Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

5 de setembro de 2011
Autor: Rodrigo Pscheidt

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Embora não tenhamos realizado nenhuma pesquisa aprofundada sobre o assunto, é fato que gamers, geeks e nerds geralmente se interessam por obras cujo tema é a fantasia medieval. Toda a equipe Arkade assistiu Game of Thrones e está lendo os livros da série. Como a gente gostou muito do que viu, preparamos esta matéria especial para tentar te convencer a fazer o mesmo. Acredite, você não vai se arrepender!

Produzida pelo canal de TV americano HBO, o seriado adapta a elogiada série de livros A Song of Ice and Fire (conhecida no Brasil como As Crônicas de Gelo e Fogo), obra do autor estadunidesne George Raymond Richard Martin.

O primeiro livro da série foi lançado nos EUA em 1996, recebeu críticas positivas e prêmios literários. Originalmente planejada como uma trilogia, a série literária foi ganhando tanta força que acabou se extendendo, e atualmente já conta com 5 livros publicados (o mais recente, A Dance With Dragons, acaba de ser publicado nos EUA). Mais dois livros devem ser lançados nos próximos anos, o que deixará a obra com um total de 7 volumes.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

George R. R. Martin, o autor dos livros

Embora a série só tenha sido lançada neste ano, a HBO já detinha os direitos pela obra desde 2007. Felizmente, a emissora é reconhecida pela qualidade de seus programas, e isso fez a espera valer a pena. Além de contratar um bom time de roteiristas e produtores (David Benioff, D. B. Weiss, Jane Espenson e Bryan Cogman), o canal chamou o próprio autor dos livros para ocupar o posto de co-produtor executivo, sendo que ele também assina o roteiro de alguns episódios e cuida para que o material original de sua obra seja respeitado.

Para adaptar uma obra tão rica à televisão, atenção aos detalhes e fidelidade são aspectos fundamentais. A produção passou meses viajando por diversos lugares do Reino Unido – principalmente a Irlanda – para encontrar locais compatíveis com o tema épico da série. Além disso, para a criação do idioma da tribo Dothraki a HBO contratou David J. Peterson, presidente da Language Creation Society (isso mesmo, existe uma organização voltada apenas para a criação de idiomas fictícios!), que desenvolveu mais de 2 mil vocábulos, fonemas e regras para este complicado idioma. Já existe até mesmo um site (www.dothraki.org) para os fãs da série que quiserem se aprofundar no estudo desta língua.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Kharl Drogo e Daenerys

O resultado deste longo e cuidadoso processo de criação foi ao ar na TV norte americana no dia 17 de abril, e foi um enorme sucesso, atraindo mais de 4 milhões de espectadores logo no primeiro episódio. Com este resultado, apenas dois dias depois da estreia o presidente de programação da HBO, Michael Lombardo, anunciou que uma nova temporada da série já estava confirmada, para a alegria dos fãs.

Embora seja invariavelmente comparada à outras grandes obras de literatura fantástica – como o clássico O Senhor dos AnéisGame of Thrones apresenta uma trama muito mais adulta e acompanha os bastidores do poder e a eterna rivalidade de algumas famílias que almejam colocar um representante de sua linhagem no famoso Trono de Ferro. A narrativa é permeada por jogos de interesse e temas pesados como honra, traição, adultério e incesto. Há muito erotismo e violência em Game of Thrones, mas por trás de toda cena que envolve nudez ou uma garganta sendo cortada, há uma grande história sendo desenvolvida, e esta é a principal estrela de Game of Thrones.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Mapa político do continente de Westeros

Isto fica evidente pelo simples fato de não termos apenas um protagonista, mas vários. Um deles é Eddard “Ned” Stark (Sean Bean, o Boromir de O Senhor dos Anéis), o patriarca da família Stark e Guardião do Norte. Ele é escolhido para ser a Mão do Rei, um posto importante cobiçado por muitos. Embora não tenha interesse no cargo, Ned acaba aceitando-o pela amizade que tem com o Rei Robert Baretheon (Mark Eddy, ator que já foi o Fred Flintstone nos cinemas!), um monarca fanfarrão que só quer saber de festa e bebedeira.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Eddard Stark, a Mão do Rei

Logo fica claro para Ned que ser a Mão da Rei é um verdadeiro fardo a ser carregado. Ao ser introduzido aos bastidores do poder na capital do reinado, ele percebe que o perigo está por todos os lados, enquanto uma silenciosa batalha de conflitos e interesses se desenrola debaixo das barbas do Rei.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Cersei Lannister, a Rainha

Enquanto Ned se vira para auxiliar o Rei, a história acompanha outros integrantes de sua família que vivem seus próprios dramas. Mas é claro que nem só de Starks é feito o intrincado enredo de Game of Thrones, pois acompanhamos também os passos de outras famílias, como os Lannisters. Cersei (Lena Headey, que viveu a Rainha Gorgo no épico 300) é a bela e ambiciosa Rainha esposa do Rei Robert. Ela é irmã gêmea de Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau), um cavaleiro da guarda real arrogante e inescrupuloso.

O destaque da família Lannister é sem dúvida Tyrion, o anão. Nascido em berço de ouro, Tyrion não foi agraciado com a altivez e a beleza típicas de seu sangue. Justamente por isso tratou de treinar seu cérebro ao invés de seus músculos. Sábio e oportunista, Tyrion é sem dúvida um dos personagens mais interessantes da série, pois mesmo tendo uma moral questionável, consegue se safar das mais variadas situações graças à sua rapidez de raciocínio e facilidade com as palavras. Fãs e críticos de TV torcem para que o ator que dá vida a Tyrion, o americano Peter Dinklage, ganhe um Emmy por sua brilhante atuação.

Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir

Tyrion Lannister, o anão

Outra família importante na série é a Targaryen. O antecessor de Robert no Trono de Ferro foi um Targaryen, logo, o trono deveria ser de seu filho mais velho, já falecido. Assim, a sucessão caberia à Viserys (Harry Lloyd), um jovem ambicioso que passou os últimos 15 anos viajando pelas Terras Livres com sua jovem irmã, Daenerys (Emilia Clarke). Querendo voltar à Westeros reivindicar seu trono, ele oferece a própria irmã como esposa ao comandante dos Dothrakis, uma tribo de bárbaros que pode lhe ceder o exército que ele precisa para se tornar rei.

É complicado falar da trama de Game of Thrones sem entregar spoilers, então vamos parar por aqui. Mas, fica a dica, caro leitor: se você se liga em fantasia medieval e quer uma obra que alie estes temas à altas doses de violência e uma trama excepcional, com ótimos personagens e temas pesados, não deixe de conferir Game of Thrones. A primeira temporada terminou recentemente, mas a segunda já está sendo produzida, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2012.

http://youtu.be/QT_TWv5UEqU

Este artigo foi originalmente publicado na edição 26 da revista Arkade.

 

31 Respostas para “Game of Thrones: o seriado épico que todo gamer deve assistir”

  • 5 de setembro de 2011 às 17:02 -

    leandro(leon belmont) alves

  • parece ser bom, mas eu não tenho antena parabólica para assistir. :(

    • 5 de setembro de 2011 às 18:07 -

      oldman

    • vc nao tem internet pra fazer download?

      • 5 de setembro de 2011 às 20:41 -

        Sidnei M

      • OWNED!!!

      • 6 de setembro de 2011 às 13:39 -

        KING OF KINGS

      • ah cara eu tbm nao tenho parabolica e esse negocio de fazer download ate vc achar um lugar pra fazer ja ta na 4 temporada ainda mais que vai estrear

    • 5 de setembro de 2011 às 22:48 -

      Bruno

    • Eu não tenho HBO liberado… maldita Sky!

  • 5 de setembro de 2011 às 17:18 -

    Dream

  • Melhor série da atualidade!

    • 6 de setembro de 2011 às 17:10 -

      Raphael Cabrera

    • Eu diria de todos os tempos.

      • 6 de setembro de 2011 às 18:33 -

        Rorre

      • Eu diria de todos os tempos.

  • 5 de setembro de 2011 às 17:45 -

    Jean

  • Assisti a primeira temporada.
    É FANTASTICO!!!

  • 5 de setembro de 2011 às 17:46 -

    Joao

  • Nunca vi, mas parece ser legal msm

  • 5 de setembro de 2011 às 17:48 -

    Andrei Souza

  • SEM comentarios e realmente muito bom,so olhando pra ter uma ideia!

  • 5 de setembro de 2011 às 18:57 -

    Zuliaman

  • Assisti quando li na revista e viciei! Vi a 1a temporada e vou comprar os livros.

  • 5 de setembro de 2011 às 19:37 -

    Jason

  • Assistam mt bom, alem de ter uma bela história tem mt sexo e sanguinolência nesse seriado.

  • 5 de setembro de 2011 às 20:00 -

    Lipeses

  • Assisti o primeiro capítulo e fiquei muito puto com o que acontece, mas é muito bom o seriado mesmo =).

  • 5 de setembro de 2011 às 20:15 -

    Kiro

  • parece ser muito bom, mas nao tem como eu pagar a HBO aki xD q pena

  • 5 de setembro de 2011 às 20:50 -

    Helu

  • Amo a série e os livros e adorei o post, descreveram melhor o mundo de Westeros do que a maioria das mídias descreveu :P. Amei esse mapa politico, não conhecia!

  • 5 de setembro de 2011 às 23:47 -

    Renan

  • Parece muito bom mesmo!!!

  • 6 de setembro de 2011 às 09:53 -

    Gabriel Rocha

  • Assisti a toda a primeira temporada e na “minha opinião”, Game of Thrones é uma série……….hmmmm….. “boa”.

    Não é uma série “revolucionária” com relação a conteúdo, da mesma forma que é uma produção inegavelmente espetacular com relação a sua estética, cenários e figurinos perfeitos.

    Existe um apelo sexual que eu chamaria de “terrivelmente alto” e quase sempre desnecessário durante toda a série (o que muda nos últimos 3 episódios) portanto, cuidado ao assistir a série com namoradas, esposas e “amigas”, a série é bem machista neste ponto e pode ofender uma parte das espectadoras.

    Não li nenhum dos livros, ainda não tenho vontade de ler, mas reforço, esta é a minha opinião sobre a série de TV Game of Thrones, recomendo sim que assistam e tirem suas próprias conclusões.

    • 6 de setembro de 2011 às 17:15 -

      Raphael Cabrera

    • Discordo completamente da sua opinião.
      Ao contrário de séries que apelam ao sexo, Game of Thrones encaixa o sexo onde deve ser encaixado – com todo o seu lado bom e mau – e a sensualidade também. Mas isto é o de menos, os diálogos são extremamente inteligentes, assim como todo o resto da trama, o que deixa até mesmo toda a excelente estética dos cenários, figurinos e atuação em segundo plano.

    • 8 de setembro de 2011 às 13:09 -

      Lucas

    • Tbm achei apelativo qnto ao sexo, mas isso não chega a tirar o brilho do enredo.

    • 26 de dezembro de 2011 às 00:42 -

      João

    • A história tem como base a Era Medieval, seu tosco. Os costumes e ideais os quais a série é embasada são completamente diferentes do quais nossa socieade preserva. Para de ser mimimi, GoT tem a história mais foda dentre todos os seriados, portanto não ache que as cenas de sexo são apelativas, fazem parte do contexto. Ou você acha que na Idade Média não existiam os bordeis, as traições, incestos e etc.? Aprima seu senso crítico, garoto puritano…

      “a série é bem machista neste ponto e pode ofender uma parte das espectadoras.” Nossa, você só falou merda, mas nessa frase você cagou tudo.

  • 6 de setembro de 2011 às 13:26 -

    HIGH SUMMONER

  • altas cenas de sexo e putarias,foda to o aguardo da segunda.

    • 6 de setembro de 2011 às 13:40 -

      KING OF KINGS

    • oopa ai eu gostei

  • 6 de setembro de 2011 às 13:38 -

    Gaspar

  • Mto bom os livros e a série

  • 6 de setembro de 2011 às 17:09 -

    Raphael Cabrera

  • O livro é considerado a obra mais importante de fantasia desde O Senhor dos Anéis.

  • 6 de setembro de 2011 às 18:32 -

    Rorre

  • Grande saga!!!!

    Via a seria na HBO e achei estupenda… comecei ontem a ler o Livro I e estou achando sensacional!!!!

  • 7 de setembro de 2011 às 07:21 -

    silva

  • Eu não gosto dessas coisas apelativas, pq tem aspectos q são condenados em nossa sociedade, que existem e todo mundo ignora, mas é agraciado em filmes. Ae o pessoal quer condenar o mangá… Dá pra entender? Algumas pessoas vão dizer que é histórico o esse seriado, mas tb é ficção como o mangá!

  • 7 de outubro de 2011 às 19:06 -

    galadriel

  • Eu acredito que, como nietzsche disse, o certo e errado dependem da sociedade. E se você for comparar o que é certo, errado, bom e ruim nessa série (enredo) com a nossa sociedade, é melhor nem começar a ler ou assistir. É um mundo novo, diferente de tudo o que conhecemos, com conceitos de bem e mal totalmente complexos e, pra falar a verdade, ninguém sabe o certo ou errado a ser feito.

  • 15 de fevereiro de 2012 às 03:25 -

    Janes Thomas

  • Nossa, a série não tem nada a ver com jogos… E vai ter muito gamer que paga de fodão boiando geral haha

  • 19 de agosto de 2012 às 01:23 -

    Vinicius Soares

  • Acabei de ver aqui o post e me animei, vou baixar. Estou querendo ver algo do tipo pra me distrair.

  • 10 de abril de 2013 às 20:34 -

    Elvis Saraiva

  • Nota 6 para Game of Thrones, mas vou tentar ver mais episodios, já assisti 2, Spartacus é BEM superior (nota 9).

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *