Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: The Wolf Among Us

30 de dezembro de 2014
Autor: Diana Cabral

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: The Wolf Among Us

Concorrente de peso no Game Awards 2014, com um apurado roteiro e uma jogabilidade que prende sua atenção do início ao fim, celebre conosco um dos grandes jogos deste ano: The Wolf Among Us.

A Telltale Games já se estabeleceu como uma grande produtora de jogos point and click e, cada vez mais, mostra seu talento em transportar para várias plataformas de videogame histórias que recheiam o imaginário geek, sejam elas saídas de HQs, livros e de qualquer outra mídia.

Uma delas é a adaptação dos quadrinhos de Fables, The Wolf Among Us, ambientado em uma cidade que faz alusão a Nova York, chamada de Fabletown, habitada por diversos personagens dos contos de fadas, que abandonaram sua terra natal por necessidade.

Na pele do então detetive Bigby Wolf (o Lobo Mau em carne e osso), você é responsável por decifrar uma série de assassinatos que ameaça a pouca paz dos habitantes de Fabletown, bem como sua necessária camuflagem dos mundies, termo informal para mundanes — os seres humanos.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: The Wolf Among Us

O roteiro é intrigante e bem construído. Quanto mais respostas e mais pistas Bigby encontra, através de suas escolhas, mais densamente você é levado a mergulhar no sombrio mundo desses personagens, e como eles lutam para se adaptar a um mundo sem magia e onde eles devem buscar uma forma de sobreviver.

Muitos personagens são apresentados no decorrer dos cinco episódios do jogo (cujas análises você encontra aqui na Arkade), preenchendo o Book of Fables e revelando um pouco de seu passado, antes da devastadora mudança de cenário e de situação. Cada personagem é apresentado com um foco, um possível papel na intriga.

Cabe a você escolher, tal como em The Walking Dead, quem virá em primeiro lugar, quem você quer do seu lado, quem você ajudará e, da mesma forma, quem ficará de lado, em quem você não vai confiar…

O jogo induz o jogador a rever suas próprias decisões, até mesmo o faz se arrepender de algumas escolhas, chegando a duvidar delas. Tudo gera uma possibilidade de perda, seja da confiança de um personagem, ou da veracidade do que se descobre. Não há certo ou errado em The Wolf Among Us, há resultados para as suas decisões.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: The Wolf Among Us

Não poderíamos deixar de falar de um dos charmes do jogo que é o clima noir de investigação, com direito a muitos drinks, filetes de fumaça de cigarro, telefones analógicos, ventiladores de teto e a divertida ironia dos diálogos. Fabletown é como um submundo perdido e decadente, povoado por personagens com esperança e outros cheios de frustração e dor por não estarem em sua Homeland — moradia original dos seres de contos de fadas.

Enquanto que nos primeiros episódios há um ritmo cadenciado de ação e investigação, com picos de adrenalina nas horas frenéticas, quando as decisões devem ser mais rápidas, e calma e concentração nos momentos investigativos e de análise de provas, no último episódio vivenciamos a máxima tensão do game, com as lutas e a própria revelação do caso perseguido por nosso protagonista. E uma surpresa no final: nada termina como num conto de fadas.

Especial Arkade Melhores Jogos do Ano: The Wolf Among Us

Experimente este que é um dos melhores jogos do ano para uma imensidão de jogadores, que tiveram a oportunidade de vestir a capa de Bigby Wolf e desvendar um pouco dos mistérios de Fabletown. E que o ano de 2015 traga mais do melhor da Telltale Games (Que já anunciou Minecraft como uma de suas próximas iniciativas).

 

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *