Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

15 de novembro de 2019
Autor: Renan do Prado
Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

Baba Yaga está de volta para mais uma maratona de matanças com seu “gun-fu” cheio de estilo! John Wick Hex adiciona um novo capítulo na vida do lendário assassino profissional, no primeiro game oficial da franquia de cinema.

Então faça carinho no seu cachorro e venha conosco conferir nossa análise completa do game, que mistura o estilo dos filmes com um interessante combate tático!

Um prequel dos filmes

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

John Wick Hex se passa anos antes dos eventos do primeiro filme, antes mesmo de John conhecer sua falecida esposa, Helen. No game, vemos John em seu auge, agindo como um assassino que responde diretamente à Alta Cúpula.

O game conta a história de Hex, herdeiro de um antigo membro da Alta Cúpula, mas que teve seu direito a sucessão da cadeira de seu pai negado. Ele então sequestra Winston e Charon, aqueles que gerenciam o Hotel Continental, famoso abrigo para assassinos de todo o mundo.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex
O vilão Hex narra as façanhas de John Wick ao longo do game

Hex então narra para seus reféns toda a empreitada de John para salvá-los, enquanto ele viaja o mundo assassinando seus subordinados e leais soldados para descobrir informações sobre seu paradeiro e resgatar os reféns.

E assim, acompanhamos John Wick distribuindo mortes por todo lugar que passa, enquanto Hex narra tudo e aos poucos vai revelando suas reais intenções para desafiar Wick diretamente.

Um interessante “shooter tático”

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

Quando se imagina um game de John Wick, provavelmente a primeira coisa que venha na cabeça seja um FPS, ou de repente um TPS, com muita pancadaria, tiroteio e acrobacias. Mas John Wick Hex segue por um caminho totalmente diferente, sendo um game tático por “turnos”.

“Turnos” entre aspas pois no game tudo ocorre em tempo real, com o tempo congelando quando o jogador puder realizar alguma ação. Os turnos do game funcionam com uma linha do tempo que fica no topo da tela, ela mostra barras de ação para cada personagem, John incluso. Assim, sempre que o tempo do jogo estiver correndo, todos os personagens em tela estarão agindo.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex
A linha do tempo (no topo da tela) inicialmente é bem confusa, mas na verdade é bem simples

Assim, chegar até o fim de cada missão demanda não só atacar os inimigos que aparecerem em sua frente, mas também reagir a suas ações. No começo o game parece ser muito complicado, mas em pouco tempo o jogador consegue entender tudo e sair matando inimigos como o próprio Wick.

Todo o game é controlado diretamente pelo mouse, com o teclado sendo usado apenas para girar e aproximar a câmera. O botão esquerdo realiza ações e o direito move John. Todas as ações são registradas na linha do tempo, que é interrompida quando algum inimigo entra no campo de visão ou quando algum inimigo realiza alguma ação que o interrompe, como acertar tiros ou atacar fisicamente.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

As ações de ataque acontecem em 2 estágios: Preparação e ação. Quando você decide atirar ou atacar fisicamente, primeiro uma barra branca percorre a linha do tempo, seguida de uma barra rosa. Quando a linha do tempo chega na barra rosa, o ataque é executado.

Os ataques que o jogador pode realizar são golpear fisicamente, abater (jogando o inimigo no chão causando bastante dano), atirar, aparar (impedindo o ataque de um inimigo próximo), empurrar, jogar sua arma, agachar e rolar. Da mesma forma, os inimigos podem fazer todas as mesmas ações.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex
No topo da tela, a barra branca identifica a preparação de um ataque. E a barra rosa a execução do ataque

Para sobreviver, o jogador deve ficar de olho em três medidores: Munição da arma atual equipada, Saúde e Foco. Assim como nos filmes, John não possui munição infinita, se suas balas acabam, ele precisa pegar uma arma nova de inimigos derrotados. A saúde é auto explicativa, se ela chegar a 0, você morre. E o foco é o medidor de ações físicas, como desviar de ataques, rolar no chão e atacar fisicamente. É muito importante manter a barra de foco, que possui um botão específico para recarregá-la, fazendo John balançar a cabeça.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

Uma coisa interessante, e o grande desafio do game, é que cada missão do game é dividido em diferentes fases, e o jogador joga cada uma dessas fases do início ao fim mantendo tudo da fase anterior, incluindo itens de cura. Você tem apenas 2 curativos para usar em uma missão inteira, se desperdiçá-los e precisar depois, não vai ter nenhum para encontrar nos cenários. Isso significa que munição, vida e foco não se regeneram automaticamente, somente quando uma nova missão é iniciada.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

Dependendo do desempenho do jogador em cada missão, ele é premiado com um número de moedas douradas que podem ser usadas para comprar upgrades, como aumentar a barra de vida, ter melhor mira e etc. Porém, as moedas são limitadas e não-cumulativas. Ao iniciar uma nova missão, você deve gastar todas as moedas que possui logo de cara, moedas não gastas são descartadas. Escolhidos seus upgrades, aí sim o jogador joga todas as fases da missão do início ao fim. E só na próxima missão poderá comprar mais upgrades.

Audiovisual

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

John Wick Hex possui um visual simples em cell-shading, com muitas cores ao estilo painéis de neon, como rosa e azul. O design dos inimigos é bem simples e um pouco repetitivo, com combinações aleatórias de corpo, pele, vestimenta e penteados, mas ainda assim o game tem um visual bem estiloso.

As animações de ataque do game são um pouco travadas, o que rende algumas cenas meio engraçadas, como inimigos que ao morrer viram ragdolls e sofrem intensos espasmos no chão. Uma coisa bem legal do game é que assim que você termina uma fase, pode assistir um replay de tudo em tempo real, vendo todas as ações que você realizou em uma tomada só, contando ainda com diferentes ângulos de câmera pra cada morte.

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

A trilha sonora do game é bem legal, bem ao estilo dos filmes de cinema, que vão ficando cada vez mais intensas quanto maior a ação rolando em tela. Apenas três personagens do game são dublados, o vilão Hex, dublado pelo talentosíssimo Troy Baker, e Winston e Charon, dublados pelos mesmo atores que os interpretam no cinema, respectivamente: O ator Ian McShane e Lance Reddick. O game conta com localização em português brasileiro em seus menus e legendas, com um excelente trabalho de tradução.

Conclusão

Análise Arkade: Seja o próprio Baba Yaga em John Wick Hex

John Wick Hex é um game bem divertido. Quando você pega as manhas e consegue literalmente matar 10 inimigos em sequência de formas muito estilosas, parece até mesmo que é o próprio John Wick agindo.

Esse é um game diferente do comum quando se imagina tiroteios intensos e muita pancadaria, mas ainda assim é bem divertido e criado tanto para longas horas de jogatina como para uma sessão curta de vez em quando. Ah, e para deixar bem claro: Nenhum cachorro é ferido nesse game! Mas as vítimas de Jon Wick continuam na casa das centenas!

John Wick Hex foi lançado no dia 8 de outubro para PCs, sendo exclusivo da Epic Games Store.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *