Análise Arkade – F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

17 de agosto de 2018
Autor: Junior Candido

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Cheio de expectativas, F1 2018 está chegando. É a primeira versão do game sob a tutela completa da Liberty Media. E as expectativas criadas pelo eSport da categoria também geram muito hype. Com o título “faça as manchetes”, a versão busca ampliar não apenas o game, mas todo o seu conceito.

Tivemos acesso a versão de pré-lançamento, que é praticamente a mesma que estará disponível no dia 24 de agosto. Salvo alguns pequenos detalhes, que serão corrigidos na versão que você terá acesso na semana que vem, veja como está o game, e as suas novidades.

Pequenos ajustes, grandes novidades

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Após o sucesso de F1 2017, seja como game, ou como produto de eSport, a Codemasters apostou no “time que ganha não se mexe”. Não há grandes mudanças por aqui, salvo novidades que a categoria inseriu. O que temos são gráficos melhor trabalhados, uma física melhor adaptada, e um controle de carro melhorado.

No visual, o que mais chama atenção é a atmosfera do clima. Não são apenas efeitos de sol ou chuva. E sim, toda uma atmosfera imersiva que conseguem trazer ainda mais drama para as corridas. Na chuva, por exemplo, em uma largada é praticamente impossível ver o que está na sua frente. Enquanto é extremamente agradável observar o clima sereno em Mônaco.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Interlagos: primeiramente, acima, a pista no jogo. Abaixo, foto que tirei em visita recente ao autódromo.

Falando em atmosfera, também dá pra perceber o novo clima da Fórmula 1. Desde a sua apresentação, que trocou o rock por uma “abertura de transmissão” oficial. Tal abertura, assim como as imagens no início de treinos e corridas, mostram o novo jeito de se transmitir a F1. Isso inclui o foco no eSport, já que o próprio jogo dá uma sensação maior de “faço parte disso”, do que o game anterior.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Guiando com mais exigência

Guiar os carros também exigirá mais dos jogadores. Aqui, certamente, o gameplay foi pensado não apenas para levar realismo, mas também para deixar os pilotos competitivos mais satisfeitos. Manter um carro na chuva é um divertido desafio, que fica ainda melhor quando guiado com carros antigos.

Os controles estão bem melhor adaptados. A direção está levemente mais precisa. E com os novos recursos, incluindo os pneus, há adições interessantes, no seu perfil de correr. As informações do rádio também estão mais completas. Agora, você ouve informações mais completas a respeito da pista e dos adversários. Ajuda muito a manter sua estratégia na corrida.

Entretanto, os menus de acesso ao carro seguem confusos. Sempre me atrapalho quando preciso, no meio da ação, apertar o botão de rádio para antecipar uma ida aos boxes. Ou apertar o botão do menu do carro, para ver a situação dos pneus. É complicado, pois são muitos recursos para poucos botões, mas, apesar de não ser a melhor solução, ainda é funcional.

E, falando em carros antigos, aqui está uma das boas novidades. Com carros dos anos 70 e 80 somados ao game, mais da história pode ser conhecida, e jogada. Guiá-los exige muito mais dos jogadores, mas a sensação de ter em mãos lendários carros da Lotus, McLaren ou Ferrari, é algo incrível.

Pistas e pneus novos

Outra boa novidade está na chegada de duas novas pistas. Paul Ricard, na França, e Hockenheim, na Alemanha. A primeira pista, com suas muitas variedades (167, no total), poderia ter mais traçados disponíveis para o jogo. E a segunda, alemã, diverte com sua grande floresta. Os pneus também trazem novidades. Além dos já conhecidos, temos agora o rosa, hipermacio, e o laranja, superduro. Ambos os pneus somam ao gameplay, como por exemplo em Mônaco, que dá pra sentir um carro bem mais agressivo na lendária pista:

F1 2018: Pneu hipermacio (rosa) em Mônaco

Outras novidades no F1 2018: a adição do Halo, e a estreia do pneu rosa, o hipermacio. Dá só uma olhada na Mercedes-AMG Petronas Motorsport em ação em Mônaco.

Posted by Arkade on Friday, August 17, 2018

Também temos o famigerado halo neste ano. O tal do “chinelo”, que funciona como proteção provisória influencia o gameplay, caso o jogador prefira a visão do cockpit. Não foram poucas as vezes, até me acostumar, que errei curvas por causa do “brinquedo”. Mas, com um pouco de tempo, dá pra se adaptar, e usar a parte central até como norte. Não é algo confortável, porém não é nada absurdo. Basta se acostumar, como os pilotos se acostumaram.

Novos modos para um novo tempo

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

F1 2018 quer, de fato, mostrar que a F1 vive um novo tempo. Isso significa que, assim como a categoria, o game está mais dinâmico. Além dos tradicionais modos Grande Prêmio, Tomada de Tempo e Carreira, além do online, há novos meios de se aproveitar o game. Começando por uma ideia simples, mas prática: os campeonatos.

Temos, desta vez, um campeonato simples, sem as adições do modo Carreira. Basta escolher seu carro e competir no calendário oficial. Também há um interessante campeonato clássico. Aqui, você corre com os carros antigos, com direito a calendário de temporadas antigas. Assim, o Brasil é a segunda corrida do ano, e a última, acontece no Japão, assim como nos bons tempos de Ayrton Senna.

Também há torneios menores, com desafios como torneios só com pistas de rua, uma série de voltas rápidas, ou um com climas que variam durante as provas. Ainda há diversos torneios que precisam ser desbloqueados, para aumentar ainda mais o fator replay. Eventos exclusivos, envolvendo checkpoints ou perseguições, também estão no game. Eles podem ser acessados no menu, ou dentro da Carreira.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

O campeonato clássico tem até o calendário da F1 parecido como o dos anos 90.

Mais eventos e mais conteúdo

Os eventos também adicionam mais desafio ao jogo. Eles foram usados como critério de seleção para os jogadores do F1 Esports deste ano, e pelo visto, continuará assim. Um evento disponível, nos coloca no cockpit de Carlos Sainz, da Renault, e te coloca em 14o lugar. Em Spa Francorchamps, você precisa, no mínimo, de um oitavo lugar. Com pneus brancos e safaty-car na pista, a expectativa são de desafios mais longos, e mais complicados.

O jogo oferece mais conteúdo. Com modos que, embora não sejam inéditos ou revolucionários, mantém o jogador desafiado a continuar. Se cansar da Carreira, ou do mundo online, ainda há diversos modos que te farão “jogar mais uma vez”.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Incluindo o online, que, terá novidades. Reclamei muito sobre a bagunça que é este modo, ao misturar na mesma pilotos que levam a sério, que ainda não sabem jogar, com os arruaceiros. Isso faz com que você perca diversas corridas apenas por um sem noção decidir jogar o carro dele em cima do seu.

Desta vez, para tentar melhorar isto, há um modo de corridas classificadas, com certas exigências em comum entre os jogadores, e a sem classificação, geral. Ainda não dá pra dizer se esta solução é suficiente. Mas é bacana ver a Codemasters oferecendo resposta para este problema.

Carros clássicos – jogando a história da Fórmula 1

F1 2018: Ferrari '79 no GP da França

Já estamos jogando F1 2018! E, em clima de novidade, seguem duas: a Scuderia Ferrari '79 de Gilles Villeneuve, na pista do Grand Prix de France F1.

Posted by Arkade on Friday, August 17, 2018

Os carros clássicos ganham mais destaque neste ano. Além dos já disponíveis desde o ano passado, com os carros dos anos 90 e 2000, temos carros dos anos 70 e 80, além da Williams de 2003, e da Brawn GP de 2009. Estes carros somam ainda mais em um rico catálogo, curiosamente dominados por Ferraris e McLarens, e oferecem maiores possibilidades.

Com os modos que mencionei acima, dá pra correr com os carros de Emerson Fittipaldi, Gilles Villeneuve e Jenson Button em Tomadas de Tempo, Campeonatos, Eventos pré-definidos, e em mini-games do Modo Carreira. No modo online, também será possível curtir o game com eles.

O interessante é que, com as devidas atualizações, os carros se comportam de maneira bem particular. Temos em mãos carros que contam com motor, direção e estabilidade muito diferentes dos carros atuais. E eles se mostram bem mais difíceis para domar, o que aumenta, e muito, a diversão. Estes carros são sucesso, continuarão fazendo, e, agora, resta aguardar o que virá de novo em 2019.

Modo Carreira – faça as manchetes em F1 2018

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

O modo principal do jogo, que é o carro chefe do marketing, é o Modo Carreira. Com a ideia de “faça as manchetes”, o modo soma ao seu desempenho nas pistas, a habilidade com as palavras. Somando ao já conhecido “faça os treinos – se classifique bem – faça uma boa corrida”, agora temos que dar entrevistas, que melhoram ou pioram nossa reputação.

Você terá que, novamente, lidar com as peças do seu carro. Desenvolvendo melhorias para ele, e administrando-os bem na pista, é preciso saber a hora certa de pisar fundo, ou correr de maneira conservadora. A árvore de desenvolvimento melhorou e, desta vez, é mais agradável trabalhar com as peças, uma vez que os pontos são mais generosos, e está melhor explicado.

Os treinos, por exemplo, são mais convidativos. Com os já conhecidos programas de treinos, como a aclimatação, ou o controle de peneus, os pontos adquiridos ajudam no desenvolvimento. As classificações, baseadas no Q1, Q2 e Q3, também exigem do jogador a escolha certa de configuração, assim como também saber a hora certa de acelerar pra valer.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Os programas de treino seguem úteis, para você entender melhor seu carro e as pistas.

E, na corrida, o óbvio. De acordo com o carro que tem em mãos, conseguir o melhor resultado possível. Contratos podem ser assinados durante a temporada. E, de acordo com a equipe a qual faz parte, é possível se contentar com o meio do grid, ou partir para a disputa do título. No fim de cada corrida, um sistema de reputação faz com que você ganhe ou perca pontos com sua equipe, e com todas as outras. Isso influencia a negociar contratos novos, ou a trocar de equipe.

Pronto para a entrevista?

Ainda falando sobre reputação, Claire, a jornalista, também é influência. Desta vez, ela aparece eventualmente, te fazendo perguntas sobre a etapa concluída. Ela vai te perguntar sobre coisas que fez na corrida. Um bom desempenho, um acidente, ou uma volta rápida estarão na pauta. E, de acordo com suas respostas, você poderá aumentar seu espírito esportivo, ou seu carisma. Isso influenciará sua reputação. Ou seja, você pode ganhar pontos com uma vitória brilhante, e perdê-los com respostas desastrosas na entrevista.

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

Claire, a jornalista, sempre irá fazer perguntas sobre seu desempenho.

Embora este modo de entrevistas seja bem simplista, e pode melhorar muito nos próximos anos. É uma boa adição. Com o modo campeonato em separado, o Carreira agora é dedicado exclusivamente para quem quer todos os desafios possíveis. Isso permite que a Codemasters desenvolva ainda mais iniciativas para levar, cada vez mais, a sensação e a pressão de ser um piloto de Fórmula 1.

Este modo segue sendo o prato principal do game. E segue oferecendo uma ótima escola de como se aproveitar o jogo da melhor forma. Afinal, jogar Fórmula 1 não é apenas pegar um carro e sair correndo feito doido. Administrar os componentes, aprender mais sobre as pistas e gerenciar o desenvolvimento também traz diversão.

Riqueza de conteúdo em um game feito para quem ama competir

Análise Arkade - F1 2018 evolui e é o maior game já desenvolvido para a categoria

A sensação que tive, ao jogar F1 2018, é a de que estou, afinal, jogando um game competitivo. Não digo isto apenas pelas corridas disponíveis. Mas pelo seu rico conteúdo, que está no game para que o jogador possa desenvolver melhor suas habilidades. Com atenção especial no eSport, o jogo te permite, em seus muitos modos, treinar de maneira precisa nas pistas, gerenciar seus recursos, e conhecer melhor os carros e seu estilo de pilotar.

Apesar de todos os elementos complexos que envolvem o jogo, F1 2018 segue divertido. Para quem quer apenas ligar e curtir o game, entretanto, basta ativar os auxiliares e descarregar sua adrenalina. Os muitos modos podem fazer os fãs de corrida contarem com várias opções disponíveis. E o modo online, quando ficar disponível (afinal, a versão atual é de antes do lançamento e não há jogadores disponível), também promete ótimas corridas.

F1 2018 chega no dia 24 de agosto, com versões para Playstation 4, Xbox One e PC. Adquira a sua versão para computadores, por R$ 109, com nossos parceiros da Nuuvem.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *