Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

14 de setembro de 2016
Autor: João Pedro Lopes Silva

Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

Que tal um joguinho de plataforma com alguns puzzles? Se você curte esse tipo de jogo, com certeza vai gostar de Four Sided Fantasy, um divertido jogo 2D que traz esses elementos com uma mecânica bem interessante. Venha conferir nossa análise!

CONTEXTUALIZANDO

O mercado de games, em muitos momentos, carece de inovações e de ideias novas. Isso é evidenciado pela grande quantidade de jogos AAA dos mesmos gêneros e com as mesmas mecânicas que são lançados todos os anos.

Na contramão desse movimento, entretanto, estão os jogos independentes, que sempre nos surpreendem com ideias diferentes e mecânicas inovadoras em sua jogabilidade. Four Sided Fantasy é um desses jogos.

Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

Apesar de não ser um jogo com grande foco na história, Four Sided Fantasy surpreende com sua interessante mecânica, que remete a alguns outros jogos de puzzle — como o excelentíssimo Portal (guardadas as devidas proporções, claro). O jogo é fruto de um bem-sucedido crowdfunding, que atualmente é uma ótima maneira para novos estúdios viabilizarem seus projetos e entrarem no mercado de desenvolvimento de jogos.

Dito isso, vamos falar do jogo em si, começando pelo seu principal diferencial.

DE UM LADO PARA O OUTRO

A parte mais interessante do jogo é a mecânica utilizada para resolver os puzzles, que consiste em atravessar de um lado para o outro da tela, tanto pelas laterais como pelo chão e teto. Ao segurarmos o “Ctrl” a tela assume um aspecto de filmadora e congela a cena, possibilitando que o jogador “atravesse” a tela tanto horizontal quanto verticalmente.

Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

De forma criativa, todos os puzzles se baseiam nessa mecânica, e o jogo se reinventa ao apresentar novas formas de usar esse “poder” ao longo da jogatina: a cada nova estação do ano que passamos no jogo, a mecânica é alterada de certa forma, evitando que tudo se torne repetitivo.

Capturamos um pouco de gameplay abaixo para você entender melhor como esta interessante mecânica funciona na prática:

A mecânica é de fácil adaptação: com alguns segundos de jogatina, você já começa a ignorar as delimitações da tela e a pular de um lado para o outro. O nível dos puzzles não varia muito e não chega a ser exageradamente desafiador em momento algum, o que não necessariamente deve ser encarado como algo negativo, já que esse é um bom jogo para relaxar, e por isso essa jogabilidade fluida e simples funciona muito bem sem te deixar “travado” nem gerar frustração.

GRÁFICOS

O jogo surpreende nos termos gráficos, pois tem um gráfico 2D simples, mas muito bonito e muito bem trabalhado, com grande beleza nos cenários e com cenas interessantes, sendo uma delas logo no começo do jogo:

Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

Após resolver alguns puzzles somos surpreendidos com esse belo nascer do sol.

O passar das estações do ano são muito interessantes e bem explorados pelos desenvolvedores: através de diferenças na ambientação e na jogabilidade que são apresentadas a cada fase, evita-se que o jogo tenha um visual muito repetitivo ou excessivamente simples, deixando tudo na medida certa.

As músicas mantém o tom minimalista proposto pelo game, sendo mais atmosféricas, para dar destaque aos sons ambientes, que são tão bons que podem até enganar seus ouvidos: o canto dos pássaros, o soprar do vento ou os simples passos do personagem pela neve, tudo é claro e cristalino.

PONTOS NEGATIVOS

Em certo momento, enquanto estava andando pelas plataformas do jogo, acabei passando pela parede e comecei a “cair do mundo”. Esse tipo de bug aconteceu mais de uma vez. Ele não compromete muito o seu progresso no jogo (benditos sejam os auto saves!), mas com certeza é algo que incomoda. Entretanto, por se tratar de um jogo recém lançado, é provável que um patch de correção resolva isso em breve.

Análise Arkade: puzzles com uma mecânica criativa em Four Sided Fantasy

No inverno podemos ver a Aurora Boreal, além de constelações, muito gelo e pinheiros cobertos de neve.

Além disso, o jogo é bem curto: uma jogatina do início ao fim dura no máximo 3 horas. É algo compreensível para um jogo indie, mas é triste, pois justamente quando você está ficando animado com as mecânicas e querendo mais, o jogo termina.

Ainda há a opção de se jogar novamente no modo New Game+, com uma leve diferença na mecânica já apresentada anteriormente. Não é algo que deixa o modo super diferente ou convidativo, mas tenta suprir a vontade do “quero mais” que fica ao final do jogo.

CONCLUSÃO

Four Sided Fantasy é um jogo simples e muito divertido, que peca por ser mais curto do que a gente gostaria (e tem alguns bugs). Apesar disso, ele é entretenimento de primeira para quem curte plataforma 2D com uma pitada de puzzles no estilo Portal.

Se você está a fim de um joguinho simples mas engenhosos para se divertir ou para passar o tempo em uma tarde chuvosa, esse jogo provavelmente é para você.

Four Sided Fantasy foi lançado no dia 30 de Agosto para PC e Playstation 4.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *