Análise Arkade: Escape Doodland – Corra (peide) por suas vidas!

28 de janeiro de 2019
Autor: Bruna

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Gosta de jogos com bichinhos bonitinhos, músicas agradáveis e poder jogar de olho fechado as fases? Então dê meia volta, porque Escape Doodland é o oposto disso tudo! Prepare-se para ser engolido de formas desagradáveis várias vezes e ter que refazer tudo de novo por conta de um pequeno deslize seu.

Criaturas fofinhas? Pode esquecer, eles são feios, desajeitados e alguns deles vão mostrar sorrindo como acabar com o pouco que sobrou de sua vida. Esse é Escape Doodland, um jogo para os fortes que adoram jogos difíceis.

O que é um peido para quem está cagado?

Desculpe o palavreado no título acima, mas em Escape Doodland você realmente precisa peidar, sempre que possível, para salvar sua vida no jogo. Seu personagem é um monstrinho, não tão simpático assim, que possui um poder especial peculiar: ele solta peidos e acende um fósforo para conseguir impulso e realizar saltos ou simplesmente paralisar o vilão por alguns instantes.

E qual é a nobre missão que você deve cumprir nesse game? Coletar fósforos. Que, na maioria das vezes, estão em lugares difíceis de alcançar, exigindo do jogador muita habilidade e flatulência para conseguir superar todos os seus fétidos obstáculos.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

O pitoresco mundo de Doodland

Doodland é uma terra horrenda e nada sofisticada com personagens criados em pedaços de papel. Na verdade o trabalho artístico do jogo é admirável e é difícil explicar, mas as criaturas são tão feias que ficam até bonitas.

A história por trás desse mundo maluco gira em torno de Omnomus, um terrível monstro que invadiu Doodland e começou a devorar todos os seus habitantes. Sua principal missão é derrotar esse monstro e salvar os habitantes de Doodland, isso é, se você não acabar sendo devorado de novo e de novo enquanto tenta.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Primeira fase de Escape Doodland.

Você pode controlar vários habitantes diferentes durando o game. Podendo comprá-los em lojas usando feijões verdes, podendo inclusive comprar fósforos extras e poderes especiais. Eu te disse como é difícil coletar fósforos no jogo né? Pegar feijões verdes é mais difícil ainda.

Felizmente, a loja também vende atualizações para os poderes e vidas extras, assim você vai conseguir chegar até o final das 10 fases do jogo sem sofrer excessivamente. Apesar de todas dificuldades, passar pelas fases de Escape Doodland não é impossível. Exige controle emocional, várias tentativas, paciência (e intestino solto), mas é possível.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

O feijão verde sempre complica nosso caminho em Escape Doodland.

A ótima trilha sonora

O game é bem difícil, possuindo 2 níveis de dificuldade: difícil e muito difícil. Não adianta só completar a fase, você precisa coletar uma quantidade determinada de feijões verdes para conquistar o feijão dourado e desbloquear as novas fases.

Todas as suas dificuldades são amenizadas com sua trilha sonora, que é bem interessante e às vezes até engraçada. Dá só uma conferida aí no vídeo abaixo:

Enquanto você tenta jogar várias vezes na mesma fase, as vezes você pode acabar enjoando de ouvir a mesma música repetidas vezes, mas em Escape Doodland ocorre o oposto. A música do jogo é tão cativante, que ao voltar no início da fase eu simplesmente começo a cantarolar a melodia alegremente sem pensar muito a respeito.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Cenários e situações hilárias

Pela própria premissa do jogo você já pode notar um “certo” ar de humor. Escape Doodland faz você rir pelos personagens esquisitos e suas atitudes estranhas, mas também lhe deixa com o sorriso estampado de maneiras inimagináveis.

Você vai sentir muita adrenalina correr nas suas veias. Pois após finalmente conseguir passar por uma seção muito complicada do jogo, faltando uns 93% para atingir o final da fase, você cai de um penhasco simples e tudo que você consegue fazer é só rir da situação em si. Sabe aqueles momentos em que você está tão no fundo do poço e tudo que resta é rir da situação? Escape Doodland lhe proporciona esses momentos.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Os cenários possuem estilo e são baseados em temas diferentes. Você vai passar por uma cidade em meio ao caos, passear em uma floresta misteriosa, se aventurar no velho oeste, em um continente gelado distante e até mesmo no fundo do mar. Variedade é o que não falta.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Lojinha de Escape Doodland – Comprando poderes.

E experiência de jogar Escape Doodland

Na verdade, nem sei exatamente como passei pelas fases, mas após repeti-las várias e várias vezes, em algum momento, de forma inexplicável, acabei passando. A primeira vez que você joga em um cenário, tudo parece extremamente complicado, o mesmo acontece para quando você se depara com uma funcionalidade diferente.

Por exemplo, a primeira vez que foi me apresentada a opção de voar, não sabia exatamente como controlar o personagem, o pior é que eu tinha somente 2 a 3 chances para descobrir antes de voltar no início da fase inteira. Assim como games como Rayman, Super Meat Boy e até mesmo Dark Souls, esse é um game de aprendizado, de tentativa e erro até que sua memória muscular toma conta e seus reflexo se aguçam.

Análise Arkade: Escape Doodland  - Corra (peide) por suas vidas!

Jogar Escape Doodland lhe deixa em uma pilha de emoções, você tem que passar por aquela parte difícil várias vezes porque acabou suas vidas e você tem que repetir, mas ao passar por ela você comemora e mesmo que perca novamente, percebe um avanço e consequentemente não dá vontade de parar de jogar.

Conclusão

Escape Doodland é um jogo divertido e agoniante ao mesmo tempo, que vale muito a pena conferir, principalmente se você gosta de jogos difíceis.

Escape Doodland está disponível para PC na Steam e para o Nintendo Switch, o jogo foi desenvolvido pela dupla de desenvolvedores indie da flukyMachine e lançado em novembro de 2018.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *