CCXP 22 anuncia sua programação de games com fliperamas, game arena e finais do CBCS, Just Dance e R6

9 de maio de 2022
CCXP 22 anuncia sua programação de games com fliperamas, game arena e finais do CBCS, Just Dance e R6

A CCXP apresentou suas primeiras grandes novidades para a edição de 2022 do evento, a primeira presencial desde 2019, quando a pandemia do novo coronavírus rendeu duas edições totalmente virtuais. Entre as atrações, a organização do evento apresentou o que será disponibilizado em games, em atividades que trazem de fliperamas até finais de grandes torneios.

A organização já confirmou as finais masculina e feminina do CBCS, o Campeonato Brasileiro de Counter Strike, as finais de Rainbow Six e também de Just Dance. Haverá, para os fãs de streamers, um espaço dedicado para fotos e autógrafos. E dentro do espaço, que será chamado de Tribo Game Arena, por ter o streamer Gaules comandando o local, também haverá uma área de fliperamas e arcades, em um espaço que promete referências aos anos 80 e 90.

Há também a confirmação de que o espaço para cosplayers será maior em comparação a 2019. Com a adição de um espaço para artistas que trabalham com cosplay comercializarem peças, adereços e trocar informações sobre o setor. Cosplayers famosos também terão um espaço para fotos e autógrafos no local, para interação com os fãs. Com a tradicional “parada de cosplays”, que já acontecia em outras edições, acontecendo também em 2022.

A CCXP 22 tem expectativa de receber mais de 300 mil pessoas em quatro dias de atividades, com seus ingressos e maiores informações, assim como as atrações já confirmadas, sendo oferecidas no site oficial.

Uma resposta para “CCXP 22 anuncia sua programação de games com fliperamas, game arena e finais do CBCS, Just Dance e R6”

  • 11 de maio de 2022 às 11:15 -

    Wesley

  • Mas já não temos a Brasil game show no mesmo local no mês de outubro … o evento deveria focar nos eu público de tiozões que gostam de séries filmes e HQs , igual a 2019 trazendo atores gringos para entrevistas, mas arriscam ser uma versão 2.0 da BGS que já tem tudo isso. Os sócios-propietários do local deveriam diferenciar bem os dois eventos como retirar os cosplayers e panini da BGS para assim serem eventos bem distintos no intervalo de 1 mês se não; todos vão a BGS e a CCXP vai ficar vazia.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *