Enfim descobriram a causa da IA ruim de Aliens: Colonial Marines – Uma única letra

16 de julho de 2018
Autor: Renan do Prado

Enfim descobriram a causa da IA ruim de Aliens: Colonial Marines - Uma única letra

Há 5 anos atrás era lançado um dos mais infames games da história, um tão envolvido em problemas que ficou marcado na memória até daqueles que nunca o jogaram, um game que prometeu tanto… e entregou algo péssimo. É claro que estamos falando de Aliens: Colonial Marines.

Se você esteve a deriva pelo espaço num módulo de fuga com seu gato nos últimos 5 anos (entendeu a referência?) e não sabe da treta com o game, aqui vai um breve resumo: Colonial Marines foi anunciado em 2006 pela Sega, sendo revelado que o game seria produzido pela Gearbox, o mesmo estúdio de Borderlands. 6 anos se passaram, com o game sendo adiado várias vezes, até enfim ser lançado, sendo um game realmente bem ruim. O game tinha Aliens e NPCs humanos com péssima IA, uma aventura que mais parecia um shooter genérico e o pior, tinha um enredo mediano que seria incluído no cânone da franquia de cinema.

Enfim descobriram a causa da IA ruim de Aliens: Colonial Marines - Uma única letra

Acontece que quando foi revelada a razão do game ter sido tão ruim, a coisa piorou ainda mais. Resumidamente, a Gearbox, que deveria produzir o game, contratou 3 outros estúdios para terceirizar sua produção, pois a Gearbox estava mais interessada em fazer seus outros games (como o próprio Borderlands) do que trabalhar no game ao qual foram contratados pela Sega. E pior, o estúdio estava usando o dinheiro da Sega para seus próprios projetos, deixando Colonial Marines completamente de lado.

Sega não gostou nada disso e deu um ultimado: Ou o game é lançado, ou a briga vai ser na justiça. A Gearbox então acelerou os outros estúdios a terminarem o game rápido, mas como a produção não estava indo nada bem, decidiu lançar tudo do jeito que estava e segue o jogo. E no fim, deu no que deu, a Gearbox foi altamente massacrada por suas atitudes, e o game foi duramente criticado.

E hoje, cinco anos depois, enfim foi descoberta a razão de um dos grandes problemas do game, a péssima IA dos Xenomorphs. E sabe o que fazia os Aliens serem tão burros? Uma única letra errada no código do game! Exatamente! Antes de seu lançamento, foi prometido que os Aliens seriam muito inteligentes, eles flanqueariam o jogador, utilizariam dutos de ar e buracos para se esconder e fugir de tiros, seriam agressivos e imprevisíveis. Mas na prática, eles apenas vagavam sem rumo pelos cenários, corriam de frente para o jogador apenas para servir de esponja de balas e não ofereciam desafio algum ao jogador.

E sabe o porque disso? Por causa dessas duas linhas de código abaixo:

ClassRemapping=PecanGame.PecanSeqAct_AttachXenoToTether ->

PecanGame.PecanSeqAct_AttachPawnToTeather

Note as últimas palavras das duas linhas. A primeira termina em “Tether” que está certa. E a segunda termina em Teather“, com um “A” a mais. Essa única letra A extra foi o que “emburreceu” todos os aliens do game. Esse erro foi descoberto no final do ano passado, mas apenas nesse ano os jogadores resolveram testar.

Ao se corrigir a linha de código removendo esse A, toda a IA prometida para os Xenomorphs entra em ação. Toda a programação que foi jogada no lixo enfim se torna real, com os Aliens se tornando muito mais agressivos, usando os cenários a seu favor, flanqueando os jogadores, escalando as paredes e os tetos e não mais correndo inutilmente para a frente apenas para morrerem.

Um compilado de alguns dos vários problemas de Colonial Marines

Na época, ninguém queria comentar detalhes da produção do game, para explicar o que saiu errado na IA dos personagens do game. E no fim das contas um único erro de digitação foi o que causou tudo isso, sendo bem impressionante como esse mínimo mas mortal erro conseguiu passar o controle de qualidade do game e chegar até os consumidores finais.

Ainda assim, Aliens: Colonial Marines é um game com outras falhas graves. Em nossa análise do game lançada lá em 2013 comentamos que não é um game terrível, ele é jogável, mas seus problemas ocultam suas qualidades. Mas ainda assim, quem diria que uma única letrinha conseguiu causar tanto estrago assim!

(Via: Rock Paper Shotgun)

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *