O Gamecube SP é uma curiosa homenagem ao Game Boy Advance

7 de novembro de 2018
Autor: Junior Candido

O GameCube é um console dos mais queridos. Com jogos exclusivos (alguns relançados para o Wii U posteriormente) como Zelda: Wind Waker e Super Mario Sunshine, o videogame da Nintendo chama atenção até hoje, graças aos seus games únicos, com o padrão Big N.

Outro console, da mesma época, que mantém até hoje uma interessante base de fãs é o Game Boy Advance. Com várias versões ao longo de sua história, a versão SP é a preferida. Por trazer luz interna e um formato bem portátil, que o fazia ser facilmente levado em um bolso, por exemplo.

Foi aí que surgiu uma boa ideia. Unir a portabilidade do Game Boy Advance, com os jogos incríveis do GameCube. Assim, Bill Paxton decidiu trabalhar, e desenvolver o seu GameCube SP. O portátil foi desenvolvido a partir de uma tela, usando o próprio controle do console, assim como seus botões, memory card, a instalação de saídas de som e de headphones. Além de uma placa mãe do videogame sem nenhuma modificação.

Também há uma saída VGA na lateral, mas não é para ligá-lo em um monitor. Ao invés disso, tal saída usa um adaptador, para se conectar um Memory Card. Que funciona como um segundo cartão de memória, feito para transferir os saves. Também há um slod para cartões SD. E o console não usa baterias, sendo alimentado com uma fonte original de GameCube.

O console não conta com muitas funções extras, ao contrário do Wii portátil, que conta até com chave seletora para os três estilos de jogatina no console (clássico, GameCube e WiiMote). Mas se aproveita das medidas menores do console, em comparação a seus contemporâneos, e o transforma em um portátil, para ser utilizado em casa, sem a necessidade de um televisor.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *