CBLoL 2018: Um Azir como nunca visto antes – CNB supera PRG por 3 a 2

18 de março de 2018
Autor: Stéfanie Neuman
CBLoL 2018: Um Azir como nunca visto antes - CNB supera PRG por 3 a 2

Equipe da CNB comemora a classificação. Foto Riot Games.

Esse sábado começou agitado nos Estúdios da Riot, em São Paulo. No dia 17, os torcedores tiveram a oportunidade de acompanhar de perto o primeiro confronto MD5 da Fase de Escalada do CBLoL entre CNB e ProGaming, com resultado final de 3 a 2 para os blumers.

CBLoL 2018: Um Azir como nunca visto antes - CNB supera PRG por 3 a 2

Torcida chegando para a disputa do CBLoL. Foto Stéfanie Neuman.

“Comprar ingresso foi um desafio, apertei F5 diversas vezes, insisti até conseguir”, contou um torcedor da CNB, “nós rodamos 130km para chegar até aqui especialmente para assistir ao jogo”. Mal sabia ele que estava prestes a presenciar uma das maiores viradas da série.

Um marco na história da CNB

CBLoL 2018: Um Azir como nunca visto antes - CNB supera PRG por 3 a 2

Torcida acompanha a disputa entre CNB e ProGaming. Foto Stéfanie Neuman.

O confronto entre CNB e ProGaming deu o que falar. As partidas foram longas e a série se manteve até o último jogo possível. Ambos passaram por sufocos, mas lutaram com tudo o que podiam, não foi uma série fácil para nenhum dos times.

1º Jogo – CNB; MVP: Robo

Com menos de dois minutos de partida Skybart já abate Robo, Minerva rouba o dragão da nuvem e logo em seguida, na primeira team fight, Robo, Baiano e Yampi são eliminados. Os torcedores da PRG se alvoroçavam, mas logo Rakin executa o primeiro abate da CNB no primeiro jogo. A ProGaming derruba a primeira torre da  CNB e pega 3K de ouro em vantagem, os blumers eliminam mais três jogadores da PRG. Em pouco mais de 22 minutos a separação de vantagem entre os times se resume a apenas 1K de ouro. Logo, a CNB derruba mais uma torre e Robo garante uma doublekill. CNB consegue 1K de vantagem em relação a seu adversário, garante o Barão, Dragão Ancião, e aos 59 minutos a CNB garante vitória.

2º Jogo – ProGaming; MVP: Minerva

No firstblood Yampi elimina aquele que iniciou o firstblood do primeiro jogo, Skybart. Luskka garante doublekill na rota inferior do adversário e duas torres caem (uma de cada equipe). PRG pega o Arauto, o Dragão da Montanha e derruba torre do meio. A team fight começa e blumers dominam as eliminações, liderando em número de abates. Robo garante o buff do barão e Rakin dá triple kill. Pouco mais de vinte minutos e já temos quatro torres por terra. Goku brilha na pentakill e CNB garante Dragão da Montanha. ProGaming consegue um ACE, e aos 30 minutos de jogo PRG lidera em número de abates. Aos 32 minutos, com dois inibidores derrubados por Luskka, a vitória é da PRG.

3º Jogo – CNB; MVP: Rakin

O firstblood é de Rakin, abatendo Goku. Minerva abate e elimina Turtle, e Professor abate pbO. CNB garante a primeira torre, mas não fica muito tempo em vantagem porque logo em seguida PRG derruba uma torre também. CNB faz o buff do Barão, aos 27 minutos de jogo CNB tem duas de suas torres por terra e ProGaming três. CNB derruba a quarta, e aos 29 minutos fecha o jogo. É 2×1 na MD5!

4º Jogo – ProGaming; MVP: Goku

O jogo começa e Minerva é abatido na PRG e Baiano na CNB. ProGaming derruba a primeira torre, e já tem cinco abates ao seu favor, enquanto a CNB tem apenas quatro. Rakin, Turtle e Robo são eliminados. CNB garante Dragão do Oceano e ProGaming pega vantagem em ouro. CNB derruba a terceira torre, mas nesses 23 minutos a ProGaming que leva vantagem no quesito dos abates. CNB é abatida quase que inteira, com exceção de Rakin. ProGaming garante Barão e ace. ProGaming consegue transformar essa MD5 em uma 2×2 e culmina no último jogo, rumo ao decisivo desempate! Professor solta alguns urros, que logo são incorporados pelos torcedores da ProGaming.

5º Jogo – CNB; MVP: Rakin

O último jogo começou eletrizante, com ambas as torcidas fervendo em gritos motivacionais. De vez em quando era possível ouvir um ou dois blumers perdidos pelas arquibancadas dizendo “ô Professoôor…” em tom provocativo por conta da última partida, seguidos por uivos de torcedores da PRG que estivessem por perto. O first blood foi de Luskka, eliminando o Baiano. Professor abate pbO e a ProGaming consegue derrubar a primeira torre. A torcida está dividida e os sentimentos na arquibancada são mistos, afinal, é o último jogo!

Em apenas 10 minutos a PRG já demonstra vantagem sobre a CNB em termos de abate, são 6×3. Minerva elimina Baiano e a ProGaming garante o Arauto e o Dragão. Começa uma team fight e novamente PRG toma a frente abatendo três jogadores, derrubando a segunda torre e fazendo o Barão. A torcida grita e Luskka coloca super minions na rota inferior, quanto mais eles correm mais a torcida berra em concordância a toda a situação de aparente liderança da ProGaming.

Rakin chega como um furacão e dá-lhe triple kill! Os blumers berram, a torcida da ProGaming revida e as caveiras partem para cima da base CNB. São 14 abates em 25 minutos. ProGaming faz mais um Barão, e os torcedores blumers se afundam nas cadeiras dispostas nas arquibancadas. A expressão de seriedade toma conta dos rostos dos jogadores da CNB.

Contabilizamos agora 30 minutos de jogo, já se passam 2 minutos do buff do Barão para a ProGaming e Rakin aparece distribuindo kills em team fight. A torcida berra novamente e pula. Mas calma lá, a PRG garante mais um Dragão, mas novamente Rakin chega com as kills, agora uma quadra kill. A torcida novamente pula e grita, CNB garante um Barão. Rakin faz pentakill impecável e encerra a série por 3 a 2 em 39 minutos de jogo!

Um Azir como nunca visto antes

Após quase 37 minutos de partida, a CNB tomou o controle do Barão, tendo o buff garantido, Rakin parte para cima dos caveiras e fecha a partida com um pentakill impecável. O jogo foi encerrado aos 39 minutos.

Os urros vinham de todos os lados, os torcedores pulavam, gritavam e chacoalhavam-se em comemoração. O chão auditório chegava a tremer. Rakin levantou-se em um pulo, berrando e sorrindo, agarrando os companheiros que levantavam logo em seguida. O favorecimento aparente era da ProGaming, ninguém esperava por aquela virada. Na lateral do palco era possível ver a família de Rakin envolta em um abraço, emocionados com a conquista do filho.

CBLoL 2018: Um Azir como nunca visto antes - CNB supera PRG por 3 a 2

A mãe de Rakin comemorou a vitória do filho. Foto Stéfanie Neuman.

Ainda emocionada, a mãe de Rakin transformou suas lágrimas e seu sorriso em palavras em entrevista exclusiva a Arkade, “O que uma mãe mais quer é ver o filho feliz, independente de como. Eu falo pra ele que no jogo vencemos obstáculos da mesma forma que fazemos na vida.  É por isso que é tão lindo e é por isso que envolve tanto a gente, porque é como a vida. O jogo é um reflexo da vida. Às vezes parece que estamos dando um passo pra trás, mas não é, é pegar impulso para alavancar e ir ainda mais pra frente, e ele tá vivendo isso, e eu tô muito feliz por ele, e muito feliz pelo time. Ver eles assim serenos, fortalecidos e juntos, me alegra muito. Tudo que sinto é gratidão”.

Gabriel “Turtle” Peixoto explicou um pouco da comunicação entre os players durante o jogo, “O Rakin disse que iria carregar, e quando ele disse isso todo mundo começou a ficar mais calmo e a jogar o mais safe possível, evitando as janelas deles (PRG). Tivemos esse mindset do jogo e deixamos o Rakin fazer o que sabe, começamos a acompanhar ele”, e aproveitou para comentar o desempenho dos blumers na série, “não foi sincronizado, mas foi mais por conta do sentimento de ter ali uma plateia. Foi bom pra gente pegar essa experiência, porque aí amanhã (domingo) não vamos ficar tão nervosos”.

Apesar do intervalo estreito entre um jogo e outro, a CNB está pronta para enfrentar a Vivo Keyd na segunda etapa da Escalada no domingo (18), e promete dar seu melhor.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *