclado pequeno como o Alloy anterior, o Elite é um pouco maior e mais robusto, além de contar com um descanso de braço removível, que deixa o dispositivo com uma aparência mais “comum”, mas podendo ficar mais compacto para quem precisa ou gosta de mais espaço. De volta temos o cabo USB, com duas saídas para serem plugadas no computador, porém desta vez não removível, e a saída para recargas de smartphones.

Porém, novidades práticas e interessantes são percebidas logo de cara. O botão de rolar que controla o volume foi uma sacada bacana e deixa o teclado mais estiloso, além de permitir um controle mais analógico ao jogar, enquanto uma barra em led que conta com seis níveis de intensidade dão uma cara mais “gamer” ao dispositivo. O botão que controlam o brilho também foi uma ótima iniciativa, por não precisar mais recorrer ao manual por não lembrar a combinação certa no teclado, como era anteriormente.

Além do botão de brilho, temos o botão ghost, e também um outro para configurar os efeitos do brilho, podendo deixar todas as teclas acesas, ou deixar apenas o WASD mais os botões de apoio disponíveis. Botões para controlar mídia também se fazem presente, e o teclado continua a cumprir muito bem seu papel de oferecer praticidade, mesmo para momentos fora do jogo.

Jogar com o Alloy Elite também continua a ser uma experiência muito boa. As teclas, com a promessa de cinquenta milhões de cliques da HyperX se comportam muito bem nos games e, com as teclas com relevo que podem ser instaladas no lugar do WASD, o controle fica mais interessante. Porém, tirando o fato de que temos um teclado maior, a experiência é a mesma oferecida no Alloy do ano passado, sendo muito satisfatória e que, de fato, faz com que os jogos em FPS fluam de maneira mais precisa.

O Alloy Elite é uma evolução natural do projeto de teclados da HyperX. A fabricante decidiu lançar uma versão “slim” do seu primeiro teclado, retirando as teclas numéricas e deixando-o ainda menor, porém ofereceu um produto novo, maior, com mais recursos e com notáveis evoluções quanto ao antecessor. O teclado se encontra em venda pelo preço sugerido de R$699 á vista, e pode ser encontrado neste link.