Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

1 de agosto de 2018
Autor: Renan do Prado

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

A épica jornada de The Banner Saga enfim chegou em seu encerramento. A grande viagem pela sobrevivência em um mundo cruel e inclemente enfim alcançou seu derradeiro desfecho, em que suas decisões irão pesar mais do que nunca.

Após os dois intensos e cruéis primeiros episódios, enfim nos encontramos de cara com o fim de tudo, em que todos os passos que foram dados desde o primeiro game culminam em um único momento, pesando todas as suas decisões e te fazendo apenas uma pergunta: Como você sobreviverá?

E então é chegada a hora de enfim fincar a bandeira no solo e vivenciar o fim dessa grande série! Venha conosco e confira nossa análise completa desse grande desfecho!

O Fim de uma Grande Saga

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

The Banner Saga 3 é o capítulo final da jornada iniciada lá em 2014 com seu primeiro game, contando a trágica história de sobrevivência dos diversos povos de uma terra mágica encarando o maior de seus desastres: O sol parou de girar no céu, e um enorme terror do passado se levantou, derrubando tudo o que encontra em sua frente.

Dividida em três partes, a série mostrou os 3 grandes acontecimentos que marcaram as vidas de seu personagens. O primeiro game apresentou o mistério, com o Sol ficando imóvel no céu, e antiga raça dos Dredges ressurgindo do norte devastando tudo em seu caminho, tudo isso sem que ninguém tivesse a mínima ideia do que estava acontecendo.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

O segundo game apresentou o desespero: além dos Dredges, um perigo ainda maior tomou forma, uma serpente gigantesca surgiu da terra, destruindo tudo em sua frente e rasgando a terra com seu tamanho, destruindo montanhas e abrindo abismos colossais no solo. O que no começo era uma fuga pela sobrevivência, tornou-se uma desesperada fuga por existência, em que tudo e todos estavam contra você.

E agora no terceiro e último capítulo da série, o luto e uma vacilante esperança são apresentados, pois o destino do mundo inteiro está nas mãos de um pequeno grupo, que adentrou a escuridão de frente em uma jornada com um objetivo claro: A origem de todo esse mistério.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

The Banner Saga 3 enfim entrega as respostas para o que está acontecendo com o mundo e a razão para tudo o que está acontecendo a seu redor, levando a jornada até as últimas consequências que definirão tudo o que você verá nessa última aventura. O mundo sobreviverá? Haverá um final feliz para todos?Tudo dependerá unicamente de sua capacidade de aguentar as pedradas que o game jogará até você.

O final que você terá no game será algo quase que inteiramente pessoal, pois ele levará em conta todas as suas decisões ao longo de todos os três games da série para montar o seu encerramento. Existem MUITOS finais diferentes para o game, que levaram em conta muita coisa que aconteceu em sua jornada, como os personagens que permaneceram vivos até o final, as alianças que você fez e várias decisões que você nem lembrava mais.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Por isso, o final que você receberá será diferente do de outro jogador, por exemplo, podendo até mesmo ser mais feliz ou mais triste do que de outros. No meu caso, meu final foi um tanto quanto triste, pois uma das personagens que eu mais gostava, que me acompanhava desde o primeiro game acabou morrendo bem perto do final do terceiro game, por culpa de uma decisão que eu tomei. Por conta disso, senti uma certa falta de emoção no final que eu vi, muito por culpa de minha própria frustração por ter perdido essa personagem logo no finalzinho da história. Mas ainda assim, o final de The Banner Saga é grandioso, e se ele será feliz ou triste, e o destino de todo o mundo após o fim, ficam inteiramente nas mãos de suas consequências.

O peso de todas as suas decisões

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Se você jogou The Banner Saga desde o começo você já sabe o quão cruel o game pode ser. A todo momento você precisa tomar diversas decisões, desde pequenas e aparentemente não muito impactantes até decisões de extrema importância e dificílimas de se tomar. E toda, eu repito, toda decisão que você tomar terá consequências. Quando essas consequências aparecerão? Você só saberá quando elas acontecerem.

E aqui no terceiro capítulo da aventura as consequências são levadas ao extremo. Muitas decisões que eu nem me lembrava de ter tomado lá no primeiro game voltaram até mim aqui, algumas me castigando cruelmente e outras me recompensando. Decisões tomadas no segundo game já chegaram como um martelo descendo na cabeça de um prego, e tudo o que se seguiu foi gerando e mais e mais situações complicadas.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Para que você tenha uma ideia, ao final de The Banner Saga 2 eu tomei uma decisão que julguei ser a melhor e mais pacífica. No entanto essa decisão gerou um enorme problema no fim do game, e esse problema já chegou me atingindo logo no início de The Banner Saga 3, tornando o início do game muito conturbado e complicado, com muita coisa pra ser resolvida logo de cara. Principalmente porque agora o game tem uma dinâmica diferente com as caravanas.

No primeiro e segundo game acompanhamos duas caravanas viajando para diferentes destinos, em jornadas extremamente perigosas em lutas por suas sobrevivências, mas agora as coisas são diferentes. O game continua a acompanhar duas caravanas diferentes, sendo uma a mesma caravana que iniciou a jornada no primeiro game, que agora enfim atingiu seu destino final, mas encara um problema ainda maior: O lugar para onde você lutou tanto para alcançar está a beira do colapso, e as vidas de todos estão sendo jogadas em seus ombros. E do outro lado, temos a já mencionada pequena caravana, rumando para o olho do furacão na jornada final para tentar botar um fim a tudo.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

A sobrevivência agora se tornou uma questão de estratégia e desespero. Sua caravana chegou até onde deveria chegar, superando muita luta e sofrimento, mas está em um perigo ainda maior: enfrentando a total aniquilação vinda da serpente gigante e da escuridão de um lado, e toda a corrupção, malícia e o medo da própria humanidade do outro. E como será essa luta vai depender inteiramente de todas as decisões que você tomou desde o primeiro game, que definirão quem estará ou não ao seu lado, e o que você pode tentar fazer para salvar tantos quanto possível.

Novas dificílimas decisões são apresentadas aqui no game, com consequências das mais diversas e imprevisíveis. O sistema de escolhas e consequências que a série criou chega a seu ápice, criando histórias únicas para cada jogador baseadas somente em suas decisões, e não há para onde fugir, o mundo de The Banner Saga 3 é cruel, e ele não se moldará às suas escolhas!

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Se você nunca jogou a série e não entende como funcionam essas consequências, aí vai uma breve explicação: Na maioria dos RPGs, suas decisões moldam o mundo. Se você dizer “sim” para um personagem, terá um aliado, e o mundo reagirá de acordo, facilitando algumas coisas e dificultando outras. Não aqui. O mundo de The Banner Saga não se dobra às suas decisões, ele exige que você conviva com suas próprias escolhas, por sua própria conta.

Toda decisão que você tomar terá um efeito, de menor a maior grau. Você pode por exemplo se aliar a um certo personagem, que adicionará muita força à sua caravana, mas desagradará outro grupo também poderoso. E esse seu aliado pode mais pra frente acabar traindo você, te colocando num terrível problema. Você pode tentar poupar sua caravana de um perigo, mas jogá-la em outro ainda maior logo em seguida. Pode dar um dia a mais de descanso, mas ter que enfrentar uma situação mais perigosa que seria evitada se tivesse seguido um pouco mais adiante sem parar para descansar. Você nunca saberá o que vai acontecer e mesmo assim, cabe a você tentar prever o que é melhor para sua caravana e para todos a seu redor.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

E dessa vez, todas as sua decisões em relação a caravana serão cruciais, por elas definirão seu destino. Não vamos dar nenhum spoiler, mas apenas avisá-los de que nesse game, haverá um momento em que a aventura chegará a seu ápice, e a própria sobrevivência de todo o seu povo dependerá de todo o caminho que você percorreu até agora. Todas as suas ações serão postas na balança, e mais uma vez, o mundo do game olhará para você com um olhar de ódio e urgência, e fará apenas uma pergunta: “E agora, o que você acha que pode fazer?”

Gameplay e Combate

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Assim como nos dois primeiros games, The Banner Saga 3 é um game cujo principal foco é a tomada de decisões. A todo momento o game te apresentará telas com situações que você precisa responder, como um mestre de RPG de mesa colocando situações em sua frente. Além é claro dos vários diálogos, com várias opções de respostas, com diferentes consequências cada uma.

Como já ficou claro, as consequências são a maior mecânica do game, sendo um sistema por si só, que sempre responde de acordo com as ações do jogador e que influenciam diretamente em outras mecânicas, em especial o combate. The Banner Saga 3 possui muito mais diálogos, tendo uma abordagem mais próxima em relação aos personagens, muitas vezes você estará cara a cara com outros personagens ou inimigos tendo que decidir o que fazer e suas decisões trarão diversos efeitos diferentes tanto a curto quanto a longo prazo.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Você pode por exemplo decidir ceder alguns de seus soldados para ajudar a resolver algum conflito próximo, enfraquecendo um pouco sua própria caravana, que logo e seguida deverá encarar uma poderosa batalha. Em compensação, os soldados que você enviou podem ser bem sucedidos e impedir que outras batalhas perigosas aconteçam e ameacem sua caravana.

Outras situações acabam envolvendo os seus Heróis diretamente. Por exemplo, você pode acabar se envolvendo numa batalha intensa, mas antes disso, você teve uma desavença com algum personagem e ele abandonou sua caravana permanentemente. Ou você pode ter enviado alguns personagens para fazer algo em outro lugar, fazendo com que eles não possam ser usados em batalha até retornarem. Sempre considere todas as possibilidade que poderão acontecer, tente sempre estar preparado para o que pode vir, por mais imprevisível que seja.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Na parte do combate temos o mesmo estilo de gameplay, com batalhas táticas por turnos, em que os personagens agem em turnos alternados entre aliados e inimigos. Os turnos consistem em mover um personagem até uma casa do tabuleiro e realizar uma ação logo em seguida, porém as ações são definitivas, se você mover um personagem para o lugar errado, por exemplo, não poderá voltar atrás.

Confira abaixo uma das batalhas do game, mostrando um pouco de como funciona o gameplay. Em resumo, os personagens possuem Força (Vermelho – HP e poder de ataque ao mesmo tempo), Armadura (Azul – Redução de dano na Força), Determinação (Estrelas Amarelas – adicionam mais poder às ações) e Ruptura, que é o quanto de dano mínimo um personagem pode causar na armadura de um inimigo. Cada personagem pode usar ataques comuns e habilidades especiais, com vários efeitos diferentes que podem ser usados para criar armadilhas ou até mesmo virar os rumos dos combates.

Há ainda algumas novidades no combate do game, com algumas coisas adicionadas e outras sendo removidas. Primeiramente, The Banner Saga 3 removeu o modo de Desafios, o que é uma pena, pois era um recurso interessante do segundo game, que adicionava batalhas extras, fora da história principal, com certos desafios para o jogador cumprir e aprender a usar as habilidades de personagem.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

E duas interessantes novidades são: Um novo estilo de batalha com turnos extras. Em algumas batalhas do game, haverá um contador de turnos ao final da barra de iniciativa, que mostra a ordem dos turnos de uma batalha, quando esse número aparecer, as batalhas terão mais de uma etapa. Ao destruir todos os inimigos, você poderá escolher continuar a batalhar ou fugir. Se ficar, mas inimigos aparecerão, até que o número de turnos chegue a zero. Nesse momento, um boss aparecerá na batalha carregando um item poderoso, derrote-o e esse novo item será seu.

Esse é um modo bem recompensador, mas perigoso, pois seus personagens manterão os mesmos números de Força, Armadura e Determinação até o fim de todas as batalhas, felizmente, ao fim de uma etapa, você pode trocar seus personagens por outros na reserva, assim substituindo personagens feridos ou que foram derrubados.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Uma outra adição é a habilitação dos Títulos para seus heróis. Os heróis são os personagens usados em batalha, e eles podem ser evoluídos após matarem um certo número de inimigos. Após chegar ao nível 11, um personagem tem seu título liberado. Os títulos são buffs permanentes adicionados a seu personagem, sendo apenas um por personagem. Você pode escolher um único título em uma lista, cada um com diferentes efeitos, como aumentar Força e diminuir armadura, aumentar a chance de acertos críticos, aumentar Determinação e muitos outros efeitos. Os títulos podem ser evoluídos até o nível 5. Aliás, em The Banner Saga 3 seus personagens podem enfim atingir o level máximo, que é 15. Quanto mais um personagem for usado e matar inimigos, melhor ele fica, por isso escolha bem sua party para criar um time bem poderoso.

Audiovisual

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

The Banner Saga 3 mantém a sua excelente direção visual, sendo novamente um game simplesmente belíssimo. Todas as artes do game foram desenhadas à mão, com personagens com visuais incríveis, com cada humano com um visual único, os poderosos Varls, os gigantes de chifres com seus visuais poderosos e ameaçadores, os Centauros, uma nova raça apresentada no segundo game, com um visual gracioso e ao mesmo tempo animalesco. Além dos poderosos Dredges, com suas pesadas armaduras e olhos amarelos. Além de outros inimigos que fazem aparição nesse último episódio.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

Os cenários do game continuam grandiosos e cheios de detalhes, mas agora com um visual mais agressivo e melancólico, transformados pela escuridão que se espalha pelo mundo, corrompendo tudo o que toca. Os visuais do game tem um estilo mais Lovecraftiano, com geografias impossíveis, montanhas e vegetação distorcida e novos seres corrompidos que espreitam a escuridão.

A trilha sonora do game continua primorosa. E não era pra menos, afinal as músicas do game foram compostas pelo lendário Austin Wintory um cara que tem no currículo as trilhas sonoras de Journey, Abzû e até mesmo de Assassin’s Creed: Syndicate! O game tem mais partes narradas pelos personagens, com ótimas dublagens, além de contar com as belíssimas cutscenes em desenho animado, unindo o incrível visual do game com a poderosa trilha sonora.

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

O game conta com menus e legendas inteiramente localizadas para português brasileiro. O trabalho de tradução ficou muito bom, exceto por constantes erros de concordância nominal, com personagens masculinos sendo referidos pelo pronome “ela” e personagens femininas sendo chamados de “ele”. Além de alguns outros erros menores de ortografia. Apesar disso, o trabalho foi muito bem feito.

Conclusão

Análise Arkade: O fim de uma grande e memorável aventura em The Banner Saga 3

The Banner Saga 3 é o emocionante desfecho de uma longa jornada iniciada lá em 2014 e que chega em seu derradeiro fim. Por conta das inúmeras possibilidades de final que o game oferece, ele transmite num primeiro momento uma sensação de não ser lá tão grandioso, a razão disso é que as cenas finais do game acontecem um pouco rápido, deixando aquela sensação de que o final foi um pouco curto. E aós acompanhar com tanto carinho a jornada, bem que poderiam mostrar um pouco mais.

Mas isso é uma reação estritamente pessoal, pois lembre-se, o final do game será baseado em todas as suas decisões, podendo ser feliz ou triste. Tudo depende de como foi a sua jornada até aqui. Mas uma coisa é certa, a jornada foi longa, difícil, mas incrivelmente cativante e memorável. E com certeza vai deixar saudades agora que foi encerrada. Se você ainda não conhece The Banner Saga, dê uma chance a ela! Mas jogue desde o primeiro game, para que você possa transferir o seu save para os dois games seguintes e viver a sua própria e única aventura!

The Banner Saga 3 foi lançado no dia 24 de julho, além disso, toda a trilogia da série foi lançada em formato físico em uma única coletânea. Então se você ainda não jogou a série, a hora é agora, pois você pode adquiri-la inteira de uma só vez! Toda a série The Banner Saga está disponível para PC, Playstation 4, Xbox One, Nintendo Switch, Android iOS.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *