Alguém mandou um e-mail falso para sabotar os processos das danças em Fortnite

21 de fevereiro de 2019
Autor: Junior Candido

Alguém mandou um e-mail falso para sabotar os processos das danças em Fortnite

Fortnite tem sido um sucesso no mundo do videogame, mas também trouxe consigo um festival de polêmicas. Você já deve saber dos processos que algumas celebridades decidiram mover contra a Epic Games, por causa das danças dos jogos. E também do fato que o game já tem sido um dos grandes motivos de divórcio no Reino Unido.

Mas, voltando ao caso das celebridades, elas reclamam na justiça que a Epic Games utilizou passos de dança que julgam ser de suas propriedades. Entre as celebridades, temos Alfonso Ribeiro, o eterno Carlton Banks de Um Maluco no Pedaço. E também Orange Shirt Kid, e BlocBoy JB.

Em meio ao processo, o escritório de advocacia Pierce Bainbridge, Beck Price & Hecht, que representa as celebridades, alegou que alguém usou de um e-mail falso, enviado para o Escritório de Direitos Autorais nos EUA, buscando se passar por um de seus advogados, com a intenção de tentar acabar com o processo judicial.

Os representantes do escritório explicam que o falso advogado enviou o e-mail em nome de David Hecht.O principal advogado envolvido no caso. Assim, eles alegam que o e-mail tinha endereço falso. E indicava o nome completo de Hecht, em uma tentativa de se parecer com algo autêntico. Eles divulgaram o conteúdo.

Alguém mandou um e-mail falso para sabotar os processos das danças em Fortnite

o e-mail que o escritório diz ser falso.

“Nossos clientes querem apenas compensação justa”

Também explicaram que o advogado foi alertado da tentativa fraudulenta logo que o Escritório de Direitos Autorais recebeu o e-mail. Nele dizia que o escritório rejeitasse todos os casos contra a Epic Games. Dizendo que os processos teriam informações falsas, além de que seus próprios clientes não teriam fundamentos para mover o processo. Além disso, também perceberam alguns erros de ortografia, o que deixou o material ainda mais suspeito.

O verdadeiro Hecht explicou que suas ações não são “infundadas”. E, além disso, também reforçou sua opinião de que Fortnite “copiou descaradamente” os movimentos de dança de seus clientes. Sem pedir a devida permissão para fazê-lo. O escritório chamou o remetente de “minoria desinformada”, pois, de acordo com eles, houve a tentativa de subverter as reinvidicações.

Independente de onde veio este e-mail, o escritório também disse que as ações judiciais não são prejudiciais ao Fortnite. “Nossos clientes não querem fechar o jogo. Não há este risco”. Disse o advogado Hecht. “Ao invés disso, os nossos clientes querem apenas compensação justa e razoável, além do reconhecimento por suas danças”.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *