Bastion: conheça o game onde o narrador é quem faz toda a diferença

16 de julho de 2011
Autor: Rodrigo Pscheidt

Bastion: conheça o game onde o narrador é quem faz toda a diferença

Olhando a imagem acima, Bastion pode parecer apenas mais um RPG genérico, com um visual bonitinho. Mas há alguns detalhes muito interessantes sobre este jogo, que chega em breve para as redes Xbox Live e Steam.

Criação da produtora independente Supergiant Games, Bastion acompanha um garoto sem nome em uma aventura por um mundo que foi devastado por uma tragédia chamada Calamity. Com isso, as partes do mundo se soltaram umas das outras, tornando-se ilhas flutuantes isolada.

Cabe ao nosso corajoso protagonista a missão de tentar juntar novamente estas peças soltas de seu mundo. Logicamente, em seu caminho aparecerão diversos tipos de criaturas que devem ser vencidas. Para dar cabo delas, o personagem conta com armas variadas como um martelo, uma lança e um arco e flecha.

A premissa é boa, mas até aí nenhuma novidade, certo? Já vimos muitos garotos sem nome salvando o mundo em outros games. Acredite, o principal diferencial de Bastion é seu narrador!

Por quê? Simples: o narrador vai comentando cada coisa que você faz no jogo em tempo real, dando uma floreada aqui e ali para deixar até a mais banal das situações com ar de epopéia épica! Esta curiosa novidade dá uma cara totalmente nova ao game, pois passa a sensação de que o jogador é realmente o protagonista de uma grandiosa fábula, com cada pequeno ato fazendo a diferença no desenrolar da história.

Confira o trailer de lançamento do game abaixo. Destaque também para o visual, que é muito bom:

Bastion chega no dia 20 de julho, custando 15 dólares (1200 MS Points).

(Via: Destructoid)

12 Respostas para “Bastion: conheça o game onde o narrador é quem faz toda a diferença”

  • 16 de julho de 2011 às 10:49 -

    HaroldO

  • To acompanhando há um tempo o desenvolvimento desse jogo e to ansioso pelo lançamento. Supergiant Games é o studio do Greg Kasavin, ex-editor chefe do Gamespot (nos tempos em que o site prestava). Ele já foi meu reviewer favorito e tem muitas idéias interessantes sobre narrativa em jogos.

  • 16 de julho de 2011 às 11:26 -

    mixirica

  • parece ser bem legal, to louco pra ver o torchlight 2 tbm!!!!

  • 16 de julho de 2011 às 15:43 -

    petterson

  • gostei da gráfico, ta bem bonito mesmo, e eu não vejo problema em salvar o mundo novamente com um garoto sem nome, o link sabe o quanto eu não me importo rsrsrs

  • 16 de julho de 2011 às 16:19 -

    joão

  • Muito bem feito, sem duvida!

  • 16 de julho de 2011 às 16:29 -

    HaroldO

  • Ah, esqueci de comentar:
    ” por um mundo que foi devastado por uma tragédia chamada Cataclysm.”
    Calamity. Cataclysm foi em Azeroth.

    • 16 de julho de 2011 às 17:56 -

      joão

    • eh.. o narrador falou “calamity” msm..

    • 16 de julho de 2011 às 21:53 -

      Rodrigo Pscheidt

    • Oops, gafe minha. =P

      Valeu o toque, já corrigi. =)

  • 16 de julho de 2011 às 23:10 -

    Renan

  • Gostei hein!!!! Bem bonito o jogo!!!!

    • 16 de julho de 2011 às 23:11 -

      Renan

    • Gosto de RPGs nesse estilo de câmera, lembram minhas ótimas experiências no Shining Force

  • 17 de julho de 2011 às 16:44 -

    fabioplay

  • gostei

  • 17 de julho de 2011 às 21:51 -

    Ferrark

  • Nada sobre o jogo…mas poutz vai ser lançado em que live do xbox? Br, USA, Jp…?

    Tá foda, a live br começou bem até, mas hj em dia tá devendo muito em lançamento, principalmente nos arcades…sem torchlight, sem castlevania: symphony of the night, sem scott pylgram vs world, e vários outros como o do x-men aracade….

    …desculpa pelo desabafo, mas ultimamente notícias de lançamento na live pra mim é o mesmo que nada…

  • 18 de julho de 2011 às 10:53 -

    Mr.G

  • Eu já tinha visto o vídeo do jogo no outro post mas resolvi comentar sobre ele aqui.
    Legalzinho, mas lembra muito os games da Ankama como Dofus e Wakfu. Aliás eles estão preparando um jogo chamado Slage, e este game lembra muito ele em certos aspectos.
    Os gráficos são bonitos, gosto deste estilo “pintado”, e parece que vai ser um jogo bem legal. Mas acho que vai ser só isso. Pelo menos vai divertir nos fins de semana.

    Abs^^

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *