Cinco games que NÃO precisam de um remake

23 de maio de 2022
Cinco games que NÃO precisam de um remake

Há muitos jogos aclamados por muita gente, em várias épocas, que sempre estão presentes em muitas listas de “jogos que merecem um remake”. Isso acontece pela curiosidade dos fãs em ver como aventuras antigas poderiam ser reproduzidas em consoles atuais.

Resident Evil 2 e 3, Final Fantasy 7, Demon’s Souls e tantos outros são alguns exemplos de games que foram refeitos, trazendo, para o bem ou para o mal, tais clássicos para os dias atuais, com o comportamento atual de indústria e jogadores.

Mas há games, na minha opinião, que não poderiam, em hipótese nenhuma, sair do passado em que estão. Acredito que poderia sim existir relançamentos e até melhorias. Entretanto, remakes, nem pensar.

Assim, para a gente conversar, separei cinco games que, no meu ponto de vista, jamais deveriam ganhar remakes, que deveriam ser jogados apenas em seus consoles originais, ou em relançamentos que, mesmo com melhorias, mantenham seus aspectos originais.

Chrono Trigger

Cinco games que NÃO precisam de um remake

O ‘Jogo dos Sonhos’ feito pelo ‘Time dos Sonhos’ foi feito por uma equipe especial, em uma época específica e que rendeu o resultado inesquecível justamente por causa disso. Partindo do princípio de que o raio não cai no mesmo lugar duas vezes, seria improvável acertar de forma tão precisa uma nova versão do game, mesmo se reunissem todos os cérebros responsáveis novamente.

Felizmente há meios de se jogar Chrono Trigger hoje, com versões na Steam ou para dispositivos móveis. E ele deveria estar nos consoles atuais, podendo até ser relançado junto com o recente remaster de Chrono Cross. Mas, também felizmente, o game disponível hoje é praticamente o mesmo dos anos 90, apenas com algumas melhorias que o game foi adquirindo com os anos, como nas versões de PlayStation ou Nintendo DS.

Mais do que isso, seria arriscar colocar na lata do lixo um produto tão específico, em um remake que, além de difícil, ainda conta com vários problemas técnicos, como a construções de vários mundos, que representam as várias épocas da história pelos quais os personagens viajam.

Silent Hill

Cinco games que NÃO precisam de um remake

Muito tem se especulado nos últimos dias sobre o retorno de Silent Hill. E que venham novos jogos, ou mesmo remakes dos clássicos. Menos do primeiro game. Não que a experiência seja ruim, mas pelo simples fato de que o primeiro game da série, lançado para o PlayStation original, foi desenvolvido naquela época, com aquelas circunstâncias e com as limitações do final dos anos 90.

Assim, elementos que se tornariam inesquecíveis dentro do game, como os puzzles, a falta de direção para qualquer coisa, os mundos paralelos que influenciavam o gameplay e principalmente o efeito de névoa, que foi a forma encontrada pelos desenvolvedores de superar a falta de capacidade de processamento do console da Sony, são elementos que devem ser jogados apenas no formato original.

Diferente de Resident Evil, que ganhou bons remakes que transformaram positivamente o game, em Silent Hill os recursos atuais, por melhor intencionados que fossem, jamais traria ao jogador a mesma experiência do jogo, como era em 1998. Quem sabe, com esta nova PlayStation Plus, o game enfim possa ser jogado novamente, mas em seus conceitos originais.

Zelda: Ocarina of Time e Majora’s Mask

Cinco games que NÃO precisam de um remake

Estes clássicos de Nintendo 64 foram lançados posteriormente e até melhorados, como no Nintendo Wii e no 3DS. Mas deveriam ficar apenas neste campo de melhorias, sem nenhum outro projeto envolvendo refazer as duas aventuras. O seu design e jeito de se jogar foi feito especificamente para o Nintendo 64, para o bem ou para o mal.

Em tempos nos quais não existia o controle de câmera pelo segundo analógico, os games conseguiam dar conta do recado com o botão Z, uma bela resposta para os primórdios do 3D nos consoles. Além disso, o formato dos personagens, mundos e cenários são muito característicos, o que dá a identidade necessária para o game.

Os jogos Zelda, pra falar a verdade, vive contando com “remakes” a cada nova versão, pois Hyrule e outros locais conhecidos sempre são reinventados, mas sem perder a essência. E isso já é o suficiente para que os games continuem em seus sistemas originais, recebendo apenas algumas melhorias quando for preciso.

Super Mario World

Cinco games que NÃO precisam de um remake

Ainda no mundo Nintendo, há quem queira, há tempos, um remake de Super Mario World, um dos games mais jogados de Mario em todos os tempos. Afinal, era um game que acompanhava o Super Nintendo, e foi garantia de diversão para muita gente. Hoje em dia, o game segue recebendo novas fases e até hacks que criam níveis praticamente impossíveis para a grande maioria dos jogadores.

A Nintendo sempre usa o Mario para apresentar as melhorias dos novos consoles, e raramente remasteriza os games do bigodudo de chapéu vermelho. O que faz com que o game, que foi feito para ser jogado no Super NES, continue sendo jogado no Super NES. Felizmente, hoje é mais fácil de se jogar o game, inclusive por meios oficiais, o que remove totalmente a necessidade de se refazer este clássico.

The Last of Us

Cinco games que NÃO precisam de um remake

O game da Naughty Dog, um dos preferidos da vida de muita gente, foi lançado em 2013, já havia sido um fenômeno na época, e potencializou tudo em um remaster, lançado em 2013. O segundo game, que também é querido pelos fãs de Ellie, Joel e tantos outros personagens, evoluiu bem os conceitos originais do game, mas ainda assim há quem diga que o game original precisa de um remake, menos de dez anos após seu lançamento original.

Se The Last of Us precisar ser refeito no futuro, esse futuro tem que ser bem distante. Em tempos de remasters, no qual teremos uma onda de “remasters de remaster” com as melhorias dos novos consoles (né, GTA V?), é mais fácil a Sony e a Naughty Dog “remasterizarem o remaster” de PS4, trazendo as devidas melhorias para o seu PlayStation 5, do que refazer do zero o game.

Que, vamos ser bem sinceros, não precisa. O simples fato do game, já em 2015, escapar da “prisão do PS3“, que não permite a reprodução nativa dos jogos deste console nos consoles mais atuais, já tira a necessidade de alguma novidade em relação a TLOU. E, considerando que o game, em 2013, já elevou o PlayStation 3 em toda a sua potência, é um game bonito e caprichado ainda hoje, e olha que estou falando ainda da versão original, não do remaster.

Qual é o game que você acha que não precisa de remake?

Concorda com esta lista? Ou acha que algum game acima mereceria sim algum remake? Qual outro jogo você acha que não deveria, jamais, contar com um projeto neste sentido? Vamos conversar a respeito. Deixe seu comentário com sua opinião ou sua lista de “jogos que não precisam ter um remake”.

2 Respostas para “Cinco games que NÃO precisam de um remake”

  • 23 de maio de 2022 às 22:57 -

    Helinux

  • Fico imaginando como seria Super Mario World nos moldes do N64, estilo 3D…seria interessante!!!! A maioria dos jogos de antigamente não precisa de uma versão Remake, acredito!!!! Silent Hill merecia mais atenção graficamente e em sua jogabilidade uma certa melhoria dos movimentos do personagem em si. Assim como no jogo The Revenge of Shinobi do Mega drive deveria ter aquele famoso dois toques para frente para o ninja correr…no qual existe a função no shinobi 3, ninja andando é uma piada!!!! Jogos antigos deveriam ter uma certa precisão em determinados movimentos, tempo do aperto do botão e aquela deslocação de quadros que existe em Super Mario 1 e Mega Man do NES…tudo bem, tecnologia da época 8 bits!!!! Assim como a galera do BSNES hoje em dia tenta corrigir aqueles gráficos quadriculados do MODE 7 do jogos de SNES…que existe uma versão beta que me surpreendeu, assim arredondando os sprites em movimento que existe no jogo F-Zero, Pilotwings, Super aleste e outros clássicos da era Super Nintendo!!!! Provavelmente um jogo que deveria ter um Remake na minha opinião seria: Metal Gear Solid do PS1…o jogo tá parado, a jogabilidade e os movimentos de Snake poderiam ser melhores e quem sabe uma versão no estilo Resident Evil 4, seria interessante também!!!! A verdade é que Metal Gear merece um filme há muito tempo!!!! valeu KRA do sofazinho!!!! fui!!!!

  • 11 de junho de 2022 às 12:36 -

    Guilherme

  • Concordo plenamente com seu comentário que TLOU não precisar de remake, pois é um jogo bonito ainda para o tempo atual. E os jogos que precisa de ser remasterizados são: God of War 1 e 2, Gta San, Doom e Shadow of The Colossus.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *