Análise Arkade – The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

13 de julho de 2018
Autor: Junior Candido

Análise Arkade - The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

O mundo dos jogos de corrida estava bem triste, ultimamente, quando o assunto eram games arcade. Com ótimos simuladores aparecendo a todo tempo, games com uma proposta mais focada na diversão, além de aparecerem em quantidade menor, ainda se perdiam em suas ideias, sendo cansativos e se perdendo em seu foco principal: divertir.

Seguindo e ampliando seus conceitos originais, The Crew 2 resgata este espírito insano, trazendo uma verdadeira festa em terra, asfalto, céu e mar, resgatando o espírito de games como Ridge Racer ou San Francisco Rush, mas em um contexto atual bem explorado, que somam em seu conceito e fazem deste game de corrida da Ubisoft algo bem especial.

Para correr em The Crew 2, basta querer!

A festa de The Crew 2 oferece diversas atividades. Na grande Motornation, você tem todo um Estados Unidos, com sua variedade de terrenos, climas, locais e circuitos, á disposição. Além da diversidade geográfica natural, a Ubisoft também se esforçou em encher o jogo de categorias e veículos de vários estilos, para a festa ficar completa.

Os jogos de corrida atuais, precisam quase que de um curso para aprender a dominar os carros, tamanha o grau de realismo e simulação. Isso não é ruim, mas não há mais tanto espaço para os games arcade, especialmente após os games Need for Speed aumentarem o espaço de lançamento. The Crew 2 é um game bastante acessível, e conta com uma curva de aprendizado muito baixa, permintido que até crianças se divirtam com o game, na área livre do jogo, enquanto saem tocando o terror nas ruas.

Independente do modo de competição e do veículo a ser pilotado, a diversão é para todos! Os controles fáceis, somados a vários ângulos de câmera, o que inclui uma visão de dentro do carro, ausente em alguns games do gênero, fazem com que tanto corredores casuais, quanto os fãs de simulação acabem se divertindo com o jogo, de uma forma ou de outra.

Análise Arkade - The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

Para progredir, basta procurar o evento no mapa, ou se deslocar até o lugar, marcando-o no mapa. Chegando ao local, se não estiver com o veículo correspondente, o game troca sozinho para você para o selecionado daquela categoria, agilizando todo o processo. O desafio é bem tranquilo e vencer aqui não é difícil, mas o game vai exigir um certo compromisso do jogador para seguir avançando.

Dá só uma olhada nas categorias. Cada uma delas oferece muitos veículos e atividades:

Street

  • Street Race;
  • Drift;
  • Drag Race;
  • Hypercard.

Off-Road

  • Rally Raid;
  • Motocross;
  • Rally Cross.

Freestyle

  • Aerobatics;
  • Jet Sprints;
  • Monster Truck

Pro Racing

  • Powerboat;
  • Touring Car;
  • Air Race;
  • Alpha Gran Prix.

E, mesmo para os fãs de simulação, o game traz boas novidades em seu gameplay, como o suporte a vários volantes, incluindo modelos da Logitech e da Truthmaster. Um porém aqui, fica para alguns pequenos detalhes no controle de alguns veículos em específico, que sofrem de falta de capricho. É curioso ver alguns aviões sendo tão fáceis de pilotar, enquanto outros perdem muito neste aspecto, mas, de maneira geral, é possível pilotar sem maiores problemas.

E outra coisa que poderia ser melhor, diz respeito a variedade de gameplay. Tirando a riqueza de atividades, ás vezes cansa o mesmo combo “acelera-freia-nitro”, em todos os veículos e todos os momentos. As atividades ajudam a variar um pouco, mas algumas particularidades em funções, para aproveitar melhor um Monster Truck ou um barco de corrida, seriam muito bem vindas.

Uma mistura do melhor da Ubisoft

Análise Arkade - The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

The Crew 2 mostra um pouco do que é a Ubisoft atual. Mesmo sendo um game de corrida, é possível ver muito dos games da empresa durante a viagem pela Motornation. O grande mapa nos lembra Assassin’s Creed e sua infinidade de atividades e lugares para se conhecer. O multiplayer parece que veio de The Division, no qual você e seus amigos entram na “zona morta” e exploram juntos coisas a se fazer.

Já as corridas no meio das florestas e montanhas parecem que fugiram do caos de Far Cry, assim como a mecânica de pilotagem de barcos, aviões e carros. Como temos acompanhado já há algum tempo, a Ubisoft tem trabalhado para criar um “universo compartilhado” entre seus games. Não estou falando de enredos e easter eggs, mas sim de uma união de mecânicas e ideias, para que os seus jogos sejam desenvolvidos com o mesmo padrão e agradem os fãs da empresa.

Não tem como não jogar The Crew 2 e não lembrar de vários jogos da Ubisoft. E isso deixa o game facilmente adaptável para quem jogou qualquer um dos games acima, e ajudam a diminuir a curva de aprendizado.

Na Motornation, menos é mais

Análise Arkade - The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

A Ubisoft decidiu simplificar tudo por aqui. Até a customização dos carros, que geralmente são repletas de recursos, é baseada em apenas coletar peças de melhorias com o seu progresso e serem facilmente instaladas em um menu. Para um simulador, essa ideia não é nada bacana, mas para um game que busca ser uma fonte de diversão sem maiores compromissos com o realismo, é ótimo saber que você não irá perder horas apenas cuidando de seu carro.

A sua única preocupação é a de procurar o que fazer no gigante mapa. Os carros são vendidos de maneira simplificada, dividos por categorias nos QGs correspondentes, bastando selecionar a classe e, entre elas, o carro que você preferir e puder pagar. Alguns veículos ainda são oferecidos de presente, de acordo com o seu desempenho no jogo.

Análise Arkade - The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade

No geral, temos um game bem generoso. Sim, há venda de créditos em moeda real, mas dá pra se divertir tranquilamente com o jogo, sem precisar apelar para isso. O jogo te dá recompensas a todo momento, até nos mini-games, e só compra créditos no game quem realmente quer e não vê problemas com isso.

Até o enredo — sim, The Crew 2 tem um enredo — é interessante, não por sua profundidade, mas por ajudar a dar o clima no jogo. Temos um grupo de pilotos, que participam das competições, e em um clima de festa, com uma leve competição entre os melhores pilotos e você. Diferente dos games mais recentes de Need for Speed, que focam até mais do que deviam em uma história, por aqui temos apenas uma razão para correr, justificando todas as competições.

Diversão em quatro rodas (e outros veículos) como nos velhos tempos

Apenas Forza Horizon consegue divertir tanto neste estilo, nos últimos anos. Para uma geração que viveu com a série Need for Speed, Ridge Racer, San Francisco Rush e até os games de kart, como os com Mario ou Crash Bandicoot, The Crew 2 se une ao game de Xbox como uma ótima opção para corridas arcade atualmente, feitas para acelerar e curtir toda a adrenalina possível.

Gosto muito de simuladores e acredito que vivemos uma época muito fértil e importante para este gênero, mas não tem nada como correr apenas por correr, sem se preocupar com aerodinâmica, técnicas de pilotagem e detalhes minuciosos. Lembrei muito, enquanto corria por Motornation, dos divertidos games NFS para Playstation original, além da a série Underground. E isso é bom! Pelo menos, para mim, era esta a evolução que os games da EA deveriam ter seguido.

Pequenos problemas, como alguns bugs, cenários que vez ou outra apresentam alguns atrasos na construção, e a mencionada limitação com o controle dos veículos não tiram em nada o brilho do game, que oferece uma infinidade de conteúdo — sem contar o que ainda virá, nas atualizações — mostrando que a Ubisoft de 2018 quer, de verdade, fazer com que seus games tenham uma vida bem longa.

Fãs de simulação encontrarão uma jogabilidade simples, porém interessante, e que suporta vários volantes, enquanto a turma casual poderá curtir uma corrida aqui e outra ali, com o extra de ter uma país inteiro para explorar, e pequenos mini-games que também são divertidos.

The Crew 2 está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC.

Uma resposta para “Análise Arkade – The Crew 2 traz de volta a diversão arcade com sua festa de velocidade”

  • 15 de julho de 2018 às 19:59 -

    Marcelo Pacheco

  • Estranho, pela demo eu não curti… achei bem chato, principalmente a dirigibilidade dos veículos, super enfadonha.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *