CBLoL 2019 – INTZ fala sobre superação e sobre o MSI em coletiva

14 de abril de 2019
Autor: Junior Candido

CBLoL 2019 - INTZ fala sobre superação e sobre o MSI em coletiva

A INTZ, para muitos, foi o azarão na final do CBLoL 2019. Porém, para a própria equipe, eles sabiam que poderiam vencer. Em coletiva de imprensa realizada logo após o final da conquista do título, os Intrépidos compartilharam um pouco de seus sentimentos, e sobre o fato de que estarão representando o Brasil no Mid Season Invitational.

O técnico Maestro foi um dos alvos preferidos dos jornalistas. Ele explicou, sobre o fato de não serem os favoritos, de que explicou para sua equipe de que eles também poderiam fazer história, durante a preleção. “Se a gente apagasse as luzes, a gente conseguia ganhar na briga. Eles não iriam ver a gente chegando e foi o que aconteceu”, compartilhou.

Também foi possível sentir, do lado Intrépido, um ar de alívio, por terem superado o Flamengo, após uma semana em que se ouvia, em muitos lugares, que os rubro-negros que seriam os campeões. Após o 3×0 da semifinal, muito se falava sobre um novo atropelo da equipe (que inclusive abriu a final com uma vitória avassaladora em 22 minutos).

“Eles estavam motivando a gente pra ganhar deles, basicamente”, disparou o Maestro, deixando claro que ele buscou usar de todas as mensagens que apareciam Internet afora para motivar seu time. Tay, por sua vez, afirmou que “se alguém falar que tem time melhor aqui no Brasil, é melhor eles virem para ganhar da gente”. Não havia ar de ressentimento quanto as declarações, mas sim de superação, em meio a tudo o que aconteceu, em todos os jogadores.

CBLoL 2019 - INTZ fala sobre superação e sobre o MSI em coletiva

A equipe confraternizando após a conquista

Tanto é que apesar de algumas farpas, a equipe preferiu falar sobre si própria, os treinamentos, o elemento psicológico, e, claro, do fato de representarem o Brasil no MSI. A INTZ assumiu que ainda não iniciou um planejamento para o torneio internacional, mas que querem trabalhar duro para darem o melhor de si. Questionados sobre o fato de que os brasileiros, tradicionalmente, vão muito mal nestas competições, Maestro explicou que, assim como nesta final, em que eles mostraram “não ter medo de ninguém”, buscarão levar este espírito para o Vietnã e a Taipei Chinesa, sedes do mundialito.

Outro alvo de perguntas foi Envy. Responsável por um Penta Kill e o grande nome na final, o jogador expressou humildade, ao afirmar que “não carregou sozinho” o jogo, e que a taça foi conquista pelo trabalho em equipe. “Você é trocável, tem que dar seu máximo todo dia”, continuou, deixando claro que, apesar do bom momento, respeita sua equipe e o fato de que uma fase ruim pode significar o banco de reservas. “O tanto de tempo que você fica treinando, que ninguém vê, é o que aconteceu hoje”, finalizou.

Com o título do CBLoL, a INTZ ganhou o prêmio de R$ 70 mil, e a vaga para o Mid Season Invitational, no Vietnã e Taipei Chinesa, entre os dias 1 e 19 de maio.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *