Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

3 de junho de 2017
Autor: Bruna

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

AereA é um RPG de ação com temática musical, desenvolvido pela Triangle Studios e produzido pela SOEDESCO, foi lançado para PC, PlayStation 4 e Xbox One no dia 30 de junho. A análise a seguir foi feita com base na versão 1.0 para PC.

Confira o trailer do game:

Um jogo de música ou sobre música?

Em AereA você comanda um estudante matriculado em uma academia musical de cidade localizada em uma ilha flutuante. Nesta realidade é possível usar a música como fonte de poder, portanto você irá utilizar instrumentos musicais como armas.

Apesar de a música ser o tema-base para AereA, não espere que ele exija de você qualquer conhecimento a respeito e nem aguarde nada musicalmente elaborado, as músicas do jogo são boas, mas nada extraordinário, elas são simples e não mudam de forma expressiva conforme situações do gameplay.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

4 Personagens e uma história

Nada de muito elaborado ou profundo será encontrado no enredo, você assume o papel do herói que deve impedir que o vilão controle a mente das pessoas e destrua toda a sociedade, para isso alguns instrumentos musicais poderosos devem ser recuperados.

Além do modo single-player, em AereA você pode jogar com cooperativo local de até 4 jogadores. São 4 personagens diferentes para escolher: O Cello-Knight seria a representação da clássica classe de cavaleiro de um RPG, o arqueiro de harpa Harp-Archer, o Lute-Mage que é um mago com golpes de longo alcance e o Trumpet-Gunner, que apesar de ter um ataque de longo alcance, ele possui habilidades de combate de curta distância com muita agilidade.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

O interessante é que você pode começar uma campanha e mudar a qualquer momento para o personagem que você quiser sem precisar repetir missões.

Cada um dos personagens irá evoluir automaticamente algumas de suas aptidões conforme vai ganhando um novo nível. São elas: Ritmo que seria correspondente a mana, Poder que determina a força do ataque em geral, a Vitalidade que define a quantidade de vida, Defesa que é o quanto seu personagem aguenta os ataques inimigos e finalmente a Precisão, que são as chances de ele acertar o ataque ou causar um dano maior.

O diferencial é que os instrumentos de cada personagem também evoluem conforme você vai batalhando e os pontos ganhos devem ser distribuídos manualmente por você para as aptidões anteriormente citadas.

Um jogo fácil, mas complicado

O nível de dificuldade do jogo é muito baixo, você pode usar na mesma jogada um personagem com um nível avançado ou um com um nível baixo e mesmo assim será possível passar pelas missões.

Você não mira com o cursor do mouse para escolher os alvos, e se desejar pode usar somente o teclado para a maioria dos comandos, essa mecânica pode confundir um pouco os usuários da plataforma no início, mas não demora muito para você se acostumar.

Se você busca grandes desafios poderá se entediar com o AereA, ele não fornece nenhum quebra-cabeça elaborado e nem batalhas difíceis, para avançar nas missões você praticamente vai abrir portas e enfrentar os chefões que podem ser estranhamente derrotados com poucos golpes.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

Dentre as formas de se abrir as portas dos cenários estão; o acionamento de alavancas, carregar um cubo iluminado para uma região demarcada ou simplesmente derrotar monstros da região.

A única dificuldade que você vai ter em AereA é a sua própria falta de atenção, como os cenários possuem um visual bem semelhante e várias entradas diferentes, se você não ficar atento, vai passar diversos minutos perdido sem saber onde ir.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

Algumas incoerências também podem atrapalhar a sua jogatina no game, existe uma missão onde você deve gastar cerca de 10 a 15 minutos desbloqueando portas para acessar o chefe final, no caminho você foi capaz de matar todos os monstros com somente um golpe, mas no chefão você percebe que seus golpes somente arrancam 1 de vida dele, o detalhe é que ele tem mais de 2800 pontos de vida.

Quando morre pelo chefe, você não tem um checkpoint próximo e deve fazer de novo a abertura das portas levando no mínimo 10 minutos se você não se perder.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

Depois de fazer algumas missões extras e evoluir poucos níveis, consegui derrotar o mesmo chefe com 5 ou 7 golpes, a sensação não foi tão legal assim, não é o mesmo quando tentamos passar por um adversário difícil e conseguimos depois de muito trabalho e esforço.

Outro detalhe irritante é o fato de que você não consegue cancelar diálogos, então se você clicou em um NPC sem querer, terá que passar por toda a conversa de novo e a animação apresentada para mostrar a abertura de portas é muito lenta, apesar de ela ser importante, a falta de um botão para fazê-la acontecer mais rápido pesa bastante quando você tem que refazer partes do cenário, o que acontece frequentemente.

Muitos itens e pouca utilidade

Outro ponto nada legal é a utilidade dos itens do jogo, já que os monstros comuns são tão fáceis de derrotar e os chefões mais ainda, não há necessidade alguma em usar qualquer um dos itens, no máximo os de cura.

O mesmo pode ser dito para as magias especiais, não há motivos para usá-las se com o ataque normal você derrota o inimigo bem mais rápido.

Em AereA você encontra uma boa quantidade de itens diferentes que dão um impulso temporário nos status do seu personagem ou lhe fornecem imunidade, mas o efeito dura somente alguns segundos e a imunidade de envenenamento você só vai realmente precisar usar uma vez.

Análise Arkade: AereA, um RPG de ação onde suas armas são instrumentos musicais

Para completar todos os objetivos das missões principais e alternativas do jogo, leva em média 12 horas, depois você pode continuar evoluindo seus personagens livremente pelos cenários. Sem ter as missões para concluir, você pode realizar uma caçada de recursos, alguns pergaminhos estão escondidos em várias partes do jogo e eles lhe permitem saber qual o propósito de um item e adquiri-lo lhe dá a chance de compra-lo na loja.

Conclusão

A ideia de usar instrumentos musicais como arma é muito boa, pena que o jogo não explorou o tema com quebra-cabeças diferenciados e tematizados em música, você sentirá falta de usar estratégias para avançar já que o nível de dificuldade é tão baixo que você nem vai sentir falta de usar itens.

AereA é um dos poucos RPGs que possuem uma ótima tradução para nossa língua e que aborda um tema mais diferente, mas ele peca bastante em ser repetitivo e não ter uma história profunda.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *