Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

14 de Abril de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Ainda que os videogames possam ser utilizados para contar histórias sérias e dramáticas — como vimos recentemente no ótimo A Way Out –, vem ou outra só o que queremos é m pouco de diversão nonsense e desafio. Se você curte joguinhos zoeiros e descompromissados, The Adventure Pals pode ser uma boa pedida!

Um garoto, uma girafa e alguns cachorros-quentes

Se o título acima não te desencorajou a jogar The Adventure Pals, continue lendo, pois ele fica ainda mais louco: já no começo do jogo somos apresentados a Wilton, garotinho que ganha uma girafa de presente de aniversário de seu avô.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Imagina que da hora ganhar uma girafa gorducha de presente?

Poucos segundos depois, o velho é transformado em cachorro-quente (?!) por um pseudo-vilão que simplesmente resolveu transformar idosos em cachorros-quentes because of reasons. Wilton então coloca sua girafa na mochila (?!), e juntos eles tentarão deter o maníaco malvado e trazer os velhinhos do mundo de volta às suas formas originais.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Sim, a girafa fica na mochila MESMO!

Parece louco, né? E é, mesmo! The Adventure Pals parte de uma premissa totalmente absurda para nos jogar em um mundo 2D extremamente simpático e cheio de maluquices, em busca de rubis e cupcakes voadores. Ah, e eu cheguei a mencionar que nossa girafa — chamada Sparkles –voa feito um helicóptero, usando a língua como hélice?

Gameplay e level design

Em termos de gameplay, The Adventure Pals se comporta como um legítimo jogo de plataforma 2D, sendo imediatamente familiar para quem já jogou qualquer coisa do gênero. Wilton carrega uma espada, e pode realizar combos simples nos inimigos, ainda que seja perfeitamente possível simplesmente pular na cabeça da maioria deles.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

O gameplay simples e intuitivo mostra sua força graças ao level design, que é bem criativo, com segredos bem escondidos que estimulam o jogador a vasculhar cada cantinho. Cada fase possui um cupcake escondido, e cada “mundo” possui um pacote de figurinhas que libera um novo sticker no seu álbum. Ao coletar cinco cupcakes, você pode levá-los ao Rei dos Cupcakes (um gato gordo) e trocá-lo por algum item cosmético maluco.

Apesar de ser um jogo de plataforma 2D bem tradicional, The Adventure Pals também traz uma pitada de RPG: você carrega itens em sua mochila, sobe de nível e pega novas quests conversando com NPCs, que liberam novas fases para você visitar. Não tem nada da complexidade de um RPG, mas são elementos que trazem algum frescor à receita.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Um típico HUB para pegar quests.

Ah, e vale ressaltar que o game também possui sua dose de chefes, e eles geralmente são enormes e com um visual muito bacana! Tal qual o sucesso Cuphead, chega a dar pena de aniquilar criaturas tão interessantes, por mais desgraçadas de apelonas que sejam.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Um dos chefes do game.

Acho que a única parte em que o jogo peca é no seu coop: é possível jogá-lo em coop local com outro jogador, mas não há um outro personagem “real” no game, apenas uma cópia do protagonista. Isso não afeta a diversão proporcionada pela jogatina cooperativa, mas deixa a impressão que o coop foi algo meio que feito de qualquer jeito, característica que definitivamente não combina com todo o resto do conjunto, que é extremamente caprichado e bem feito.

Audiovisual

The Adventure Pals segue aquela linha de jogos que parecem um desenho animado interativo. Seu traço é bonitinho, seus cenários são extremamente coloridos e ele é cheio de coelhinhos e esquilinhos pulando pra lá e pra cá (sim, você pode matá-los). O que vemos na tela lembra alguns desenhos recentes do Cartoon Network, e há uma atenção pra lá de especial às animações e detalhes.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Olha quantas cores, quantos detalhes! <3

A trilha sonora também é condizente com a proposta, entregando faixas divertidas e “grudentas” que remetem aos jogos clássicos do gênero e da geração 16-bits como um todo. Infelizmente the Adventure Pals não recebeu suporte ao nosso idioma, então se quiser pegar todas as piadinhas e referências dos diálogos, recomendo que seu inglês esteja em dia.

Conclusão

The Adventure Pals é um jogo de plataforma 2D simples, mas tremendamente carismático e bem executado. Claramente houve muito cuidado e atenção aos detalhes na criação de seu mundinho, que consegue ser fofinho e extremamente sem noção ao mesmo tempo.

Análise Arkade: The Adventure Pals é diversão e plataforma 2D com humor sem noção

Além da girafa, você também tem uma amiga pedra.

Não é um jogo revolucionário, nem nada do tipo, mas cativa o jogador por sua beleza, seu bom humor e seu level design competente. Não sei você, mas vez ou outra eu só quero sentar na frente da TV para uma diversão mais descompromissada, e The Adventure Pals entrega isso em um “pacote” feito com muito capricho que, de quebra, é um colírio para os olhos.

The Adventure Pals foi lançado em 3 de abril, com versões para PC, Playstation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *