CERO, órgão japonês de classificação etária, retomará atividades após um mês de portas fechadas

5 de maio de 2020
Autor: Junior Candido
CERO, órgão japonês de classificação etária, retomará atividades após um mês de portas fechadas

Após um mês sem receber nenhum lançamento novo em games, o Japão voltará a lançar jogos em lojas e plataformas digitais. A razão desta ausência de lançamentos foi o fechamento temporário do CERO. E sim, foi mais uma de muitas situações que abalaram o mundo dos games devido a pandemia de coronavírus.

O motivo de tudo isso é o seguinte: o CERO é o órgão japonês responsável por emitir as classificações etárias nos videogames. Como, em abril, a organização fechou suas portas, como medidas de precaução contra a covid-19, os novos games não foram classificados. E assim, não foram autorizados a serem comercializados no país.

O CERO anunciou que retomará suas atividades a partir de 7 de maio. Mas deixou claro que reabrirá suas portas com cuidados reforçados para prevenir o risco de contágio com o novo coronavírus. O Japão, ao contrário de outros países, registra números baixos de contaminados. Por lá, são, segundo dados oficiais, mais de 15 mil casos confirmados, e pouco mais de 500 óbitos.

Mesmo assim, o país segue em Estado de emergência de saúde, desde o dia 7 de abril, com várias restrições, que serão mantidas, ao menos, até o final de maio.

CERO fechada por um mês: entenda o caso

O CERO foi um de muitos órgãos e empresas que tiveram que se adequar ao estado de emergência no Japão. As medidas, em vigor desde o dia 7 de abril, buscam diminuir, como em todos os outros países, o risco de contágio excessivo com o coronavírus, o que pode ocasionar colapsos nos sistemas de saúde.

Como um grande pólo mundial de videogames, a indústria local sofreu grandes impactos com as medidas. O CERO, por exemplo, acatou as medidas, que, em um primeiro momento, durariam até o dia 6 de maio. Como meio de praticar o isolamento social, a decisão foi, durante um mês, encerrar suas atividades.

O CERO classifica os games no Japão da seguinte maneira: o órgão faz uma triagem de diversas regras éticas e de conduta nos games, o qual depois é avaliado por um juiz que visita os escritórios. Assim, o game ganha a sua classificação etária apropriada e só depois que está autorizado a ser comercializado.

Tal medida impactou não apenas games que tiveram que esperar um mês para receber a aprovação. Como também games que já estavam com seu processo em andamento, e tiveram que ser interrompidos. Mas o estado de emergência por lá é menos rigoroso do que em outros países, como a Itália, Espanha, ou os Estados Unidos.

O governo local estimula os seus cidadãos a permanecerem confinados e estabelecimentos comerciais foram fechados. Mas não proíbe a circulação de pessoas, e não oferece nenhuma penalidade, seja por multa, ou prisão, para quem está pelas ruas. O que permite, por exemplo, o trabalho em escritórios, desde que respeitem as regras de isolamento social.

Uma resposta para “CERO, órgão japonês de classificação etária, retomará atividades após um mês de portas fechadas”

  • 5 de maio de 2020 às 21:17 -

    Helinux

  • Espero que tudo volte como antes…o negócio tá feio!!!! Melhoras e melhorias para todos!!!! valeu!!!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *