F1 2019 – Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc

2 de setembro de 2019
Autor: Junior Candido
F1 2019 - Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc

Há poucas unanimidades na Fórmula 1. E uma destas raras situações acontece na pista de Spa Francochamps. O GP da Bélgica é, há muitos anos uma das corridas preferidas de pilotos, equipes e público. Se não é a pista preferida de alguns, ninguém questiona seu traçado. Nos games F1, por exemplo, sempre que a pista aparece em votação, é a eleita pela grande maioria dos jogadores.

Além disso, é uma das provas mais tradicionais. Com poucas exceções, está presente no calendário da F1 desde 1950, com a grande maioria das corridas em Spa, e algumas em Zolder. Spa também recebe corridas desde 1925, com corridas válidas pelo Campeonato Europeu de Automobilismo.

Como circuito, Spa oferece diversos desafios para todos os pilotos. Além de ser o maior traçado da Fórmula 1, os pilotos tem a reta enorme Kemmel, além de curvas como a Lei Combes e Pouhon, além da icônica Eau Rouge, que faz parte de quase 30 segundos com o pé cravado no acelerador. Assim, é preciso pensar bem antes de fazer o acerto ideal no carro.

F1 2019 - Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc
O circuito mais longo da Fórmula 1, com apenas 44 voltas

Charles Leclerc, o pole da corrida, em comunicado divulgado pela Ferrari, expressa o sentimento de quase todos os pilotos: “Eu realmente gosto desse circuito e gosto de dirigir aqui. A pista é bastante longa, tem todos os tipos de curvas e há um fluxo único. Sendo rápido nas retas, podemos ter boas oportunidades para ultrapassar na corrida. Os últimos GPs foram fantásticos, com muitas batalhas.”

Embora as retas sejam tentadoras para acertar um carro feito pra ganhar velocidade, as partes travadas da pista exigem um equilíbrio maior no acerto. Assim, você tem como grande desafio, fazer um carro responsivo para a segunda parte do circuito, mas que aproveite bem as retas, garantindo boa velocidade.

Aqui tem um — ruim — exemplo do começo da pista belga, mas não no F1 2019, e sim em Assetto Corsa, em simulador da Pro Racing Simuladores, na BGS 2017.

A dica na pista da Bélgica é adequar o melhor acerto com o seu estilo de pilotagem. Nós trazemos aqui uma sugestão de acerto, mas sinta-se livre para ir testando mais e mais. Quanto mais agressivo você for, aposte em uma configuração que te permita ganhar mais tempo nas retas. Ou seja mais conservador e evite acidentes ao forçar demais. A escolha é sua:

  • Asa dianteira: 6
  • Asa traseira: 11
  • Diferencial aceleração ativa: 65%
  • Diferencial aceleração inativa: 100%
  • Cambagem dianteira: -3.10
  • Cambagem traseira: -1.60
  • Toe dianteiro: 0.11
  • Toe traseiro: 0.41
  • Suspensão dianteira: 5
  • Suspensão traseira: 3
  • Barra estabilizadora dianteira: 9
  • Barra estabilizadora traseira: 7
  • Altura frontal: 4
  • Altura traseira: 4
  • Pressão do freio: 88%
  • Balanceamento dos freios dianteiros: 56%
  • Pressão nos pneus dianteiros: 23.4 psi
  • Pressão nos pneus traseiros: 21.1 psi

Leclerc vence pela primeira vez na F1, em um final de semana marcado pela morte de Anthoine Hubert, na F2

F1 2019 - Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc

Após um fim de semana com domínio da Ferrari, tivemos um grid com Leclerc em primeiro, e Vettel em segundo. As expectativas estavam focadas na equipe italiana, uma vez que nenhum carro vermelho havia vencido em 2019, e diversos problemas na primeira metade do campeonato atrapalharam ambos os pilotos.

Mas, não há como medir o trágico incidente, ocorrido logo após o treino de classificação. Na F2, um gravíssimo acidente, envolvendo cinco carros, tirou a vida de Anthoine Hubert. O piloto, da academia Renault, foi atingido em T por Juan Manuel Correa, após um incidente na subida da Eau Rouge. Correa já está fora de perigo, e tem previsão de ir aos Estados Unidos, para tratamento, ainda nesta semana.

F1 2019 - Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc
Hubert tinha potencial para chegar à Fórmula 1 muito em breve.

Com um grid em luto, Leclerc largou bem, e não liderou a prova apenas durante a parada nos boxes. Por estar com um carro melhor, a equipe pediu para Vettel, que havia ganhado a liderança após a parada, dar passagem a seu companheiro. A passagem se mostrou certa, pois Hamilton melhorou muito após a parada, ultrapassou Vettel, e incomodou Leclerc, chegando à última volta com cerca de 1.5 segundo de diferença.

Leclerc, obviamente, não comemorou da maneira devida. Em luto, especialmente pelo fato de Hubert fazer parte da mesma geração de pilotos jovens os quais ele faz parte, o piloto monegasco não estourou a champanhe e fez questão de mostrar um detalhe em seu carro, que homenageava o piloto francês.

A Fórmula 1 volta já nesta próxima semana, em Monza, no GP da Itália.

2 Respostas para “F1 2019 – Acelerando no GP da Bélgica, em prova vencida por Leclerc”

  • 2 de setembro de 2019 às 21:39 -

    Helinux

  • O GP da Bélgica ficou marcado…marcado de coisa boas, coisas ruins e coisas da vida que infelizmente não podemos prever e voltar no tempo. Foi uma ótima corrida, mas eu sou contra: ¨Por estar com um carro melhor, a equipe pediu para Vettel, que havia ganhado a liderança após a parada, dar passagem a seu companheiro.¨ valeu galera gamer!!!!

    • 6 de setembro de 2019 às 18:16 -

      Junior Candido

    • Eu também sou contra, em 90% dos casos. Mas, aqui, permitiu ao Leclerc disparar na liderança e vencer. Se ele segurasse mais um pouco, talvez Hamilton, que vinha bem depois do pit-stop, poderia acabar ganhando a prova. Valeu!!

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *