Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

9 de março de 2018
Autor: Renan do Prado

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Kingdom Come: Deliverance, um altamente ambicioso RPG de ação que nos transporta para o longínquo ano de 1403, um ano de extrema importância na história da Boêmia, cujos territórios hoje fazem parte da República Tcheca, enfim foi lançado! É hora então em embarcar em uma nova jornada pela Idade Média, mas dessa vez sem magias ou dragões! Confira aí nossa análise completa!

Um simples camponês em meio a uma guerra real

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Kingdom Come: Deliverance nos coloca na pele de Henry, um jovem e simples filho de um ferreiro vivendo um dos períodos mais violentos da história da antiga Boêmia. Naquela época, o país era governado por Charles IV, Imperador do Sacro Império Romano que após um longo e próspero reinado, faleceu. O reino então passou a ser responsabilidade de seu filho, Venceslau IV. Porém, Venceslau não queria saber de seu reino, preocupando-se apenas com festas e prazeres.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Devido a isso, os nobres da Boêmia pediram ajuda a Sigismundo, Rei da Hungria e meio irmão de Venceslau, que viu a oportunidade de acumular poder e invadiu o país com suas tropas, atacando e pilhando todo vilarejo por onde passava e deixando uma enorme trilha de carnificina por trás dele. E é aqui que a vida de Henry se transforma.

Após testemunhar o massacre de sua vila e o assassinato de seus pais, o jovem embarca em uma longa vingança, por sua família e pelo bem dos cidadãos da Boêmia, tornando-se servo de Sir Radzig Kobyla e aprendendo não só a lutar, mas a viver em meio as dificuldades da Idade Média.

Um Skyrim sem dragões e focado no realismo

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

O grande diferencial de Kingdom Come é seu estilo. Que é muito familiar com outro grande RPG de ação, mas adiciona suas próprias particularidades que tornam a experiência única. Comparando por cima, o game é exatamente como Skyrim, com um mapa gigantesco e totalmente explorável, várias cidades com características diferentes e toneladas de quests e sidequests.

A diferença é que não há dragões, nem monstros e nem magia. O que temos aqui é puramente a força nos braços de Henry e sua própria habilidade. Seu gameplay é mais realista, exigindo não só a evolução de seu personagem como cuidados com ele. Estando na Idade Média, tudo é bastante precário: Você precisa comer e, para isso precisará comprar (ou roubar) comida. Você precisa dormir, buscar auxílio para se curar de ferimentos, tomar banho, lavar suas roupas e muito mais coisas.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Você não pode, por exemplo, chegar em uma cidade, entrar nas casas das pessoas, roubar seus pertences, arranjar uma briga com alguém e sair como se nada tivesse acontecido. Bom, na verdade você pode, mas os resultados mais prováveis é que você ou seja preso ou seja morto. E ainda por cima, sua reputação nessa cidade ficará baixa e seus habitantes ficarão contra você.

Você precisa se adequar a vida nesse mundo antigo, pois Henry começa sendo um personagem fraco em tudo, que não sabe nem mesmo como usar uma espada da forma correta. Aprendizado é o principal nesse game, pois Henry se torna mais poderoso a medida que ele treina e desenvolve cada uma de suas habilidades.

Combate e evolução

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

O sistema de combate de Kingdom Come é parecido com o de Chivalry, outro game medieval realista, porém é bem menos complexo. Como o game se passa na era medieval, as armas presentes no game são todas de combate próximo, exceto o arco e flecha, que acaba sendo mais usado como uma ferramenta de caça. Aqui temos espadas (longas, curtas, adagas), Porretes, Maças, Machados, Martelos de Guerra e Lanças.

Ao entrar em combate, o game entra em Lock-on automático no inimigo mais próximo a Henry. O combate rola ao estilo 1 contra 1, se você tentar enfrentar mais de um inimigo ao mesmo tempo, certamente se dará muito mal. Em combate, o jogador pode atacar por 6 direções diferentes: Cima, Esquerda, Direita, Baixo-Esquerda, Baixo-Direita e Estocada. Para melhorar em combate, o jogador pode treinar na cidade de Rattay, além de aprender na marra em combates contra inimigos.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

A evolução de Henry no game acontece de forma diferente do normal. Henry evolui e ganha skill points para destravar novos perks, mas apenas para características específicas. Por exemplo, se você quiser que Henry seja rápido e tenha bastante stamina, faça-o correr. Se quiser que ele seja melhor em Stealth, seja furtivo. Se quiser que ele seja bom no arco e flecha, então atire. A prática faz a perfeição e não há caminho fácil para as melhorias.

Cada atributo de Henry evolui a medida em que são usados, dessa forma se você quiser melhorar algum atributo, deverá treiná-lo. Você pode ter uma ajuda pedindo treinamento a alguns NPCs e lendo alguns livros de skills, mas eles não fazem milagre, e você só poderá aprender técnicas melhores se melhorar por conta própria cada um dos atributos.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Aliás, ler é um atributo por si só. Como o game se passa na Idade Média, a leitura não era algo acessível a todos. Na realidade, ler era uma habilidade que apenas pouquíssimas pessoas possuíam, como clérigos e membros da nobreza. Por isso, ler é uma habilidade importantíssima a se aprender no game, pois assim você poderá obter informações de missões, aprender receitas de poções e venenos, que podem ser criados em mesas de alquimia, além de poder ler livros de skills.

Um RPG com muitas possibilidades

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Se muitas pessoas reclamam que RPGs hoje em dia são muito diretos e sem opções que mudem o rumo da jornada, em Kingdom Come não há o que reclamar. O game possui tomadas de decisões a todo momento, das mais variadas formas. Além das decisões de diálogos, que já podem causar grandes mudanças nos rumos do enredo, aqui existem ainda mais fatores a serem levados em conta.

A apresentação de Henry é muito importante. Como já mencionamos, Henry precisa tomar banho e lavar suas roupas (tudo isso é feito em casas de banho), além de precisar consertar roupas, equipamentos e armas gastas. Estar sujo e machucado gera uma reação de aversão na população, que comentarão que você parece ter apanhado ou que está vestido muito mal. Esse visual lhe trará desvantagens em diálogos pacíficos, mas tornará sua imagem mais ameaçadora, permitindo que você pressione alguns NPCs ou faça-os temê-lo.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Existem também opções que alteram os rumos de quests inteiras e até de quests interligadas. Em algumas quests, o jogador deverá realizar investigações. Encontrar muitas pistas, ou as pistas certas levarão o jogador por caminhos diferentes. Como por exemplo decidir levar ou não um exército para uma batalha contra um acampamento inimigo, após longas investigações sobre suas forças.

O game também permite que Henry engate romance com algumas personagens, realizando sidequests com algumas personagens, se o jogador fizer tudo certo, poderá se relacionar com algumas personagens. Isso inclui realizar alguns favores, tratá-las respeitosamente e etc. Não pense em, por exemplo, roubar algo na frente delas e esperar que não hajam consequências! Aliás, todo e qualquer NPC no game que o ver cometendo qualquer delito o denunciará, então pense bem antes de fazer algo errado!

Um ótimo game, mas que sofre com muitos bugs

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Infelizmente Kingdom Come sofre com uma grande quantidade de problemas, alguns menores, outros maiores, mas que atrapalham na diversão. Nossa análise está sendo baseada na versão de Playstation 4 do game, mas mesmo no Xbox One e até nos PCs o game sofre com algumas falhas.

Uma bem comum é a renderização lenta de cenários. Muitas vezes ao usar o recurso de Fast Travel, o local de destino não terá carregado e você estará andando em uma superfície invisível, até que cada elemento do cenário carregue lentamente, demorando inclusive na renderização das texturas. Há também estranhos bugs em beiradas, como em escadas (de degraus ou verticais) em que Henry fica preso sem conseguir se mover.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Infelizmente o game sofre com um bug que bloqueia todo o progresso do jogador e torna impossível terminá-lo. Em uma quest principal, o jogador precisa investigar alguns ataques de bandidos em uma cidade, junto do surgimento de uma praga que deixou todos doentes. Ao terminar essa quest, você precisa reportar sua descoberta para seu superior, mas ao invés de terminar a quest, esse NPC decide sair andando para longe e a quest acaba não sendo concluída, tornando impossível o progresso do game.

Eu fui vítima desse bug e meu progresso foi quebrado devido a isso. A Warhorse Studios, produtora do game, prometeu corrigir esse e muitos outros bugs em um novo patch de correções para o game, mas infelizmente a produtora não sabe quando esse patch estará pronto e será lançado. Enquanto esse patch não for lançado, o progresso para muitos jogadores estará suspenso.

Audiovisual

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Kingdom Come: Deliverance é um game simplesmente belíssimo. Os cenários do game são exuberantes e cheios de vida, com NPCs seguindo com suas vidas, trabalhando, conversando entre si, enchendo a cara numa taverna e etc.

O game possui muitas florestas, bosques, vilas com visuais simples, com casas de madeira e palha, grandes castelos de pedra, ruínas e estradas no meio das árvores. Esse é um game que em muitos momentos você irá parar para apreciar a paisagem. O game conta com clima dinâmico, com dias nublados, chuvosos e de céu aberto. Uma das coisas mais belas do game é quando, após uma noite de chuva, o sol da manhã aparece e reluz as superfícies molhadas do solo e das plantas.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Um ponto negativo do game é que, com exceção de personagens importantes ou NPCs em específico, existe muita repetição de modelos de NPCs. As mulheres terão muitas “cópias”, muitas vezes numa mesma cidade, mudando apenas suas roupas. Já homens possuem poucas variações, com modelos de rostos repetidos, mas alguns com barba, outros apenas com bigodes e etc.

A animação dos personagens tem altos e baixos. Suas expressões corporais são boas, principalmente em seus movimentos de mãos e reações diversas, como alívio, raiva e até de medo, em que todos fazem o sinal da cruz. Mas os rostos dos personagens são pouco expressivos. Há uma boa movimentação labial para as falas, mas não há expressões muito boas.

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Na parte sonora o game manda muito bem, as músicas do game são todas belas e calmas, com as músicas mais intensas tocando durante as batalhas. Os sons ambientes do game são excelentes, com pássaros cantando a todo lado, inclusive com o som se afastando ao encontrar bandos de aves voando para longe ou se assustando com sua presença. Os sons de armas se chocando ficou muito bem feito, bem como sons de passos, golpes e etc.

Conclusão

Análise Arkade: Kingdom Come: Deliverance é excelente, mas dá seus tropeços

Kingdom Come: Deliverance é um game muito envolvente. Complexo e difícil em um primeiro momento, mas a medida que você joga e passa a entender o funcionamento de tudo, vai ficando mais divertido. Esse é um game realmente excelente, mas que acaba sofrendo por conta de seus muitos bugs que atrapalham e muito a jogatina. O patch 1.3, que deveria corrigir grande parte dos erros do game está fazendo muita falta. Caso você adquira o game antes do patch ser lançado, encontrará muitos defeitos, mas se você prosseguir mesmo assim, verá que esse é um game excelente.

Trazendo uma aula de história real, apesar de não 100% precisa (o que é óbvio, afinal é preciso encaixar a história do protagonista para haver uma continuidade) envolve e diverte bastante. O gameplay focado no realismo é muito estranho e complicado numa primeira olhada, mas com a dedicação do jogador, esses obstáculos são rapidamente superados, tornando a experiência do game mais aprazível.

Kingdom Come: Deliverance foi lançado no dia 13 de fevereiro, com versões para PC, Playstation 4 Xbox One.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *