Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

15 de junho de 2019
Autor: Renan do Prado

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Manequins estão no imaginário de terror há muito tempo. E se essas bonecas gigantes ganhassem vida e matassem tudo o que encontrassem? O medo de bonecas sinistras nos permeia desde sempre e agora chegou a hora de encarar os perigos de uma história de terror de casa de bonecas! É hora de fazermos nossa análise de Dollhouse!

O terror do mundo cinematográfico

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Dollhouse é um game puramente noir. Ambientado na década de 50, o game conta diversas histórias de personagens ligados à indústria do cinema americano vivenciando terrores horríveis, tanto físicos quanto psicológicos.

O game conta a história de diversas mulheres, cada uma tendo sua própria campanha, cujas memórias foram apagadas ao morrer e acabaram ressurgindo num estranho mundo escuro e labiríntico, com a missão de restaurar suas memórias e sobreviver a um terrível perigo que persegue cada uma delas.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Cada uma dessas mulheres está sendo perseguida pela “Coisa”, uma criatura que quer impedir que as personagens recobrem suas memórias, mas que ao mesmo tempo não lembra quem é. O jogador então tem três missões no game: Restaurar as próprias memórias, sobreviver, e destruir A Coisa, expondo seu passado.

Uma aventura de terror investigativo

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Dollhouse é um game sobre resolução de puzzles e investigação. Ele é dividido em capítulos, cada um ambientado em algum local importante para cada protagonista. A primeira delas, Marie (que corresponde a dificuldade fácil), é uma atriz que viveu uma detetive famosa no cinema, mas com sérios problemas em sua vida pessoal.

Em sua campanha, o jogador assume o lado detetive da personagem, enquanto investiga seu passado e um mistério envolvendo sua própria filha, visitando locais relacionados com a investigação. Cada campanha tem seus próprios cenários, mas todos compartilham as mesas características: São mapas construídos aleatoriamente em que o jogador deve resolver diversos puzzles para prosseguir.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Funciona assim: o primeiro objetivo do jogador é encontrar rolos de filme, que contém fragmentos de memória. Levar ele a máquinas especiais para extrair suas memórias, levar os rolos de filme extraídos para a porta da Sala Perdida, que exige um certo número de filmes para se abrir. Lá dentro, um puzzle será apresentado ao jogador, que envole interação com certos elementos dos cenários. O jogador deverá percorrer o labirinto para resolver esse puzzle, voltar para a sala perdida, coletar uma chave e ir até um camarim em que remontará um roteiro em texto e desvendará um novo pedaço do passado, revelando a identidade da Coisa.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

O game resume-se basicamente dessa maneira, mudando somente os cenários e puzzles, além de ir se tornando progressivamente mais complicado e difícil, pois além dos puzzles irem ficando mais complexos, mais inimigos passam a perseguir o jogador. O game acaba sendo bem repetitivo em seus objetivos, o que poderá não prender os jogadores por muito tempo, mas entrega uma experiência interessante para quer for avançando na narrativa.

Um game de terror simples, mas eficaz

O maior problema enfrentado pelo gênero de terror hoje em dia é que atualmente é bem difícil assustar o jogador. Seria necessário um artigo inteiro para dizer o porque disso acontece, mas falando resumidamente, muito está relacionado a atmosfera e um bom balanceamento de jumpscares com mistérios.

Dollhouse não é um game muito assustador. Após o jogador se familiarizar com o game, já nem se assustará mais. Mas ainda assim o game consegue criar uma tensão e alguns sustos, graças a forma como o próprio game funciona, levando em conta o próprio jogador e os inimigos.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Existem dois tipos de inimigos no game: A Coisa, um monstro que lentamente persegue o jogador e se o alcançar, o mata instantaneamente; e os manequins. Os manequins são bem interessantes, eles estão espalhados por todo o labirinto em diversas posições. Os manequins só se movem quando o jogador não olha para eles, criando situações bem tensas. Você pode passar por um manequim que está olhando para baixo, olhar pra trás e ele estará olhando para você. Você pode ouvir portas abrindo e ao olhar, ver um manequim imóvel em posição de corrida em sua direção. E quando menos esperar, será atacado pelas costas.

Os manequins causam pouco dano, mas o suficiente para dificultar bastante as coisas para o jogador. Para combatê-los e também para enfrentar a Coisa, o jogador tem a sua disponibilidade somente uma lanterna, o jogador pode causar um flash com sua luz que destrói os manequins e atordoa a Coisa brevemente, permitindo que o jogador fuja. Porém, usar muito a lanterna e o flash atrai inimigos, então é preciso saber usar bem a ferramenta.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

O game possui algumas referências bem legais

A tensão do game está no fato de que se você morrer, pode perder o progresso do capítulo. Todos os itens e rolos de filme que você carregar serão perdidos ao morrer. A única forma de impedir isso é abrir a Sala Perdida e habilitar o puzzle que encerra o capítulo, mas ainda assim, se você morrer muito, volta ao começo. E isso causa toda a tensão do game, pois morrer é um péssimo negócio. É possível recuperar tudo se você encontrar o local em que morreu e interagir com as linhas de giz no chão, mas como o game é labiríntico, decorar caminhos é muito difícil.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Interaja com seu local de morte para recuperar o que perdeu

O game ainda contém um modo multiplayer para até 11 jogadores. Mas infelizmente não consegui jogar esse modo por não conseguir encontrar nenhum servidor ativo. O multiplayer funciona quase ao estilo do jogo “Detetive”. Cada jogador terá uma lista de tarefas para cumprir e um alvo para matar, mas ninguém sabe quem é quem. Assim o game oferece um modo interessante de jogo em que os jogadores não podem confiar em ninguém. Mas como não consegui jogar esse modo, infelizmente não poderei analisá-lo mais aprofundadamente.

Cinegrafia de terror

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Dollhouse tem um gameplay simples, com foco na exploração e na resolução de puzzles. E tendo o tema de cinema muito forte em todos os seus aspectos. Como já mencionado, se você morrer, perde todos os seus itens, o que inclui inclusive todo o seu XP acumulado.

O game possui um sistema de evolução de personagens consistente. Quanto mais rolos de filme você extrair, mais XP ganha. E esses rolos são os itens mais importantes do game, pois são eles que permitem que seu personagem evolua. Cada rolo de filme contém uma cena real de filmes antigos em preto e branco, cada um fornecendo upgrades ao jogador. Ao final de cada capítulo, o jogador deve escolher cinco trechos e montar um filme, que aplicara seus upgrades ao jogador. Esses upgrades são permanentes.

Confira abaixo um trecho de final de capítulo, que mostra o visual da Coisa e a construção de um filme com os rolos de filme encontrados:

Existem três máquinas diferentes para extrair filmes de rolos. As azuis concedem um pouco de XP, as verdes liberam habilidades novas e as vermelhas censuram os filmes em troca de bastante XP. As habilidades concedem diversas vantagens ao jogador, sendo elas passivas e ativas. Elas são equipadas de acordo com o número de estrelas e nível do jogador. Quanto mais dos dois, mais habilidades pode usar.

As habilidades vão desde estamina infinita por alguns segundos, revelar a localização de portas até a conceder itens consumíveis ao jogador. Para usar as habilidades o jogador precisa de perfume, com cada habilidade exigindo uma quantidade específica. Além disso, o jogador precisará de giz para marcar locais importantes, afinal, o game é um enorme labirinto e não há mapas; chaves, para abrir portas trancadas e baterias para sua lanterna.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Como já mencionado também, a lanterna pode causar flashes que destroem manequins e atordoam a Coisa, mas cada flash custa uma bateria e você ainda precisa da lanterna para iluminar seu caminho, pois muitas áreas são extremamente escuras, escuras até demais as vezes. O terror do game está em não morrer, pois cada encontro com a Coisa gera tensão, pois você deve escapar o mais rápido possível, além de precisar sempre gerenciar seus itens, do contrário estará com muitos problemas.

Audiovisual

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Dollhouse tem um visual em simplificado, mas funcional. Cada cenário tem um estilo diferente, seja um jardim com muros de tijolos, um apartamento cheio de corredores, um cinema com diversas salas de projeção e etc. O diferencial é que o game trabalha bastante com a ausência de cores, ao estilo de filmes antigos. Preto, branco e cinza dominarão os cenários. As cores aparecem somente em itens e objetivos.

Os manequins possuem visuais bem interessantes, todas possuem o mesmo modelo base, mas conforme o jogador avança, elas sofrem mudanças. Com corpos quebrados e enferrujados, corpos de porcelana trincados, corpos de madeira e até algumas versões mais sinistras, cheias de tesouras fincadas em seus corpos ou até cabeças deformadas.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Cuidado, sempre haverá um manequim te perseguindo silenciosamente!

Um problema no game é que muitas vezes ele é exageradamente escuro. O escuro é usado para dificultar as coisas para o jogador e obrigá-lo a usar a lanterna, mas tem momentos que certos mapas ficam tão, tão escuros que mesmo de lanterna fica difícil enxergar direito. Aparentemente esse é um problema de certos mapas, alguns até as vezes ficando mais claros que o normal e em seguida muito escuros.

Enquanto eu jogava as primeiras horas do game, Dollhouse sofria de seríssimos problemas de framerate. O capítulo dois de Marie originalmente se passava no cinema, mas o frame caia tanto que era impossível vencer esse mapa (essa análise é baseada na versão de Playstation 4). Porém, uma atualização posterior substituiu essa área e melhorou bastante a performance do game. Ainda há algumas quedas de frame, mas pontuais, sem prejudicar o andamento da jogatina.

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

A atmosfera noir do game é muito bem feita, graças a sua excelente trilha sonora em blues e jazz, não devendo nada a filmes do gênero noir. A trilha sonora é bem presente no menu e nas transições de capítulos do game. Mas durante o gameplay o game permanece com pouca ou nenhuma música, para criar sua atmosfera de terror e permitir que o jogador escute sons de manequins e da Coisa se movendo.

O game conta com dublagens em inglês, um pouco difíceis de entender pois há um filtro estático para simular o áudio de filmes antigos. O game conta com menus e legendas em português brasileiro, mas infelizmente com uma sincronia ruim e com letras muito pequenas, muitas vezes mostrando apenas a primeira frase e nenhuma das seguintes. E como o áudio é propositalmente piorado, muitas vezes é difícil entender os diálogos.

Conclusão

Análise Arkade: Sobreviva aos terrores do cinema antigo em Dollhouse

Dollhouse é um game divertido, apesar de ser repetitivo. Apesar de não ser muito aterrorizante, consegue criar uma atmosfera de tensão, graças a seu sistema de morreu – perdeu tudo. O que é ao mesmo tempo um incentivo para fazer o jogador ser cuidadoso, mas ao mesmo tempo é bem frustrante, pois o jogador está num labirinto e achar o caminho de volta ao local de sua morte não é nada intuitivo.

Infelizmente, pelo menos no Playstation 4, o multiplayer não está rolando bem, talvez futuramente o game comece a ficar mais ativo, como em sua versão para PC, o que tornará a experiência mais divertida. Aliás, o game ainda oferece um modo “Voyeur”, que desativa todos os perigos e permite que o jogador jogue tranquilamente e acompanhe as histórias do game sem se preocupar.

Dollhouse foi lançado no dia 24 de maio com versões para PC Playstation 4.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *