Campus Party 2018 – Riot Games comenta o crescimento e o cenário atual do eSport brasileiro

3 de fevereiro de 2018
Autor: Junior Candido

Campus Party 2018 - Riot Games comenta o crescimento e o cenário atual do eSport brasileiro

A Riot aproveitou a Campus Party para apresentar seu histórico, mostrar o quanto o League of Legends cresceu no Brasil, além de comentar o cenário atual do eSport no país. Através de Roberto Iervolino, o gerente-geral da empresa, pudemos conferir um pouco dos games como esportes, que já é algo consolidado na cultura gamer e que vem crescendo a cada ano. Iervolino contou brevemente o histórico da Riot, que nasceu em 2006 através de dois amigos, até os dias atuais, que conta com o seu League of Legends entre os games de maior sucesso no mundo hoje, o que inclui os diversos torneios oficiais, como o CBLoL.

Sobre o sucesso de League of Legends, a explicação de Iervolino é a de que o game é mais do que um jogo, pois engloba diversos outros produtos midiáticos, além de atuar forte em redes sociais e junto a torneios, jogadores e times envolvidos com os torneios. E, já que o assunto principal é o eSport, pudemos acompanhar um pouco da história do LoL no Brasil, o que inclui as grandiosas finais do CBLoL, que já aconteceram em locais como o Allianz Parque ou o Ginásio do Ibirapuera.

Mais uma vez, Iervolino foi enfático a defender o eSport como esporte: há torcida, torneios, patrocinador, atletas profissionais, o que caracteriza a categoria de maneira semelhante ao pôquer ou o xadrez. Porém, o fator entretenimento, que é adicionado aos torneios, e ao próprio jogo, faz com que os games tenham seu espaço também quando esporte.

Campus Party 2018 - Riot Games comenta o crescimento e o cenário atual do eSport brasileiro

Os pilares do sucesso da Riot foram expostos: eles tem como objetivo, seja no eSport ou nas ligas, oferecer conteúdo de alta qualidade, promover experiências presenciais impecáveis, um ecossistema sustentável e profissional, além de trabalho conjunto com equipes e jogadores. Isso resultou em um aumento de audiência, passando de menos de 500 mil espectadores no segundo split em 2014, até os 2 milhões e 500 mil espectadores no ano passado, já com a transmissão do SporTV, além da transmissão própria da Riot.

Uma das chaves do sucesso do eSport é a união entre esporte e entretenimento. Com isso, também foi falado sobre a proximidade de marcas, como Adidas, American Express, Coca-Cola, Nissan ou a Monster, que não são ligadas diretamente a games ou tecnologia, mas que encontraram em conjunto com a Riot oportunidades para expor suas marcas e ajudar a crescer o cenário. A Riot opera no Brasil com o League of Legends, e com toda a produção do CBLoL.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *