Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

16 de fevereiro de 2021
Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

30XX, sequência do “Mega-Man roguelite” 20XX está chegando! O game será lançado na Steam em formato Early Access amanhã, dia 17 de fevereiro e nós da Arkade já estamos jogando e vamos contar o que achamos!

Então vamos para mais uma aventura e conferir nossa análise completa do game! Lembrando que essa é uma análise de um game que ainda não está finalizado, por conta disso alguns recursos ainda não funcionam direito e o game ainda não possui todo o seu conteúdo implementado. Dito isso, vamos em frente!

Um novo game, mas o mesmo estilo

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

Se você não jogou 20XX, então aqui vai um resuminho de como ele era (aliás, leia nossa análise completa da versão de consoles do game!): O game é um Mega Man X roguelite, em que você tem apenas uma vida para vencer todas as suas fases e chegar até o final.

30XX segue o mesmo estilo, sem mudar o que já era bom, mas adiciona algumas pequenas novidades que deixam o game bem mais interessante. A primeira grande diferença é que o game possui dois modos de jogo.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

O primeiro é o Modo Padrão, que funciona exatamente como em 20XX. Você inicia uma aventura e vai seguindo por fases aleatórias geradas proceduralmente, até que consiga chegar ao fim da aventura, ou morra no caminho. Se você morrer, volta para o hub central, perdendo todos os upgrades que pegou no caminho, mas mantendo itens usados para comprar upgrades permanentes.

E o segundo modo é o Modo Mega. Esse modo foi um pouco confuso por conta de sua descrição, que explica que esse é um modo com permadeath, mas que é criado para quem não gosta de permadeath. Mas na realidade esse é como se fosse um “modo livre”. Aqui você pode escolher quais fases quer jogar, podendo jogá-las quantas vezes quiser. E ao morrer, você não perde nenhum upgrade, ficando mais e mais forte a cada partida. Assim, esse modo é mais semelhante ao padrão de Mega Man X, em que você mantém seus upgrades e itens, e pode jogar as fases na ordem que desejar.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX
O Hub do Modo Mega, em que você pode acessar qualquer fase livremente

Apesar dessa diferença, o gameplay não muda, somente a forma de progressão. De certa forma, o Modo Mega acaba sendo mais ou menos como um modo treinamento, que você pode usar para se acostumar com cada fase e aprender os padrões de ataque de cada chefão, para aí tentar a sorte no Modo Padrão.

Novos poderes, itens e dificuldades

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

Ao longo do game, o jogador várias vezes se deparará com caixas ou eventos que o premiarão com itens. Entre esses itens estão partes de armadura que mudam seus ataques, concedem habilidades como dash no ar ou voo, além de outros efeitos. E também há itens de buff, como aumentar poder de ataque, a barra de vida e energia e etc.

Algo interessante do game é que apesar de você ganhar muitos upgrades, não pode usar todos ao mesmo tempo, no caso das armaduras. Você tem 8 slots de armadura e cada parte usa um número específico delas, sejam 1 slot, 3, 4, etc. Assim, você pode acumular muitas partes, mas deve escolher quais usá-las no momento. Isso permite que o jogador crie diferentes “builds” para diferentes situações. Por exemplo focando em habilidades de velocidade e defesa enquanto avança pela fase, mudando para uma build de poder bruto na hora do chefão.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX
Os chefões do game são bem desafiadores!

E assim como em Mega Man, ao derrotar um chefão você ganha o seu poder, podendo customizar em quais “slots” quer colocá-los, permitindo que você escolha qual botão no seu controle ativará esses ataques.

Assim como no primeiro game, aqui temos dois personagens jogáveis: Nina, com o mesmo gameplay de X e Ace, como Zero. Nina ataca com o canhão em seu braço, combatendo a distância. E Ace usa uma espada laser a curta distância. Cada um ganha poderes exclusivos dos chefões. O poder de fogo, por exemplo, para Nina é um tiro para cima que se divide em dois no ar e cai. E Ace manda um Shoryuken de fogo para o alto.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

E uma novidade é um recurso para aumentar a dificuldade do game. Assim como em Hades e seu Pacto de Punição, 30XX adiciona a Entropia. A Entropia consiste em conjuntos de dificuldades que você adiciona no game, como mapas maiores, mais inimigos, inimigos mais forte, limite de tempo por fase e etc. Tudo isso aumenta o desafio do game, mas em compensação o premia com mais recompensas, ganhando mais chips de alma e potência, os itens usados para comprar upgrades permanentes.

Multiplayer e Modo de Criação

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

30XX possui tanto multiplayer local como online. Mas infelizmente não consegui jogar online, até porque joguei antes de seu lançamento em Early Access. Assim, só em breve será possível experimentar esse modo.

O game também oferece um modo de criação e compartilhamento de fases bem completo. Cada faze é formada por “pedaços”. Apesar de cada fase ser gerada proceduralmente, conforme você jogar vai notar que elas seguem um conjunto de regras. Por exemplo a fase em que você joga nos telhados de uma cidade futurística. A fase começa com plataformas, até um trecho com uma grande queda desacelerada pelo vento, seguido de uma subida em que uma chuva de projéteis tenta te atingir.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX
A belíssima fase dos telhados de uma cidade futurista

Assim, é possível criar fases inteiras através desses pedaços e depois juntar tudo numa coisa só. É possível criar fases do jeito que você quiser e posicionar quantos inimigos, itens e desafios quiser. Você ainda pode definir um nível de dificuldade para sua fase, de fácil, médio ou difícil. Isso define em que momento elas devem aparecer durante uma partida, com fases fáceis aparecendo primeiro e difíceis no final.

Audiovisual

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

20XX possuía um visual bem simples e cartunesco. Mas 30XX foi muito além, apresentando um belíssimo visual em pixel art. A qualidade visual é realmente incrível, com cada personagem com animações muito bem feitas e visuais muito legais.

Mas o que realmente se destaca são os cenários do game, principalmente os cenários de fundo. A riqueza de cores e detalhes me lembra até o primeiro game da série Rayman, que lá na década de 90 já era referência graças a seu pixel art e imensa qualidade visual. Ao longo de toda essa análise você pode ver algumas screenshots que tirei em quanto jogava, que mostram como o game está bonito.

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

Na parte sonora o game é bem competente, apesar de ainda ter alguns pequenos bugs sonoros de vez em quando, como sons de ataques carregando não tocando e etc. O game possui músicas bem legais, mas a variação ainda é pequena. Certamente com o tempo, quando mais fases forem adicionadas, mais músicas virão junto.

O game conta com localização completa em português brasileiro, mas algumas palavras e termos acabaram sendo traduzidas de forma literal, ficando sem sentido em nosso idioma. Como a palavra “juice”, que em inglês as vezes é usada para se referir a vitalidade ou combustível, e aqui no game é traduzida literalmente como “suco”.

Conclusão

Análise Arkade: O promissor Early Access de 30XX

30XX ainda está sendo produzido, mas seu Early Access já demonstra muito potencial. Quando você explora o hub central encontra alguns elementos e até diálogos que mostram que há coisas a serem inseridas ainda. Isso sem falar de correção de bugs, melhorias gerais e etc.

Mas se você é fã de Mega Man ou se gostou de 20XX, então esse é um game que vale muito a pena para você. Seu estilo Roguelite também é bem feito, apesar de você ter que recomeçar tudo de novo, não há aquela sensação de perda ou de fracasso quando você acaba morrendo no meio do caminho. Basta começar uma nova aventura e ir se fortalecendo até conseguir chegar ao final!

30XX será lançado em formato Early Access amanhã, dia 17 de fevereiro na Steam. E posteriormente deverá ser lançado também para consoles.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *