Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

16 de março de 2020
Autor: Gabriel Goedert
Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!
Foto: Riot Games BR

Nesta última semana de Circuitão destaco uma equipe além do notável crescimento de desempenho e sincronia da equipe do Santos, a Havan mostrou jogo também! Ainda de olho nos outros participantes, a RED continua inconstante e já apresenta uma performance preocupável, com risco de não conseguir chegar aos playoffs.

Fique por dentro do que ocorreu nas últimas rodadas:

Jogos de Segunda

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

Um jogo definido em lutas. Com 3 tanks, 1 iniciador e 1 carry, a Matilha veio com uma estratégia bem previsível para esta partida. Devido a isto, tiveram dificuldades diante das belas jogadas que os Dragões Azuis conseguiram criar, estabelecendo uma partida bem parelha entre as equipes.

Um dos fatores para a vitória da RED, foi a capacidade do elenco em conseguir comprar espaço para TitaN (Aphelios) e, dessa forma, que ele conseguisse causar tanto dano quanto deveria. O trabalho de visão da Matilha foi muito bem executado durante toda a partida, e isso foi um diferencial para os controles de objetivo e iniciações de lutas. Destaque para o jogador Sky (Galio), o qual foi muito importante para segurar as entradas da Falkol e absorver pressão para que o seu atirador brilhasse na partida. 

A dificuldade da maioria das equipes em transicionar a vantagem do early para o mid game apareceu novamente nesta partida, e isso quase custou o jogo para a RED. Buggax (Gangplank) conseguiu ficar muito forte para segurar o jogo para a sua equipe, mas isto não garantiu a partida, a qual se definiu nas lutas bem executadas pela RED. Com as janelas para iniciação muito bem exploradas e TitaN livre pra bater nas últimas lutas, os Raposas foram superiores.

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

Os Santistas conseguiram montar uma bela estratégia ao decorrer do jogo e foram quem ditaram todo o ritmo dessa partida. A ITX sofreu do começo ao fim, só garantindo duas eliminações e nenhum objetivo no jogo.

O elenco do Santos trouxe um desempenho que é consequência de uma evolução que a equipe conseguiu adquirir jogo a jogo no Circuitão. Atuaram em conjunto e mostraram muito de suas forças individuais. Vitória tranquila.

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

A Havan conseguiu ter uma leitura boa de jogo e conseguiu abusar dos seus teleports para equilibrar a vantagem de rotação após um bom início de partida pela Team oNe. A presença do Brucer (Rumble) foi completamente oprimida por dyNquedo (Sylas), fazendo com que as rotações dos Catarinenses fossem muito recompensadoras.

Hidan (Sett) executou muito bem o seu trabalho de flanco durante as lutas e flare (Ezreal) conseguiu encaixar seu dano em conjunto da iniciação e proteção de seus companheiros. O jogo não foi definido em lutas, mas, durante elas, a ONE penou em não ter alguém para segurar o dano vindo de seus adversários.

A Havan conseguiu aproveitar suas pequenas vantagens de pressão de mapa para, metodicamente, abrir muita vantagem em objetivos e ir pressionando pouco a pouco os Golden Boys em sua base.

Aos 30 minutos de partida, o elenco da Team oNe já não conseguia mais lidar com o poderio vindo do lado oposto e tinha que contar com um momento perfeito para tentar virar a partida, o que não ocorreu.

Jogos de Terça

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

A Falkol conseguiu a sua redenção no segundo dia da semana do CD. A vantagem do level 1 com o first blood nas mãos de Evrot (Syndra) foi essencial para a ameaça que os Dragões Azuis conseguiram causar na partida. Com a pressão na rota do meio, Bgob (Lee Sin) não conseguiu garantir um foco na rota superior para parar o crescimento de Buggax (Vayne) e este realizou o seu snowball individual.

A escolha de Vayne para Buggax foi inusitada, mas o trabalho em equipe garantiu para que a sua composição não precisasse focar no crescimento do atirador do topo, mas sim em crescerem individualmente com a vantagem global e aplicar todo o dano possível durante as lutas. O posicionamento das sentinelas para ampliar a visão no mapa foi bem executado e os Dragões Azuis conseguiram sair por cima da derrota do dia anterior.

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

Jogão por parte da Havan. Desde o draft, optando por escolhas seguras e de controle, conseguiram trabalhar as suas vantagens e rodar o jogo de acordo com seu ritmo. A RED não iniciou bem, Revolta (Lee Sin) ficou apagado e, no momento de segurar o jogo para seus carrys crescerem, a Matilha não conseguiu parar o avanço de seus adversários.

Hidan (Ornn) absorveu muita pressão, fez um posto de segurança, foi muito efetivo nas lutas e sabia o que e quando fazer as suas iniciações. Do outro lado, Woodboy estava lá para segurar o bode, mas a Havan não contava somente com essa peça para fazer o seu jogo e suas batalhas rodarem. Cariok (Rek’Sai) foi a engrenagem que trouxe ritmo ao avanço dos Catarinenses e, com a vantagem que dyNquedo (Zoe) conquistou na rota e em seus roamings, ficou muito mais tranquilo para o caçador da Havan estipular as estratégias e obliterar a Matilha. 

Exceto pelo primeiro dragão, a HL controlou o jogo por completo, garantiu todos os objetivos e terminou com um placar de 13×0 em abates, finalizando a partida em menos de 30 minutos.

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!

O elenco do Santos brilhou novamente e garantiu a sua segunda vitória da semana. A ONE fez boas rotações e procurou a criação de jogadas, mas essa proatividade deu vantagens para eles somente no início da partida. Eles conseguiram dominar o mapa, mas não foram capazes de trabalhar o controle do terreno e a sincronia nas lutas.

Os Santistas penaram com o avanço inicial de seus adversários, mas souberam jogar muito bem nos erros dos Golden Boys e brilharam no controle de visão. Isto deu total vantagem a eles quando precisavam lutar recuados ou iniciar jogadas em alguns momentos.

Rainbow (Viktor) cresceu muito diante da virada de sua equipe. E a paciência do elenco do Santos foi primordial para garantir outra vitória e manter a liderança na tabela do campeonato.

Segue o líder!

Circuito Desafiante – Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança!
Havan desempenha bem e empata com a Falkol na vice-liderança. Foto: Riot Games BR

O Circuito Desafiante volta no dia (16/03) às 21h. Confira quais são os próximos jogos:

Rodada 7 – Segunda-feira (16/03)

21h – Havan Liberty x Intergalaxy Tigers

22h – Santos HotForex e-Sports x Falkol

23h – RED Kalunga x Team oNe

Rodada 8 – Terça-feira (17/03)

21h – Santos HotForex e-Sports x Havan Liberty

22h – Falkol x Team oNe

23h – Intergalaxy Tigers x RED Kalunga

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *