Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

20 de fevereiro de 2019
Autor: Renan do Prado

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts, o divertidíssimo JRPG old-school da Kemco ganhou uma sequência em 2017 para dispositivos mobile, chegando no final de 2018 aos PCs e no Xbox One e em janeiro no Playstation 4 Vita, dando continuidade a aventura entre humanos e divindades iniciada no primeiro game.

E agora é hora de conferirmos como a nova aventura de Zack e seus amigos acabou se saindo. Com o retorno de sues amados personagens, junto de novas figuras dando as caras para enriquecer ainda mais a história. Então, sem mais delongas, confira nossa análise completa de Asdivine II!

Um novo inimigo ameaçando todos os mundos

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts II se passa dois anos após o final verdadeiro do primeiro game, com o mundo de Asdivine vivendo em paz após o terrível conflito entre as Deidades da Luz e da Sombra e o envolvimento de Shaddai, a Deidade da Criação. Zack agora é um mercenário profissional e é convocado para o castelo de Gutenberg City para uma nova missão.

Lá, ele reencontra seus companheiros da primeira aventura do game, Stella, com quem foi criado num orfanato desde a infância e agora se tornou uma treinadora de monstros (e que o ama mais que tudo, mas não consegue se declarar), e Uriel, a misteriosa garota do mundo paralelo de Reveria que acabou caindo em Asdivine, o mundo central, agora a mais famosa escritora desse mundo (e que também ama Zack mais que tudo, e tenta vencer Stella na competição pelo coração do herói).

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

E então uma nova aventura se inicia quando Felix (a Deidade da Luz em sua forma de gato) pede a ajuda do grupo para resolver uma crise no mundo paralelo de Archelio, que está sendo castigado por uma intensa nevasca sem fim, e com misteriosos rumores sobre o surgimento de uma nova e desconhecida Deidade. E nesse novo mundo, uma nova companheira entra no grupo, Nadia, a transformação humana da Deidade das Sombras, que dessa vez deixa o passado para trás para se unir ao grupo nessa nova missão.

Muito mais humor e desenvolvimento de personagens

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts é um game com bastante humor do começo ao fim e sua sequência não podia ser diferente. Várias piadas e referências a outros games e até filmes ocorrem aqui e ali, de forma bem feita e divertida. E uma das características mais divertidas do primeiro game é ainda mais intensificada aqui.

Se você não jogou o primeiro game, aqui vai um pequeno resumo: Todo mundo ama o Zack. O jovem é acompanhado somente por personagens femininas, e seja ao ajudá-las quando em perigo, conversando ou ajudando-as com seus problemas pessoais, ele consegue adentrar no coração de cada uma, mesmo sem intenção (na verdade, ele sequer percebe isso). E assim, temos uma aventura com um homem, duas mulheres e duas Deidades (uma em forma de mulher e uma em forma de gato) competindo entre si pela atenção e afeto de Zack, e esses momentos são hilários!

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Stella é muito tímida, e quando Zack se aproxima demais ela usa seu chicote pra atacar tudo a seu redor, inclusive ele. Uriel usa toda oportunidade para elogiar Zack e ainda soltar uns comentários meio picantes, deixando todos desconcertados. Felix, aproveitando seu corpo de gato, literalmente se joga sobre Zack em busca de carinho (quando não o está xingando). E Nadia vive o maior drama: Ela tenta atrair a atenção e afeto de Felix (quem ela mais se importa em sua vida e com quem quer reatar a proximidade após os eventos do primeiro game) e entender a súbita afeição que passa a desenvolver por Zack, conforme ele a ajuda a entender seus sentimentos, tanto como Deidade, como ao viver entre humanos.

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

E assim, a aventura segue recheada de diálogos e momentos hilários e profundos, com cada personagem tendo uma questão própria para lidar na aventura. Com Stella temendo que Zack não goste mais dela, Uriel se sentindo inútil por não ter poderes mágicos, Nadia enfrentando a tristeza do desprezo de Felix. Felix precisando lidar com as consequências de seus próprios atos.

A jogabilidade de antes, mas com algumas novidades

Asdivine Hearts II segue a mesma fórmula de gameplay de seu antecessor, um puro JRPG como antigamente, com um World Map, cidades, dungeons e encontros aleatórios. A novidade agora está na organização da party em combates.

No game original três personagens ficavam na vanguarda e dois na retaguarda. Agora, os personagens formam duplas. Como temos apenas cinco personagens, o sexto é um “Buddy”, monstros que podem ser usados como aliados em combate (que explicaremos mais adiante).

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Assim, as duplas são formadas por um personagem de ataque, podendo usar ataques comuns e magias, e um personagem de suporte, que não pode atacar diretamente, mas pode dar boost em ataques e defesa, além de poder usar magias e habilidades especiais de suporte. Esse novo sistema permite que o jogador crie magias poderosíssimas chamadas Unissons, elas acontecem quando duas magias são combinadas, gerando uma nova incrivelmente poderosa.

O sistema de duplas também adicionou uma nova função ao Trust Charge. O Truste Charge é uma barra que vai se enchendo durante as lutas, quando ela atinge 100%, o jogador pode usar a habilidade suprema de um personagem, com cada um tendo um habilidade diferente. Por exemplo, Zack usa um poderoso ataque com sua espada, Stella cura e melhora todos os status da party inteira e etc. E agora, também é possível usar os Micro Bursts.

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Os Micro Bursts são habilidades que usam uma pequena fração do Trust Charge, e habilitam o uso de habilidades diferentes dependendo da dupla de personagens. Assim, o game incentiva que o jogador experimente diferentes combinações de duplas em sua party, permitindo criar diferentes estratégias de combate. Aliás, durante o game, o jogador deverá tomar certas escolhas em diálogos com a party. Fazer as escolhas certas aumenta o nível de confiança das personagens com Zack, consequentemente deixando-as mais fortes em batalha.

E por fim, o sistema de jóias retorna sem mudanças, pois não há necessidade para tal. Cada personagem possui um tabuleiro, ou “Rubix” em que é possível encaixar jóias que aumentam status ou habilitam habilidades novas. Essas jóias possuem formas diferentes e o jogador deve encaixá-las no tabuleiro da forma certa, para preservar espaço. E além de jóias de status e habilidades, há ainda as jóias de Buddies. Ao equipá-las, o personagem ganha habilidades novas, ou então pode quebrar essa jóia e libertar novos Buddies para serem usados em batalha e missões.

Uma enorme quantidade de loot

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts II, por ser originalmente um game para smartphones, possui um recurso de microtransações, permitindo que o jogador compre cristais para ser usado em um interessante recurso do game. Trata-se do menu de loja do game, uma novidade que consegue transformar por completo a interação do jogador com o game.

Na loja, o jogador pode comprar diversos itens diferentes, em especial itens raros, não encontrados normalmente no game, como itens que aumentam o XP e gold adquiridos no fim de batalhas, jóias que adicionam diferentes habilidades e jóias de Buddies exclusivas e muito mais. E na loja também é possível gastar os cristais em Safe Crackers.

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Os Safe Crackers são como Lootboxes, elas possuem armas ou jóias aleatórias que o jogador pode usar no game. Apesar de lootboxes serem controversas, as de Asdivine Hearts II são bem generosas, e com sorte você pode conseguir armas imensamente poderosas logo no início do game, deixando a aventura bem mais fácil. Felizmente, os cristais usados para comprá-las podem ser adquiridos simplesmente jogando. O jogador recebe 10 cristais a cada três batalhas vencidas, além de poder receber mais matando inimigos ou abrindo baús.

E com tantas armas diferentes podendo ser adquiridas tanto na jogatina normal quanto com Safe Crackers, uma nova opção foi adicionada ao game, em que o jogador pode fortalecer armas fundindo-as entre si, ou transferir habilidades de armas para uma outra, como causar envenenamento, roubar vida e etc.

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Por fim, uma interessante novidade do game é o Jardim. O jardim é uma área com seis espaços diferentes, que podem ser usados para três diferentes funções: A primeira é para plantar sementes, que geram frutos que aumentam permanentemente os status de seus personagens. A segunda é como depósito de armas. Como há muitas armas diferentes no game, se você quiser mais espaço para elas, pode construir um ou mais depósitos. E a terceira é criar um portal para enviar seus Buddies em missões, que lhe premiam com Guild Coins, que podem ser trocados nos prédios da Guilda de Mercenários.

Audiovisual

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts II tem um visual bem simples, ao estilo RPG Maker, com personagens em sprites pequenos e um mundo formado por elementos simples, como florestas, montanhas, oceanos e planícies. Mas dessa vez a animação dos personagens em combate recebeu um pequeno mas belo upgrade.

Os personagens são todos formados em sprites 2D, mas em batalha possuem movimentação. No caso dos inimigos são movimentações pequenas, e nos caso dos personagens com expressões e animações especiais para cada ação feita. O visual do game é bem simples, mantendo-se em sua proposta de ser um JRPG old-school, o que funciona de forma excelente.

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

O game possui a mesma trilha sonora de seu antecessor, que é excelente, mas acaba transmitindo a sensação d e repetição. Há sim músicas novas presentes no game, todas excelentes e cheias de intensidade, mas normalmente as mesmas músicas são as que se repetem ao longo da jornada. Se você jogou o primeiro game, reconhecerá essas músicas instantaneamente, o que é algo muito legal, mas novamente, passa a sensação de repetição.

E falando em repetição, assim como no primeiro game, existe pouca variedade real de inimigos, o que temos são inimigos do mesmo tipo mas com visuais ligeiramente diferentes. Todos eles são bem feitos, mas em pouco tempo você já terá visto quase todas as variações.

Conclusão

Análise Arkade: Uma nova, divertida e hilária aventura em Asdivine Hearts II

Asdivine Hearts II é uma excelente continuação para um excelente RPG. O que dita a aventura é simplicidade e humor. E há muito humor em toda a jornada! As interações entre os personagens são realmente hilárias e vale toda a aventura, além de sua ótima trilha sonora (apesar de ser reciclada) e sistema de batalhas atualizado, deixando tudo mais divertido.

Se você jogou o primeiro game, ou se quer vivenciar uma nova aventura aos moldes dos antigos clássicos dos RPGs, então dê uma chance para Asdivine Hearts II, pois é realmente uma aventura muito divertida e cativante!

Asdivine II está disponível para Android, iOS, PC, Xbox One e chegou este ano ao Playstation 4 e PS Vita.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *