Fórmula 1 conheceu o seu primeiro campeão mundial de eSports

27 de novembro de 2017
Autor: Junior Candido
Fórmula 1 conheceu o seu primeiro campeão mundial de eSports

Com emoção, polêmicas e tudo o que a Fórmula 1 apresentava em sua era de ouro, com Senna, Piquet, Mansell e todos os outros, a categoria conheceu o seu primeiro campeão mundial de eSports. Trata-se do britânico Brendon Leigh, que disputou de maneira dramática a vitória com o chileno Fabrizio Donoso até a última volta, com uma ultrapassagem polêmica, que precisou passar por uma análise profunda da comissão de arbitragem, que deu parecer favorável ao britânico.

Desde que a Liberty Media assumiu a Fórmula 1, iniciativas variadas foram inseridas para tornar a categoria mais moderna, se aproximando de espectadores mais jovens e, com o eSport, a F1 conseguiu atrair diversos amantes da velocidade virtual, além de trazer emoção suficiente para lembrar dos bons e velhos tempos, em contraste com a chata corrida com os carros “de verdade”, em Abu Dhabi, já com o campeonato de pilotos e construtores definidos.

Já pelos lados do eSport, as faíscas comiam soltas, com as três corridas que definiram o campeão. Na primeira corrida com a pista de Gilles Villeneuve, no Canadá, vitória de Brendon. Já na segunda corrida, em Spa-Francorchamps, o britânico terminou em oitavo e permitiu que o chileno, quarto na prova, alcançasse o primeiro lugar, deixando o tudo ou nada para a última corrida, realizada na Yas Marina virtual.

Na última corrida, chileno e britânico disputaram de maneira dura a vitória, com Donoso na liderança. Na última volta, Brendon partiu para cima e forçou o chileno a defender sua posição, passando reto na curva e dando a vitória ao britânico. A manobra podia ser passível de punição, por isso foi analisada pela equipe de arbitragem que, após um bom tempo vendo e revendo a manobra, deu o parecer, a vitória e o título a Brendon.
A modalidade fez tanto sucesso que Fernando Alonso, bicampeão mundial da F1, aproveitou o GP de Abu Dhabi para anunciar a sua própria equipe de eSports, a FA Racing G2 Logitech. A equipe disputará torneios e ligas de corridas virtuais, e, de acordo com o piloto, não o terá como participante direto, sendo “finalmente um diretor de equipe”, como ele brincou durante o anúncio.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *