CBLoL 2019 – Como o Flamengo conseguiu levantar o caneco na final contra a INTZ

15 de setembro de 2019
Autor: Gabriel Cardoso
CBLoL 2019 - Como o Flamengo conseguiu levantar o caneco na final contra a INTZ

Nos últimos confrontos, FLA, UP, INTZ e KBM disputaram as Semifinais e somente Flamengo e INTZ saíram vitoriosos. Finalmente ocorreu a Grande Final do Campeonato Brasileiro de LoL, e os Rubro-Negros conseguiram conquistar o almejado título, após uma acirrada série Md5 contra a INTZ.

Fique por dentro do que ocorreu em Summoner’s Rift na Final:

Grande Final

CBLoL 2019 - Como o Flamengo conseguiu levantar o caneco na final contra a INTZ

Jogo 1 – Vitória da INTZ

A partida começou melhor para o Flamengo, mas não foi suficiente. Durante suas tentativas de eliminações isoladas, os Urubus sempre gastavam muitos recursos, e mesmo garantindo os abates, as jogadas não foram favoráveis.

Isto porque, a INTZ estava muito preparada para lidar com a agressividade dos Rubro-Negros, e enxergando as oportunidades, eles encaixaram boas iniciações, principalmente por parte de Shini (Gragas), e saíram melhores nos confrontos por Summoner’s Rift.

Após o Segundo Dragão Infernal conquistado, os Intrépidos já podiam visualizar a sua primeira vitória na Série. BrTT (Lucian) e companhia tentaram consertar seus erros do early game, mas pareciam somente deixar pior a situação.

A vantagem de controle de mapa e objetivos ficou toda para a INTZ. O primeiro Barão Nashor, aos 24 minutos, feito após uma excelente luta – ninguém dos Intrépidos foi abatido –, não foi suficiente para finalizar o embate, mas o segundo Nashor veio e foi definitivo para eles abrirem o placar na Grande Final.

Jogo 2 – Vitória do Flamengo

Mesmo com uma melhora não tão significativa, os Urubus vieram superiores para esta partida. O early game não foi tão bem definido quanto parecia ser no draft; Robo (Aartrox) teve um bom desempenho contra Tay (Gangplank), mas nada fora do controle, e Shrimp (Sejuani) tentou ditar o ritmo da partida, mas sem sucesso.

O jogo só começou a rodar para o Flamengo quando o time realmente começou a se juntar e, com seu pico de poder estabelecido, começaram a dominar o mapa. Destaque merecido a Luci (Tahm Kench), que, foi muito brilhante em suas movimentações para salvar seus companheiros durante as brigas.

RedBert (Rakan) escolheu péssimos momentos de iniciações e foi muito cobrado por isto. O tempo era a favor da composição da INTZEnvy (Corki) e Tay tinham suas forças no late game –, mas, com jogadas mal calculadas, eles acabaram definindo o resultado da partida a favor do Flamengo.

Jogo 3 – Vitória da INTZ

O grande Vladimir de Tay apareceu mais uma vez, e fez toda a diferença para a sua equipe. A partida começou favorável para o Flamengo, com um First Blood nas mãos de Goku (Sylas), mas, logo em seguida o jogador Rubro-Negro foi punido por Envy (Corki) e Shini (Rek’Sai).

Com mais um pickoff, aos 11 minutos, em cima de Shrimp (Olaf) e Luci (Tahm Kench), os Intrépidos firmaram um domínio de início de partida. Na sequência, o caçador do FLA foi novamente pego fora de posição e foi iniciada uma luta 5×5 com dominância por parte da INTZ.

Estes confrontos foram suficientes para deixar o power spike de Envy muito à frente de seu tempo. A partir disto, a dominância só se tornou mais consolidada com outra luta aos 15 minutos.

Não só o Meio da INTZ ficou forte, como também, Tay e micaO (Varus) cresceram silenciosamente; o Flamengo não tinha mais como bater de frente com seus adversários, e por fim, não conseguiu segurar a partida a ponto de consolidarem suas forças. A INTZ, neste momento, virou o placar da Série a seu favor.

Jogo 4 – Vitória do Flamengo

No draft, o FLA já tinha definido sua prioridade na rota superior com as escolhas de Irelia e Sejuani para Robo e Shrimp. Logo nos primeiros minutos, quem realmente buscou brigar foi Shini (Rek’Sai) e seus companheiros, mas os Rubro-Negros cobraram a agressividade e abriram 3-1 no placar de abates.

Mesmo com Robo muito forte em seu early game, o Flamengo deixou a desejar no domínio do mapa com esta vantagem, e desacelerou suas investidas. Quando o Barão Nashor surgiu em Summoner’s Rift, a INTZ tentou uma jogada muito boa, tentando fazer o objetivo às escondidas – a tentativa foi muito válida devido à força de micaO (Heimerdinger) para levar este objetivo –, mas não teve sucesso.

Quem realmente fez o Nashor, na sequência, foi o Flamengo; após fazer o objetivo tranquilamente – sem contestação dos Intrépidos –, eles encaixam uma luta perfeita e marcam o primeiro ACE da partida. Com o bônus, eles aceleraram o jogo de 0 a 100 e abriram muito espaço na base adversária.

Após capitalizarem a vantagem, ainda utilizando o buff, eles conquistaram um pickoff em Envy (LeBlanc) e RedBert (Tahm Kench) aos 26 minutos, isto foi suficiente para eles fazerem um último avanço e conquistarem o GG. Tudo se igualou, novamente, no placar da Final.

Jogo 5 – Vitória do Flamengo

Apostando em uma Karma nas mãos de Goku, o Flamengo apresentou uma nova estratégia de composição. Robo (Irelia) conseguiu ficar forte novamente na partida, mas não tão fácil como na anterior, isso porque, Shrimp (Rek’Sai) optou por pickar algo com mais impacto no confronto isolado e não apostando tanto na sincronia com seu Topo.

A briga por visão foi intensa, mas o Flamengo se saiu melhor: conseguiram adquirir objetivos neutros e alguns abates. A dominância de mapa Rubro-Negra foi chegando aos poucos, e os Intrépidos não interviram a tempo. Todo o dano disponível de Robo e brTT (Kai’Sa) pode ser causado nas lutas, pois os carregadores contavam com a proteção de Goku e Luci (Rakan).

O primeiro Barão Nashor foi feito de maneira unilateral pelos Urubus, aos 23 minutos, após eliminar 3 adversários em uma luta no rio. As emoções estavam à flor da pele, e os Rubro-Negros, após conquistarem a vantagem grandiosa, não recuaram em momento algum; avançaram com o bônus do Nashor em mãos para a base dos Intrépidos, e finalizaram a partida.

FLA representará o Brasil no Mundial

CBLoL 2019 - Como o Flamengo conseguiu levantar o caneco na final contra a INTZ
BrTT e seus companheiros agradecem a vibração e torcida da Nação

Em Outubro inicia-se o maior campeonato de LoL do mundo, o 2019 League of Legends World Championship. Os Rubro-Negros irão representar o Brasil no evento, e logo traremos mais informações sobre como o mesmo funcionará. Fique ligado.

O CBLoL volta no próximo sábado (21/09) com a Série de Promoção. Confira o próximo confronto:

Série de Promoção – Sábado (21/09)

12h – CNB Esports Club x Vivo Keyd

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *