Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

28 de julho de 2020
Autor: Renan do Prado
Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Maid of Sker, da Wales Interactive, é um novo game de terror inspirado em um antigo conto britânico que está chegando hoje, trazendo uma interessante aventura com uns toques clássicos de Survival Horror.

Venha conosco conferir nossa análise completa do game, que tem muito potencial para entreter e assustar os fãs de uma boa experiência de terror! Então, vamos lá!

O terror do Hotel de Sker

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Maid of Sker é baseado num antigo conto de mesmo nome, que por si só é inspirado em um local real, a “Casa de Sker”, localizado no País de Gales, porém, fazendo algumas adaptações em sua versão para os video games.

No game, ambientado no final da década de 1890, o jogador controla Thomas Evans, um jovem, porém famoso compositor britânico. Thomas recebeu uma estranha carta de seu amor, a jovem cantora Elizabeth Williams, pedindo para que ele composse uma estranha música para salvar o hotel de sua família, o Hotel Sker.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Thomas então viaja até o hotel para investigar o que está acontecendo, encontrado a enorme mansão de Sker em um estado completamente decrépito e sem uma única alma viva presente. Lá, através de telefones, ele entra em contato com Elizabeth, que pede que ele o ajude a colocar um fim numa maldição que assola o hotel, e para que ele tome cuidado, pois todas as pessoas que estavam no hotel se tornaram violentas! E assim, a aventura começa.

O terror cego e musical

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Música é o tema principal de Maid of Sker, tanto em seu enredo como no gameplay, de forma indireta. Os hóspedes e funcionários do hotel, após um evento misterioso, se tornaram altamente agressivos e estranhos. Todos cobrem seus rostos com máscaras grotescas, restringindo suas visões e guiando-se somente pelos sons.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Assim, o foco do game está no stealth. Você deverá tomar muito cuidado para não atrair a atenção dos inimigos, pois eles não vão deixar de persegui-lo tão facilmente. Com isso, o jogador deve tomar cuidado enquanto anda, pois os sons dos passos atrai inimigos, trombar em móveis e objetos, e até mesmo a própria respiração de Thomas. Com isso, há um botão dedicado no controle para prender sua respiração, evitando que inimigos próximos o localizem e evitando que Thomas tussa ao andar em meio a fumaça ou poeira.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker
Essas partículas são cinzas da lareira, se você respirá-las, Thomas irá tossir e chamar atenção

Além disso, o jogador deve ficar sempre atento aos sons ambientes, sons de passos e respiração. Além é claro de sons de música. O objetivo do game é coletar cilindros musicais e partituras escondidas por todo o hotel. E em certos momentos o jogador deve se guiar por sons para encontrar o caminho.

Aliás, aqui vai uma informação importante, o game possui dois finais. Um deles sendo acessível somente se o jogador encontrar todos os itens necessários para isso. Por isso, explore todo o hotel para buscar esses itens. Felizmente não é nada difícil fazer ambos os finais.

Um terror competente e com várias inspirações

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Terror é um gênero complicado de se trabalhar hoje em dia. Não que outros gêneros sejam mais fáceis, mas terror tem um objetivo claro que precisa alcançar para ser bem sucedido: Assustar.

Felizmente, Maid of Sker se sai bem nessa! O game possui uma atmosfera antiquada bem construída e carregada de tensão. O cenário do game lembra um pouco a mansão Spencer do primeiro Resident Evil. Um lugar com vários corredores, andares e salas diferentes, com vários puzzles e portas que só abrem com chaves específicas.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

E assim como em Resident Evil, há um pouco de backtracking aqui, pois conforme você avança na aventura, encontra chaves que abrem portas que você não podia atravessar antes e etc. E o game ainda possui alguns puzzles bem interessantes, apesar de simples, que escondem itens ou caminhos para seguir adiante.

Como já dito, os inimigos do game são cegos, guiando-se somente por som. Para evitar ser detectado, o jogador pode andar agachado, além de prender a respiração. Fazendo desse um game em que o protagonista deve se esconder, não conseguindo encarar inimigos de frente. Porém, Thomas não é completamente vulnerável.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker
O modulador fônico, sua única “arma” no game

Após avançar um pouco no game, o jogador encontra o Modulador Fônico, uma estranha esfera que gera um pulso de som que atordoa todos os inimigos próximos por alguns segundos. Porém, seu uso é limitado, pois consome cargas que são raras de se encontrar. Por isso, use esse item com sabedoria.

Audiovisual

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Maid of Sker possui um visual muito bem feito. Tanto em suas áreas internas quanto externas. Porém, a maior parte do game se passa dentro do hotel e durante a noite, com isso, muitas das áreas que são visitadas são bem escuras.

O Hotel de Sker é muito bem construído, parecendo ter saído realmente do final da década de 1890, sem contar com toda a destruição e sujeira que está espalhada por todos os lados, criando uma ambientação excelente, que aliada com a perspectiva em primeira pessoa do game, deixa tudo ainda mais evidente.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

O game foi construído na engine Unity, que é uma excelente engine com muito potencial, mas que muitas vezes acaba tendo alguns probleminhas. Um notável é uma queda de frames e engasgos de vez em quando. Isso na versão que testamos do game, no Playstation 4. Essas travadinhas não atrapalham o gameplay em si, mas são incômodas.

O departamento sonoro do game é muito competente. Como já dito, é preciso estar bem atento aos sons que Thomas produz, bem como os sons ao redor, como passos e respirações de inimigos. E como o tema do game é música, sua trilha sonora é realmente excelente.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Uma coisa interessante no game é que, além de estar ambientado num período de mais de 120 anos no passado, muitas de suas músicas são cantadas em inglês antigo, sendo bem poéticas e misteriosas em igual proporção. Além é claro das várias músicas carregadas de tensão, bem ao estilo de filmes de terror.

O game conta com localização em português brasileiro em seus menus e legendas, porém há alguns erros de tradução bem evidentes, sejam traduções muito literais ou até mesmo erros gramaticais em alguns diálogos.

Conclusão

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Maid of Sker é um game relativamente curto, porém com uma duração boa dentro de uma experiência de terror. E apresenta uma história com um desenvolvimento interessante, com um mistério para ser desvendado peça por peça ao longo da jornada.

Análise Arkade: o terror baseado num conto antigo de Maid of Sker

Por ser um game de terror com foco em stealth, talvez a progressão seja um tanto lenta para alguns jogadores, afinal você precisará andar agachado sempre que algum inimigo se aproximar, mas apensar disso, os elementos de stealth do game são bem feitos, ainda que simplificados, afinal a única preocupação do jogador é com os sons, não com a visão dos inimigos.

Mas, se você quer um novo game de terror para tomar alguns bons sustos, resolver alguns puzzles e explorar uma mansão amaldiçoada, então Maid of Sker é uma boa pedida!

Maid of Sker está sendo lançado hoje, dia 28 de julho com versões para PC e Playstation 4. E em outubro o game será lançado no Nintendo Switch.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *